SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Educação em Saúde na 
Estratégia Saúde da 
Família 
CONTAGEM - 2014
Fundamentos Pedagógico em 
Enfermagem 
Docente: Vilmar Vilaça 
Discentes: Daiana Silva de Souza Miranda 
Danielle Dutra Otoni Pereira 
Guilherme Ronan Viana
"Se a educação sozinha não transforma a 
sociedade, sem ela, tampouco, a 
sociedade muda". 
Paulo Freire
A 8ª Conferência Nacional de Saúde realizada em 1986, 
a Constituição de 1988 estabeleceu uma seção sobre a 
saúde que trata de três aspectos principais: 
Abranger o conceito de 
saúde ; 
Legitima o direito de todas à 
saúde e dever do estado; 
Estabelece a Criação do SUS 
( Sistema Único de Saúde) 
(BRASIL, 2006)
Sistema Único de Saúde - SUS 
O SUS é regulamentado pelas seguintes leis 
• Lei 8.080 de 19 de Setembro de 1990. Que 
dispõem das condições de proteção e 
recuperação da saúde, e a organização do 
funcionamento dos serviços ofertados. 
• Lei 8.142 de 28 de Dezembro de 1990. Que 
dispõem a participação social, e os recursos 
financeiros na área da saúde. (BRASIL, 2006)
O Que é o SUS? 
O Sistema Único de Saúde é um 
sistema público, que representa uma 
conquista da sociedade brasileira 
porque promove a justiça social, com 
atendimento a todos os indivíduos. 
(BRASIL,2006)
Porque é um Sistema Único? 
Porque ele segue a mesma doutrina e 
os mesmos princípios organizativos 
em todo o território nacional, sob a 
responsabilidade das três esferas 
autônomas de governo federal, 
estadual e municipal. (BRASIL, 2006)
Entre as Políticas 
de Saúde Surge o 
Programa Saúde 
da Família - PSF
Programa Saúde da Família (PSF) 
surge no Brasil como uma estratégia de 
reorientação do modelo assistencial a 
partir da atenção básica, em 
conformidade com os princípios do 
SUS. (BRASIL, 2010)
• Iniciou-se em 1991, por meio do 
Programa de Agente Comunitário de 
saúde (PACS). 
• Em 1994 começa a ser formadas as 
primeiras Equipes do Programa Saúde 
da Família, incorporando os Agentes 
Comunitários de Saúde (ACS). 
(BRASIL, 2010)
Estratégia Saúde da Família - ESF 
• A partir de 2006, houve uma transição do 
PSF para a Estratégia Saúde da Família 
(ESF), consolidada por meio do Pacto 
pela Saúde (Portaria Nº 399 de 22 de 
fevereiro de 2006) e pela Política 
Nacional da Atenção Básica pela 
(Portaria Nº 648, de 28 de março de 
2006). (BRASIL, 2010)
Objetivo do ESF 
• Humanização das práticas de saúde por meio 
do estabelecimento de um vínculo entre os 
profissionais e a população; 
• Democratização do conhecimento do processo 
saúde-doença e da população social da saúde; 
• Desenvolvimento da cidadania, levando a 
população a reconhecer a saúde como direito; 
• Estimulação da organização da comunidade 
para o efetivo exercício do controle social. 
(BRASIL, 2010)
Educar para a 
Saúde
Educar para a Saúde 
• Dentre os diferentes ambientes dos 
serviços de saúde os da atenção básica se 
destaca pelo contexto privilegiado para 
propagação de práticas educativas em 
saúde, devido a proximidade com a 
comunidade destacando as ações de 
promoção e prevenção. 
(VASCONCELOS, 1900)
Educar para a Saúde 
• É necessário que a Equipe de saúde da 
família seja capacitada para assistência 
íntegral das famílias, destacando 
situações de risco à saúde na 
comunidade, desenvolvendo medidas 
educativas, voltadas à melhoria do auto-cuidado. 
(ALVES, 2005)
Educar para a Saúde 
A Educação Popular em Saúde 
enriquece as trocas interpessoais, entre 
profissional – usuário de forma 
horizontal por meio do diálogo e 
compreenção do saber popular. 
(ALVES, 2005)
Educar para a Saúde 
• Cada vez mais reconhece o saber do usuário 
sobre o processo de saúde- doença, sendo o 
mesmo capaz de desenvolver uma 
comunicação com os profissionais de saúde, 
estabelecendo uma análise crítica sobre a 
vivência na comunidade ajudando no 
desenvolvimento de estratégias que visam a 
melhoria da qualidade de vida. 
(VASCONCELO, 1999)
Educar para a Saúde 
• Educar para a saúde vai além da assistência 
curativa, indica dar prioridade a intervenção 
preventivas e promocionais. Desta forma, o 
desenvolvimento de ações educativas no ESF, 
deve ser realizadas em espaços convencionais, 
a exemplo dos grupos operativos e educativos, 
ou em espaços informais, como a consulta 
domiciliar afim de ser resolutivo nas 
demandas das famílias assistidas. 
(ALVES, 2005)
Educar para a Saúde 
• Por tanto é necessário contrapor o modelo 
tradicional e inserir o modelo dialógico, 
respeitando o saber dos indivíduos para os 
quais se destinam as ações de saúde, 
incluindo suas crenças, hábitos e o meio em 
que vivem, envolvendo os indivíduos nas 
ações, tendo em vista que só é possível a 
efetividade das ações com a participação da 
comunidade.(ALVES, 2005)
Referências 
• BRASIL. Ministério da Saúde. MAIS SAÚDE - DIREITO DE TODOS. Brasília, DF, 2006. 
Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/10001021420.pdf. 
Acesso em: 01/11/2014 
• BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de 
Atenção Básica. Memórias da saúde da família no Brasil. Brasília, DF, 2010. 
Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/livro_15.pdf. 
Acesso em: 05/11/2014 
• VASCONCELOS, E. M. Educação popular e a atenção à saúde da família. São 
Paulo: HUVITEC, 1999. 
• ALVES, V. S. Um modelo de educação em saúde para o Programa Saúde da 
Família: Pela integralidade da atenção e reorientação do modelo assistencial. 
2005 Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/icse/v9n16/v9n16a04. 
Acesso em: 30/10/2014
Educação em saúde na Estratégia saúde da Família.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

administração hospitalar
administração hospitalaradministração hospitalar
administração hospitalar
biblisaocamilo
 
Aula 6 Políticas Públicas de Saúde
Aula 6 Políticas Públicas de SaúdeAula 6 Políticas Públicas de Saúde
Aula 6 Políticas Públicas de Saúde
Jesiele Spindler
 
Administração em enfermagem hupe 2012
Administração em enfermagem hupe 2012Administração em enfermagem hupe 2012
Administração em enfermagem hupe 2012
Ismael Costa
 
Aula 1 politicas de saude no brasil
Aula 1   politicas de saude no brasilAula 1   politicas de saude no brasil
Aula 1 politicas de saude no brasil
kellyschorro18
 
Sistematização da assistência de enfermagem
Sistematização da assistência de enfermagemSistematização da assistência de enfermagem
Sistematização da assistência de enfermagem
Danilo Nunes Anunciação
 
Sistemas informacao de saude
Sistemas informacao de saudeSistemas informacao de saude
Sistemas informacao de saude
Fernandinhalima
 
Semiologia slide pronto 19112012 (1)
Semiologia slide pronto 19112012 (1)Semiologia slide pronto 19112012 (1)
Semiologia slide pronto 19112012 (1)
Karina Pereira
 
Apresentação administração de medicamentos (1)
Apresentação administração de medicamentos (1)Apresentação administração de medicamentos (1)
Apresentação administração de medicamentos (1)
ANDRESSA POUBEL
 

Mais procurados (20)

Ética e Bioética na enfermagem
Ética e Bioética na  enfermagemÉtica e Bioética na  enfermagem
Ética e Bioética na enfermagem
 
administração hospitalar
administração hospitalaradministração hospitalar
administração hospitalar
 
Evolução histórica das políticas de saúde no brasil
Evolução histórica das políticas de saúde no brasilEvolução histórica das políticas de saúde no brasil
Evolução histórica das políticas de saúde no brasil
 
Aula 1 saúde coletiva i slides aula - cópia
Aula 1 saúde coletiva i   slides aula - cópiaAula 1 saúde coletiva i   slides aula - cópia
Aula 1 saúde coletiva i slides aula - cópia
 
Aula 01 O Hospital
Aula 01 O HospitalAula 01 O Hospital
Aula 01 O Hospital
 
História da Saúde Pública no Brasil
História da Saúde Pública no BrasilHistória da Saúde Pública no Brasil
História da Saúde Pública no Brasil
 
Aula 6 Políticas Públicas de Saúde
Aula 6 Políticas Públicas de SaúdeAula 6 Políticas Públicas de Saúde
Aula 6 Políticas Públicas de Saúde
 
Administração em enfermagem hupe 2012
Administração em enfermagem hupe 2012Administração em enfermagem hupe 2012
Administração em enfermagem hupe 2012
 
Introdução à saúde do trabalhador
Introdução à saúde do trabalhadorIntrodução à saúde do trabalhador
Introdução à saúde do trabalhador
 
Aula 1 politicas de saude no brasil
Aula 1   politicas de saude no brasilAula 1   politicas de saude no brasil
Aula 1 politicas de saude no brasil
 
Sistematização da assistência de enfermagem
Sistematização da assistência de enfermagemSistematização da assistência de enfermagem
Sistematização da assistência de enfermagem
 
Aula 1 - HISTÓRIA, ÉTICA E LEGISLAÇÃO EM ENFERMAGEM
Aula 1 - HISTÓRIA, ÉTICA E LEGISLAÇÃO EM ENFERMAGEMAula 1 - HISTÓRIA, ÉTICA E LEGISLAÇÃO EM ENFERMAGEM
Aula 1 - HISTÓRIA, ÉTICA E LEGISLAÇÃO EM ENFERMAGEM
 
Sistemas informacao de saude
Sistemas informacao de saudeSistemas informacao de saude
Sistemas informacao de saude
 
Semiologia slide pronto 19112012 (1)
Semiologia slide pronto 19112012 (1)Semiologia slide pronto 19112012 (1)
Semiologia slide pronto 19112012 (1)
 
Historico sus
Historico susHistorico sus
Historico sus
 
Exercicios lei 8080/90
Exercicios lei 8080/90Exercicios lei 8080/90
Exercicios lei 8080/90
 
História da saúde pública no brasill
História da saúde pública no brasillHistória da saúde pública no brasill
História da saúde pública no brasill
 
HumanizaSUS
HumanizaSUSHumanizaSUS
HumanizaSUS
 
Apresentação administração de medicamentos (1)
Apresentação administração de medicamentos (1)Apresentação administração de medicamentos (1)
Apresentação administração de medicamentos (1)
 
Aula 1 - UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA-UTI (2).pptx
Aula 1 - UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA-UTI (2).pptxAula 1 - UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA-UTI (2).pptx
Aula 1 - UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA-UTI (2).pptx
 

Destaque

Estratégia saúde da família
Estratégia saúde da famíliaEstratégia saúde da família
Estratégia saúde da família
Ruth Milhomem
 
Aula saúde-da-família[1][1]
Aula saúde-da-família[1][1]Aula saúde-da-família[1][1]
Aula saúde-da-família[1][1]
Monica Mamedes
 
Mest Mestrado em saúde da familiaprof em saude da familia fiocruz
Mest Mestrado em saúde da familiaprof em saude da familia fiocruzMest Mestrado em saúde da familiaprof em saude da familia fiocruz
Mest Mestrado em saúde da familiaprof em saude da familia fiocruz
Bruna Rodrigues
 
Resumo esf
Resumo esfResumo esf
Resumo esf
Via Seg
 
Educação para a Saúde
Educação para a SaúdeEducação para a Saúde
Educação para a Saúde
Catarina Regina
 
Programa de saúde da família – PSF: Uma reflexão crítica dos PSFs sob a
Programa de saúde da família – PSF: Uma reflexão crítica dos PSFs sob aPrograma de saúde da família – PSF: Uma reflexão crítica dos PSFs sob a
Programa de saúde da família – PSF: Uma reflexão crítica dos PSFs sob a
DEISEAJALA
 
Saúde da Família: Uma estratégia para a reorientação do modelo assistencial
Saúde da Família: Uma estratégia para a reorientação do modelo assistencialSaúde da Família: Uma estratégia para a reorientação do modelo assistencial
Saúde da Família: Uma estratégia para a reorientação do modelo assistencial
Instituto Consciência GO
 

Destaque (20)

Estratégia saúde da família
Estratégia saúde da famíliaEstratégia saúde da família
Estratégia saúde da família
 
Programa de Saúde da Família (PSF
Programa de Saúde da Família (PSFPrograma de Saúde da Família (PSF
Programa de Saúde da Família (PSF
 
Saude da familia
Saude da familiaSaude da familia
Saude da familia
 
Competências do Enfermeiro e do gerente da Estratégia Saúde da Família: uma a...
Competências do Enfermeiro e do gerente da Estratégia Saúde da Família: uma a...Competências do Enfermeiro e do gerente da Estratégia Saúde da Família: uma a...
Competências do Enfermeiro e do gerente da Estratégia Saúde da Família: uma a...
 
Educação em saúde
Educação em saúdeEducação em saúde
Educação em saúde
 
Seminário educação em saúde
Seminário   educação em saúdeSeminário   educação em saúde
Seminário educação em saúde
 
Educação em saúde: conceitos e propósitos
Educação em saúde: conceitos e propósitosEducação em saúde: conceitos e propósitos
Educação em saúde: conceitos e propósitos
 
Educação e saúde
Educação e saúde Educação e saúde
Educação e saúde
 
Programa saúde da família
Programa saúde da famíliaPrograma saúde da família
Programa saúde da família
 
EDUCAÇÃO EM SAÚDE
EDUCAÇÃO EM SAÚDEEDUCAÇÃO EM SAÚDE
EDUCAÇÃO EM SAÚDE
 
Aula saúde-da-família[1][1]
Aula saúde-da-família[1][1]Aula saúde-da-família[1][1]
Aula saúde-da-família[1][1]
 
Mest Mestrado em saúde da familiaprof em saude da familia fiocruz
Mest Mestrado em saúde da familiaprof em saude da familia fiocruzMest Mestrado em saúde da familiaprof em saude da familia fiocruz
Mest Mestrado em saúde da familiaprof em saude da familia fiocruz
 
Gestão e Avaliação na Estratégia Saúde da Família
Gestão e Avaliação na Estratégia Saúde da FamíliaGestão e Avaliação na Estratégia Saúde da Família
Gestão e Avaliação na Estratégia Saúde da Família
 
Resumo esf
Resumo esfResumo esf
Resumo esf
 
Educação e saúde (leonardo)
Educação e saúde (leonardo)Educação e saúde (leonardo)
Educação e saúde (leonardo)
 
Educação para a Saúde
Educação para a SaúdeEducação para a Saúde
Educação para a Saúde
 
Programa de saúde da família – PSF: Uma reflexão crítica dos PSFs sob a
Programa de saúde da família – PSF: Uma reflexão crítica dos PSFs sob aPrograma de saúde da família – PSF: Uma reflexão crítica dos PSFs sob a
Programa de saúde da família – PSF: Uma reflexão crítica dos PSFs sob a
 
Saúde da Família: Uma estratégia para a reorientação do modelo assistencial
Saúde da Família: Uma estratégia para a reorientação do modelo assistencialSaúde da Família: Uma estratégia para a reorientação do modelo assistencial
Saúde da Família: Uma estratégia para a reorientação do modelo assistencial
 
Educaçao e Saude
Educaçao e SaudeEducaçao e Saude
Educaçao e Saude
 
Aula Educação em Saúde - Savassi - UFOP 2o período 2014
Aula Educação em Saúde - Savassi - UFOP 2o período 2014Aula Educação em Saúde - Savassi - UFOP 2o período 2014
Aula Educação em Saúde - Savassi - UFOP 2o período 2014
 

Semelhante a Educação em saúde na Estratégia saúde da Família.

Estrategia saude da familia em sobral oito anos
Estrategia saude da familia em sobral oito anosEstrategia saude da familia em sobral oito anos
Estrategia saude da familia em sobral oito anos
Renata Cristina
 
Agente comunitario de saúde
Agente comunitario de saúdeAgente comunitario de saúde
Agente comunitario de saúde
psfpacaembu
 
Guia alimentar para população brasileira
Guia alimentar para população brasileiraGuia alimentar para população brasileira
Guia alimentar para população brasileira
Aline Feitosa
 
Guia alimentar para a população brasileira. Ministério da Saúde, 2014.
Guia alimentar para a população brasileira. Ministério da Saúde, 2014.Guia alimentar para a população brasileira. Ministério da Saúde, 2014.
Guia alimentar para a população brasileira. Ministério da Saúde, 2014.
Luã Kramer de Oliveira
 
Apresentação do trabalho26
Apresentação do trabalho26Apresentação do trabalho26
Apresentação do trabalho26
Geovana26
 
Caderno de educação popular e saúde. ms%2 c 2007
Caderno de educação popular e saúde. ms%2 c 2007Caderno de educação popular e saúde. ms%2 c 2007
Caderno de educação popular e saúde. ms%2 c 2007
Mariangela Gama
 

Semelhante a Educação em saúde na Estratégia saúde da Família. (20)

Sp4 hupe-psf
Sp4 hupe-psfSp4 hupe-psf
Sp4 hupe-psf
 
Estrategia saude da familia em sobral oito anos
Estrategia saude da familia em sobral oito anosEstrategia saude da familia em sobral oito anos
Estrategia saude da familia em sobral oito anos
 
Aula Educação para a saúde diciplina.pptx
Aula Educação para a saúde diciplina.pptxAula Educação para a saúde diciplina.pptx
Aula Educação para a saúde diciplina.pptx
 
Saude bucal coletiva
Saude bucal coletivaSaude bucal coletiva
Saude bucal coletiva
 
POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO BÁSICA - PNAB
POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO BÁSICA - PNABPOLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO BÁSICA - PNAB
POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO BÁSICA - PNAB
 
Agente comunitario de saúde
Agente comunitario de saúdeAgente comunitario de saúde
Agente comunitario de saúde
 
Politica nacional %20saude_nv
Politica nacional %20saude_nvPolitica nacional %20saude_nv
Politica nacional %20saude_nv
 
00006127
0000612700006127
00006127
 
Agente Comunitário de Saúde.pdf
Agente Comunitário de Saúde.pdfAgente Comunitário de Saúde.pdf
Agente Comunitário de Saúde.pdf
 
Homero_problematizacao
Homero_problematizacaoHomero_problematizacao
Homero_problematizacao
 
auxiliar de saúde bucal.pdf
auxiliar de saúde bucal.pdfauxiliar de saúde bucal.pdf
auxiliar de saúde bucal.pdf
 
Apostila Auxiliar de Saúde Bucal a sa[ude
Apostila Auxiliar de Saúde Bucal a sa[udeApostila Auxiliar de Saúde Bucal a sa[ude
Apostila Auxiliar de Saúde Bucal a sa[ude
 
Guia alimentar para população brasileira
Guia alimentar para população brasileiraGuia alimentar para população brasileira
Guia alimentar para população brasileira
 
Guia alimentar para a população brasileira. Ministério da Saúde, 2014.
Guia alimentar para a população brasileira. Ministério da Saúde, 2014.Guia alimentar para a população brasileira. Ministério da Saúde, 2014.
Guia alimentar para a população brasileira. Ministério da Saúde, 2014.
 
Caderno de educação popular em saude
Caderno de educação popular em saudeCaderno de educação popular em saude
Caderno de educação popular em saude
 
Apresentação do trabalho26
Apresentação do trabalho26Apresentação do trabalho26
Apresentação do trabalho26
 
Planejamento e Gestão de Serviços de Saúde - Iuliana Marjory
Planejamento e Gestão de Serviços de Saúde - Iuliana MarjoryPlanejamento e Gestão de Serviços de Saúde - Iuliana Marjory
Planejamento e Gestão de Serviços de Saúde - Iuliana Marjory
 
Você sabe o que é o PSE?
Você sabe o que é o PSE?Você sabe o que é o PSE?
Você sabe o que é o PSE?
 
Especialização em Saúde da Família UNA - SUS
Especialização em Saúde da Família UNA - SUSEspecialização em Saúde da Família UNA - SUS
Especialização em Saúde da Família UNA - SUS
 
Caderno de educação popular e saúde. ms%2 c 2007
Caderno de educação popular e saúde. ms%2 c 2007Caderno de educação popular e saúde. ms%2 c 2007
Caderno de educação popular e saúde. ms%2 c 2007
 

Último

AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
ssuserbb4ac2
 

Último (20)

Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 

Educação em saúde na Estratégia saúde da Família.

  • 1. Educação em Saúde na Estratégia Saúde da Família CONTAGEM - 2014
  • 2. Fundamentos Pedagógico em Enfermagem Docente: Vilmar Vilaça Discentes: Daiana Silva de Souza Miranda Danielle Dutra Otoni Pereira Guilherme Ronan Viana
  • 3. "Se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela, tampouco, a sociedade muda". Paulo Freire
  • 4. A 8ª Conferência Nacional de Saúde realizada em 1986, a Constituição de 1988 estabeleceu uma seção sobre a saúde que trata de três aspectos principais: Abranger o conceito de saúde ; Legitima o direito de todas à saúde e dever do estado; Estabelece a Criação do SUS ( Sistema Único de Saúde) (BRASIL, 2006)
  • 5. Sistema Único de Saúde - SUS O SUS é regulamentado pelas seguintes leis • Lei 8.080 de 19 de Setembro de 1990. Que dispõem das condições de proteção e recuperação da saúde, e a organização do funcionamento dos serviços ofertados. • Lei 8.142 de 28 de Dezembro de 1990. Que dispõem a participação social, e os recursos financeiros na área da saúde. (BRASIL, 2006)
  • 6. O Que é o SUS? O Sistema Único de Saúde é um sistema público, que representa uma conquista da sociedade brasileira porque promove a justiça social, com atendimento a todos os indivíduos. (BRASIL,2006)
  • 7. Porque é um Sistema Único? Porque ele segue a mesma doutrina e os mesmos princípios organizativos em todo o território nacional, sob a responsabilidade das três esferas autônomas de governo federal, estadual e municipal. (BRASIL, 2006)
  • 8. Entre as Políticas de Saúde Surge o Programa Saúde da Família - PSF
  • 9. Programa Saúde da Família (PSF) surge no Brasil como uma estratégia de reorientação do modelo assistencial a partir da atenção básica, em conformidade com os princípios do SUS. (BRASIL, 2010)
  • 10. • Iniciou-se em 1991, por meio do Programa de Agente Comunitário de saúde (PACS). • Em 1994 começa a ser formadas as primeiras Equipes do Programa Saúde da Família, incorporando os Agentes Comunitários de Saúde (ACS). (BRASIL, 2010)
  • 11. Estratégia Saúde da Família - ESF • A partir de 2006, houve uma transição do PSF para a Estratégia Saúde da Família (ESF), consolidada por meio do Pacto pela Saúde (Portaria Nº 399 de 22 de fevereiro de 2006) e pela Política Nacional da Atenção Básica pela (Portaria Nº 648, de 28 de março de 2006). (BRASIL, 2010)
  • 12. Objetivo do ESF • Humanização das práticas de saúde por meio do estabelecimento de um vínculo entre os profissionais e a população; • Democratização do conhecimento do processo saúde-doença e da população social da saúde; • Desenvolvimento da cidadania, levando a população a reconhecer a saúde como direito; • Estimulação da organização da comunidade para o efetivo exercício do controle social. (BRASIL, 2010)
  • 13. Educar para a Saúde
  • 14. Educar para a Saúde • Dentre os diferentes ambientes dos serviços de saúde os da atenção básica se destaca pelo contexto privilegiado para propagação de práticas educativas em saúde, devido a proximidade com a comunidade destacando as ações de promoção e prevenção. (VASCONCELOS, 1900)
  • 15. Educar para a Saúde • É necessário que a Equipe de saúde da família seja capacitada para assistência íntegral das famílias, destacando situações de risco à saúde na comunidade, desenvolvendo medidas educativas, voltadas à melhoria do auto-cuidado. (ALVES, 2005)
  • 16. Educar para a Saúde A Educação Popular em Saúde enriquece as trocas interpessoais, entre profissional – usuário de forma horizontal por meio do diálogo e compreenção do saber popular. (ALVES, 2005)
  • 17. Educar para a Saúde • Cada vez mais reconhece o saber do usuário sobre o processo de saúde- doença, sendo o mesmo capaz de desenvolver uma comunicação com os profissionais de saúde, estabelecendo uma análise crítica sobre a vivência na comunidade ajudando no desenvolvimento de estratégias que visam a melhoria da qualidade de vida. (VASCONCELO, 1999)
  • 18. Educar para a Saúde • Educar para a saúde vai além da assistência curativa, indica dar prioridade a intervenção preventivas e promocionais. Desta forma, o desenvolvimento de ações educativas no ESF, deve ser realizadas em espaços convencionais, a exemplo dos grupos operativos e educativos, ou em espaços informais, como a consulta domiciliar afim de ser resolutivo nas demandas das famílias assistidas. (ALVES, 2005)
  • 19. Educar para a Saúde • Por tanto é necessário contrapor o modelo tradicional e inserir o modelo dialógico, respeitando o saber dos indivíduos para os quais se destinam as ações de saúde, incluindo suas crenças, hábitos e o meio em que vivem, envolvendo os indivíduos nas ações, tendo em vista que só é possível a efetividade das ações com a participação da comunidade.(ALVES, 2005)
  • 20. Referências • BRASIL. Ministério da Saúde. MAIS SAÚDE - DIREITO DE TODOS. Brasília, DF, 2006. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/10001021420.pdf. Acesso em: 01/11/2014 • BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Memórias da saúde da família no Brasil. Brasília, DF, 2010. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/livro_15.pdf. Acesso em: 05/11/2014 • VASCONCELOS, E. M. Educação popular e a atenção à saúde da família. São Paulo: HUVITEC, 1999. • ALVES, V. S. Um modelo de educação em saúde para o Programa Saúde da Família: Pela integralidade da atenção e reorientação do modelo assistencial. 2005 Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/icse/v9n16/v9n16a04. Acesso em: 30/10/2014