SaúDe Brasil^Perfil 2009a

436 visualizações

Publicada em

Nanosíntese numerológica da Saúde do Brasil em 2009 - contemplando dados básicos dos mercados de fatores e de serviços. Trata-se da explicitação de *Demandas-AIS(ações integrais de saúde) articuladas com *Ofertas-AIS, *Capacidades de Atendimentos(SUS, AMS e Particular), *Exclusões de Vidas com AIS e *Custo-Saúde no Custo-Brasil.

Publicada em: Negócios, Turismo
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
436
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

SaúDe Brasil^Perfil 2009a

  1. 1. SAÚDE-BRASIL^PERFIL-2009a DEMANDAS E OFERTAS DE AÇÕES INTEGRAIS DE SAÚDE DO BRASIL *PROGRAMAS-AIS ARTICULADOS COM *RECURSOS-AIS, *CUSTOS POR PROCESSOS-AIS, *RECEITAS-AIS, *DESEMPENHOS-AIS por Orlando Cândido dos Passos* USANDO FERRAMENTAS E BDs DA SIATOEF passos@siatoef.com.br 1-ARTICULAÇÕES BÁSICAS COM VISÃO OPERACIONAL PROGRAMAS DE PROGRAMAS DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTOS RECURSOS RECURSOS HUMANOS HUMANOS INVESTIMENTOS INVESTIMENTOS DESPESAS DIRETAS DESPESAS DIRETAS DESPESAS INDIRETAS DESPESAS INDIRETAS PREÇOS DE VENDA PREÇOS DE VENDA R E C E I T A S R E C E I T A S INDICAÇÕES INDICAÇÕES BÁSICAS BÁSICAS 2-DE ANÁLISES, SISTEMATIZAÇÕES E CONSOLIDAÇÕES DE: Aspectos Técnicos QUE PROCEDIMENTOS-AIS SÃO DISPONIBILIZADOS E NECESSÁRIOS, PARA QUAIS VIDAS, ONDE E COMO Aspectos Operacionais INVESTIMENTOS, RECURSOS HUMANOS, DESPESAS DIRETAS E DESPESAS INDIRETAS DISPONÍVEIS E NECESSÁRIOS AOS PROGRAMAS-AIS Aspectos Administrativos FERRAMENTAS ADMINISTRATIVAS DISPONÍVEIS E NECESSÁRIAS AOS PROGRAMAS-AIS Aspectos Econômico-Financeiros DEMANDAS, OFERTAS, RECURSOS, CUSTOS POR PROCESSOS, RECEITAS E DESEMPENHOS DOS PROGRAMAS-AIS – NO TEMPO 3-PARA A NAVEGAÇÃO ORÇAMENTÁRIA POR PROCESSOS-AIS – INTEGRADOS E INTEGRADORES: DIAGNÓSTICO-AIS.RDID0 PROGNÓSTICO-AIS.RON TRATAMENTOS DE RDID1 A RON-1 *Orlando Cândido dos Passos Experiência de mais de quatro décadas em administração executiva e ou formuladora de soluções integradas e integradoras – nas fases de planejamento, implantação, operação, readequações e mistas - de INSTITUIÇÕES DE SAÚDE(IS) de qualquer porte(pública, filantrópica, privada e mista) . Pesquisador independente, especialista em entrelaçamentos equalizados dos aspectos TÉCNICOS-IS com OPERACIONAIS-IS – usando adequadas FERRAMENTAS ADMINISTRATIVAS que, simultaneamente, fazem as explicitações ECONÔMICO-FINANCEIRAS respectivas. Com esse MODELO OPERACIONAL PARA INSTITUIÇÕES DE SAÚDEMOIS assegura-se a integridade das Informações-IS PÚBLICAS, FILANTRÓPICAS, PRIVADAS e MISTAS. Neste, os processamentos ocorrem sem renomenclaturarizações eou mutilações de conceitos universais validados. Trata-se de modelagens que internalizam os processos dos protocolos das LINHAS DE CUIDADOS ASSISTENCIAIS-IS - aplicáveis aos perfis epidemiológicos de suas populações infantil, gestante, adulta e terceira idade, conforme seus perfis epidemiológicos. OPERACIONALIZAÇÃO DAS IS COM QUALIDADE MÁXIMA, CUSTOS MÉDIOS MÍNIMOS E REMUNERAÇÕES DIGNAS . PROCESSOS DE ELIMINAÇÕES DOS DESBALANCEAMENTOS, INADEQUAÇÕES E DESARTICULAÇÕES DOS RECURSOS DAS INSTITUIÇÕES DE SAÚDE
  2. 2. SAÚDE-BRASIL^PERFIL-2009a1 *PROGRAMAS-AIS2 ARTICULADOS COM *RECURSOS-AIS3, *CUSTOS POR PROCESSOS-AIS4, *RECEITAS-AIS5, *DESEMPENHOS-AIS6 DIAGNÓSTICO-AIS/LCA7.RDID80 PROGNÓSTICO-AIS/LCA.RO9N TRATAMENTOS10 DE RDID1 A RON-1 por Orlando Cândido dos Passos* USANDO FERRAMENTAS E BDs DA SIATOEF passos@siatoef.com.br Notas: 1 2009a=Versão com os dados acessáveis, via web, pelas fontes até 15abr2010: *IBGE; *DataSUS; *ANSAgência Nacional de Saúde Suplementar; *SIOPSSistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde; *SenadoOrçamento da União; *Secretarias Estaduais de Saúde; *Secretarias Municipais de Saúde; *Ministério da Fazenda; *Secretarias Estaduais de Finanças, *Secretarias Municipais de Fazenda; *Ministério do Planejamento; *Secretarias Estaduais de Planejamento; *Secretarias Municipais de Planejamento; *FGV-Dados; *IPEAInstituto de Pesquisa Econômica Aplicada; *Banco Central; *Outros(Abrafarma, Anahp, Bireme, CEBES, Febrapar, Fiocruz, Fipe, IESS, IESCUFRJ, NESP, Indicadores-Proahsa). Os dados dessas fontes são internalizados nos BDs-SIATOEF(primários e derivados que conta com 2.164 linhas de cuidados assistenciais. Destas, 654 são hospitais de médio e grande porte). Os processamentos são feitos com as modelagens das leis-de-formação(inferidas e determinantes) da Metodologia-SIATOEF. Assim, as Informações-AIS/LCA contam com integridade satisfatória às aplicações em perfis epidemiológicos das populações infantil, gestante, adulta e terceira idade – conforme os processos de seus protocolos. 2 Programas-AIS ou Ações Integrais de Saúde em unidades específicas(heterogêneas) equalizadas com unidade homogênea(por exemplo, consulta médica sem procedimentos); 3 Recursos-AIS corresponde aos *Investimentos(Edificações, Equipamentos, Capital de Giro, Veículos, Informática, Ferramentas Administrativas, Requalificações e Especializações) mais *Recursos Humanos/Equipe e Cargo-Função mais *Despesas Diretas mais *Despesas Indiretas; 4 Custos por Processos-AIS corresponde aos indicadores de eficiência econômica – que internalizam os técnico-operacionais; 5 Receitas por Fontes-AIS corresponde aos indicadores de eficácia econômica por serem balizados pelos seus Custos por Processos; 6 Desempenhos-AIS explicitados por *Resultados; *Valor Agregado e *Níveis-RDIDRecursos Desbalanceados, Inadequados e Desarticulados; 7 LCA=Linhas de Cuidados Assistenciais ou Referências e Contra-Referências cujas propriedades são as de alocação de recursos necessários e suficientes aos seus níveis de complexidade. 8 RDID=Recursos Desbalanceados, Inadequados e Desarticulados ou IS na Situação AtualParametrizada em t0 ou Problemas Estruturais-IS0; 9 RO=Recursos Otimizados no momento de Qualidade Máxima com Custos Médios Mínimos e Remunerações Dignas ou Benchmark em tN; 10 Tratamentos corresponde às AÇÕES ELIMINADORAS dos Problemas Estruturais-IS0 nos períodos de 1 a N-1Benchmarkings. Logo, cada IS deve contar com rede de precedência dos seus pontos de estrangulamentos técnicos, operacionais, administrativos, econômicos e financeiros – devidamente especificados, equalizados e quantificados. Como corolário, têm-se as Metas-IS e os Objetivos-IS na direção da IS.RON – em Navegador Orçamentário por Processos-IS0aN como ferramenta de monitoramento atualizado das Conformidades-IS. 11 AMS=Assistência Médica Suplementar - composta por MEDICINA DE GRUPO, COOPERATIVAS MÉDICAS, PLANOS PRÓPRIOS DAS EMPRESAS, CIEFAS, SEGURADORAS. 12 DST=Distrito de Saúde Típico dos Cenários-AIS.RO dos processamentos da Metodologia-SIATOEF e corresponde a 497.250 Vidas com AIS. 13 FÓRMULAS GERAIS: MÉD ENF MULTDIR MULTINDIR a-Mercado de FatoresCustos por Processos(indicadores de eficiência econômica): CT = RH + RH + RH + RH + DD +DI + DR + RI b-Mercado de ServiçosPreço de Venda(balizados p/Custos por Proecessos -indicadores de eficácia econômica): RT = CT + EF + Lucro Méd Onde: *CT = Custo Total por Grupo(SUS, AMS, Particular e Geral); *RH = Equipe Médica por Cargo-Função e Setor; *RHEnf = Equipe de Enfermagem por MultiDir Cargo-Função e Setor; *RH = Equipe Multiprofissional Direta por Cargo-Função e Setor; *RHMultIndir = Equipe Multiprofissional Indireta por Cargo-Função e Setor; *DD = Despesas Diretas - apropriáveis diretamente por setor eou procedimento; *DI = Despesas Indiretas - são as não enquadráveis como DD; *DR = Depreciação para Reposições - até o limite do Fundo de Depreciação. A partir desse montante, trata-se de expansão; *RI = Remuneração de Investimentos - para Amortizações, Juros e outras de mesma natureza; *RT = Receita Total por Grupo(SUS, AMS, Particular e Geral); *EF = Encargos sobre Faturamentos; *Lucro = Lucro Líquido(AMS, Particular e Geral). 25abril-2010 OPERACIONALIZAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SAÚDE COM QUALIDADE MÁXIMA, CUSTOS MÉDIOS MÍNIMOS E REMUNERAÇÕES DIGNAS 1 PROCESSOS DE ELIMINAÇÕES DOS DESBALANCEAMENTOS, INADEQUAÇÕES E DESARTICULAÇÕES DOS RECURSOS ALOCADOS NAS INSTITUIÇÕES DE SAÚDE
  3. 3. 12 Discriminação Brasil-2009 DST -Br2009 385,6603165 Total SUS AMS Particular Total SUS AMS Particular 1-Demandas-AIS.ROSinalizadas com Dados-ANS: 1-Demandas-AIS.RONominal-ANS - %: 100,00% 70,955% 28,045% 1,000% 100,000% 70,955% 28,045% 1,000% a-Em UnEqvNo. 6.110.362.578 4.335.638.226 1.713.620.726 61.103.626 15.843.898 11.242.117 4.443.342 158.439 b-Em VidasNo. 191.769.592 136.071.070 53.780.826 1.917.696 497.250 352.826 139.451 4.973 2-Receitas Necessárias e SuficientesR$ 266.684.437.605 153.552.064.469 103.453.850.196 9.678.522.939 691.500.852 398.153.655 268.251.219 25.095.978 ->R$/Vida-Ano 1.390,65 1.128,47 1.923,62 5.046,95 1.390,65 1.128,47 1.923,62 5.046,95 3-Custos dos Recursos Necessários e SuficientesR$ 220.225.848.743 153.552.064.469 64.179.703.363 2.494.080.911 571.035.804 398.153.655 166.415.108 6.467.041 ->R$/Vida-Ano 1.148,39 1.128,47 1.193,36 1.300,56 1.148,39 1.128,47 1.193,36 1.300,56 4-Receitas menos CustosR$ 46.458.588.862 0 39.274.146.834 7.184.442.028 120.465.049 0 101.836.111 18.628.938 ->R$/Vida-Ano 242,26 0,000 730,26 3.746,39 242,26 0,00 730,26 3.746,39 5-Encargos sobre FaturamentosR$ 18.384.010.635 0 16.811.250.657 1.572.759.978 47.668.920 0 43.590.823 4.078.096 ->R$/Vida-Ano 95,87 0,000 312,59 820,13 95,87 0,00 312,59 820,13 6-LucroR$ 28.074.578.227 0 22.462.896.177 5.611.682.050 72.796.129 0 58.245.288 14.550.841 ->R$/Vida-Ano 146,40 0,000 417,67 2.926,26 146,40 0,00 417,67 2.926,26 2-Demandas-AIS.ROSinalizadas p/Metodologia-SIATOEF: 1-Demandas-AIS.ROReal-SIATOEF - %: 100,00% 87,879% 11,626% 0,496% 100,000% 87,879% 11,626% 0,496% a-Em UnEqvNo. 6.110.362.578 5.369.702.992 710.365.269 30.294.317 15.843.898 13.923.400 1.841.945 78.552 b-Em VidasNo. 191.769.592 168.524.493 22.294.333 950.767 497.250 436.976 57.808 2.465 2-Receitas Necessárias e SuficientesR$ 237.859.055.578 190.174.764.815 42.885.815.418 4.798.475.345 616.757.922 493.114.683 111.201.007 12.442.233 ->R$/Vida-Ano 1.240,34 1.128,47 1.923,62 5.046,95 1.240,34 1.128,47 1.923,62 5.046,95 3-Custos dos Recursos Necessários e SuficientesR$ 218.016.384.194 190.174.764.815 26.605.089.195 1.236.530.185 565.306.761 493.114.683 68.985.810 3.206.268 ->R$/Vida-Ano 1.136,87 1.128,47 1.193,36 1.300,56 1.136,87 1.128,47 1.193,36 1.300,56 4-Receitas menos CustosR$ 19.842.671.383 0 16.280.726.224 3.561.945.160 51.451.162 0 42.215.197 9.235.965 ->R$/Vida-Ano 103,47 0,000 730,26 3.746,39 103,47 0,00 730,26 3.746,39 5-Encargos sobre FaturamentosR$ 7.748.697.249 0 6.968.945.005 779.752.244 20.092.026 0 18.070.164 2.021.863 ->R$/Vida-Ano 40,41 0,000 312,59 820,13 40,41 0,00 312,59 820,13 6-LucroR$ 12.093.974.134 0 9.311.781.218 2.782.192.916 31.359.136 0 24.145.033 7.214.102 ->R$/Vida-Ano 63,07 0,000 417,67 2.926,26 63,07 0,00 417,67 2.926,26 3-Referenciais dos Cenários de Ofertas-AIS.RDID: 1-Ofertas-AIS.RDID - %: 100,00% 74,359% 24,508% 1,133% 100,000% 74,359% 24,508% 1,133% a-Ofertas-AIS.RDID - em UnEqvNo. 2.575.157.568 1.914.870.496 631.119.264 29.167.808 6.677.269 4.965.174 1.636.464 75.631 b-Ofertas-AIS.RDID - em VidasNo. 80.819.577 60.096.914 19.807.251 915.412 209.562 155.829 51.359 2.374 2-Receitas Disponíveis no MercadoR$ 184.268.434.612 113.218.864.381 63.609.232.033 7.440.338.199 477.799.832 293.571.466 164.935.902 19.292.465 >R$/Vida-Ano 2.280,00 1.883,94 3.211,41 8.127,86 2.280,00 1.883,94 3.211,41 8.127,86 3-Despesas Sinalizadas pelo MercadoR$ 154.597.465.136 113.218.864.381 39.461.282.835 1.917.317.920 400.864.332 293.571.466 102.321.346 4.971.520 >R$/Vida-Ano 1.912,87 1.883,94 1.992,26 2.094,49 1.912,87 1.883,94 1.992,26 2.094,49 4-Receitas menos DespesasR$ 29.670.969.476 0 24.147.949.198 5.523.020.278 76.935.501 0 62.614.555 14.320.945 *R$/Vida-Ano 154,72 0,00 1.083,14 5.809,02 154,72 0,00 1.083,14 5.809,02 OPERACIONALIZAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SAÚDE COM QUALIDADE MÁXIMA, CUSTOS MÉDIOS MÍNIMOS E REMUNERAÇÕES DIGNAS 2 PROCESSOS DE ELIMINAÇÕES DOS DESBALANCEAMENTOS, INADEQUAÇÕES E DESARTICULAÇÕES DOS RECURSOS ALOCADOS NAS INSTITUIÇÕES DE SAÚDE
  4. 4. 12 Discriminação Brasil-2009 DST -Br2009 385,6603165 Total SUS AMS Particular Total SUS AMS Particular 5-Encargos sobre FaturamentosR$ 11.545.555.163 0 10.336.500.205 1.209.054.957 29.937.110 0 26.802.084 3.135.026 *R$/Vida-Ano 60,21 0,000 463,64 1.271,66 60,21 0,00 463,64 1.271,66 6-LucroR$ 18.125.414.313 0 13.811.448.992 4.313.965.321 46.998.391 0 35.812.471 11.185.920 *R$/Vida-Ano 94,52 0,000 619,50 4.537,35 94,52 0,00 619,50 4.537,35 4-Referenciais de Capacidade de Atendimento com AIS - % 100,00% 74,389% 24,518% 1,093% 100,000% 74,389% 24,518% 1,093% a-Em UnEqvNo. 4.297.408.610 3.196.805.188 1.053.630.176 46.973.246 11.142.989 8.289.173 2.732.016 121.800 b-Em VidasNo. 134.871.260 100.329.566 33.067.470 1.474.224 349.715 260.150 85.742 3.823 5-Referenciais de Exclusões de Vidas com AIS: 5.1-Com Dados Nominais da ANS - % 100,00% 68,476% 30,621% 0,903% 100,000% 68,476% 30,621% 0,903% a-Total de Exclusões - em UnEqvNo. 3.535.205.010 2.420.767.730 1.082.501.462 31.935.818 9.166.629 6.276.943 2.806.878 82.808 a-Total de Exclusões - em VidasNo. 110.950.016 75.974.156 33.973.575 1.002.284 287.688 196.998 88.092 2.599 b-Exclusões por Gestões-RDID - em Vidas com AISNo. 54.051.683 40.232.652 13.260.219 558.812 140.154 104.321 34.383 1.449 c-Exclusões por Falta de Recursos - em Vidas com AISNo. 56.898.333 35.741.504 20.713.357 443.472 147.535 92.676 53.709 1.150 5.2-Com Dados Equalizados p/SIATOEF - % 100,00% 97,727% 2,242% 0,032% 100,000% 97,727% 2,242% 0,032% a-Total de Exclusões - em UnEqvNo. 3.535.205.010 3.454.832.496 79.246.005 1.126.509 9.166.629 8.958.227 205.481 2.921 a-Total de Exclusões - em VidasNo. 110.950.016 108.427.579 2.487.082 35.355 287.688 281.148 6.449 92 b-Exclusões por Gestões-RDID - em Vidas com AISNo. 42.755.089 40.232.652 2.487.082 35.355 110.862 104.321 6.449 92 c-Exclusões por Falta de Recursos - em Vidas com AISNo. 68.194.926 68.194.926 0 0 176.826 176.826 0 0 6-Receitas Necessárias p/Atender as Demandas-AISR$: 6.1-Referenciais Sinalizados pelos Dados-ANSNominal: % 100,00% 70,955% 28,045% 1,000% 100,000% 70,955% 28,045% 1,000% a-Aplicando Custo-SUSPV-SUS de AIS.RO 216.406.152.818 153.552.064.469 60.690.026.820 2.164.061.528 561.131.502 398.153.655 157.366.533 5.611.315 b-Aplicando PV-Mercado de AIS.RO 266.684.437.605 153.552.064.469 103.453.850.196 9.678.522.939 691.500.852 398.153.655 268.251.219 25.095.978 c-Aplicando PV-SUS de AIS.RDID 361.282.036.287 256.349.469.760 101.319.746.165 3.612.820.363 936.788.207 664.702.742 262.717.583 9.367.882 d-Aplicando PV-AMS de AIS.RO 368.891.741.990 261.748.974.374 103.453.850.196 3.688.917.420 956.519.834 678.703.416 268.251.219 9.565.198 e-Aplicando PV-AMS de AIS.RDID 615.851.065.140 436.980.193.153 172.712.361.335 6.158.510.651 1.596.874.345 1.133.070.151 447.835.450 15.968.743 6.2-Referenciais Sinalizados p/Metodologia-SIATOEFReal: % 100,00% 87,879% 11,626% 0,496% 100,000% 87,879% 11,626% 0,496% a-Aplicando Custo-SUSPV-SUS de AIS.RO 216.406.152.818 190.174.764.815 25.158.476.780 1.072.911.223 561.131.502 493.114.683 65.234.808 2.782.011 b-Aplicando PV-Mercado de AIS.RO 237.859.055.578 190.174.764.815 42.885.815.418 4.798.475.345 616.757.922 493.114.683 111.201.007 12.442.233 c-Aplicando PV-SUS de AIS.RDID 361.282.036.287 317.489.708.070 42.001.142.770 1.791.185.447 936.788.207 823.236.653 108.907.090 4.644.464 d-Aplicando PV-AMS de AIS.RO 368.891.741.990 324.177.013.276 42.885.815.418 1.828.913.296 956.519.834 840.576.537 111.201.007 4.742.291 e-Aplicando PV-AMS de AIS.RDID 615.851.065.140 541.201.485.950 71.596.276.355 3.053.302.834 1.596.874.345 1.403.311.315 185.645.951 7.917.078 7-Custo-Saúde no Custo Brasil Com Exclusões: 7.1-Gestões-RDID com Dados Nominais da ANS: % 100,00% 55,795% 41,089% 3,116% 100,000% 55,795% 41,089% 3,116% 7.2a-Operacionalização de AIS.RDID menos AIS.ROR$ 1.178.892.382.128 657.757.178.464 484.400.349.195 36.734.854.469 3.056.815.368 1.705.535.027 1.256.028.501 95.251.839 7.2b-Receitas Necessárias e Suficientes para AIS.ROR$ 266.684.437.605 153.552.064.469 103.453.850.196 9.678.522.939 691.500.852 398.153.655 268.251.219 25.095.978 OPERACIONALIZAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SAÚDE COM QUALIDADE MÁXIMA, CUSTOS MÉDIOS MÍNIMOS E REMUNERAÇÕES DIGNAS 3 PROCESSOS DE ELIMINAÇÕES DOS DESBALANCEAMENTOS, INADEQUAÇÕES E DESARTICULAÇÕES DOS RECURSOS ALOCADOS NAS INSTITUIÇÕES DE SAÚDE
  5. 5. 12 Discriminação Brasil-2009 DST -Br2009 385,6603165 Total SUS AMS Particular Total SUS AMS Particular 7.2c-Modelo Operacional-Atual Com ExclusõesR$ 1.445.576.819.733 811.309.242.933 587.854.199.391 46.413.377.408 3.748.316.220 2.103.688.682 1.524.279.720 120.347.818 1-Disponível no Mercado de ServiçosR$ 184.268.434.612 113.218.864.381 63.609.232.033 7.440.338.199 477.799.832 293.571.466 164.935.902 19.292.465 2-Custo Saude no Custo BrasilR$ 1.236.805.747.102 679.870.375.550 518.239.864.188 38.695.507.364 3.206.982.140 1.762.873.561 1.343.772.854 100.335.725 3-Custos dos Tempos Adicionais - R$ 24.502.638.018 18.220.003.002 6.005.103.170 277.531.846 63.534.248 47.243.655 15.570.965 719.628 7.2-Gestões-RDID com Dados Equalizados p/SIATOEF: % 100,00% 92,968% 6,595% 0,437% 100,000% 92,968% 6,595% 0,437% 7.2a-Operacionalização de AIS.RDID menos AIS.ROR$ 980.501.936.828 911.550.610.093 64.666.980.317 4.284.346.418 2.542.397.791 2.363.610.076 167.678.596 11.109.119 7.2b-Receitas Necessárias e Suficientes para AIS.ROR$ 237.859.055.578 190.174.764.815 42.885.815.418 4.798.475.345 616.757.922 493.114.683 111.201.007 12.442.233 7.2c-Modelo Operacional-Atual Com ExclusõesR$ 1.218.360.992.406 1.101.725.374.908 107.552.795.735 9.082.821.763 3.159.155.714 2.856.724.760 278.879.602 23.551.352 1-Disponível no Mercado de ServiçosR$ 184.268.434.612 113.218.864.381 63.609.232.033 7.440.338.199 477.799.832 293.571.466 164.935.902 19.292.465 2-Custo Saude no Custo BrasilR$ 1.009.589.919.775 970.286.507.525 37.938.460.532 1.364.951.719 2.617.821.634 2.515.909.639 98.372.736 3.539.259 3-Custos dos Tempos Adicionais - R$ 24.502.638.018 18.220.003.002 6.005.103.170 277.531.846 63.534.248 47.243.655 15.570.965 719.628 8-Custo-Saúde no Custo Brasil Sem Exclusões: 8.2-Gestões-RDID com Dados Nominais da ANS: % 100,00% 79,021% 19,719% 1,260% 100,000% 79,021% 19,719% 1,260% 8.2a-Operacionalização de AIS.RDID menos AIS.ROR$ 622.475.510.040 491.883.582.001 122.748.055.874 7.843.872.165 1.614.051.235 1.275.432.190 318.280.234 20.338.811 8.2b-Receitas Necessárias e Suficientes para AIS.ROR$ 266.684.437.605 153.552.064.469 103.453.850.196 9.678.522.939 691.500.852 398.153.655 268.251.219 25.095.978 8.2c-Modelo Operacional-Atual Sem ExclusõesR$ 889.159.947.645 645.435.646.471 226.201.906.071 17.522.395.104 2.305.552.087 1.673.585.845 586.531.454 45.434.789 1-Disponível no Mercado de Serviços- R$ 184.268.434.612 113.218.864.381 63.609.232.033 7.440.338.199 477.799.832 293.571.466 164.935.902 19.292.465 2-Recursos p/Eliminação das Exclusões – R$ 260.380.157.285 143.130.605.379 109.103.129.303 8.146.422.603 655.928.935 371.131.276 282.899.548 21.123.310 3-Custos de RDID Crônico(CSnoCB) – R$ 399.333.583.516 360.030.171.266 37.938.460.532 1.364.951.719 1.200.634.585 933.542.177 98.372.736 3.539.259 4-Custos dos Tempos Adicionais – R$ 45.177.772.232 29.056.005.445 15.551.084.203 570.682.584 117.143.948 75.340.926 40.323.268 1.479.754 8.2-Gestões-RDID com Dados Equalizados p/SIATOEF: % 100,00% 87,203% 12,039% 0,758% 100,000% 87,203% 12,039% 0,758% 8.2a-Operacionalização de AIS.RDID menos AIS.ROR$ 603.465.981.051 526.240.251.737 72.654.024.639 4.571.704.675 1.564.760.374 1.364.517.502 188.388.645 11.854.226 8.2b-Receitas Necessárias e Suficientes para AIS.ROR$ 237.859.055.578 190.174.764.815 42.885.815.418 4.798.475.345 616.757.922 493.114.683 111.201.007 12.442.233 8.2c-Modelo Operacional-Atual Sem ExclusõesR$ 841.325.036.629 716.415.016.552 115.539.840.057 9.370.180.020 2.181.518.297 1.857.632.185 299.589.652 24.296.459 1-Disponível no Mercado de Serviços- R$ 184.268.434.612 113.218.864.381 63.609.232.033 7.440.338.199 477.799.832 293.571.466 164.935.902 19.292.465 2-Recursos p/Eliminação das Exclusões – R$ 212.545.246.268 204.270.843.689 7.987.044.322 287.358.257 551.120.344 529.665.187 20.710.050 745.107 3-Custos de RDID Crônico(CSnoCB) – R$ 399.333.583.516 360.030.171.266 37.938.460.532 1.364.951.719 1.200.634.585 933.542.177 98.372.736 3.539.259 4-Custos dos Tempos Adicionais – R$ 45.177.772.232 38.895.137.216 6.005.103.170 277.531.846 117.143.948 100.853.356 15.570.965 719.628 *Orlando Cândido dos Passos Experiência de mais de quatro décadas em administração executiva e ou formuladora de soluções integradas e integradoras – nas fases de planejamento, implantação, operação, readequações e mistas - de INSTITUIÇÕES DE SAÚDE(IS) de qualquer porte(pública, filantrópica, privada e mista) . Pesquisador independente, especialista em entrelaçamentos equalizados dos aspectos TÉCNICOS-IS com OPERACIONAIS-IS – usando adequadas FERRAMENTAS ADMINISTRATIVAS que, simultaneamente, fazem as explicitações ECONÔMICO-FINANCEIRAS respectivas. Com esse MODELO OPERACIONAL PARA INSTITUIÇÕES DE SAÚDEMOIS assegura-se a integridade das Informações-IS PÚBLICAS, FILANTRÓPICAS, PRIVADAS e MISTAS. Neste, os processamentos ocorrem sem renomenclaturarizações eou mutilações de conceitos universais validados. Trata-se de modelagens que internalizam os processos dos protocolos das LINHAS DE CUIDADOS ASSISTENCIAIS-IS - aplicáveis aos perfis epidemiológicos de suas populações infantil, gestante, adulta e terceira idade, conforme seus perfis epidemiológicos. OPERACIONALIZAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SAÚDE COM QUALIDADE MÁXIMA, CUSTOS MÉDIOS MÍNIMOS E REMUNERAÇÕES DIGNAS 4 PROCESSOS DE ELIMINAÇÕES DOS DESBALANCEAMENTOS, INADEQUAÇÕES E DESARTICULAÇÕES DOS RECURSOS ALOCADOS NAS INSTITUIÇÕES DE SAÚDE

×