Objetivos e princípios da minha escola

240 visualizações

Publicada em

Mais um fundamento da minha atividade de professor e palestrante.
Another foundation of my teaching activity and speaker

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
240
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Objetivos e princípios da minha escola

  1. 1. Objetivos e Princípios da minha Escola Uma visão pessoal
  2. 2. Escola de Aperfeiçoamento • Do ponto de vista formal esta Escola procura oferecer ilustração e conhecimento interdisciplinar para os mais diversos profissionais contemplados direta ou indiretamente no meu programa,mas também para todos aqueles que queiram adquirir esta ilustração por razões somente pessoais.
  3. 3. O verdadeiro Conhecimento • O verdadeiro Conhecimento não é quantitativo(embora a quantidade tenha o • seu lugar),mas o qualitativo,ou seja,o discernimento. • Como a Filosofia ensina:o homem não é o Ser que sabe ,mas sabe que sabe(sabe o sabido,aquilo que adquiriu).
  4. 4. O conhecimento puro,pelo conhecimento • Só conhecimento puro,pelo conhecimento constrói sentido e a História. • O profissional especializado tem o direito de existir e o seu lugar,mas aquele,interdisciplinar e humanista,também. • Dentro de certos objetivos e sistemas de referência,cada um destes profissionais é imprescindível.
  5. 5. Se... • O especializado demonstra amor irrestrito à sua profissão,ato que é uma forma de amor também à humanidade,o interdisciplinar busca,com sua atividade,mudar a realidade,questionando de forma crítica,a inércia. • O problema do especializado é se paralisar • Enquanto que o outro se dispersa.O equilíbrio • É necessário.
  6. 6. Só ... • Se é profissional se a sua relação com a atividade de escolha é amadoristicamente,direta e sem mediações outras que não o amor. • Por outro lado há um momento em que isto não basta e é preciso ser profissional:quando existe o outro,aquele que se beneficia do nosso trabalho.
  7. 7. Neste momento... • Esquecemos os nosso desejos pessoais para oferecer ao outro tudo o que aprendemos.O traço de união entre o amadorismo e a profissionalidade é o que aprendemos como técnica e saber.
  8. 8. O saber erudito e interdisciplinar • Pode não mudar a condição do profissional especializado
  9. 9. Kant • Kant afirmava que o Direito Positivo,derivado da experiência dos povos,se bastava e que a Filosofia podia contribuir fazendo parte ou não deste processo,segundo a escolha destes povos. • Isso é uma verdade.
  10. 10. Contudo... • O saber erudito e interdisciplinar modifica o homem,o profissional e isto o torna mais apto na comunicação com os beneficiários de seu trabalho
  11. 11. Esta Escola • É endereçada aos profissionais que querem se modificar e também aos que são cidadãos que querem conhecer.
  12. 12. Os profissionais • Os profissionais sabem porque procuram esta ilustração. • O cidadão comum precisa se perguntar e precisa entender este projeto antes d e procurar estes saberes.
  13. 13. Neste sentido • Aqui ,nesta exposição,ponho os critérios de participação nos cursos e palestras da minha Escola.
  14. 14. A internet • A internet é uma grande possibilidade,mas é composta de muita gente que a pensa como terra de ninguém,sem responsabilidade. • Se ela não tem um centro de governo (e repressão)ela conta com a norma internalizada daquele cidadão que vê estas oportunidades como algo sério e essencial para viver e crescer.
  15. 15. Assim sendo • Da mesma forma que na Academia de Platão estava escrito no pórtico: • “ Aqui não entre quem não souber Geometria” • Nesta minha escola está dito: • “ Aqui não entre quem não tem dentro de si • A norma,qualquer que seja ela”
  16. 16. Assim como • Platão expulsa da Escola toda a demagogia • Aqui também não se faz demagogia.
  17. 17. Esta Escola • É profissional,o professor cobra,não raro,mas não vive para cobrar,para o dinheiro,mas para o saber. • Da mesma forma a cobrança não é feita para que o professor enriqueça rápido,mas dentro de limites,para que o aluno em geral tenha acesso e para que o professor viva com dignidade profissional e não como empresário
  18. 18. Em breve • Colocarei os preços e critérios de cobrança e o Código de Ética da Escola,mas seus objetivos e princípios estão aí.
  19. 19. Informações • ecaxeiro@hotmail.com

×