FIGURAS DE PALAVRAS
COMPARAÇÃO <ul><li>É a comparação direta de qualificações entre seres, com o uso do conectivo comparativo ( como, assim, c...
METÁFORA <ul><li>Assim como a comparação, consiste numa relação de semelhança de qualificações, porém  sem o uso de conect...
METONÍMIA <ul><li>É a utilização de uma palavra no lugar de outra com a qual se acha relacionada. Há metonímia quando se e...
<ul><li>O lugar pelo produto:  Aprecio o madeira. </li></ul><ul><li>A parte pelo todo: João trabalha dobrado  </li></ul><u...
SINESTESIA <ul><li>É a figura que proporciona a ilusão de mistura de percepções, de sentidos. </li></ul><ul><li>Ex.:  Em s...
PERÍFRASE <ul><li>É um apelido que se confere aos seres, com o intuito de valorizar algum de seus feitos ou atributos. </l...
FIGURAS DE SINTAXE
ELIPSE <ul><li>É a omissão de um termo ou oração que facilmente podemos  subentender no contexto. </li></ul><ul><li>Ex.:  ...
ZEUGMA <ul><li>É um tipo de elipse. Ocorre zeugma quando duas orações compartilham o termo omitido, isto é, quando o termo...
PLEONASMO <ul><li>É a repetição, o reforço de uma idéia já expressa por alguma palavra, termo ou expressão. Somente é cons...
INVERSÃO <ul><ul><li>É quando ocorre qualquer inversão na ordem natural de termos num enunciado, a fim de conferir-lhe esp...
HIPÉRBATO <ul><li>É um tipo de inversão mais radical que consiste, em geral, na separação de termos que normalmente aparec...
SÍNQUISE <ul><li>Essa figura ocorre quando acontece uma inversão muito violenta na ordem natural dos termos. </li></ul><ul...
ASSÍNDETO <ul><li>É  a ausência de  conjunções  em uma expressão. </li></ul><ul><li>Ex.: Ele tocava, bulia, arfava e ela d...
POLISSÍNDETO <ul><li>É o contrário do assíndeto. A repetição de conjunções. </li></ul><ul><li>Ex.: Ele tocava e bulia e ar...
SILEPSE <ul><li>Também chamada de  concordância ideológica,  é a harmonização entre os termos por sua idéia, e não pela re...
<ul><li>De número:   “Tá cheio de gente aqui.Tire esse povaréu daqui. O que é que eles querem? </li></ul><ul><li>De pessoa...
ONOMATOPÉIA <ul><li>Consiste na criação de palavras com o intuito de imitar sons ou vozes naturais das coisas e dos seres....
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

figuras deLinguagem

2.444 visualizações

Publicada em

Figuras de lingagem

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.444
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
199
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

figuras deLinguagem

  1. 1. FIGURAS DE PALAVRAS
  2. 2. COMPARAÇÃO <ul><li>É a comparação direta de qualificações entre seres, com o uso do conectivo comparativo ( como, assim, como, tal qual). </li></ul><ul><li>Ex.: Naquele domingo, trabalhou como um cavalo. </li></ul><ul><li>Nero foi cruel tal qual um monstro. </li></ul>
  3. 3. METÁFORA <ul><li>Assim como a comparação, consiste numa relação de semelhança de qualificações, porém sem o uso de conectivos . </li></ul><ul><li>Ex.: Naquele domingo, ele era um cavalo trabalhando. </li></ul><ul><li>Nero foi um monstro. </li></ul>
  4. 4. METONÍMIA <ul><li>É a utilização de uma palavra no lugar de outra com a qual se acha relacionada. Há metonímia quando se emprega: </li></ul><ul><li>O autor pela obra : Nas horas de folga lia Camões. </li></ul><ul><li>O instrumento pela pessoa que o utiliza: Ele é um bom garfo. </li></ul><ul><li>O recipiente(continente) pelo conteúdo: Tomou uma taça de vinho. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>O lugar pelo produto: Aprecio o madeira. </li></ul><ul><li>A parte pelo todo: João trabalha dobrado </li></ul><ul><li>para alimentar oito bocas. </li></ul>
  6. 6. SINESTESIA <ul><li>É a figura que proporciona a ilusão de mistura de percepções, de sentidos. </li></ul><ul><li>Ex.: Em seu olhar gelado percebi uma ponta de desprezo. </li></ul><ul><li>Um cheiro doce invadia o ar. </li></ul>
  7. 7. PERÍFRASE <ul><li>É um apelido que se confere aos seres, com o intuito de valorizar algum de seus feitos ou atributos. </li></ul><ul><li>Ex.: O rei dos animais foi generoso. </li></ul><ul><li>O fenômeno fez três gols e classifica o Brasil. </li></ul>
  8. 8. FIGURAS DE SINTAXE
  9. 9. ELIPSE <ul><li>É a omissão de um termo ou oração que facilmente podemos subentender no contexto. </li></ul><ul><li>Ex.: (Nós) Saímos da confeitaria com um pedaço de felicidade. </li></ul><ul><li>(Tu) Deixaste meu coração em chamas. </li></ul>
  10. 10. ZEUGMA <ul><li>É um tipo de elipse. Ocorre zeugma quando duas orações compartilham o termo omitido, isto é, quando o termo omitido é o mesmo que aparece na oração anterior. </li></ul><ul><li>Ex.: As mãos eram pequenas e os dedos delicados. </li></ul><ul><li>Todos querem dinheiro: eu, amor. </li></ul>
  11. 11. PLEONASMO <ul><li>É a repetição, o reforço de uma idéia já expressa por alguma palavra, termo ou expressão. Somente é considerado figura de linguagem quando usado para fins estilístico. </li></ul><ul><li>Ex.: A mim, resta-me a independência para chorar. </li></ul><ul><li>Das mulheres, preciso delas. </li></ul>
  12. 12. INVERSÃO <ul><ul><li>É quando ocorre qualquer inversão na ordem natural de termos num enunciado, a fim de conferir-lhe especiais efeitos. </li></ul></ul><ul><ul><li>Ex.: Passarinho, desisti de ter. </li></ul></ul><ul><ul><li>Sua alma, nunca vi. </li></ul></ul>
  13. 13. HIPÉRBATO <ul><li>É um tipo de inversão mais radical que consiste, em geral, na separação de termos que normalmente apareceriam juntos. </li></ul><ul><li>Ex.: O amor, todos sabemos, vermelho e quente descobri eu. </li></ul><ul><li>A roupa, você verá, preta que comprei é linda. </li></ul>
  14. 14. SÍNQUISE <ul><li>Essa figura ocorre quando acontece uma inversão muito violenta na ordem natural dos termos. </li></ul><ul><li>Ex.: Da verdade aquelas pessoas todas muitos honestas você pode acreditar que sabiam. </li></ul>
  15. 15. ASSÍNDETO <ul><li>É a ausência de conjunções em uma expressão. </li></ul><ul><li>Ex.: Ele tocava, bulia, arfava e ela dormia. </li></ul><ul><li>Mão cruel, gentil, traiçoeira. </li></ul>
  16. 16. POLISSÍNDETO <ul><li>É o contrário do assíndeto. A repetição de conjunções. </li></ul><ul><li>Ex.: Ele tocava e bulia e arfava. Ela dormia. </li></ul><ul><li>Mão gentil, mas cruel, mas traiçoeira. </li></ul>
  17. 17. SILEPSE <ul><li>Também chamada de concordância ideológica, é a harmonização entre os termos por sua idéia, e não pela relação sintática. </li></ul><ul><li>A silepse de concordância pode ser: </li></ul><ul><li>De gênero: Vossa majestade será informado acerca de tudo. </li></ul>
  18. 18. <ul><li>De número: “Tá cheio de gente aqui.Tire esse povaréu daqui. O que é que eles querem? </li></ul><ul><li>De pessoa: “ Aliás todos os sertanejos somos assim.” </li></ul><ul><li>“ Os amigos nos revezávamos à sua cabeceira .”(Amadeu Queirós) </li></ul>
  19. 19. ONOMATOPÉIA <ul><li>Consiste na criação de palavras com o intuito de imitar sons ou vozes naturais das coisas e dos seres. </li></ul><ul><li>Ex.: Pedrinho, deu rédea e lept! lept! Arrancou estrada afora. </li></ul><ul><li>O vestido de Marina farfalhava escada abaixo. </li></ul>

×