R Malware no Windows e nos sistemas baseados em UNIX Rafael Polo
<ul><li>O termo malware é proveniente do inglês malicious software e define um software destinado a infiltrar em um sistem...
<ul><li>Softwares que por alguma falha podem causar alguma das intenções de um malware também são definidos como tal. </li...
<ul><li>A família de Sistemas Operacionais da Microsoft ganhou uma importante versão com o Windows NT que foi projetado pa...
<ul><li>Importante perceber que o Windows é o principal alvo de malwares pois concentra boa parte dos usuários de PCs, pri...
Fonte: VirusList.com
<ul><li>O Unix é um sistema operacional de multitarefa preemptiva. Isso significa que, quando esgota-se um determinado int...
<ul><li>Há o mito de que sistemas Unix são imunes; ilusão. Comparando com o Windows realmente são  muito menos vulneráveis...
 
<ul><li>A mais recente análise sobre malwares mostra os países que onde houve as maiores tentaivas de infecção pela web. <...
 
<ul><li>Com a maior população na América Latina, um terço da população,  cerca de 70 milhões de pessoas, tem acesso à rede...
<ul><li>Ataques por banco </li></ul>
R Centro Universitário Bennett 2° semestre de 2009
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Malwares

470 visualizações

Publicada em

malwares em unix e windows

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
470
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Malwares

  1. 1. R Malware no Windows e nos sistemas baseados em UNIX Rafael Polo
  2. 2. <ul><li>O termo malware é proveniente do inglês malicious software e define um software destinado a infiltrar em um sistema de computador alheio de forma ilícita com os intuitos de causar algum dano ou roubo de informações. </li></ul><ul><li>São classificados em: </li></ul><ul><li>Vírus </li></ul><ul><li>Worms </li></ul><ul><li>Cavalos de tróia </li></ul><ul><li>Spywares </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Softwares que por alguma falha podem causar alguma das intenções de um malware também são definidos como tal. </li></ul><ul><li>Todos os sistemas operacionais contemporâneos são classificados entre Windows e sistemas Unix. Por mais que o código de um cavalo de tróia ou de um spyware tenham boa parte do código em comum compilado para o Windows ou para um Unix, a abordagem é totalmente diferente, uma vez que a própria arquitetura e estrutura de diretórios e permissões reflitam naturezas distintas. </li></ul><ul><li>Os métodos para “grampear” o teclado, copiar a tela do usuário, se instalar na inicialização do sistema ou mesmo ejetar o CD são funções executadas diretamente ao Sistema Operacional, apesar de existirem boas bibliotecas de abstração, principalmente no que diz respeito a manipulação de arquivos. </li></ul><ul><li>Há grandes dificuldades no desenvolvimento de um malware multiplataforma, possívelmente os malwares multiplataformas são apenas aqueles que atuam sobre as falhas dos navegadores – a principal fonte contemporânea de malwares. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>A família de Sistemas Operacionais da Microsoft ganhou uma importante versão com o Windows NT que foi projetado para ser seguro, após inúmeras críticas de insegurança e falhas nas versões anteiores. Ainda hoje a Microsoft é alvo de críticas por priorizar mais o marketing e as vendas do que as atualizações, como podemos notar os 3 anos entre o Windows95 e o Windows98 e WindowsXP, apesar dos pacotes de atualizações anuais. </li></ul><ul><li>Três anos é um tempo inconcebível para atualizações levando em conta a média de milhares de novos malwares desenvolvidos por mês e as centenas de milhares de máquinas que contaminam. </li></ul><ul><li>Por não ter um antivírus próprio imbutido no Sistema Operacional, alvo fácil de pragas (um simples CD contaminado inserido, pelo autorun, pode infectar toda a rede), essa brecha alimenta uma poderosa indústria de especialistas e software de segurança. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Importante perceber que o Windows é o principal alvo de malwares pois concentra boa parte dos usuários de PCs, principalmente os inciantes e mais ingênuos, ao contrários dos sistemas Unix. </li></ul><ul><li>Em maio do ano 2000 um vírus escrito nas Filipinas com o Microsft Visual Basic Scripting (VBS) atingiu em um dia a Europa, Hong-Kong, a Europa e os EUA causando um dano de $5.5 bilhões. No meio do mês cerca de 50 milhões de máquinas estavam infectadas, o pentágono, a CIA e o parlamento inglês, assim como grandes corporações, tiveram que desligar seus sistemas para evitar mais estragos. </li></ul><ul><li>Em 2006 a microsoft divulgou um importante relatório com análises sobre suas experiências e a promoção de novas feramentas anti-malware. </li></ul>
  6. 6. Fonte: VirusList.com
  7. 7. <ul><li>O Unix é um sistema operacional de multitarefa preemptiva. Isso significa que, quando esgota-se um determinado intervalo de tempo (chamado quantum ), o Unix suspende a execução do processo, salva o seu contexto (informações necessárias para a execução do processo), para que ele possa ser retomado posteriormente, e coloca em execução o próximo processo da fila de espera. O Unix também determina quando cada processo será executado, a duração de sua execução e a sua prioridade sobre os outros. </li></ul><ul><li>Sistemas Unix são notórios por seu uso em servidores de grande porte e por entusiastas de tecnologia. A rencente simbiose entre cultura e tecnologia nos grandes centros urbanos aliada a cultura do Software Livre e aos programas federais de fácil acesso à computadores de baixo custo têm popularizado bastante o Linux. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Há o mito de que sistemas Unix são imunes; ilusão. Comparando com o Windows realmente são muito menos vulneráveis. Em 2005 foram contabilizados 863 malwares bem difundidos. Num ambiente Unix para um malware ganhar acesso ou causar alguma consquência séria ele precisa ganhar o acesso do usuário root, com o maior privilégio. </li></ul><ul><li>No Unix boa parte dos malwares são feitos em linguagem de scripts, muito poderosas, tendo operadores e estruturas de controle como uma linguagem robusta como C. </li></ul><ul><li>O MacOS da Apple e o Solaris da Sun são exemplos de outros bem conceituados Sistemas Operacionais baseados em Unix. Em Novembro de 2007 o MacOS da Apple atingiu 60,7% do mercado de Sistemas Operacionais no Japão depois da última versão do Windows, o Vista, não ter tido boa recepção. Essa populariadade atrai a atenção de desenvolvedores maliciosos. </li></ul>
  9. 10. <ul><li>A mais recente análise sobre malwares mostra os países que onde houve as maiores tentaivas de infecção pela web. </li></ul>
  10. 12. <ul><li>Com a maior população na América Latina, um terço da população, cerca de 70 milhões de pessoas, tem acesso à rede, onde a má a criminalidade também se manifesta. </li></ul><ul><li>O ataque através de engenharia social com intuito de roubo bancário é o mais frequente. </li></ul>
  11. 13. <ul><li>Ataques por banco </li></ul>
  12. 14. R Centro Universitário Bennett 2° semestre de 2009

×