Ativ 3 ha

557 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Olá, meu nome é Ariana Braga, sou arqueóloga e estou trabalhando no Tocantins, em especial a Arte Rupestre da Serra do Lajeado, no entanto estou tentando fazer um artigo sobre a arte rupestre do Tocantins. Logo gostaria de pedir sua ajuda com relação as imagens aqui disponíveis. Deixo o meu contato para que possamos falar mais sobre e quem sabe não trabalhamos em parceria. arianasilvabraga@gmail.com
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
557
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
230
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ativ 3 ha

  1. 1. ARTE RUPESTRE NA REGIÃO DE DIANÓPOLIS NO ESTADO DO TOCANTINS. Marília Martinez Póvoa UAB – UnB 2010
  2. 3. A arte pública representada nas fotografias foram tiradas em uma gruta de calcário que contém pinturas da pré história brasileira, fica localizada á 22 km do município de Dianópolis , ao sudeste do Estado do Tocantins . Apesar de não ser catalogada, a gruta já recebeu algumas visitas e estudos de arqueólogos como por exemplo a esposa do Senhor Nelson Marquezan, na época ministro, segundo relato do Senhor Hagaus. Observa se que as pinturas são simples porém representativas.
  3. 5. <ul><li>Alguma peças foram encontradas no local, como uma ossada de uma índia grávida, com marcas de pancada na cabeça, estilhaços de pedra lascada, </li></ul><ul><li>resgatados mas não registrados detalhadamente para a comunidade local. Como a história da cidade de Dianópolis se deu “...em 1750, com a fundação de um povoado na aldeia dos índios Acroás...”. Os índios que viviam em aldeamentos deram origem a cidade antes chamada de São José do Ouro , hoje Dianópolis em homenagem às quatros custodianas, </li></ul><ul><li>matriarcas da região. </li></ul>
  4. 6. Referenciais teóricos: <ul><li>Entrevista ao agrônomo da Ruraltins, Senhor Nélio P. Filho </li></ul><ul><li>Entrevista com o alto didata Hagaus Araujo e Silva;; </li></ul><ul><li>Site:http://images.google.com.br/imgres?imgurl=http://3.bp.blogspot.com/_Q1FxVmuVyew/SyqAnl24XoI/AAAAAAAAAKI/tTKDB5J8Hbw/s200/FABIANO-CRIS%2B781.JPG&imgrefurl=http://dre-dianopolis.blogspot.com/2009_11_01_archive.html&usg=__vUTLXHjFu-R2VI5dDHKj7HtELhU=&h=150&w=200&sz=9&hl=pt-BR&start=3&um=1&itbs=1&tbnid=bYiWCCq6MvbizM:&tbnh=78&tbnw=104&prev=/images%3Fq%3Ddianopolis%2Btocantins%2BFabiano%26um%3D1%26hl%3Dpt-BR%26sa%3DG%26tbs%3Disch:1 </li></ul>

×