SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
Órgãos do Sentido
Os cinco sentidos fundamentais do corpo humano: O Paladar – identificamos os sabores;  O Olfato – sentimos odor ou cheiro; O Tato – sentimos o frio, o calor, a pressão atmosférica, etc; A Audição – captamos os sons;  A Visão – observamos as cores, as formas, os contornos, etc; Os órgãos dos sentidos recebem os estímulos (luz, som, gosto, cheiro, etc;) e os transmitem ao cérebro, através de nervos sensoriais. O cérebro então entende a mensagem produzindo a sensação. 
Órgãos encarregados para cada sentido A língua – para a gustação;  As fossas nasais – para o olfato; A pele – para o tato; Os ouvidos – para a audição;  Os olhos – para a visão.
A pele e os receptores cutâneos: Os receptores sensoriais são formados por fibras nervosas, que se organizam formando diferentes corpúsculos sensoriais. Alguns desses corpúsculos são encarregados da percepção do tato leve. Ex.: quando passamos a mão levemente sobre algum objeto, são esses os corpúsculos que permitem saber o formato do objeto ou se ele é áspero ou liso; estes corpúsculos são abundantes na palma das mãos e na planta dos pés. Corpúsculos de Meissner – tato; Corpúsculos de Krause – frio; Corpúsculos de Ruffini – calor; Corpúsculo de Paccini – pressão; Terminações nervosas – dor.
A dor é percebida por terminações nervosas livres que chegam até a pele. Portanto estas terminações livres não formam corpúsculos sensoriais      A pele é o maior órgão do corpo humano, num adulto sua massa é de mais ou menos 5kg, sendo formada por duas camadas:  Epiderme – camada externa, formada por tecido epitelial; as células epidérmicas mais superficiais são impregnadas de uma de uma proteína impermeabilizante; queratina que evita a desidratação e representa uma barreira para a penetração dos micróbios em nosso corpo. ·        Derme – Camada mais profunda, formada de tecido conjuntivo. A derme contém vasos capilares e terminação nervosa.
Tipos de glândulas encontradas na pele: Glândulas sudoríparas – produzem e eliminam o suor;  Glândulas sebáceas – apresentam-se em forma de cacho e são menos numerosas que as sudoríparas, produzem e eliminam uma secreção gordurosa que lubrifica os pêlos da pele.
A língua e o Paladar: Distinguimos os sabores pelo sentido da gustação, chamado também de paladar. O órgão da gustação é a língua. A língua apresenta duas superfícies: ·        Superior ou dorsal – tem numerosas rugosidades chamadas de papilas linguais;  ·        Inferior ou ventral – apresenta-se relativamente lisa.
Nas papilas linguais existem terminações nervosas chamadas de corpúsculos gustativos, especializados em sentir o gosto. Estes corpúsculos acham-se espalhados por toda a língua. As papilas percebem quatro tipos básicos de gosto, mas cada sabor é sentido com maior intensidade em determinada região da língua: ·        O doce é o salgado são percebidos com maior intensidade na ponta;  ·        O azedo é percebido nas bordas;  ·        O amargo é sentido na base.
As fossas nasais e o olfato: As fossas nasais são responsáveis pelo olfato. O homem e o macaco são animais com o olfato pouco desenvolvido, apesar disto somos capazes de distinguir certos alimentos e bebidas pelo cheiro. Na parte superior das fossas nasais, a mucosa que constituem as terminações do nervo olfativo. O ar transporta, até as fossas nasais, substâncias diversas que sensibilizam as células olfativas. Então a mensagem é conduzida pelo nervo olfativo até o cérebro, onde é interpretada.
Os ouvidos e a audição: A audição é a capacidade de ouvir sons. Os órgãos da são os ouvidos. Sons muitos agudos ou muito grave não são percebidos pelo ouvido humano. Os nossos ouvidos ficam encaixados nos ossos  temporais. Cada ouvido possui três partes, que são: Ouvido externo, interno e o médio
Função de cada ouvido: ·        O ouvido externo – é formado por duas partes: pavilhão auricular (orelha), sua função é captar os sons, direcionando - os para o interior do conduto auditivo. Canal auditivo externo é um canal que conduz o som para o interior do ouvido; no conduto existem pêlos e glândulas que produzem o cerúmen (cera amarelada); os pêlos e o cerúmen protegem o ouvido contra a entrada de corpos estranhos. ·        Ouvido médio – (caixa do tímpano), situa-se dentro do osso temporal. Nele se encontra o tímpano que é uma fina membrana. No ouvido médio existem ainda três pequenos ossos: bigorna, martelo e estribo, Eles se articulam uns com os outros e recebem a vibração da membrana do tímpano. Do ouvido médio sai um canal, a trompa de Eustáquio que vai até a faringe. Sua função é manter a pressão da caixa do tímpano igual a pressão atmosférica. ·        Ouvido interno – recebe também o nome de labirinto, e divide-se em três partes: vestíbulo que é uma cavidade separada pelo ouvido médio e janela oval; canais semicirculares – são três tubos em forma de semicírculos; cóclea e caracol – é um canal de 2,5 cm, com forma de espiral.
Os olhos e a visão Os olhos são os órgãos responsáveis pela visão. Temos dois globos oculares, cada uma parede é formada por três membranas: ·        Esclerótica – membrana mais externas, de cor branca e opaca. Na parte da frente, apresenta uma saliência e é transparente, recebendo o nome de córnea. ·        A coróide – localizada sobre a esclerótica é muito rica em vasos sangüíneos, o sangue circula nessa membrana e nutre as células do olho. Na parte da frente, a coróide apresenta uma região circular, a íris. No centro da íris há um orifício, a pupila. ·        A retina – Camada mais interna e sensível do globo ocular. O nosso campo de visão é relativamente limitado, embora tridimensional (podemos ver em três dimensões dos objetos) e com profundidade (conseguimos ver além da imagem enfocada).
 O caminho da imagem: Quando olhamos um objeto, a luz que ele emite penetra em nosso olho, atravessando todos os meios transparentes – córnea, humor aquoso, cristalino e humor vítreo – até chegar a retina, onde a imagem é percebida. Então a imagem é conduzida pelo nervo óptico até o cérebro, onde é interpretada. Aquilo que enxergamos, constitui uma resposta do cérebro ao estímulo recebido pela retina.
Proteção dos olhos e as Lágrimas: Proteção: ·        Pálpebras – Há uma superior e uma inferior; elas protegem os olhos, evitando a entra de objetos estranhos; ·        Cílios – estão presos às pálpebras e protegem os olhos contra a poeira; ·        Sobrancelhas – situam-se acima dos olhos; pode-se dizer que eles formam uma barreira contra o suor que escorre da testa. Lágrimas: Em cada olho existe uma glândula lacrimal, que fabrica um líquido chamado lágrima.  A função deste líquido é lubrificar e limpar o globo ocular, além de remover a sujeira.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Revisão para bimestral: Os Sentidos
Revisão para bimestral: Os SentidosRevisão para bimestral: Os Sentidos
Revisão para bimestral: Os Sentidos
Ediberg Moura
 
Os cinco sentidos
Os cinco sentidosOs cinco sentidos
Os cinco sentidos
Joice04
 
8 ano Tato, olfato e paladar
8 ano Tato, olfato e paladar8 ano Tato, olfato e paladar
8 ano Tato, olfato e paladar
Sarah Lemes
 
+Texto+informativo+ +os+órgãos+dos+sentidos-13+cópias
+Texto+informativo+ +os+órgãos+dos+sentidos-13+cópias+Texto+informativo+ +os+órgãos+dos+sentidos-13+cópias
+Texto+informativo+ +os+órgãos+dos+sentidos-13+cópias
sibelems
 
8 ano cap 7 o comando do corpo
8 ano cap 7 o comando do corpo8 ano cap 7 o comando do corpo
8 ano cap 7 o comando do corpo
Sarah Lemes
 

Mais procurados (20)

Órgãos dos Sentidos
Órgãos dos SentidosÓrgãos dos Sentidos
Órgãos dos Sentidos
 
Revisão para bimestral: Os Sentidos
Revisão para bimestral: Os SentidosRevisão para bimestral: Os Sentidos
Revisão para bimestral: Os Sentidos
 
Sistema sensorial
Sistema sensorialSistema sensorial
Sistema sensorial
 
Apresentação orgaos do sentidos
Apresentação orgaos do  sentidosApresentação orgaos do  sentidos
Apresentação orgaos do sentidos
 
Sistema sensorial
Sistema sensorialSistema sensorial
Sistema sensorial
 
Órgãos dos sentidos, Slid!
Órgãos dos sentidos, Slid!Órgãos dos sentidos, Slid!
Órgãos dos sentidos, Slid!
 
Os cinco sentidos
Os cinco sentidosOs cinco sentidos
Os cinco sentidos
 
Os Cinco Sentidos
Os Cinco SentidosOs Cinco Sentidos
Os Cinco Sentidos
 
Os sentidos
Os sentidosOs sentidos
Os sentidos
 
Órgãos dos sentidos
Órgãos dos sentidosÓrgãos dos sentidos
Órgãos dos sentidos
 
8 ano Tato, olfato e paladar
8 ano Tato, olfato e paladar8 ano Tato, olfato e paladar
8 ano Tato, olfato e paladar
 
Sentidos
SentidosSentidos
Sentidos
 
Os cinco sentidos
Os cinco sentidosOs cinco sentidos
Os cinco sentidos
 
8 ano cap 12 audição
8 ano cap 12   audição8 ano cap 12   audição
8 ano cap 12 audição
 
+Texto+informativo+ +os+órgãos+dos+sentidos-13+cópias
+Texto+informativo+ +os+órgãos+dos+sentidos-13+cópias+Texto+informativo+ +os+órgãos+dos+sentidos-13+cópias
+Texto+informativo+ +os+órgãos+dos+sentidos-13+cópias
 
3EM #01 Os 6 sentidos
3EM #01 Os 6 sentidos3EM #01 Os 6 sentidos
3EM #01 Os 6 sentidos
 
8 ano cap 7 o comando do corpo
8 ano cap 7 o comando do corpo8 ano cap 7 o comando do corpo
8 ano cap 7 o comando do corpo
 
Sistema Sensorial
Sistema SensorialSistema Sensorial
Sistema Sensorial
 
Histologia vegetal
Histologia vegetalHistologia vegetal
Histologia vegetal
 
Os 5 sentidos do cão
Os 5 sentidos do cãoOs 5 sentidos do cão
Os 5 sentidos do cão
 

Destaque

Aprsentaçao 5 sentidos
Aprsentaçao 5 sentidosAprsentaçao 5 sentidos
Aprsentaçao 5 sentidos
paulasalvador
 
João e-os-5-sentidos
João e-os-5-sentidosJoão e-os-5-sentidos
João e-os-5-sentidos
Mara Pinto
 
Avaliação de ciências 4ºbim 2º ano
Avaliação de ciências 4ºbim 2º anoAvaliação de ciências 4ºbim 2º ano
Avaliação de ciências 4ºbim 2º ano
Dayenne Sousa Alencar
 
Avaliação ciencias
Avaliação ciencias Avaliação ciencias
Avaliação ciencias
Isa ...
 
Corpo humano dinne e prik
Corpo humano dinne e prikCorpo humano dinne e prik
Corpo humano dinne e prik
Priscilacepja
 
Téssiny, daniel, juliana, maria rita ,carlos e amanda. piolho 2
Téssiny, daniel, juliana, maria rita ,carlos e amanda. piolho 2Téssiny, daniel, juliana, maria rita ,carlos e amanda. piolho 2
Téssiny, daniel, juliana, maria rita ,carlos e amanda. piolho 2
inclusaodigital2011
 
Energia no cotidiano e no sistema produtivo (1)
Energia no cotidiano e no sistema produtivo (1)Energia no cotidiano e no sistema produtivo (1)
Energia no cotidiano e no sistema produtivo (1)
carloscao
 

Destaque (20)

Aprsentaçao 5 sentidos
Aprsentaçao 5 sentidosAprsentaçao 5 sentidos
Aprsentaçao 5 sentidos
 
V.1 órgãos dos sentidos.
V.1 órgãos dos sentidos.V.1 órgãos dos sentidos.
V.1 órgãos dos sentidos.
 
João e-os-5-sentidos
João e-os-5-sentidosJoão e-os-5-sentidos
João e-os-5-sentidos
 
Trabalhando com os órgãos dos sentidos-Dayane Laurie Caixeta Dias-UFOP
Trabalhando com os órgãos dos sentidos-Dayane Laurie Caixeta Dias-UFOPTrabalhando com os órgãos dos sentidos-Dayane Laurie Caixeta Dias-UFOP
Trabalhando com os órgãos dos sentidos-Dayane Laurie Caixeta Dias-UFOP
 
Sistema Sensorial Completo
Sistema Sensorial CompletoSistema Sensorial Completo
Sistema Sensorial Completo
 
OS CINCO SENTIDOS HUMANOS
OS CINCO SENTIDOS HUMANOSOS CINCO SENTIDOS HUMANOS
OS CINCO SENTIDOS HUMANOS
 
Os+sentidos
Os+sentidosOs+sentidos
Os+sentidos
 
Avaliação de ciências 4ºbim 2º ano
Avaliação de ciências 4ºbim 2º anoAvaliação de ciências 4ºbim 2º ano
Avaliação de ciências 4ºbim 2º ano
 
Avaliação ciencias
Avaliação ciencias Avaliação ciencias
Avaliação ciencias
 
Sentidos paladar
Sentidos paladarSentidos paladar
Sentidos paladar
 
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da InfânciaCaderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
 
Apostilaanatomiai 100918162543-phpapp02
Apostilaanatomiai 100918162543-phpapp02Apostilaanatomiai 100918162543-phpapp02
Apostilaanatomiai 100918162543-phpapp02
 
Corpo humano dinne e prik
Corpo humano dinne e prikCorpo humano dinne e prik
Corpo humano dinne e prik
 
ÓRGÃOS DOS SENTIDOS
ÓRGÃOS DOS SENTIDOSÓRGÃOS DOS SENTIDOS
ÓRGÃOS DOS SENTIDOS
 
T
TT
T
 
Téssiny, daniel, juliana, maria rita ,carlos e amanda. piolho 2
Téssiny, daniel, juliana, maria rita ,carlos e amanda. piolho 2Téssiny, daniel, juliana, maria rita ,carlos e amanda. piolho 2
Téssiny, daniel, juliana, maria rita ,carlos e amanda. piolho 2
 
Trabalho tato (1)
Trabalho tato (1)Trabalho tato (1)
Trabalho tato (1)
 
TIPOS DE MORARIA
TIPOS DE MORARIATIPOS DE MORARIA
TIPOS DE MORARIA
 
Higiene habitação
Higiene habitaçãoHigiene habitação
Higiene habitação
 
Energia no cotidiano e no sistema produtivo (1)
Energia no cotidiano e no sistema produtivo (1)Energia no cotidiano e no sistema produtivo (1)
Energia no cotidiano e no sistema produtivo (1)
 

Semelhante a óRgãOs Do Sentido

Sistema sensorial .. anatomia
Sistema sensorial   .. anatomiaSistema sensorial   .. anatomia
Sistema sensorial .. anatomia
Alenice Aliane
 
Vamos descobrir o_corpo
Vamos descobrir o_corpoVamos descobrir o_corpo
Vamos descobrir o_corpo
7f14_15
 
1191456499 vamos descobrir_o
1191456499 vamos descobrir_o1191456499 vamos descobrir_o
1191456499 vamos descobrir_o
Pelo Siro
 
Sistema sensorial fisiologia
Sistema sensorial   fisiologiaSistema sensorial   fisiologia
Sistema sensorial fisiologia
Malu Correia
 

Semelhante a óRgãOs Do Sentido (20)

Órgãos do Sentido.ppt
Órgãos do Sentido.pptÓrgãos do Sentido.ppt
Órgãos do Sentido.ppt
 
Sistema sensorial .. anatomia
Sistema sensorial   .. anatomiaSistema sensorial   .. anatomia
Sistema sensorial .. anatomia
 
orgãos do sentido.pdf
orgãos do sentido.pdforgãos do sentido.pdf
orgãos do sentido.pdf
 
Trabalho de Anatomia - Sistema Sensora
Trabalho de Anatomia - Sistema SensoraTrabalho de Anatomia - Sistema Sensora
Trabalho de Anatomia - Sistema Sensora
 
Estímulos Nervosos
Estímulos NervososEstímulos Nervosos
Estímulos Nervosos
 
Trabalho sistema sensorial
Trabalho sistema sensorialTrabalho sistema sensorial
Trabalho sistema sensorial
 
Topografia animal - órgãos do sentido
Topografia animal - órgãos do sentidoTopografia animal - órgãos do sentido
Topografia animal - órgãos do sentido
 
Sistema sensorial veterinária
Sistema sensorial veterináriaSistema sensorial veterinária
Sistema sensorial veterinária
 
Apresentação de ciências
Apresentação de ciênciasApresentação de ciências
Apresentação de ciências
 
SLIDE OS SENTIDOS.pdf
SLIDE OS SENTIDOS.pdfSLIDE OS SENTIDOS.pdf
SLIDE OS SENTIDOS.pdf
 
Vamos descobrir o_corpo
Vamos descobrir o_corpoVamos descobrir o_corpo
Vamos descobrir o_corpo
 
Aula 08 sistema sensorial - anatomia e fisiologia
Aula 08   sistema sensorial - anatomia e fisiologiaAula 08   sistema sensorial - anatomia e fisiologia
Aula 08 sistema sensorial - anatomia e fisiologia
 
IMCG.Orgaos de Sentido.Resumo.Maior.dpptx
IMCG.Orgaos de Sentido.Resumo.Maior.dpptxIMCG.Orgaos de Sentido.Resumo.Maior.dpptx
IMCG.Orgaos de Sentido.Resumo.Maior.dpptx
 
Orgãos dos sentidos.pptx
Orgãos dos sentidos.pptxOrgãos dos sentidos.pptx
Orgãos dos sentidos.pptx
 
1191456499 vamos descobrir_o
1191456499 vamos descobrir_o1191456499 vamos descobrir_o
1191456499 vamos descobrir_o
 
Sentido da audição
Sentido da audiçãoSentido da audição
Sentido da audição
 
Aula 15 Mamíferos Eutérios 3
Aula 15 Mamíferos Eutérios 3Aula 15 Mamíferos Eutérios 3
Aula 15 Mamíferos Eutérios 3
 
Sistema sensorial - anatomia animal
Sistema sensorial - anatomia animalSistema sensorial - anatomia animal
Sistema sensorial - anatomia animal
 
orgãos dos sentidos do corpo humano.pdf
orgãos dos sentidos do corpo humano.pdforgãos dos sentidos do corpo humano.pdf
orgãos dos sentidos do corpo humano.pdf
 
Sistema sensorial fisiologia
Sistema sensorial   fisiologiaSistema sensorial   fisiologia
Sistema sensorial fisiologia
 

Último

Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
andreaLisboa7
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
azulassessoria9
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
LindinhaSilva1
 

Último (20)

livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolarMODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalBENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
 
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasInsegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 

óRgãOs Do Sentido

  • 2. Os cinco sentidos fundamentais do corpo humano: O Paladar – identificamos os sabores; O Olfato – sentimos odor ou cheiro; O Tato – sentimos o frio, o calor, a pressão atmosférica, etc; A Audição – captamos os sons; A Visão – observamos as cores, as formas, os contornos, etc; Os órgãos dos sentidos recebem os estímulos (luz, som, gosto, cheiro, etc;) e os transmitem ao cérebro, através de nervos sensoriais. O cérebro então entende a mensagem produzindo a sensação. 
  • 3. Órgãos encarregados para cada sentido A língua – para a gustação; As fossas nasais – para o olfato; A pele – para o tato; Os ouvidos – para a audição; Os olhos – para a visão.
  • 4. A pele e os receptores cutâneos: Os receptores sensoriais são formados por fibras nervosas, que se organizam formando diferentes corpúsculos sensoriais. Alguns desses corpúsculos são encarregados da percepção do tato leve. Ex.: quando passamos a mão levemente sobre algum objeto, são esses os corpúsculos que permitem saber o formato do objeto ou se ele é áspero ou liso; estes corpúsculos são abundantes na palma das mãos e na planta dos pés. Corpúsculos de Meissner – tato; Corpúsculos de Krause – frio; Corpúsculos de Ruffini – calor; Corpúsculo de Paccini – pressão; Terminações nervosas – dor.
  • 5. A dor é percebida por terminações nervosas livres que chegam até a pele. Portanto estas terminações livres não formam corpúsculos sensoriais      A pele é o maior órgão do corpo humano, num adulto sua massa é de mais ou menos 5kg, sendo formada por duas camadas:  Epiderme – camada externa, formada por tecido epitelial; as células epidérmicas mais superficiais são impregnadas de uma de uma proteína impermeabilizante; queratina que evita a desidratação e representa uma barreira para a penetração dos micróbios em nosso corpo. ·        Derme – Camada mais profunda, formada de tecido conjuntivo. A derme contém vasos capilares e terminação nervosa.
  • 6. Tipos de glândulas encontradas na pele: Glândulas sudoríparas – produzem e eliminam o suor; Glândulas sebáceas – apresentam-se em forma de cacho e são menos numerosas que as sudoríparas, produzem e eliminam uma secreção gordurosa que lubrifica os pêlos da pele.
  • 7. A língua e o Paladar: Distinguimos os sabores pelo sentido da gustação, chamado também de paladar. O órgão da gustação é a língua. A língua apresenta duas superfícies: ·        Superior ou dorsal – tem numerosas rugosidades chamadas de papilas linguais; ·        Inferior ou ventral – apresenta-se relativamente lisa.
  • 8. Nas papilas linguais existem terminações nervosas chamadas de corpúsculos gustativos, especializados em sentir o gosto. Estes corpúsculos acham-se espalhados por toda a língua. As papilas percebem quatro tipos básicos de gosto, mas cada sabor é sentido com maior intensidade em determinada região da língua: ·        O doce é o salgado são percebidos com maior intensidade na ponta; ·        O azedo é percebido nas bordas; ·        O amargo é sentido na base.
  • 9. As fossas nasais e o olfato: As fossas nasais são responsáveis pelo olfato. O homem e o macaco são animais com o olfato pouco desenvolvido, apesar disto somos capazes de distinguir certos alimentos e bebidas pelo cheiro. Na parte superior das fossas nasais, a mucosa que constituem as terminações do nervo olfativo. O ar transporta, até as fossas nasais, substâncias diversas que sensibilizam as células olfativas. Então a mensagem é conduzida pelo nervo olfativo até o cérebro, onde é interpretada.
  • 10. Os ouvidos e a audição: A audição é a capacidade de ouvir sons. Os órgãos da são os ouvidos. Sons muitos agudos ou muito grave não são percebidos pelo ouvido humano. Os nossos ouvidos ficam encaixados nos ossos  temporais. Cada ouvido possui três partes, que são: Ouvido externo, interno e o médio
  • 11. Função de cada ouvido: ·        O ouvido externo – é formado por duas partes: pavilhão auricular (orelha), sua função é captar os sons, direcionando - os para o interior do conduto auditivo. Canal auditivo externo é um canal que conduz o som para o interior do ouvido; no conduto existem pêlos e glândulas que produzem o cerúmen (cera amarelada); os pêlos e o cerúmen protegem o ouvido contra a entrada de corpos estranhos. ·        Ouvido médio – (caixa do tímpano), situa-se dentro do osso temporal. Nele se encontra o tímpano que é uma fina membrana. No ouvido médio existem ainda três pequenos ossos: bigorna, martelo e estribo, Eles se articulam uns com os outros e recebem a vibração da membrana do tímpano. Do ouvido médio sai um canal, a trompa de Eustáquio que vai até a faringe. Sua função é manter a pressão da caixa do tímpano igual a pressão atmosférica. ·        Ouvido interno – recebe também o nome de labirinto, e divide-se em três partes: vestíbulo que é uma cavidade separada pelo ouvido médio e janela oval; canais semicirculares – são três tubos em forma de semicírculos; cóclea e caracol – é um canal de 2,5 cm, com forma de espiral.
  • 12. Os olhos e a visão Os olhos são os órgãos responsáveis pela visão. Temos dois globos oculares, cada uma parede é formada por três membranas: ·        Esclerótica – membrana mais externas, de cor branca e opaca. Na parte da frente, apresenta uma saliência e é transparente, recebendo o nome de córnea. ·        A coróide – localizada sobre a esclerótica é muito rica em vasos sangüíneos, o sangue circula nessa membrana e nutre as células do olho. Na parte da frente, a coróide apresenta uma região circular, a íris. No centro da íris há um orifício, a pupila. ·        A retina – Camada mais interna e sensível do globo ocular. O nosso campo de visão é relativamente limitado, embora tridimensional (podemos ver em três dimensões dos objetos) e com profundidade (conseguimos ver além da imagem enfocada).
  • 13.  O caminho da imagem: Quando olhamos um objeto, a luz que ele emite penetra em nosso olho, atravessando todos os meios transparentes – córnea, humor aquoso, cristalino e humor vítreo – até chegar a retina, onde a imagem é percebida. Então a imagem é conduzida pelo nervo óptico até o cérebro, onde é interpretada. Aquilo que enxergamos, constitui uma resposta do cérebro ao estímulo recebido pela retina.
  • 14. Proteção dos olhos e as Lágrimas: Proteção: ·        Pálpebras – Há uma superior e uma inferior; elas protegem os olhos, evitando a entra de objetos estranhos; ·        Cílios – estão presos às pálpebras e protegem os olhos contra a poeira; ·        Sobrancelhas – situam-se acima dos olhos; pode-se dizer que eles formam uma barreira contra o suor que escorre da testa. Lágrimas: Em cada olho existe uma glândula lacrimal, que fabrica um líquido chamado lágrima. A função deste líquido é lubrificar e limpar o globo ocular, além de remover a sujeira.