ROMA ANTIGA   753a.C. – 476 d.C. O POVOADO QUE DOMINOU O MUNDO
* Roma foi uma civilização que se desenvolveu a partir da cidade-estado de Roma, fundada na Península Itálica durante o sé...
<ul><li>*Origem segundo a lenda: Roma foi fundada por Rômulo e Remo, os gêmeos, filhos do deus Marte, que foram abandonado...
Gráfico de evolução política e econômica da Antiga Roma
GEOGRAFIA <ul><li>Península Itálica. </li></ul><ul><li>Montes Apeninos. </li></ul><ul><li>Mares  ( Adriático, Tirreno e Me...
POVOAMENTO
MONARQUIA 753 a.C. – 509 a.C. <ul><li>Domínio dos etruscos. </li></ul><ul><li>Poucas fontes. </li></ul><ul><li>Ausência de...
MONARQUIA: 753-509   a.C. ( sete reis: 4 latinos e 3 etruscos) Em Roma, o rei tinha a autoridade limitada. O poder real er...
Monarquia 753 a.C. a 509 a.C. <ul><li>*Divisão social: </li></ul><ul><li>* patrícios: eram grandes proprietários de terras...
<ul><li>*Escravos : eram, inicialmente, os devedores incapazes de pagar suas dívidas e também prisioneiros de guerras </li...
REPÚBLICA OU ‘COISA PÚBLICA’ – 509 A 27 a.C.   A base da República Romana era o Senado, que propunha leis, votadas pela As...
República (509a.C. – 27a.C.) <ul><li>Governo oligárquico onde o executivo eram exercido por magistrados: </li></ul><ul><li...
<ul><li>O senado eram o órgão com maior poder, elaborava leis, cuidava das finanças e religião, conduzia a política extern...
Lutas: Plebeus X Patrícios  <ul><li>*Plebeus não tinha acesso a qualquer cargo político  </li></ul><ul><li>*Eram explorado...
<ul><li>As conquistas territoriais : A expansão interna (pela Itália) seguiu-se a expansão externa (pelo Mediterrâneo – Gu...
Expansão territorial
Expansão romana <ul><li>Primeiro conquistaram a Itália, mas o maior objetivo era o Mediterrâneo. </li></ul><ul><li>Mas par...
Conseqüências da expansão <ul><ul><ul><li>MARE NOSTRUM  (Mar Mediterrâneo – controlado pelos romanos); </li></ul></ul></ul...
Crise da República Romana <ul><li>Em função da expansão territorial, os problemas sociais cresceram assustadoramente, gera...
Crise da República
Triunviratos <ul><li>PRIMEIRO TRIUNVIRATO   </li></ul><ul><li>(59 a.C.): Pompeu, Crasso, Júlio César. </li></ul><ul><li>  ...
ALTO IMPÉRIO  ( 27 ªC. a III d.C.) <ul><li>Otávio Augusto. </li></ul><ul><li>Política: Imperadores x Senadores </li></ul><...
Império <ul><li>Alto império </li></ul><ul><li>*Imperador: concentração de poderes </li></ul><ul><li>*Máxima expansão </li...
Expansão durante o Império
Pax romana Conceito que caracteriza a estabilidade interna que Roma adquiriu no governo de Otávio Augusto. &quot;Paz para ...
PÃO E CIRCO <ul><li>FORMAS DE CONTROLAR A TENSÃO POPULAR; </li></ul><ul><li>SÉC.II-ROMA: 1.200.000 HABITANTES; </li></ul><...
PÃO E CIRCO
 
Decadência  <ul><li>* A corrupção dentro do governo e os gastos com luxo retiraram recursos para o investimento no exércit...
Baixo império (III – V) <ul><li>Decadência. </li></ul><ul><li>Fim das conquistas. </li></ul><ul><li>Crise do escravismo. <...
BAIXO IMPÉRIO (III a V d.C.) <ul><li>Crise econômica. </li></ul><ul><li>Crise política </li></ul><ul><li>Crise social. </l...
 
ROMANOS OU GREGOS? <ul><li>Religião particular e religião do Estado. </li></ul><ul><li>Literatura. </li></ul><ul><li>Filos...
Cultura romana <ul><li>Literatura – Virgílio, Ovídeo, Tito Lívio e Cícero. </li></ul><ul><li>Arquitetura – grandiosa e fun...
<ul><li>*Escultura: </li></ul>Pintura Teatro
 
Legado <ul><li>DIREITO ROMANO: </li></ul><ul><li>“ Jus civilis” </li></ul><ul><li>“ Jus Gentiun” </li></ul><ul><li>“ Jus N...
Religião <ul><li>Os Romanos da Antiguidade eram politeístas, ou seja, acreditavam em vários deuses. Os deuses eram antropo...
Formação dos reinos bárbaros <ul><li>Formação e apogeu do Feudalismo. </li></ul><ul><li>Período de constantes invasões e d...
Povos Bárbaros <ul><ul><ul><li>Povos fora das fronteiras (sem cultura greco-romana). </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>G...
Elementos feudais Direito consuetudinário (tradição oral) Igreja Economia agropastoril Vilas (grandes propriedades rurais ...
Invasões Pacificas <ul><li>Início - século III  </li></ul><ul><li>Causas: </li></ul><ul><ul><li>ocupação das terras romana...
Invasões violentas <ul><ul><li>Início - século IV e V </li></ul></ul><ul><ul><li>Ocupação rápida e violenta do terras do I...
Alamanos Burgúndios Francos Godos Jutos Ostrogodos Saxões Suevos Vandalos Vizigodos
Os eslavos <ul><li>habitantes da Europa Oriental </li></ul><ul><li>principais povos: </li></ul>russo tchecos poloneses
Os tártaros-mongóis <ul><li>geralmente vindos da Ásia </li></ul><ul><li>principais povos: </li></ul>hunos turcos
Principais Reinos Bárbaros Visigodos Península Ibérica Ostrogodos Itália Vândalos Norte da África Francos Gália (França) A...
A PERSEGUIÇÃO AOS CRISTÃOS <ul><li>Cristãos presos, mortos, atirados em jaulas de animais (leões); incendiados. </li></ul>...
A PERSEGUIÇÃO AOS CRISTÃOS <ul><li>Prossegue até o século IV (312 d.C.). Constantino edita o Edito de Milão (313 d.C.), da...
CRISTIANISMO <ul><li>Ligações com o monoteísmo hebraico. </li></ul><ul><li>Judéia: província romana. </li></ul><ul><li>Mor...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

R O M A A N T I G A

7.351 visualizações

Publicada em

0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.351
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
542
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

R O M A A N T I G A

  1. 1. ROMA ANTIGA 753a.C. – 476 d.C. O POVOADO QUE DOMINOU O MUNDO
  2. 2. * Roma foi uma civilização que se desenvolveu a partir da cidade-estado de Roma, fundada na Península Itálica durante o século VIII a.C. *Transitou da monarquia para uma república oligárquica até se tornar num vasto império que dominou a Europa Ocidental. *Fundada pelos latinos por volta de 1000 a.C. O Monte Palatino, a colina onde nasceu a cidade de Roma - detalhe em maquete da antiga Roma.
  3. 3. <ul><li>*Origem segundo a lenda: Roma foi fundada por Rômulo e Remo, os gêmeos, filhos do deus Marte, que foram abandonados às margens do Tibre logo após o nascimento e, sobreviveram amamentados por uma loba. </li></ul>
  4. 4. Gráfico de evolução política e econômica da Antiga Roma
  5. 5. GEOGRAFIA <ul><li>Península Itálica. </li></ul><ul><li>Montes Apeninos. </li></ul><ul><li>Mares ( Adriático, Tirreno e Mediterrâneo). </li></ul><ul><li>Alpes. </li></ul><ul><li>Rio Tibre e Região das Sete Colinas. </li></ul>
  6. 6. POVOAMENTO
  7. 7. MONARQUIA 753 a.C. – 509 a.C. <ul><li>Domínio dos etruscos. </li></ul><ul><li>Poucas fontes. </li></ul><ul><li>Ausência de propriedade privada (?). </li></ul><ul><li>Grupos sociais – Patrícios, plebeus, clientes e escravos. </li></ul>
  8. 8. MONARQUIA: 753-509 a.C. ( sete reis: 4 latinos e 3 etruscos) Em Roma, o rei tinha a autoridade limitada. O poder real era fiscalizado pelo conselho dos Anciãos, formado por ilustres patrícios. O último rei etrusco, Tarquínio, o Soberbo, foi deposto por uma revolta patrícia que instituiu a República.  
  9. 9. Monarquia 753 a.C. a 509 a.C. <ul><li>*Divisão social: </li></ul><ul><li>* patrícios: eram grandes proprietários de terras, rebanhos e escravos. Desfrutavam de direitos políticos e podiam desempenhar altas funções públicas no exército, na religião, na justiça ou na administração. Eram os cidadãos romanos. </li></ul><ul><li>* Clientes : eram homens livres que se associavam aos patrícios, prestando-lhes diversos serviços pessoais em troca de auxílio econômico e proteção social. Constituíam ponto de apoio da denominação política e militar dos patrícios. </li></ul><ul><li>* Plebeus : eram homens e mulheres livres que se dedicavam ao comércio, ao artesanato e aos trabalhos agrícolas. Representavam a maioria da população romana e, a princípio, não tinham direitos de cidadãos; não podiam exercer cargos públicos </li></ul>
  10. 10. <ul><li>*Escravos : eram, inicialmente, os devedores incapazes de pagar suas dívidas e também prisioneiros de guerras </li></ul>
  11. 11. REPÚBLICA OU ‘COISA PÚBLICA’ – 509 A 27 a.C.   A base da República Romana era o Senado, que propunha leis, votadas pela Assembléia Curiata e pela Assembléia Centuriata.   Política: Consulado (2) Ditador Assembléia Centuriata Assembléia Curiata SENADO  
  12. 12. República (509a.C. – 27a.C.) <ul><li>Governo oligárquico onde o executivo eram exercido por magistrados: </li></ul><ul><li>Cônsules: eram dois, comandavam o exército, convocavam o senado e presidiam os cultos públicos. </li></ul><ul><li>Pretores: cuidavam da justiça. </li></ul><ul><li>Censores: censo dos cidadãos e vigiavam a conduta. </li></ul><ul><li>Questores: área financeira. </li></ul><ul><li>Edis: preservação, policiamento e abastecimento das cidades. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>O senado eram o órgão com maior poder, elaborava leis, cuidava das finanças e religião, conduzia a política externa, administrava as províncias, entre outras. </li></ul><ul><li>Assembléia Curial: assuntos religiosos. </li></ul><ul><li>Assembléia Tribal: nomeação dos questores e edis. </li></ul><ul><li>Assembléia Centurial: votar leis e eleger magistrados. </li></ul>
  14. 14. Lutas: Plebeus X Patrícios <ul><li>*Plebeus não tinha acesso a qualquer cargo político </li></ul><ul><li>*Eram explorados através dos impostos </li></ul><ul><li>*Reivindicaram as leis por escrito. </li></ul><ul><li>Isso resultou num amplo código chamado Lei das Doze Tábuas(foram as primeiras leis escritas de Roma ) </li></ul>As conquistas dos plebeus *Conseguiram: - casamento entre patrícios e plebeus - fim da escravidão por dividas -cargos politicos 12 Tábuas
  15. 15. <ul><li>As conquistas territoriais : A expansão interna (pela Itália) seguiu-se a expansão externa (pelo Mediterrâneo – Guerras Púnicas , romanos contra os cartagineses). </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  16. 16. Expansão territorial
  17. 17. Expansão romana <ul><li>Primeiro conquistaram a Itália, mas o maior objetivo era o Mediterrâneo. </li></ul><ul><li>Mas para conquistar, deveriam subjugar Cartago, prospero centro comercial. </li></ul><ul><li>Para destruir esse centro econômico os romanos lançaram-se em um luta de mais de cem anos – Guerras Púnicas. </li></ul><ul><li>Em 146a.C. Cartago foi destruída por Cipião Emiliano. </li></ul><ul><li>Claro que a expansão continuou até transformar o mediterrâneo no Mare Nostrum . </li></ul>
  18. 18. Conseqüências da expansão <ul><ul><ul><li>MARE NOSTRUM (Mar Mediterrâneo – controlado pelos romanos); </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Entrada de riquezas em grandes quantidades; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ruína de pequenos proprietários (concorrência com grandes proprietários enriquecidos com as conquistas); </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Êxodo rural; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Empobrecimento da plebe; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Entrada de milhares de escravos (povos conquistados) – consolidação do Modo de Produção Escravista </li></ul></ul></ul>
  19. 19. Crise da República Romana <ul><li>Em função da expansão territorial, os problemas sociais cresceram assustadoramente, gerando sublevações de plebeus e escravos. </li></ul><ul><li>  Revolta de Espártaco : liderou a revolta de gladiadores. </li></ul><ul><li>Irmãos Graco : tentaram fazer uma reforma agrária pacífica. Foram assassinados; </li></ul><ul><li>A aristocracia buscando resolver os problemas instituiu o Triunvirato. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  20. 20. Crise da República
  21. 21. Triunviratos <ul><li>PRIMEIRO TRIUNVIRATO </li></ul><ul><li>(59 a.C.): Pompeu, Crasso, Júlio César. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>SEGUNDO TRIUNVIRATO </li></ul><ul><li>( 43 a.C.): Marco Antonio, Lépido e Otávio Augusto. </li></ul><ul><li>Em 31 a.C., Otávio tornou-se senhor absoluto de Roma e seu primeiro Imperador. </li></ul>
  22. 22. ALTO IMPÉRIO ( 27 ªC. a III d.C.) <ul><li>Otávio Augusto. </li></ul><ul><li>Política: Imperadores x Senadores </li></ul><ul><li>Pão e Circo. </li></ul><ul><li>Pax Romana. </li></ul>
  23. 23. Império <ul><li>Alto império </li></ul><ul><li>*Imperador: concentração de poderes </li></ul><ul><li>*Máxima expansão </li></ul><ul><li>*Muitas riquezas </li></ul><ul><li>*Pão e circo </li></ul>Coliseu- palco do pão e circo Muitos anfiteatros foram construídos para as lutas de gladiadores- parte do pão e circo 27 a.C. - 476 d.C.
  24. 24. Expansão durante o Império
  25. 25. Pax romana Conceito que caracteriza a estabilidade interna que Roma adquiriu no governo de Otávio Augusto. &quot;Paz para as elites, pão e circo para os plebeus e pau nos escravos e nas províncias&quot;.
  26. 26. PÃO E CIRCO <ul><li>FORMAS DE CONTROLAR A TENSÃO POPULAR; </li></ul><ul><li>SÉC.II-ROMA: 1.200.000 HABITANTES; </li></ul><ul><li>DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS; </li></ul><ul><li>ESPETÁCULOS PÚBLICOS; </li></ul><ul><li>CALENDÁRIO COM 175 FERIANOS POR ANO; </li></ul><ul><li>GLADIADORES: ESCRAVOS OU PRISIONEIROS; </li></ul><ul><li>COLISEU : 90 MIL ESPECTADORES; </li></ul><ul><li>O CIRCO E O TEATRO: ACROBACIAS, CORRIDAS DE CAVALOS. </li></ul>
  27. 27. PÃO E CIRCO
  28. 29. Decadência <ul><li>* A corrupção dentro do governo e os gastos com luxo retiraram recursos para o investimento no exército romano. </li></ul><ul><li>* Fim das conquistas territoriais </li></ul><ul><li>* Diminuiu o número de escravos, provocando uma queda na produção agrícola. </li></ul><ul><li>*Caia o pagamento de tributos originados das províncias crise e com o exército enfraquecido </li></ul><ul><li>* Muitos soldados, sem receber salário, deixavam suas obrigações militares.  </li></ul><ul><li>*Bárbaros pelos romanos, estavam forçando a penetração pelas fronteiras do norte do império. </li></ul><ul><li>* 476, fim do Império Romano do Ocidente, após a invasão de diversos povos bárbaros, entre eles, visigodos, vândalos, burgúndios, suevos, saxões, ostrogodos, hunos etc </li></ul>
  29. 30. Baixo império (III – V) <ul><li>Decadência. </li></ul><ul><li>Fim das conquistas. </li></ul><ul><li>Crise do escravismo. </li></ul><ul><li>Diocleciano – Tetrarquia (2 augustos e 2 césares) e Lei do máximo (crise de preços). </li></ul><ul><li>Constantino – Édito de Milão (liberdade para cristãos), Constantinopla (segunda capital), Lei do Colonato (tentativa de resolver crise do escravismo). </li></ul><ul><li>Teodósio - Cristianismo oficial, divisão do Império em Ocidental (capital em Roma) e Oriental (capital em Constantinopla </li></ul>
  30. 31. BAIXO IMPÉRIO (III a V d.C.) <ul><li>Crise econômica. </li></ul><ul><li>Crise política </li></ul><ul><li>Crise social. </li></ul><ul><li>Crise do escravismo. </li></ul><ul><li>Fome e pestes. </li></ul><ul><li>Crise militar. </li></ul><ul><li>Invasões bárbaras. </li></ul><ul><li>Divisão do Império. </li></ul><ul><li>Êxodo Urbano. </li></ul>
  31. 33. ROMANOS OU GREGOS? <ul><li>Religião particular e religião do Estado. </li></ul><ul><li>Literatura. </li></ul><ul><li>Filosofia. </li></ul><ul><li>Arquitetura. </li></ul><ul><li>Direito. </li></ul><ul><li>Latim. </li></ul>
  32. 34. Cultura romana <ul><li>Literatura – Virgílio, Ovídeo, Tito Lívio e Cícero. </li></ul><ul><li>Arquitetura – grandiosa e funcional (aquedutos, estradas). </li></ul><ul><li>Religião – releitura dos gregos e culto doméstico. </li></ul>
  33. 35. <ul><li>*Escultura: </li></ul>Pintura Teatro
  34. 37. Legado <ul><li>DIREITO ROMANO: </li></ul><ul><li>“ Jus civilis” </li></ul><ul><li>“ Jus Gentiun” </li></ul><ul><li>“ Jus Naturale” </li></ul><ul><li>LETRAS:Virgílio, </li></ul><ul><li>Horácio,Ovídio </li></ul><ul><li>ORATÓRIA: Irmãos Graco,Catão,Cícero </li></ul><ul><li>HISTÓRIA: Júlio Cesár,Tito,Lívio, Suetônio </li></ul>
  35. 38. Religião <ul><li>Os Romanos da Antiguidade eram politeístas, ou seja, acreditavam em vários deuses. Os deuses eram antropomórficos, ou seja, possuíam características (qualidades e defeitos) de seres humanos </li></ul>
  36. 39. Formação dos reinos bárbaros <ul><li>Formação e apogeu do Feudalismo. </li></ul><ul><li>Período de constantes invasões e deslocamentos populacionais. </li></ul><ul><li>Síntese de elementos do antigo Império Romano + povos bárbaros + cristianismo. </li></ul>
  37. 40. Povos Bárbaros <ul><ul><ul><li>Povos fora das fronteiras (sem cultura greco-romana). </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Germânicos – principal grupo (suevos, lombardos, teutônicos, francos, godos, visigodos, ostrogodos, vândalos, burgúndios, anglos, saxões...). </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Economia agropastoril. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ausência de comércio e moeda. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ausência de escrita. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Politeístas. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Inicialmente sem propriedade privada. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Poder político = casta de guerreiros. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Direito Consuetudinário (tradição). </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>COMITATUS (laços de dependência entre guerreiros). </li></ul></ul></ul>
  38. 41. Elementos feudais Direito consuetudinário (tradição oral) Igreja Economia agropastoril Vilas (grandes propriedades rurais – origem dos feudos) Subsistência (ausência de comércio e moeda) Colonato (fixação na terra – origem da servidão) Comitatus (dependência entre nobres – base da suserania e vassalagem) Clientela (dependência entre servos e senhores) GERMÂNICOS ROMANOS
  39. 42. Invasões Pacificas <ul><li>Início - século III </li></ul><ul><li>Causas: </li></ul><ul><ul><li>ocupação das terras romanas: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>necessidade de terras férteis para o cultivo </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>possibilidade de ascensão dentro do Império Romano (principalmente no exército) </li></ul></ul></ul>
  40. 43. Invasões violentas <ul><ul><li>Início - século IV e V </li></ul></ul><ul><ul><li>Ocupação rápida e violenta do terras do Império Romano do Ocidente </li></ul></ul><ul><ul><li>Com uso da força militar </li></ul></ul><ul><ul><li>Causas: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>invasão das terras dos bárbaros germânicos pelos: hunos, mongóis, avaros e eslavos </li></ul></ul></ul>
  41. 44. Alamanos Burgúndios Francos Godos Jutos Ostrogodos Saxões Suevos Vandalos Vizigodos
  42. 45. Os eslavos <ul><li>habitantes da Europa Oriental </li></ul><ul><li>principais povos: </li></ul>russo tchecos poloneses
  43. 46. Os tártaros-mongóis <ul><li>geralmente vindos da Ásia </li></ul><ul><li>principais povos: </li></ul>hunos turcos
  44. 47. Principais Reinos Bárbaros Visigodos Península Ibérica Ostrogodos Itália Vândalos Norte da África Francos Gália (França) Anglo-saxões Bretanha (Inglaterra)
  45. 48. A PERSEGUIÇÃO AOS CRISTÃOS <ul><li>Cristãos presos, mortos, atirados em jaulas de animais (leões); incendiados. </li></ul><ul><li>Cristianismo cresce; chega a Roma e até à Península Ibérica (Espanha) </li></ul><ul><li>Roma: morte de cristãos é espetáculo (Nero); Igreja em Roma (Pedro) cresce e se fortalece. Pedro e Paulo morrem lá. (65 e 67 d.C., respectivamente) </li></ul>
  46. 49. A PERSEGUIÇÃO AOS CRISTÃOS <ul><li>Prossegue até o século IV (312 d.C.). Constantino edita o Edito de Milão (313 d.C.), dando liberdade religiosa aos Romanos. </li></ul><ul><li>391 – Imperador Teodósio reconhece a Igreja Católica como igreja oficial de Roma. (Edito de Tessalônica) </li></ul><ul><li>Cristão passam de perseguidos a admirados. Ajudas humanitárias, abnegação pela fé, amor até a morte. </li></ul><ul><li>Estado e Igreja se tornam uma só coisa. </li></ul>
  47. 50. CRISTIANISMO <ul><li>Ligações com o monoteísmo hebraico. </li></ul><ul><li>Judéia: província romana. </li></ul><ul><li>Morte de Cristo e expansão de suas idéias. </li></ul><ul><li>Cristianismo: crescimento com as perseguições. </li></ul><ul><li>Tolerância – 313 d.C. </li></ul><ul><li>Religião oficial – 395 d.C. </li></ul>

×