Coimbra tem mais encanto…Terá? Mata Nacional do Choupal vs. Rio Mondego Mª de Jesus  2009
Coimbra cantada pelos poetas Pára,  Mondego ! Pára, não prossigas, Prateado rio, não caminhes para o mar; Ouve da minha bo...
Rio Mondego <ul><li>É tudo bastante claro...como água! </li></ul><ul><li>Estas águas são habitat de barbos, bogas, trutas,...
Boga ( Chondrostoma polylepis) Ruivaca,  ( Rutilus macrolepidotus )
Enguia  ( Anguilla Anguilla ) Peixe vermelho Carassius Auratus  Truta arco-íris ( Oncorhynchus mykiss )  Truta-fário  (Sal...
Mata Nacional do Choupal <ul><li>Apresenta-se como uma floresta caracterizada por um povoamento misto, irregular, de folho...
Mata Nacional do Choupal (cont) <ul><li>Funciona como um pulmão que purifica muito do oxigénio de que necessitamos   </li>...
Garça-vermelha ( Ardea purpurea ) Milhafre-preto ( Milvus migrans )  Pato-real ( Anas platyrhynchos ) Cegonha-branca ( Cic...
Pernilongo  ( Himantopus himantopus) Andorinha-do-mar-anã  ( Sterna albifrons ),
Raposa  (Vulpes vulpes) Lontra ( Lutra lutra )
Acção Antrópica <ul><li>A construção de barragens tem levado à alteração da deposição e arrastamento de materiais finos e ...
<ul><li>A diminuição do caudal do rio Mondego aliada à eventual existência de fertilizantes poderá estar na base da acumul...
Efeitos da acção antrópica <ul><li>Alterações/lesões encontradas em amostras de peixes recolhidas são sugestivas de proble...
<ul><li>Os peixes de água doce e migradores apresentam a percentagem mais elevada de animais classificados em categorias d...
<ul><li>A Quercus aponta várias medidas a adoptar para preservar a biodiversidade, como a criação de refúgios e a preserva...
<ul><li>As alterações climáticas já estão a obrigar as espécies a adaptar-se, seja através de mudanças de habitat, alteraç...
<ul><li>Sem água não há vida   </li></ul><ul><li>Sem a Biodiversidade não sobreviveremos na TERRA </li></ul>Um elevado núm...
<ul><li>Para assegurar a existência das condições favoráveis à vida precisamos viver de acordo com a “capacidade” do plane...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

AlteraçõEs ClimáTicas, Biodiversidade E EvoluçãO

664 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Turismo, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
664
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

AlteraçõEs ClimáTicas, Biodiversidade E EvoluçãO

  1. 1. Coimbra tem mais encanto…Terá? Mata Nacional do Choupal vs. Rio Mondego Mª de Jesus 2009
  2. 2. Coimbra cantada pelos poetas Pára, Mondego ! Pára, não prossigas, Prateado rio, não caminhes para o mar; Ouve da minha boca as palavras amigas, Que te podem salvar! […] Eugénio de Castro Do Choupal até à Lapa foi Coimbra meus amores e sombra da minha capa deu no chão abriu em flores Zeca Afonso
  3. 3. Rio Mondego <ul><li>É tudo bastante claro...como água! </li></ul><ul><li>Estas águas são habitat de barbos, bogas, trutas, enguias, lampreias e outras espécies piscícolas. </li></ul>
  4. 4. Boga ( Chondrostoma polylepis) Ruivaca, ( Rutilus macrolepidotus )
  5. 5. Enguia ( Anguilla Anguilla ) Peixe vermelho Carassius Auratus Truta arco-íris ( Oncorhynchus mykiss ) Truta-fário (Salmo trutta fario) Pimpão Carassius carassius
  6. 6. Mata Nacional do Choupal <ul><li>Apresenta-se como uma floresta caracterizada por um povoamento misto, irregular, de folhosas caducifólias, o que lhe confere características únicas de exploração florestal e de suporte da vida animal. </li></ul><ul><li>Funciona como um pulmão que purifica muito do oxigénio de que necessitamos </li></ul><ul><li>A Mata é rica, nela habitam colónias de aves onde nidificam, raposas, lontras e muitas outras espécies. </li></ul>
  7. 7. Mata Nacional do Choupal (cont) <ul><li>Funciona como um pulmão que purifica muito do oxigénio de que necessitamos </li></ul><ul><li>A Mata é rica, nela habitam colónias de aves onde nidificam, raposas, lontras e muitas outras espécies. </li></ul>
  8. 8. Garça-vermelha ( Ardea purpurea ) Milhafre-preto ( Milvus migrans ) Pato-real ( Anas platyrhynchos ) Cegonha-branca ( Ciconia ciconia ), Flamingo-comum ( Phoenicopterus roseus ) Alfaiate ( Recurvirostra avosetta ),
  9. 9. Pernilongo ( Himantopus himantopus) Andorinha-do-mar-anã ( Sterna albifrons ),
  10. 10. Raposa (Vulpes vulpes) Lontra ( Lutra lutra )
  11. 11. Acção Antrópica <ul><li>A construção de barragens tem levado à alteração da deposição e arrastamento de materiais finos e consequente desaparecimento de áreas adequadas à reprodução. As barragens diminuíram os caudais. A regularização dos rios criam barreiras físicas como açudes que não têm “portas” para as lampreias possam subir o rio. A degradação das zonas de desova, por erosão da bacia, alterações do habitat, leito e velocidade da corrente e pressão humana. </li></ul><ul><li>A pesca de algumas espécies </li></ul><ul><li>tem levado a uma redução do </li></ul><ul><li>efectivo populacional. </li></ul>As alterações climáticas completam o rol de &quot;atentados&quot; à espécie . Lampreia Petromyzon marinus L. 1758
  12. 12. <ul><li>A diminuição do caudal do rio Mondego aliada à eventual existência de fertilizantes poderá estar na base da acumulação de plantas aquáticas no troço que atravessa a cidade em Coimbra. </li></ul><ul><li>O assoreamento do leito do Mondego, na cidade de Coimbra, e os fertilizantes agrícolas e esgotos despejados a montante são causas prováveis do aparecimento invulgar de uma grande quantidade de plantas nas águas do rio.  </li></ul>Junto ao Parque Verde do Mondego surgiram ranúnculos, cujo aparecimento terá resultado da acumulação excessiva de areia, no leito do rio, e da nitrificação das suas águas. Parque Verde do Mondego
  13. 13. Efeitos da acção antrópica <ul><li>Alterações/lesões encontradas em amostras de peixes recolhidas são sugestivas de problemas ecológicos, e em certos casos podem até apontar para problemas de perturbação da saúde e reprodução das espécies piscícolas, provável redução de biodiversidade. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Os peixes de água doce e migradores apresentam a percentagem mais elevada de animais classificados em categorias de ameaçadas (Criticamente em Perigo, Em Perigo, Vulneráveis) ou quase ameaçadas: 69 por cento. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>A Quercus aponta várias medidas a adoptar para preservar a biodiversidade, como a criação de refúgios e a preservação de habitats que permitam uma adaptação de longo termo, o estabelecimento de redes de áreas protegidas terrestres, aquáticas e marinhas e o reforço da investigação sobre as ligações entre alterações climáticas e biodiversidade. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>As alterações climáticas já estão a obrigar as espécies a adaptar-se, seja através de mudanças de habitat, alterações nos ciclos de vida, ou o desenvolvimento de novas características físicas. </li></ul><ul><li>Porém, nem todas conseguirão fazê-lo. As previsões indicam que cerca de um milhão de espécies serão extintas devido ao aquecimento global. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Sem água não há vida </li></ul><ul><li>Sem a Biodiversidade não sobreviveremos na TERRA </li></ul>Um elevado número de poluentes é libertado para o ambiente diariamente, acabando por ir parar aos ecossistemas aquáticos. A contaminação das águas de superfície e/ou subterrâneas com poluentes de diferentes origens associada à problemática da água como um recurso cada vez mais escasso
  18. 18. <ul><li>Para assegurar a existência das condições favoráveis à vida precisamos viver de acordo com a “capacidade” do planeta. </li></ul><ul><li>A Terra está nas nossas mãos. </li></ul>

×