Trabalho De Pprs[1]

899 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
899
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho De Pprs[1]

  1. 1. Escola Secundária Fernando Lopes - Graça<br />Poupar e Investir<br />Formador : Artur Barros<br />Formandos: Ana Bispo nº3, <br />Miguel nº16 , Paula nº18 , Rita nº20<br />Turma:EFA4S<br />Imagem GOOGLE<br /> “ Para o dinheiro crescer, é preciso regá-lo”<br />
  2. 2. <ul><li>Diferentes formas de aplicação das poupanças;
  3. 3. Principais características dessas aplicações;
  4. 4. Quais são as mais vantajosas a curto, médio e longo prazo e em função da idade das pessoas;
  5. 5. Vantagens/Desvantagens de outras Aplicações.</li></li></ul><li>PPR Taxa Garantida - é um plano de poupança sob a forma de seguro, com capital garantido, capitalização automática de rendimentos e taxa mínima garantida de 2% (taxa anual nominal bruta - TANB).<br />Este seguro permite optar por entregas pontuais ou programadas. Têm uma taxa de rendibilidade de 3,00%(TANB). <br />
  6. 6. Características:<br />Benefícios fiscais – investimento a médio/longo prazo com capitalização automática dos rendimentos obtidos em cada ano, sem risco de perda fácil a flutuações negativas dos mercados financeiros<br />400€ ano no caso de sujeitos passivos com idade inferior a 35 anos (investimento mínimo de 2000€;<br />350€ ano no caso de sujeitos passivos se tiverem idade compreendida entre 35 e 50 anos (investimento mínimo de 1750€);<br />300€ ano no caso de sujeitos passivos com mais de 50 anos ( investimento mínimo de 1500€);<br />O reembolso dos PPR pode ser efectuado, decorrida 5 anos após cada entrega.<br />
  7. 7. Taxa Garantida e Participação nos Resultados – participação nos resultados: diferença ente a taxa de rendimento obtida pelo fundo ( liquida da comissão da gestão financeira ) e a taxa garantida.<br />Idades de Subscrição – o PPR pode ser subscrito por clientes a partir de 14 anos de Taxa Garantida e Participação nos Resultados – participação nos resultados: diferença ente a taxa de rendimento obtida pelo fundo ( liquida da comissão da gestão financeira ) e a taxa garantida.<br />e idade ( taxa garantida de 2% )<br />Prazo - idade inferior a 55 anos : prazo (mínimo)<br /> -idade igual ou superior a 55 anos: prazo mínimo de 5 anos<br />
  8. 8. Entregas Mínimas:<br /><ul><li> Mensal: 50 €
  9. 9. Trimestral: 150€
  10. 10. Semestral: 300€
  11. 11. Anual: 600€</li></ul> Entregas Suplementares: 250€<br /> Entregas Únicas:1.250€<br />Comissão de Subscrição:<br />Sobre cada entrega efectuada incide uma comissão de subscrição de 0,375, com um montante máximo de 500€.<br />Custo da Apólice: 5€ ( que cresce o prémio)<br />
  12. 12. Comissão de Gestão Financeira:<br />A Comissão de Gestão Financeira, imputada anualmente ao Fundo, é igual a uma percentagem não superior a 2% da média, ponderada em função do tempo, dos valores que constituem o Fundo no exercício.<br />Sobre o valor da poupança acumulada, reembolsado total ou parcialmente, incide uma comissão de:<br />Comissão de Reembolso<br />Antecipado: 3% no 1º ano;<br />2% no 2º ano;<br />1% no 3º ano e seguintes<br />O reembolso parcial da poupança acumulada está sujeito aos seguintes limites:<br />Reembolso Parcial: O montante mínimo para cada reembolso parcial é de 250€;<br />Após o reembolso parcial, o valor da poupança acumulada não poderá ser inferior a 250€.<br />
  13. 13. Beneficiários:<br />Em caso de vida: a Pessoa Segura;<br />Em caso de morte: possibilidade de designação de beneficiários em morte, que não apenas os herdeiros legais da Pessoa Segura. <br />Em 2008, a lei foi dada pela Lei do Orçamento do Estado, 20% das entregas efectuadas em PPR, são dedutíveis à colecta de IRS, por cada sujeito passivo, desde que o valor de cada entrega permaneça investido por um mínimo de 5 anos ( excepto em caso de morte), com um limite máximo dependente da idade do Cliente.<br />
  14. 14. Reembolso das importâncias Seguras: <br />A partir dos 60 anos de idade da Pessoa Segura ou do seu cônjuge quando, por força do regime de bens do casal, o PPR seja um bem comum.<br />Nestas situações, porém, decorrido que seja o prazo de 5 anos após a data da primeira entrega, a Pessoa Segura pode exigir o reembolso da totalidade do valor do PPR se o montante das entregas efectuadas na primeira metade de vigência do contrato representar, pelo menos, 35% da totalidade das entregas.<br />
  15. 15. O reembolso dos PPR pode ser efectuado, independentemente do prazo decorrido após cada entrega, nas seguintes situações:<br />Desemprego de longa duração da Pessoa Segura ou de qualquer dos membros do seu agregado familiar( há mais de 12 meses desempregado e inscrito no Centro de Emprego);<br />Incapacidade permanente para o trabalho da Pessoa Segura ou de qualquer dos membros do seu agregado familiar, qualquer que seja a sua causa;<br />Doença grave da Pessoa Segura ou de qualquer dos membros do seu agregado familiar.<br />Nestas situações, ao reembolso dos PPR aplica-se igualmente a exigência de 5 anos , se um dos membros do agregado familiar se encontrava, na data de cada entrega, na situação que motiva o reembolso.<br />
  16. 16. Tributação dos rendimentos obtidos:<br />A tributação dos rendimentos obtidos no PPR depende da forma como é efectuado o reembolso:<br />Sob a forma de Capital:<br />O rendimento – diferença entre o valor recebido e as correspondentes entregas efectuadas – é tributado autonomamente, por retenção na fonte, à taxa de 20%, mas apenas sobre 2/5 do seu valor( taxa efectiva de IRS DE 8%).<br />
  17. 17. Regime Fiscal do Reembolso:<br />No entanto, quando o reembolso ocorrer fora de qualquer uma das situações previstas na lei, o reembolso é tributado de acordo com as regras aplicáveis aos seguros de capitalização, ou seja:<br />Se o reembolso ocorrer antes do 5ºano de vigência do contrato – o rendimento de capital é tributado sobre a totalidade do seu valor ( taxa efectiva de IRS de 20%);<br />Se o reembolso ocorrer após o 5ºano e antes do 8ºano de vigência do contrato – o rendimento de capital é tributado em 4/5 do seu valor ( taxa efectiva de IRS de 16%), desde que pelo menos 35% das entregas tenham sido efectuadas na primeira metade de vigência do contrato;<br />Se o reembolso ocorrer após o 8ºano de vigência do contrato – o rendimento de capital é tributado em 2/5 do seu valor ( taxa efectiva de IRS de 8%), desde que pelo menos 35% das entregas tenham sido efectuadas na primeira metade de vigência do contrato.<br />
  18. 18. Reembolso por Morte:<br />Não estão sujeitas a impostos do selo as transmissões por morte da pessoa segura ocorrida após a entrada em vigor do decreto – Lei nº 287/2003,de 12 de Novembro (01/01/2004),quer os beneficiários sejam ou não herdeiros legais da pessoa segura.<br />O Decreto – Lei 158/2002 de 2 de Julho ,veio permitir a transferência entre planos de natureza diferente, isto é , entre o PPR,PPE ou PPR/E , criados sob a forma de fundos de investimento mobiliário, fundos de pensões ou fundos autónomos de uma modalidade de seguro do ramo de vida.<br />
  19. 19. Transferências de PPR:<br />Em caso de transferência para outro fundo PPR,PPE ou PPR/E sobre o valor da poupança acumulada transferido incidirá uma comissão de 0,5%.<br />
  20. 20. Liquidez e tributação:<br />Procura entender bem quais são as condições de liquidez do investimento proposto . Pouco adianta aplicar em uma alternativa de investimento de 12 meses com boa relação entre risco e retorno, caso necessite dos recursos em três meses.<br />Conhecer os termos de perto pode evitar uma perda desnecessária de rentabilidade.<br />
  21. 21. Analise também os custos e impostos que incidem sobre cada alternativa de investimentos . Alguns ,como a caderneta de poupança , são isentos, enquanto outros, como boa parte das aplicações de renda fixa, têm alíquotas decrescentes de acordo com o prazo de aplicação . <br />Foque na rentabilidade liquida ( excluindo custos e impostos) e evite surpresas desagradáveis na hora de resgatar o seu dinheiro.<br />
  22. 22. Vantagens/Desvantagens de outras Aplicações:<br />Curto Prazo – Fundos de tesouraria em euros<br />A favor:<br />- levantamento em qualquer altura sem perda de rendimento acumulado.<br />Contra:<br /> - sem garantia de rendimento nem capital;<br /> - comissão de gestão elevada em alguns fundos;<br /> - taxas de rentabilidade têm decepcionado devido às más opções de algumas sociedades gestoras.<br />Médio Prazo – Certificados de Aforro<br />A favor:<br /><ul><li>Prémio de permanência liquido até 2% </li></ul>Contra:<br />- Há produtos bancários ( depósitos e obrigações de caixa) com rentabilidades superiores.<br />
  23. 23. Longo Prazo – Fundos de acções<br />A favor:<br /><ul><li>Montante mínimo reduzido ( desde 500 euros)
  24. 24. carteira com alguma diversificação
  25. 25. elevado potencial de valorização das Bolsas</li></ul>A Contra:<br /><ul><li>Risco ( médio a muito elevado)
  26. 26. sem garantia de rendimento nem de capital
  27. 27. é conveniente diversificar por fundos de várias categorias</li></li></ul><li>Crie o hábito de pesquisar:<br />Como o mercado de investimento é muito dinâmico , procure-se manter constantemente informado. Muitas vezes atractividade de uma alternativa de investimento muda do dia para a noite , tanto em função de eventos de mercado como alterações em tributação e legislação . Portanto, vale a pena perder 10 minutos por dia informando-se sobre as novidades do mundo dos investimentos.<br />Saiba como interpretar informações e “ dicas “ de terceiros , fazendo uma análise detalhada do que é proposto.<br />Muitas vezes as alternativas de investimento que são adequadas a um poupador não são para outro ,de forma que, além de ter posse da informação , precisa também entender como cada aplicação se encaixa ao seu perfil.<br />
  28. 28. Dias úteis e não úteis:<br />No caso de datas de aniversário em dias não úteis, não resgate no dia útil anterior , já que perderá toda a rentabilidade do período. Espere o dia útil posterior ao aniversário para resgatar sem perder juros.<br />“ Pés no chão – de olho no futuro “<br />

×