Thomas young
                                                                                         Trabalho Realizado ...
ESTAMOS   NA   WEB!


                                                EXAMPLE.COM




Organização

                       ...
Página        3                                                                                       Thomas         young...
Volume        1,    Ed ição      1                                                                                        ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Thomas Yong

1.206 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Thomas Yong

  1. 1. Thomas young  Trabalho Realizado por: Aldina Magalhães nº2 CURIOSIDADES Nuna Lopes nº17  NASCEU a 13 de Junho de 1773 em Milverton e faleceu a 10 de Maio de 1829 em Londres Físico THOMAS YONG  FOI um físico, egiptólogo britâ- Foi conhecido pela experiência da dupla fenda, que possibilitou a determinação do nico. carácter ondulatório da luz. Yong exerceu a medicina durante toda a sua vida (primeiros trabalhos o cristalino com 26 anos de idade), mas ficou conhecido por seus trabalhos em óptico , onde ele explica o fenómeno da interferência e em mecânica, pela definição do módulo de Yong. Ele se interessou também pela egiptologia, participando do estudo da Pedra de Roseta.  Thomas Young celebrizou-se pelas suas investigações no campo da óptica; descobriu as relações do músculo ciliar com a forma do cristalino (1793), o astigmatismo no olho humano e a sua medição (1801) e a interferência da luz, contribuindo deste modo para confirmar a teoria ondulatória (1801). Young contribuiu também para formular a teoria sob a percepção da cor, mais tarde desenvolvido por Helmholtz. Young sugeriu que o olho tem três tipos de receptores de cores e que a mistura dos sinais que transmi- tem ao cérebro determina o tipo de luz que está a ser visto. A ideia de tricromia de Young estava certa. Os olhos têm três tipos de terminais nervosos, ou cones, para a cor da luz. Cada tipo de cone é mais sensível a uma diferente gama de cores. Se for vista luz violeta, só um dos cones produz um sinal que o cérebro interpreta violeta. Com uma mistura igual de vermelho, verde e azul todos os cones produzem sinais que o cérebro intercepta como branco. Em 1801, Young descreveu uma experiência que mudou o modo de compreender o fenómeno da luz. Young tinha estudado o olho e a voz humana e isso levou-o a pensar nas semelhanças entre a luz e o som. Muitos estudiosos acreditavam que o som se deslocava em ondas e parecia muito possível a Young que o mesmo acontecesse com a luz. Tal como o cientista italiano Francesco Grimaldi, Young observou que os raios luminosos se espalhavam ou difractavam quando passavam através de uma estreita fenda. Experimentou então ver o que acontecia quando a luz solar passasse através de duas fendas lado a lado, projectando-se num écran. Verificou que se as fendas eram largas e afastadas pro- duziam duas faixas de luz que se sobrepunham. Experiência de Young : Na experiência de Young, a luz passa através de uma estreita fenda que provoca a sua difracção indo atingir uma Segunda placa com fendas estreitas muito próximas. Estas dão origem a duas novas difracções da luz. Conforme as ondas de luz saem por cada fenda e se difractam vão colidir com as da outra fenda. Por vezes as ondas são de fases idênticas, outras vezes próximas ou então completamente afastadas. No primeiro caso, elas adicionam-se e dá-se a esse fenómeno o nome de interferência constru- tiva. No segundo caso, anulam-se e temos uma interferência destrutiva. O efeito dos dois tipos interferência pode ser verificado porque fazem franjas claras ou escuras ao atingirem o ecrã. As interferências são produzidas por alguma coisa que refracta a luz em ondas que se podem adicionar ou anular: grelhas de difracção, bolas de sabão, discos compactos e até asas de borboleta criam desenhos de interferência. http://pt.wikipedia.org/wiki/Thomas_Young ESCOLA: D.Luís Mendonça Furtado
  2. 2. ESTAMOS NA WEB! EXAMPLE.COM Organização Este é um bom local para incluir um peque- no parágrafo sobre a organização. Pode G E P E incluir o objectivo da organização, a mis- são, data de fundação e um pequeno histo- rial. Também pode incluir uma breve lista dos tipos de produtos, serviços ou progra- Endereço da actividade Linha de endereço 2 mas que a organização fornece, a cobertura Linha de endereço 3 Linha de endereço 4 geográfica (por exemplo, os mercados Tel: 219-235-401 nacionais ou europeus) e um perfil dos Fax: 219-235-401 tipos de clientes ou membros a servir. Correio electrónico: alguem@example.com Também é útil incluir um nome de contacto para que os leitores possam obter mais informações sobre a organização. Linha com o slogan da empresa. T í t u l o d o b l o c o d a p á g i n a d e c o n t r a c a p a O módulo de Yong ou : Para a maioria dos metais, módulo de elasticidade é este módulo varia entre 45 um parâmetro mecânico GPa, para o magnésio, até que proporciona uma medi- 407 GPa, para o tungstênio. da da rigidez de um mate- onde (em unidades do SI): Os polímeros geralmente rial sólido. E é o módulo de Young, possuem módulo de elasti- medido em pascal. Obtém-se da razão entre a F é a força medida em new- tensão (ou pressão) exerci- ton. da e a deformação unitária A é a área da secção atra- sofrida pelo material. Isto é, vés da qual é exercida a tensão, e mede-se em metros quadrados. Δl é a variação do compri- : mento, medido em metros. l0 é o comprimento inicial Legenda que descreve a imagem ou gráfi- medido em metros. co.
  3. 3. Página 3 Thomas young T í t u l o d o b l o c o i n t e r i o r Este bloco pode conter entre tim é torná-lo útil para os demasiado longos. 150 e 200 palavras. leitores. Grande parte do conteúdo Uma das vantagens de utili- Um modo excelente de adi- do boletim pode ser utiliza- zar o boletim como veículo cionar conteúdo útil a um do no Web site. O Microsoft promocional é o facto de boletim é desenvolver e Publisher fornece um modo poder reutilizar o conteúdo escrever os seus próprios simples de converter um de outros materiais de mar- artigos, incluir um calendá- boletim numa publicação na keting, tais como comunica- rio de eventos futuros ou Web. Deste modo, quando ções à imprensa, estudos de uma oferta especial que tiver terminado de o escre- mercado e relatórios. promova um novo produto. ver, pode convertê-lo num Web site e publicá-lo. Apesar de o objectivo princi- Também poderá encontrar pal da distribuição de um artigos para o boletim ace- boletim ser a venda do pro- dendo à World Wide Web. duto ou serviço, o segredo Pode escrever sobre vários Legenda que descreve a para o sucesso de um bole- tópicos, mas não crie artigos imagem ou gráfico. T í t u l o d o b l o c o i n t e r i o r Este bloco pode conter entre Se o boletim for distribuído apresentar novos funcioná- 100 e 150 palavras. internamente, poderá falar rios ou os melhores clientes “Para chamar de novos procedimentos ou ou fornecedores. a atenção do Os temas que podem apare- melhorias registadas na leitor, coloque cer nos boletins são virtual- empresa. Os valores de ven- mente ilimitados. Pode das ou lucros indicarão o uma frase incluir histórias sobre tecno- crescimento da empresa. interessante logias ou inovações actuais ou uma citação na sua área de negócios. Alguns boletins incluem uma do bloco aqui.” coluna que é actualizada em Também poderá indicar ten- todas as edições, tal como dências comerciais ou econó- uma coluna de conselhos, micas ou fazer previsões uma crítica a livros, uma para os seus clientes. carta do presidente ou um editorial. Também poderá T í t u l o d o b l o c o i n t e r i o r Este bloco pode conter entre tar transmitir. Evite selec- Após ter seleccionado uma 75 e 125 palavras. cionar imagens que pare- imagem, coloque-a perto do çam estar fora do contexto. artigo. Certifique-se de que A selecção de imagens ou coloca a legenda perto da gráficos é uma parte impor- O Microsoft Publisher inclui imagem. tante da adição de conteúdo milhares de imagens de ao boletim. ClipArt que poderá seleccio- nar e importar para o seu Pense no seu artigo e per- boletim. Existem ainda gunte a si próprio se a ima- várias ferramentas que gem suporta ou melhora a poderá utilizar para dese- Legenda que descreve a mensagem que está a ten- nhar formas e símbolos. imagem ou gráfico.
  4. 4. Volume 1, Ed ição 1 Página 4 T í t u l o d o b l o c o i n t e r i o r 200 palavras. volver e escrever os seus próprios artigos, incluir um calendário de Uma das vantagens de utilizar o eventos futuros ou uma oferta espe- boletim como veículo promocional é cial que promova um novo produto. o facto de poder reutilizar o conteúdo de outros materiais de marketing, Também poderá encontrar artigos tais como comunicações à imprensa, para o boletim acedendo à World estudos de mercado e relatórios. Wide Web. Pode escrever sobre vários tópicos, mas não crie artigos Apesar de o objectivo principal da demasiado longos. distribuição de um boletim ser a venda do produto ou serviço, o Grande parte do conteúdo do boletim Legenda que descreve a imagem ou grá- segredo para o sucesso de um bole- pode ser utilizado no Web site. O fico. tim é torná-lo útil para os leitores. Microsoft Publisher fornece um modo simples de converter um boletim Um modo excelente de adicionar numa publicação na Web. Deste Este bloco pode conter entre 150 e conteúdo útil a um boletim é desen- modo, quando tiver terminado de o T í t u l o d o b l o c o i n t e r i o r “Para chamar a Este bloco pode conter entre Se o empresa. atenção do 100 e 150 palavras. bole- Os valo- tim res de leitor, coloque Os temas que podem apare- for vendas uma frase cer nos boletins são virtual- “Para chamar a atenção do leitor, distri- ou lucros interessante ou mente ilimitados. Pode incluir buído coloque uma frase interessante ou indicarão uma citação do histórias sobre tecnologias ou inter- uma citação do bloco aqui.” o cresci- inovações actuais na sua área bloco aqui.” mento da de negócios. empresa. Também poderá indicar ten- Alguns dências comerciais ou econó- boletins incluem uma coluna namente, poderá falar de micas ou fazer previsões para que é actualizada em todas novos procedimentos ou os seus clientes. as edições, tal melhorias registadas na T í t u l o d o b l o c o i n t e r i o r Este bloco pode conter entre do contexto. coloca a Legenda que 75 e 125 palavras. legenda perto descreve a O Microsoft Publisher inclui da imagem. imagem ou gráfico. A selecção de imagens ou milhares de imagens de Cli- gráficos é uma parte impor- pArt que poderá seleccionar e tante da adição de conteúdo importar para o seu boletim. ao boletim. Existem ainda várias ferra- mentas que poderá utilizar Pense no seu artigo e pergun- para desenhar formas e sím- te a si próprio se a imagem bolos. suporta ou melhora a mensa- gem que está a tentar trans- Após ter seleccionado uma mitir. Evite seleccionar ima- imagem, coloque-a perto do gens que pareçam estar fora artigo. Certifique-se de que

×