O slideshow foi denunciado.
Os Poríferos Departamento de Biologia
Os Poríferos  <ul><li>Características Principais dos Poríferos: </li></ul><ul><li>Animais Pluricelulares; </li></ul><ul><l...
<ul><li>O corpo dos poríferos é perfurado por poros, por onde entra a água.  </li></ul><ul><li>Possuem uma grande cavidade...
Estrutura das Esponjas <ul><li>As espículas são elementos esqueléticos que sustentam a parede do corpo e mantêm a esponja ...
Ascon <ul><li>O Tipo Ascon é o Mais simples: </li></ul><ul><li>A parede é fina; </li></ul><ul><li>possui poros inalantes q...
Sicon <ul><li>Identificam-se dois tipos de canais: os inalantes e os radiais; </li></ul><ul><li>A água penetra pelas camad...
Leucon <ul><li>a parede do corpo é mais espessa e percorrida por um complicado sistema de canais; </li></ul><ul><li>Há can...
A reprodução das esponjas  <ul><li>A reprodução das esponjas pode ser assexuada e sexuada.  </li></ul><ul><li>No caso da a...
Reprodução assexuada <ul><li>Regeneração : os poríferos possuem grande poder de regenerar partes perdidas do corpo. Qualqu...
Reprodução Sexuada <ul><li>a maioria das esponjas é hermafrodita, embora existam espécies com sexo separado; </li></ul><ul...
<ul><li>As três principais classes de esponjas são:  </li></ul><ul><li>Calcárias,  </li></ul><ul><li>Hexactinélidas, </li>...
Calcárias <ul><li>Calcárias : possuem espículas de carbonato de cálcio. Nessa classe encontram-se esponjas dos tipos oscon...
Hexactinálidas <ul><li>Hexactinálidas : possuem espículas silicosas. Na maioria das vezes essas espículas formam uma rede ...
Desmospôngias <ul><li>Desmospôngias : possuem espículas silicosas, fibras de espongina ou ambas. A esta classe pertence a ...
DE ENDI ! Alunos: Bruno Edgar  Bruno Vinicius Lucca Giovanni Robson Fernando Welinton Cordeiro
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Os Poríferos

48.615 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia

Os Poríferos

  1. 1. Os Poríferos Departamento de Biologia
  2. 2. Os Poríferos <ul><li>Características Principais dos Poríferos: </li></ul><ul><li>Animais Pluricelulares; </li></ul><ul><li>Apresentam poros na parede de seu corpo; </li></ul><ul><li>Todos aquáticos; </li></ul><ul><li>São as Esponjas. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>O corpo dos poríferos é perfurado por poros, por onde entra a água. </li></ul><ul><li>Possuem uma grande cavidade, onde se sai a água. </li></ul><ul><li>A água entra rica em Oxigênio e Alimento. </li></ul><ul><li>E sai com os restos da digestão e o gás carbônico. </li></ul>
  4. 4. Estrutura das Esponjas <ul><li>As espículas são elementos esqueléticos que sustentam a parede do corpo e mantêm a esponja ereta. Reconhecem-se três tipos estruturas de esponjas: </li></ul><ul><li>Ascon; </li></ul><ul><li>Sicon; </li></ul><ul><li>Lêucon. </li></ul>
  5. 5. Ascon <ul><li>O Tipo Ascon é o Mais simples: </li></ul><ul><li>A parede é fina; </li></ul><ul><li>possui poros inalantes que se abrem diretamente na espongiocela; </li></ul><ul><li>É revestida por coanócitos. </li></ul>
  6. 6. Sicon <ul><li>Identificam-se dois tipos de canais: os inalantes e os radiais; </li></ul><ul><li>A água penetra pelas camadas radiais, indo para a espongiocela; </li></ul><ul><li>Os canais radiais são revestidos internamente por coanócitos. </li></ul>
  7. 7. Leucon <ul><li>a parede do corpo é mais espessa e percorrida por um complicado sistema de canais; </li></ul><ul><li>Há canais inalantes e exalantes; </li></ul><ul><li>água penetra pelos canais inalantes, passa por câmaras vibráteis e vai à espongiocela pelos canais exalantes. </li></ul>
  8. 8. A reprodução das esponjas <ul><li>A reprodução das esponjas pode ser assexuada e sexuada. </li></ul><ul><li>No caso da assexuada, reconhecem-se três processo: </li></ul><ul><li>Regeneração; </li></ul><ul><li>Brotamento; </li></ul><ul><li>Gemulação. </li></ul>
  9. 9. Reprodução assexuada <ul><li>Regeneração : os poríferos possuem grande poder de regenerar partes perdidas do corpo. Qualquer parte cortada de uma esponja tem a capacidade de se tornar uma nova esponja completa. </li></ul><ul><li>Brotamento : consiste na formação de um broto a partir da esponja-mãe. Os brotos podem se separar, constituindo novos animais. </li></ul><ul><li>Gemulação : Consiste na produção de gêmulos, um grupo de ameboides que são envolvidos por uma membrana grossa e resistente. </li></ul>
  10. 10. Reprodução Sexuada <ul><li>a maioria das esponjas é hermafrodita, embora existam espécies com sexo separado; </li></ul><ul><li>A fecundação (interna) e as primeiras fases do desenvolvimento embrionário ocorrem no interior do organismo materno; </li></ul><ul><li>Nas esponjas do tipo sicon, do ovo origina-se uma larva denominada anifiblástula, que sai pelo ósculo e fixa-se ao substrato. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>As três principais classes de esponjas são: </li></ul><ul><li>Calcárias, </li></ul><ul><li>Hexactinélidas, </li></ul><ul><li>Desmospôngias. </li></ul>
  12. 12. Calcárias <ul><li>Calcárias : possuem espículas de carbonato de cálcio. Nessa classe encontram-se esponjas dos tipos oscon, sicon e leucon. São esponjas pequenas e vivem em águas rasas. </li></ul>
  13. 13. Hexactinálidas <ul><li>Hexactinálidas : possuem espículas silicosas. Na maioria das vezes essas espículas formam uma rede que se assemelha a vidro quando seca, por isso são conhecidas como esponjas-de-vidro. </li></ul>
  14. 14. Desmospôngias <ul><li>Desmospôngias : possuem espículas silicosas, fibras de espongina ou ambas. A esta classe pertence a maioria das esponjas. São todas do tipo leucon e apresentam formatos irregulares. Vivem em águas rasas e profundas, e entre elas estão as esponjas de banho. </li></ul>
  15. 15. DE ENDI ! Alunos: Bruno Edgar Bruno Vinicius Lucca Giovanni Robson Fernando Welinton Cordeiro

×