Análise de conteúdo

675 visualizações

Publicada em

Aula de comunicação

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
675
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Análise de conteúdo

  1. 1. M É T O D O S D E P E S Q U I S A E M C O M U N I C A Ç Ã O P R O F . D R . G U I L H E R M E C A R V A L H O ANÁLISE DE CONTEÚDO
  2. 2. ANÁLISE DE CONTEÚDO • História • Método das ciências humanas e sociais • Uso de várias técnicas de pesquisa • Os cantos de Sião (90 hinos) – século XVIII • Estudo da propaganda nazista • Posição dos jornais em períodos eleitorais • Origem positivista
  3. 3. ANÁLISE DE CONTEÚDO • Método inicial • Consolidação nos EUA • 1952 – Bernard Berelson “técnica de pesquisa para a descrição objetiva, sistemática e quantitativa do conteúdo manifesto na comunicação”
  4. 4. ANÁLISE DE CONTEÚDO • Quantidade • Superfície dos artigos, tamanho dos títulos, localização na página • Walter Lippman – Public Opinion (1922) • Pesquisas nos EUA buscavam propaganda subversiva e nazista, na segunda guerra.
  5. 5. ANÁLISE DE CONTEÚDO • Inferência • A partir dos dados formula-se inferências (deduções e induções) • Superação das críticas
  6. 6. ANÁLISE DE CONTEÚDO • AC na América Latina • Difundido pelo Centro Internacional de Estudos Superiores de Jornalismo para a AL (Ciespal) • Estudos do jornalismo • Formação técnico-profissional x clássico-humanista • Valorização do funcionalismo norte-americano • Luiz Beltrão
  7. 7. ANÁLISE DE CONTEÚDO • Importante na análise • Quais dados estão sob análise? • O contexto em que são publicados • Pressupostos do pesquisador • Objetivos e inferências • Critérios para validação dos resultados
  8. 8. ANÁLISE DE CONTEÚDO • 5 etapas • Organização da análise • A codificação • A categorização • A inferência • O tratamento informático
  9. 9. ANÁLISE DE CONTEÚDO • Organização da análise • Pré-análise • Exploração do material • Tratamento dos resultados obtidos e interpretação
  10. 10. ANÁLISE DE CONTEÚDO • Organização da análise • O que analisar (problema, hipótese, objetivos) • A constituição do corpus (documentos) • Exaustividade • Representatividade do material • Homogeneidade • Pertinência
  11. 11. ANÁLISE DE CONTEÚDO • Codificação • Escolha das unidade de registro e de contexto • Escolha das regras de enumeração • Frequência • Importância, atenção e ênfase • Intensidade ou força • Codificação (itens a serem observados)
  12. 12. ANÁLISE DE CONTEÚDO • Categorização • Classificação e reagrupamento das unidades de registro em número • Exclusão mútua • Homogeneidade • Pertinência • Inferência
  13. 13. ANÁLISE DE CONTEÚDO • Tratamento informático • Análise estatística (SPSS)
  14. 14. ANÁLISE DE CONTEÚDO • Caso • Violette Morin – “Le Voyage de Nikita Khrouchtchev en France à travers la presse parisienne“ • Análise de reportagens sobre a visita de Nikita Kruschev à França em 1960 • 7 diários e 9 seminários (corpus) • 13 dias
  15. 15. ANÁLISE DE CONTEÚDO • Caso • 8.532 unidades • 69 categorias • Palavras: “a acolhida pariesiense”, “política franco- russa”, “medidas de segurança”, “trocas comerciais” • 6 grandes temas: “excursão na França”, “Kruschev- de Gaulle”, “problemas políticos”, “comitiva”, “outros problemas” e “acontecimentos sociais”
  16. 16. ANÁLISE DE CONTEÚDO • Caso • http://www.persee.fr/web/revues/home/prescript/ article/comm_0588-8018_1961_num_1_1_919 • Pag 101

×