CARACTERÍSTICAS DAS DIFERENTES ÁREAS DE EXPRESSÃO Ana Souto e Melo
Construção do colectivo como Unidade de Trabalho Dinâmica de Grupo O Jogo Ana Souto e Melo
Ana Souto e Melo Dinâmica de Grupo “ Os 10 mandamentos de um membro de grupo” 1º - Respeitar o próximo como ser humano 2º ...
Ana Souto e Melo 8º - Estar sempre sorridente 9º - Procurar definir bem o sentido das palavras no caso de discussões de gr...
Como participar num grupo de trabalho? - Conhecer o meio/empresa onde se trabalha - Conhecer os seus superiores - Conhecer...
Ana Souto e Melo Educação em Grupo Grande valor pedagógico Grande influência na integração da criança na sociedade Favorec...
Ana Souto e Melo Objectivo Final Papel do educador
Ana Souto e Melo Evolução das capacidades sociais da criança  (Sousa, 1979) 4-5 anos: - Egocentrista - Gosta de brincar “a...
7-8 anos: - Começa a mostrar interesse no grupo de mais velhos - Observa, imita e deseja fazer parte integrante no grupo -...
12 anos: - Começa a sentir-se pouco atraída pela vida em grupo, sentindo outras solicitações: relação social a nível do ad...
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

ConstruçãO Do Colectivo Como Unidade De Trabalho

336 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
336
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ConstruçãO Do Colectivo Como Unidade De Trabalho

  1. 1. CARACTERÍSTICAS DAS DIFERENTES ÁREAS DE EXPRESSÃO Ana Souto e Melo
  2. 2. Construção do colectivo como Unidade de Trabalho Dinâmica de Grupo O Jogo Ana Souto e Melo
  3. 3. Ana Souto e Melo Dinâmica de Grupo “ Os 10 mandamentos de um membro de grupo” 1º - Respeitar o próximo como ser humano 2º - Evitar cortar a palavra a quem fala, esperando a sua vez 3º - Controlar reacções agressivas ou irónicas 4º - Evitar ultrapassar os outros 5º - Procurar conhecer melhor os membros do seu grupo, a fim de compreendê-los e de se adaptar à personalidade de cada um 6º - Evitar assumir a responsabilidade atribuída a outro membro, a não ser a pedido deste ou em caso de emergência 7º - Procurar a causa das antipatias, a fim de vencê-las
  4. 4. Ana Souto e Melo 8º - Estar sempre sorridente 9º - Procurar definir bem o sentido das palavras no caso de discussões de grupo, a fim de evitar mal entendidos 10º - Ser modesto nas discussões; pensar que talvez o outro tenha razão e, se não, procurar compreender-lhe as razões (…)
  5. 5. Como participar num grupo de trabalho? - Conhecer o meio/empresa onde se trabalha - Conhecer os seus superiores - Conhecer os seus colegas - Conhecer-se a si mesmo (capacidade intelectual, cultura, aspirações, interesses, temperamento e carácter) (…) Ana Souto e Melo
  6. 6. Ana Souto e Melo Educação em Grupo Grande valor pedagógico Grande influência na integração da criança na sociedade Favorece o espírito de colaboração + Junção de conhecimentos diversos para se conseguirem criações artísticas
  7. 7. Ana Souto e Melo Objectivo Final Papel do educador
  8. 8. Ana Souto e Melo Evolução das capacidades sociais da criança (Sousa, 1979) 4-5 anos: - Egocentrista - Gosta de brincar “ao pé de outra” - Pouca reflexão sobre as acções 5-6 anos: - Menos individualista - Gosta de brincar “com outra”, aos pares ou a 3 6-7 anos: - Fim do egocentrismo - Mais cooperante - Associa-se com outras (3 a 5)
  9. 9. 7-8 anos: - Começa a mostrar interesse no grupo de mais velhos - Observa, imita e deseja fazer parte integrante no grupo - Participa activamente nas actividades do grupo 8-9 anos: - Vive intensamente a vida de grupo, como a coisa + importante da sua vida - Gosta de estar em grupo - Participa integralmente no grupo 10-11 anos: - Gosta do que o grupo faz - É activa e participante
  10. 10. 12 anos: - Começa a sentir-se pouco atraída pela vida em grupo, sentindo outras solicitações: relação social a nível do adolescente e integração na relação social adulta

×