Sistema EndóCrino

3.602 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.602
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
41
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
88
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema EndóCrino

  1. 1. Sistema Endócrino
  2. 3. Glândula Pituitária ou Hipófise <ul><li>A hipófise possui uma função complexa e essencial para o bem-estar geral da pessoa. </li></ul><ul><li>Divide-se em duas partes: a anterior (ou adeno hipófise) e a posterior (ou neuro-hipófise). </li></ul><ul><li>A primeira é responsável pela produção dos hormônios prolactina, hormônio do crescimento, hormônio (ACTH), hormônio estimulador da tireóide (TSH), hormônio luteinizante (LH), hormônio folículo estimulante (FSH). </li></ul><ul><li>A hipófise posterior armazena e secreta os hormônios ocitocina e o hormônio Anti-Diurético. </li></ul>
  3. 4. Tireóide <ul><li>    Tireóide: é uma glândula pequena que fica localizada na região anterior do pescoço, em frente à passagem do ar. Controlam seu metabolismo. </li></ul><ul><li>A glândula tireóide produz diversos hormônios que são coletivamente denominados de hormônios tireoidianos . </li></ul><ul><li>Se a tireóide não estiver funcionando corretamente, ela pode produzir muito hormônio tireoidiano, o que faz com que os sistemas do corpo se acelerem. Tal fenômeno é chamado de “ hipertireoidismo ”. Ou então uma glândula tireóide com mau funcionamento pode produzir pouco hormônio tireoidiano, o que faz com que os sistemas do corpo reduzam sua atividade, o que se denomina de “ hipotireoidismo ”. </li></ul><ul><li>O hipotireoidismo não tratado pode gerar sintomas tais como fadiga, ganho de peso, depressão ou intolerância ao frio, além de níveis de colesterol aumentados, doença cardíaca e infertilidade. </li></ul>
  4. 5. As glândulas adrenais, também conhecidas como supra-renais, estão localizadas sobre cada rim, na parte de trás do abdômen superior. São glândulas vitais para o ser humano, pois possuem funções de extrema importância. As glândulas adrenais, também conhecidas como supra-renais, estão localizadas sobre cada rim, na parte de trás do abdômen superior. São glândulas vitais para o ser humano, pois possuem funções de extrema importância. São responsáveis pela produção de hormônios como a adrenalina e a noradrenalina, responsáveis pela reação de defesa contra o perigo e a tensão emocional; a aldosterona, que regula o sal no corpo; o cortisol, essencial para o metabolismo de proteínas, gorduras e carboidratos, entre outros. Glândulas Adrenais
  5. 6. Pâncreas O pâncreas produz o hormônio insulina, que regula o nível de glicose no sangue. Em certas condições, por exemplo, quando se ingere muito açúcar, o nível de glicose no sangue aumenta muito. Então o pâncreas libera insulina no sangue. Esse hormônio aumenta a absorção de glicose nas células. Assim, o excesso de glicose é retirado do sangue e o nível desse açúcar volta ao normal. Quando o pâncreas produz uma quantidade insuficiente de insulina, surge uma doença conhecida como diabetes . Nesse caso, o excesso de glicose permanece no sangue: é a hiperglicemia, constatada pela presença de glicose na urina. A incapacidade das células em absorver adequadamente a glicose do sangue provoca alguns sintomas como a sensação de fraqueza muscular e fome.
  6. 7. Ovário São glândulas muito importantes. Na puberdade, são responsáveis pela produção dos hormônios que irão transformar o corpo da menina em corpo de mulher (surgimento das mamas, arredondamento das formas, aparecimento dos pêlos pubianos...). São responsáveis pelo hormônio Estrógeno; que estimula o crescimento da mucosa uterina; desenvolve e mantém os caracteres sexuais secundários femininos.
  7. 8. Testículo A testosterona desenvolve e mantém as características sexuais secundárias masculinas, é anabólica, promove o crescimento e participa da formação do esperma. Também causa comportamento agressivo e aumenta a libido. Os andrógenos (hormônios masculinos) fazem aumentar os pelos do corpo enquanto os cabelos do couro cabeludo diminuem. Em alguns tecidos é produzida uma forma de testosterona, DHT, que tem maior estabilidade em combinação com o receptor e portanto produz um efeito mais duradouro. O DHT é necessário para a maturação das glândulas associadas e da genitália externa, enquanto a testosterona é mais importante para o crescimento da massa muscular, desenvolvimento da genitália interna, manutenção da libido masculina e vigor sexual.

×