Obesidade

1.045 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.045
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Obesidade

  1. 1. A obesidade é um problema gravíssimo a nível dos países ditos mais desenvolvidos . SAIBA QUE… 1 bilião de pessoas em todo o mundo tem excesso de peso e destes, 300 milhões são considerados obesos . Em Portugal estima-se que cerca de 53% da população tenha excesso de peso e que 14% sejam consideradas obesas . SÓ na Europa as doenças provocadas pela obesidade matam cerca de 320.000 pessoas por ano.
  2. 2. As doenças A obesidade mórbida está associada a graves doenças tais como: hipertensão arterial; diabetes; doenças cardiovasculares; tromboses; refluxo gástrico; cancro; Depressão.
  3. 3. AS CONSEQUÊNCIAS O risco de morte é 12 vezes superior ao indivíduo sem excesso de peso . A taxa de mortalidade de mulheres com 50 % além do peso, é o dobro das mulheres com peso normal; subindo para oito vezes se houver a diabetes associada. Em pessoas com obesidade severa, o risco de apresentar diabetes está aumentado cerca de 53 vezes, e de alguns cancros é 5 vez.
  4. 4. consequências Quando o se atinge os duzentos quilos, a hipótese de viver mais sete anos é de apenas 50 %. Um outro facto que ilustra a gravidade da obesidade são os indivíduos que entraram para o livro dos recordes onde nenhuma das pessoas mais pesadas do mundo ultrapassou os 40 anos de idade..
  5. 5. Consequências Para piorar, o obeso tem a sua doença quot;estampada na caraquot; para que todos o vejam, o julguem e o discriminem. Como se não bastassem as doenças que trazem consigo, não bastasse ter dificuldade em realizar as mais simples tarefas , do dia a dia essas pessoas são discriminadas e humilhadas pela pior de todas as doenças, o preconceito.
  6. 6. Alerta É preciso alertar que a banda ,sendo uma prótese composta de silicone e titânio, materiais muito utilizados no arsenal médico e que são para durarem toda a vida, já sendo utilizados em cirurgia da obesidade na Europa há mais de 15 anos, mas que ao longo de toda uma vida podem apresentar desgastes. Nesta situação, caso venha a proporcionar o aumento de peso, a banda pode ser substituída através de um novo procedimento laparóscopico.
  7. 7. Em que casos está indicada A cirurgia está indicada para os pacientes adultos que apresentam IMC superior a 40 kg/m2 , ou superior a 35 kg/m2 acompanhado de doenças que venham a beneficiar clinicamente com a redução do peso. O paciente deve estar completamente consciente dos riscos e benefícios e estar disposto a mudar seu estilo de vida, alimentação e seguir as orientações e o acompanhamento médico.
  8. 8. Em que casos está contra - indicada Está contra-indicada em pacientes que têm uma alta propensão a não seguir as instruções pós-operatórias e o acompanhamento médico, bem como naquelas situações médicas que possam representar um risco adicional não justificável para o paciente como por exemplo: Depressão, endógena gástrica importante, alcoólicos e usuários de drogas ilícitas.
  9. 9. Como se alimentar A capacidade para ingerir alimentos líquidos e líquido-pastosos não sofre uma redução tão dramática. Portanto tem de haver uma colaboração do paciente no sentido de evitar estes alimentos de alto teor calórico, para que a perda de peso não fique comprometida. Portanto, não se pode esperar que a cirurgia quot;milagrosamentequot; venha transformar pessoas extremamente obesas sem a devida cooperação.
  10. 10. Como se alimentar O paciente é forçado a mastigar bastante e a comer lentamente, ingerindo pequenas quantidades de cada vez, promovendo um estímulo constante do paladar e uma sensação de saciedade mais precoce; consequentemente há uma redução do volume diário ingerido, levando a uma diminuição do aporte calórico diário e a perda de peso.
  11. 11. A colocação da banda gástrica é realizada através de laparoscopia, ou seja, cinco pequeninas punções pelas quais são introduzidos os instrumentos para realização da operação e uma micro-câmera para visualização da cavidade abdominal e seus órgãos. Pelo facto de não precisar de realizar grandes incisões, o paciente tem menos dor pós-operatória, minimizando complicações sobre a parede abdominal. A primeira cirurgia bariátrica ,feita por laparóscopia foi a banda gástrica ajustável.
  12. 12. Colocação da banda gástrica A técnica da banda gástrica ajustável consiste na colocação de um pequeno anel ao redor da porção superior do estômago, divide-o em dois compartimentos: um pequeno que fica acima da banda e irá armazenar pouca quantidade de alimento que, quando cheio, causa a sensação de saciedade; e um segundo compartimento maior, que é o resto do estômago normal abaixo da banda, e que continuará a participar do processo digestivo, recebendo e enviando o alimento para o duodeno.
  13. 13. colocação da banda gástrica A banda gástrica é colocada ,porém é mantida desinsuflada por pelo menos trinta dias para que o processo de cicatrização ajude a fixar a banda no local. Após este período o anel começa a ser insuflado ajustando-se o tamanho do novo reservatório gástrico e sua velocidade de esvaziamento. Inicialmente é injectado entre 3,0 e 5,0 ml de líquido no portal de injecção implantado sob a pele.
  14. 14. Ajuste da banda gástrica O procedimento é feito através de uma punção realizada no próprio consultório .Com o passar dos meses, a banda vai sendo reajustada de acordo com (o peso perdido). A capacidade máxima da banda é de 9,0ml. Mais líquido na banda significa menor capacidade de ingerir alimentos, enquanto menos líquido permite uma maior passagem do alimento . É importante salientar que, ninguém, excepto o cirurgião, deverá puncionar o portal de injecção, sob pena de causar infecção ou vazamentos na banda gástrica
  15. 15. ANTES DEPOIS 130KG 55KG
  16. 16. Antes Depois 140kg 79kg Como vêem pelas imagens ,o resultado final é fantástico!!! Vale a pena lutar pelo nosso bem estar físico e psicológico.
  17. 17. Curso (IOSI) Formador: Vítor Carneiro

×