www.NuevOrdeN.net ; www.NuevOrdeN.net/portugues
                           Um website à serviço do Povo e da Nação




Not...
www.NuevOrdeN.net ; www.NuevOrdeN.net/portugues
                           Um website à serviço do Povo e da Nação

conver...
www.NuevOrdeN.net ; www.NuevOrdeN.net/portugues
                           Um website à serviço do Povo e da Nação


     ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Documentos para todos ou nem todos os documentos

282 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
282
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Documentos para todos ou nem todos os documentos

  1. 1. www.NuevOrdeN.net ; www.NuevOrdeN.net/portugues Um website à serviço do Povo e da Nação Nota dos Editores da Ordem Nacionalista: as opiniões vertidas nestes artigos não tem por que ser necessariamente compartilhadas só pela equipe editorial da Ordem Nacionalista, somente mostram um ponto de vista pessoal. Documentos para todos ou nem todos os Documentos? Ou o que é o mesmo: a solidariedade dos imigrantes que só pedem os documentos que lhes beneficiam (direitos) e não os que lhes prejudicam (deveres). Há poucos dias os invasores de Lorca rememoravam os seus compatriotas mortos ao fazerem descarrilar um trem. A manifestação foi todo um alarde nacionalista de bandeiras equatorianas, alguma ou outra peruana, marroquina e argelina, da Espanha, país que os acolhe absolutamente nada. Se repetiam cenas de anteriores mobilizações de ilegais levantando bandeiras de seus países por nossas ruas, vinham à mente outras cenas similares pela Europa: milhares de judeus residentes na França, com passaporte francês animando e ondeando bandeiras do estado sionista em um França- Israel, ou turcos da Alemanha, nascidos em solo germânico, a maioria deles em suas vidas estiveram em solo otomano e no entanto com motivo de um encontro esportivo Alemanha-Turquia vão em massa renegar o país que os acolhe. O esporte eleva paixões e revela muitos sentimentos: os imigrantes, alguns de segunda geração, não sentem nem uma lealdade pela Europa, nem lealdade aos seus símbolos nem às suas leis nem aos seus cidadãos. Quão diferente da atitude dos cubanos vítimas do assassino do Caribe, em suas manifestações por Miami ou Washington misturam bandeiras dos EE.UU. e Cuba por um respeito que os africanos, asiáticos e índio-americanos (mestiços), nem têm nem terão por nossa pátria. A ONU e seus organismos mundialistas assalariados chamados ONG's defendem o direito à auto-determinação dos povos. Nós também. Mas auto- determinação não só é sinônimo de separatismo com respeito à outro país, também o é de decidir por nós mesmos e não através de Uniões Européias, Trilaterais ou FMI's, também o é o decidir continuar sendo europeus na Espanha, nada nos obriga a ser uma sociedade multi-racial a ter que agüentar seus costumes absurdos e degradantes, não temos por que eliminar todas as imagens humanas, nem praticar mutilações, não temos por que aprender swahili nem nomear as ruas em espanhol e chinês, não temos por que mudar nossas festas, nem circuncidar as meninas, nem temos por que agüentar mais criminalidade nem mais discriminação do estado. Nada nos obriga a morrer como povo à nos —1—
  2. 2. www.NuevOrdeN.net ; www.NuevOrdeN.net/portugues Um website à serviço do Povo e da Nação convertermos em um novo Bangladesh onde um telefone é uma peça de museu e uma Universidade era um edifício que se diz que existia em cada cidade. Não temos que suportar mais a insolidaridade dos imigrantes que nos invadem. Insolidários para com nós espanhóis que pagamos impostos, o imigrante quando pede "documentos" na realidade o que pede são documentos que lhes permitam residir tranqüilamente em nossa terra sem risco de expulsão, o resto dos "documentos" que implicam em deveres no caso de carteiras de motorista, seguros, impostos, etc, etc,... Não lhes interessam. A grande maioria dos equatorianos, ciganos e mouros circulam por nossa região sem carteira de motorista nem seguro, isso o sabe a Guarda Civil e o sabem as companhias de seguro onde há inscritos muito poucos imigrantes. Mas é que estes "documentos" custam, os de carro um mínimo de 70.000, as de moto em alguns casos chegam a valer tanto como o próprio veículo. Que paguem os espanhóis. O mesmo do outro "documento", o do IRPF, com o qual se financia a saúde, as bolsas escolares, as moradias... Ou seja tudo, esse tampouco o querem, preferem trabalhar (os que o fazem) de forma ilegal, cobrar um pouco menos e mandar-lo a seus países ou trocando os euros por dólares (ver "O que nos custa a Imigração"), total, se a assistência SANITÁRIA e EDUCATIVA é GRÁTIS até para os ilegais, para que pagar-la se já nos encarregamos disso (nós espanhóis). Pouca solidariedade para com os trabalhadores espanhóis que vão ao desemprego por concorrência desleal. Os meios de comunicação, os políticos corruptos e os rebeldes de escritório (ONG's) tentam nos convencer de que o imigrante sempre é uma vítima, que "vivem enganados" por umas máfias, NADA DISSO, sabem para que vêm e os quais não quando aterrissam na Espanha são orientados suficientemente por escritórios da Cruz Vermelha, sindicatos, escritórios municipais e estatais de atendimento ao imigrante, etc... Têm uma boa orientação legal, conhecem bem seus direitos e deveres, outra coisa é que sejam legais para o que querem. Sabem muito bem que o dinheiro enviado aos seus países não contribui a favorecer e beneficiar o nosso. Sabem que entrando com um visto de turista vão poder ficar melhor do que pedindo diretamente emprego de trabalhador em seu próprio país. Cada dois ou três meses os vizinhos destes em Murcia e Alicante se dão com faturas telefônicas milionárias e chamadas para países que nem sabem que existem, são o resultado de "gatos" nas caixas de conexão de telefone, eu não sei "gatear" telefones e acredito que a maioria dos espanhóis tampouco tem nem idéia, no entanto estes imigrantes"enganados" e "inocentes" nada mais que ao pisar na Espanha se tornaram técnicos. Também sei que se entro no Canadá com um visto de turista (isto é com intenção de visitar o país) e fico para viver, estou mentindo aos serviços de alfândega e possivelmente cometendo um crime. E se uma vez no Canadá aceito cobrar a metade que um canadense, porque o salário parecendo baixo para alguém que mora ali e fazer câmbio por pesetas me dá um "dinheirão", sei que isso é uma fraude ao estado canadense e aos trabalhadores, que meu chefe vai me despedir e denunciar. Já basta de pôr os imigrantes como vítimas de TUDO. Em todos esses escritórios de atendimento ao imigrante (repito) têm ao alcance todos os seus direitos e deveres, além dos espanhóis corruptos que subsistem com mentiras e falsidades. Aqui as únicas vítimas somos nós: os espanhóis. Se vejo que em "El Corte Inglés" um CD me custa 2.995 pesetas e em uma esquina um preto me vende a 500 e compro dele, ninguém está me enganando, sei que infrinjo os direitos autorais e o mais grave é que prejudico os espanhóis que (vendem CD's ou outra mercadoria) pagam licenças, impostos e demais encargos. Nem uma máfia me engana, compro o CD por que vejo que é mais barato, se depois não o ouço me **** (bad word) por querer ter economizado meu próprio dinheiro, mas não me acontece de ir chorar na TV me fazendo de vítima e dizer que me enganaram. E onde se lê CD se pode ler "entrar ilegalmente em um país", perdoem pela indireta. Conclusão? —2—
  3. 3. www.NuevOrdeN.net ; www.NuevOrdeN.net/portugues Um website à serviço do Povo e da Nação Contra a Imigração: Deportação LEVANTE-SE, ESPANHA, PORTUGAL E BRASIL ARIANO. DIGAM NÃO AOS IMIGRANTES LEGAIS E ILEGAIS! Traduzido por Nacionalista88 Imigração Colaborações Ordem Nacionalista —3—

×