Ii. O Processo De InvestigaçãO

20.350 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
1 comentário
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
20.350
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
439
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
354
Comentários
1
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ii. O Processo De InvestigaçãO

  1. 1. POS-GRADUAÇÃO EM INVESTIGAÇÃO E ANÁLISE DE DADOS EM EDUCAÇÃO EDUCAÇÃO ESPECIAL Prof. Dr. José-António Carochinho
  2. 2. Curso de formação especializada em INVESTIGAÇÃO E ANÁLISE DE DADOS EM EDUCAÇÃO EDUCAÇÃO ESPECIAL Prof. Dr. José-António Carochinho [email_address]
  3. 3. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO Fases do processo de investigação
  4. 4. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO Problema Revisão de Literatura Hipóteses Variáveis Escolha dos instrumentos Selecção da Amostra
  5. 5. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO Problema » Questão que o investigador levantou e que considera pertinente resolver. » Um problema é uma questão que suscita o interesse do investigador e que permite a utilização de métodos empíricos para lhe dar uma resposta credível.
  6. 6. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO Definição do Problema Forma declarativa Forma interrogativa O problema a ser estudado diz respeito ao efeito do tipo de família na agressividade das crianças. Qual é o efeito do tipo de família no nível de agressividade das crianças ?
  7. 7. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO Revisão de Literatura Constitui o suporte teórico de todo o trabalho de investigação. Ajuda a melhor formular o problema e a escolher as hipóteses. Auxilia a decidir qual a melhor metodologia a utilizar para estudar o problema em causa.
  8. 8. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO Revisão de Literatura Trabalhos originais dos autores Exº Artigos científicos Tipos de fontes disponíveis PRIMÁRIAS PRELIMINARES SECUNDÁRIAS Sínteses de literatura publicada Exº: Manuais, teses, volumes de revisão teórica Índices, ou conjuntos de sumários de trabalhos, que orientam a selecção das fontes primárias ou secundárias
  9. 9. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO Hipóteses Uma hipótese em investigação é a formulação de uma suposta relação entre duas ou mais variáveis. É uma formulação mais específica do problema. Indica os resultados previstos e orienta o investigador para a forma como as variáveis em questão serão operacionalizadas.
  10. 10. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO Hipóteses É formulada de forma clara, breve, na forma afirmativa e é testável. As hipótese podem ser: - H. Nula - H. Não direccional - H. Direccional - Hipótese - H. Nula - H. Contrária
  11. 11. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO Hipóteses - H. Nula – Nenhuma diferença real existe entre as variáveis ou grupos - H. Não direccional – existe uma diferença real entre as variáveis ou grupos (mas não se prevê em que direcção existe a diferença). - H. Direccional – Afirma uma relação específica entre as variáveis ou grupos (i. é. maior que, menor que, mais inteligente que …).
  12. 12. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO Variáveis Reportam-se a características ou atributos que podem tomar diferentes valores ou categorias. Uma variável é qualquer atributo que pode assumir diferentes valores entre os membros de uma classe de sujeitos ou acontecimentos, mas que só tem um valor para um dado membro dessa classe num qualquer momento.
  13. 13. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO Variáveis Em função do papel que uma variável tem numa investigação, assim ela pode ser designada de : INDEPENDENTE DEPENDENTE
  14. 14. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO Variável independente Identifica-se como a dimensão ou a característica que o investigador manipula deliberadamente para conhecer o seu impacto numa outra variável (VD). ACTIVAS PASSIVAS É uma relação de antecedente para consequente; de causa para efeito São aquelas que o investigador pode efectivamente manipular PODEM SER Normalmente atributos individuais não susceptíveis de manipulação.
  15. 15. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO Variável dependente Qualquer dimensão (do comportamento) susceptível de observação e quantificação. Podemos dizer que a VD se define como: a característica que aparece ou muda quando o investigador aplica, suprime ou modifica a V.I.
  16. 16. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO Natureza das Variáveis: Qualitativas Quantitativas Dicotómicas Discretas Apenas 2 categorias Apenas tomam valores inteiros Politómicas Contínuas Três ou mais categorias Qualquer valor inteiro ou fraccionário
  17. 17. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO INSTRUMENTOS São seleccionados de acordo com o Problema e com as Hipóteses. Qualitativa Têm igualmente em consideração a posição paradigmática do investigador. Quantitativa Q. Perguntas abertas Q. Perguntas fechadas
  18. 18. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO AMOSTRAGEM Processo pelo qual se selecciona um certo nº de sujeitos representativos de uma população. Definição da população - alvo. Escolha do tipo de amostragem. Determinação da dimensão/grandeza da amostra Selecção da amostra Passos a seguir na escolha da amostra
  19. 19. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO Se a técnica de selecção da amostra for adequada, o investigador poderá tirar conclusões válidas acerca da população alvo, levando em conta apenas uma pequena margem de erro (erro de amostragem ). REPRESENTATIVIDADE SIGNIFICÂNCIA Quando se fala em amostra estes 2 conceitos são considerados de extrema importância
  20. 20. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO REPRESENTATIVIDADE SIGNIFICÂNCIA Qualidade da amostra Tamanho da amostra Técnicas de amostragem Tabelas e formulas (Conhecido o N)
  21. 21. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO SIGNIFICÂNCIA DE UMA AMOSTRA amostra com um nível de significância de 95% TABELAS amostra com um nível de significância de 99% FORMULAS
  22. 22. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO SIGNIFICÂNCIA DE UMA AMOSTRA Tamanho da amostra com um nível de significância de 95% ( Krejcie & Morgan, 1970 ) 370 10000 280 1000 215 500 360 5000 270 900 190 400 350 3000 260 800 165 300 330 2000 245 700 130 200 320 1500 230 600 80 100 Amostra (n) População (N) Amostra (n) População (N) Amostra (n) População (N)
  23. 23. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO SIGNIFICÂNCIA DE UMA AMOSTRA Tamanho da amostra com um nível de significância de 99% ( Smith,1975 ) 1173 100000 1061 10000 543 1000 1160 50000 960 5000 352 500 1121 20000 750 2000 171 200 Amostra (n) População (N) Amostra (n) População (N) Amostra (n) População (N)
  24. 24. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO REPRESENTATIVIDADE DE UMA AMOSTRA É a condição mais importante numa investigação, nomeadamente quando se pretende generalizar os resultados obtidos com uma amostra para a população.
  25. 25. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO REPRESENTATIVIDADE DE UMA AMOSTRA Técnicas de amostragem Probabilísticas Cada elemento da população tem uma probabilidade real de ser incluído na amostra Não Probabilísticas Os sujeitos são seleccionados de acordo com um ou mais critérios julgados importantes pelo investigador
  26. 26. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO REPRESENTATIVIDADE DE UMA AMOSTRA Técnicas de amostragem Probabilísticas Amostras aleatórias simples Amostra sistemática Amostra aleatória estratificada Amostra por cachos ou clusters Amostras por etapas múltiplas
  27. 27. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO REPRESENTATIVIDADE DE UMA AMOSTRA Técnicas de amostragem Não Probabilísticas Amostra de conveniência Amostra pensada Amostra por quotas Amostra em bola de neve
  28. 28. O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO Problema Revisão de Literatura Hipóteses e Variáveis Escolha de Instrumentos Selecção da amostra Recolha da amostra Construir base de dados e tratamento dos dados Interpretação dos dados Conclusões Questionários Testes / Escalas Observação Análise documental …

×