Elaboração de títulos jornalísticos para internet

522 visualizações

Publicada em

Aula de jornalismo

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
522
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Elaboração de títulos jornalísticos para internet

  1. 1. Elaboração de títulos exercícios
  2. 2. Exercício 1 Lula diz que Dilma será reeleita para presidente por ser mais preparada e também defende Petrobras Em entrevista publicada nesta segunda-feira (12) pelo jornal "A Tarde", da Bahia, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que Dilma será reeleita presidente nas eleições deste ano por ser a "mais preparada". O ex-presidente ainda defendeu a Petrobras e minimizou o caso da compra da refinaria Pasadena pela estatal nos Estados Unidos. A aquisição é alvo de uma CPI que pode começar a funcionar no Congresso Nacional nas próximas semanas. http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/05/1453016-lula-diz-que-dilma-sera-reeleita-por-ser-mais-preparada-e-defende-petrobras.shtml
  3. 3. Exercício 2 É fácil criticar a Fifa e usar a Copa para organizar manifestações, diz Valcke A 31 dias da abertura da Copa do Mundo, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, defendeu novamente o legado que o torneio deixará para o Brasil e se posicionou contra as manifestações que criticam a entidade. "A Copa do Mundo é uma maneira de acelerar uma série de investimentos em um país. É fácil criticar a Fifa, é fácil usar a Copa das Confederações ou a Copa do Mundo para organizar manifestações. Mas se o alvo é a Fifa porque ela é a causa do que está acontecendo no país, ele está errado. Se um país se candidata à Copa do Mundo, é com a ideia de se desenvolver, a ideia não é destruí-lo", disse Valcke em entrevista ao site da entidade nesta segunda- feira. http://www1.folha.uol.com.br/esporte/folhanacopa/2014/05/1453024-e-facil-criticar-a-fifa-e-usar-a-copa-para-organizar-manifestacoes-diz-valcke.shtml
  4. 4. Exercício 3 Analistas elevam projeção de crescimento do Produto Interno Bruto em 2014 para 1,69% A previsão de crescimento da economia brasileira em 2014 subiu de 1,63% para 1,69% na pesquisa Focus do Banco Central. Para 2015, a estimativa de expansão recuou de 1,91% para 1,90%. Há quatro semanas, as projeções eram, respectivamente, de 1,65% e 2,00%. A projeção para o crescimento do setor industrial em 2014 subiu de 1,21% para 1,24%. Para 2015, entretanto, os economistas diminuíram a previsão de avanço industrial de 2,65% para 2,37%. Quatro semanas antes, a Focus apontava estimativa de expansão de 0,70% para 2014 e de 2,95% em 2015 para o setor. http://economia.estadao.com.br/noticias/economia-brasil,analistas-elevam-projecao-de-crescimento-do-pib-em-2014-para-1-69,184464,0.htm
  5. 5. Exercício 4 Crise do Sistema Cantareira faz indústria reduzir consumo de água e ameaça produção de água em São Paulo A escassez de água e a possibilidade de racionamento, ainda que negada pelo governo de São Paulo, mobiliza os setores da indústria e da agricultura das regiões abastecidas direta ou indiretamente pelo Sistema Cantareira. A maioria das empresas ampliou medidas para economizar água e espera que a situação melhore em breve. Mas muitas estudam alternativas, como recorrer a caminhões- pipa. O problema já fez uma multinacional parar a produção por duas semanas. http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,crise-do-cantareira-faz-industria-reduzir-consumo-de-agua-e- ameaca-producao,1165359,0.htm
  6. 6. Exercício 5 Promotoria não vê riscos à investigação sobre Robson Marinho do TCE na instrução ao ex-chefe da Casa Civil de Mário Covas entre 1998 e 2002 O Ministério Público de São Paulo não vê riscos à investigação sobre o conselheiro Robson Marinho, do Tribunal de Contas do Estado (TCE), mesmo se os promotores fizerem uso do acórdão do Tribunal Penal de Belinzzona, na Suíça, para instruir acusação contra o ex-chefe da Casa Civil do governo Mário Covas (PSDB). O documento, de 28 páginas, confirma que Marinho recebeu US$ 953 mil em conta secreta em Genebra. O valor foi depositado em parcelas pelo empresário Sabino Indelicato, apontado como pagador de propinas do caso Alstom, esquema de corrupção no setor de energia do governo de São Paulo, entre 1998 e 2002, nos governos Covas e Geraldo Alckmin. http://blogs.estadao.com.br/fausto-macedo/promotoria-vao-ve-riscos-a-investigacao-sobre-robson-marinho/
  7. 7. Exercício 6 Condenados dos Diários Secretos custam R$ 822.300,00 por ano à Assembleia Legislativa do Paraná, segundo Ministério Público Condenados pela Justiça por, segundo o Ministério Público Estadual (MP), comandarem a quadrilha dos Diários Secretos, três ex-diretores da Assembleia Legislativa do Paraná ainda custam aos cofres públicos R$ 822,3 mil por ano em salários. Juntos, Abib Miguel, o Bibinho (ex-diretor-geral); José Ary Nassiff (administrativo) e Cláudio Marques da Silva (pessoal) recebem R$ 635,2 mil anuais de remuneração – já com os descontos, como Imposto de Renda e INSS. Dos 19 envolvidos no escândalo que já foram condenados, os três ainda permanecem na folha de pagamento da Casa por serem servidores de carreira. http://www.gazetadopovo.com.br/vidapublica/conteudo.phtml?tl=1&id=1468101&tit=Condenados-dos-Diarios-Secretos-custam-R-8223-mil-por-ano-a- Alep
  8. 8. Exercício 7 Entrevista O incêndio na boate Kiss em Santa Maria (RS) comoveu milhares de pessoas. Situações de desastres deixam marcas profundas e muito sofrimento. Em casos como este o acompanhamento psicológico é- fundamental. Em entrevista para a revista Entreverbos, a psicóloga clínica Paula Leverone relata sua experiência como voluntária no caso. Paula é formada pela PUCPR. Fez parte de sua graduação na Universitat de les Illes Balears (Palma de Mallorca–España). Cursou “Atenção e Intervenção em crises de emergência – pós desastres (Módulo I e II)” no 4 Estações Instituto de Psicologia em São Paulo. http://www.entreverbos.com.br/?p=2029
  9. 9. Exercício 8 Notícia Sirlei Rodrigues, comerciante no Mercado Municipal de Curitiba, possui uma banca de frutas e verduras há mais de 40 anos. Segundo ela,o movimento do setor tem crescido mais e mais, com o destaque para a estação mais quente do ano: o verão. Nessa época, o aumento das vendas chega a atingir em média cerca de 40%. A comerciante disse que, nos últimos anos, a fruta mais procurada pelos clientes tem sido o mamão que, segundo ela, vem fazendo parte da mesa de café da manhã de muitas famílias. http://www.entreverbos.com.br/?p=3264
  10. 10. Exercício 9 Perfil Como toda sua delicadeza, daquelas “de escorpião” que se entregam de corpo e alma sobre uma causa, Maira de Souza Nunes, 37, licenciada e bacharel em História pela UFPR, especialista em docência do ensino superior pela UFRJ e mestre em História Política pela UERJ, não esconde sua personalidade forte, questionadora e inconformada com a sociedade contemporânea. Para tanto, transforma suas aulas de História em um cenário para reflexões sobre a realidade, principalmente pelo viés da cultura. Maira, que é casada e mãe de dois filhos, Ian (11) e Tom (2), foi por cinco anos oficial técnica do Exército Brasileiro. Mesmo com as grandes dificuldades que teve por conta hierarquia e rígida disciplina militar, ela comenta o que tirou de proveito nesta fase da sua vida: “Foi uma oportunidades muito valiosa tanto profissional quanto pessoal, local onde adquiri habilidades para estar em sala de aula, coisa que não possuía”. Atitude que contribuiu não apenas para sua formação, mas também para manter a ordem, o respeito e a admiração de seus alunos. http://www.entreverbos.com.br/?p=792
  11. 11. Exercício 10 Artigo Os gastos públicos com obras da Copa do Mundo foram um dos motivos que levaram milhares de brasileiros às ruas em julho. Diante da revolta popular, muitos governantes manifestaram surpresa, como se não soubessem que a população tem o direito de questionar e reprovar (ou aprovar) despesas do governo. Primeiramente, a Prefeitura de Curitiba veio a público dizer que não bancaria os aumentos dos custos da obra de ampliação e reforma da Arena da Baixada. E o governador Beto Richa afirmou que o Estado não colocará dinheiro extra no estádio. http://www.entreverbos.com.br/?p=2879

×