SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Baixar para ler offline
1
É uma área de conhecimento que, de uma forma
    genérica, pode ser considerada como resultante da
    união entre a engenharia e as ciências da vida, de
       forma a manipular os seres vivos ou os seus
2
    componentes, no sentido de obter produtos úteis.
3
… na Medicina

  A ciência tecnológica tem contribuído para o
      diagnostico e terapêutica de doenças.


  Os processos biotecnológicos tem uma grande
importância na imunologia e, mais precisamente na
             produção de anticorpos.



                                                 4
O nosso organismo produz anticorpos policlonais.

A utilização destes anticorpos começou muito antes do
           desenvolvimento dos antibióticos.
Em 1975, Milstein e Kohler, desenvolveram anticorpos
          idênticos - anticorpos monoclonais.

Investigadores ultrapassaram esta dificuldade através
   da fusão de um linfócito B activo com um mieloma
     resultando uma nova célula chamada hibridoma.



                                             5
A forma de produzir estes anticorpos consiste na introdução de
        antigénios no organismo de ratos de laboratório.




                                                                 6
Detectar a presença de uma determinada molécula que
            exista em pequenas quantidades;

      Testes diagnóstico (testes de gravidez);

   Tratamento de alguns cancros (cancro da mama);

Controlo de doenças auto imunes (diabetes mellitus I,
        artrite reumatóide, esclerose múltipla);


                                                        7
Imunização passiva contra agentes infecciosos e
                    toxinas;

      Transplantes de tecidos ou órgãos;

    Estimulação da rejeição e destruição de
                    tumores;

      Manipulação da resposta imunitária


                                              8
Além de anticorpos monoclonais têm sido
          desenvolvidos outros produtos:

                   Antibióticos;

                    Hormonas;
9
                    Vitaminas;

    A produção destes implica processos como a
        Biotransformação ou Bioconversão
Consiste na utilização de microrganismos ou da sua maquinaria enzimática,
    para a transformação de um substrato num determinado produto,
                     relacionados estruturalmente.


                        Divide-se em três fases:


                        Preparação do material;
                             Bioconversão;
                       Recuperação de produtos;
                                                                    10
11
A descoberta da penicilina mudou o rumo da História porque a partir
  da penicilina é possível realizar transformações que conduzem à
 produção de penicilinas semissintéticas (ampicilina ou a amoxilina),
                           tendo inúmeras…




     Modo de administração, é o exemplo da via oral, devido a sua
                resistência as secreções gástricas;

Mais eficazes no combate a bactérias que são resistentes a penicilina
                             natural;


                                                                        12
Síntese de hormonas;
      • Capacidade de reduzir processos inflamatorios;
      • Controlo de sintomas resultantes da artrite
        reumatóide e de alergias;
      • Desenvolvimento e manutenção de caracters
        sexuais e dos ciclos sexuais;
      • Contraceptivos (controlo artificial da fertilidade)
          – Exemplos: Esteróides, Hormonas de crescimento
 Produção de antibióticos
 • Combate das infecções bacterianas;


                                                              13
Vitaminas

    • Suplementos nutricionais produzidos por bactérias e
      fungos (B12);
    • Permitem a actualização enzimática;
    • A ausência provoca graves doenças ate mesmo a
      morte;




                                                       14
  Realização de transformações que não seriam
            possíveis por síntese química;
  Diminuição do nº de reacções necessária para a
               obtenção de produtos;
 Aumento do grau de especificidade, diminuindo o
      risco de alergias e efeitos secundários;
                    É rentável




                                             15
A biotecnologia abre largas perspectivas para a melhoria
        da qualidade de vida das pessoas, produzindo
     industrialmente diferentes substancias utilizadas
         quer em diagnostico, quer em terapêutica.




                                                       16
17

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Biologia 12 Biotecnologia Diagnostico De Doencas Fallingstar
Biologia 12 Biotecnologia Diagnostico De Doencas FallingstarBiologia 12 Biotecnologia Diagnostico De Doencas Fallingstar
Biologia 12 Biotecnologia Diagnostico De Doencas FallingstarDiogo
 
Trabalho de Biotecnologia
Trabalho de BiotecnologiaTrabalho de Biotecnologia
Trabalho de BiotecnologiaMarcos Politelo
 
Avanços da biotecnologia 2013
Avanços da biotecnologia 2013Avanços da biotecnologia 2013
Avanços da biotecnologia 2013UERGS
 
Introducao à Biotecnologia I
Introducao à Biotecnologia IIntroducao à Biotecnologia I
Introducao à Biotecnologia IKelton Silva Sena
 
Sistema ImunitáRio (Biotecnologia E Controlo De DoençAs)
Sistema ImunitáRio (Biotecnologia E Controlo De DoençAs)Sistema ImunitáRio (Biotecnologia E Controlo De DoençAs)
Sistema ImunitáRio (Biotecnologia E Controlo De DoençAs)Nuno Correia
 
Biotecnologia no diagnóstico e terapêutica de doenças
Biotecnologia no diagnóstico e terapêutica de doençasBiotecnologia no diagnóstico e terapêutica de doenças
Biotecnologia no diagnóstico e terapêutica de doençasMariana Leal
 
Biologia biotecnologia
Biologia biotecnologiaBiologia biotecnologia
Biologia biotecnologiaIgor Vinicius
 
Biotecnologia
BiotecnologiaBiotecnologia
BiotecnologiaURCA
 
Biotecnologia e aliementos transgênicos
Biotecnologia e aliementos transgênicosBiotecnologia e aliementos transgênicos
Biotecnologia e aliementos transgênicosJosenilson S'ilva
 
Sustentabilidade x biotecnologia
Sustentabilidade x biotecnologiaSustentabilidade x biotecnologia
Sustentabilidade x biotecnologia12101240
 

Mais procurados (20)

Biologia 12 Biotecnologia Diagnostico De Doencas Fallingstar
Biologia 12 Biotecnologia Diagnostico De Doencas FallingstarBiologia 12 Biotecnologia Diagnostico De Doencas Fallingstar
Biologia 12 Biotecnologia Diagnostico De Doencas Fallingstar
 
Biotecnologia
BiotecnologiaBiotecnologia
Biotecnologia
 
Trabalho de Biotecnologia
Trabalho de BiotecnologiaTrabalho de Biotecnologia
Trabalho de Biotecnologia
 
Biotecnologia
Biotecnologia Biotecnologia
Biotecnologia
 
Avanços da biotecnologia
Avanços da biotecnologiaAvanços da biotecnologia
Avanços da biotecnologia
 
Webquest genética e biotecnologia
Webquest genética e  biotecnologiaWebquest genética e  biotecnologia
Webquest genética e biotecnologia
 
Avanços da biotecnologia 2013
Avanços da biotecnologia 2013Avanços da biotecnologia 2013
Avanços da biotecnologia 2013
 
Introducao à Biotecnologia I
Introducao à Biotecnologia IIntroducao à Biotecnologia I
Introducao à Biotecnologia I
 
Sistema ImunitáRio (Biotecnologia E Controlo De DoençAs)
Sistema ImunitáRio (Biotecnologia E Controlo De DoençAs)Sistema ImunitáRio (Biotecnologia E Controlo De DoençAs)
Sistema ImunitáRio (Biotecnologia E Controlo De DoençAs)
 
Biotecnologia no diagnóstico e terapêutica de doenças
Biotecnologia no diagnóstico e terapêutica de doençasBiotecnologia no diagnóstico e terapêutica de doenças
Biotecnologia no diagnóstico e terapêutica de doenças
 
Biologia biotecnologia
Biologia biotecnologiaBiologia biotecnologia
Biologia biotecnologia
 
Biotecnologia
BiotecnologiaBiotecnologia
Biotecnologia
 
Biotecnologia
BiotecnologiaBiotecnologia
Biotecnologia
 
Biotecnologia
BiotecnologiaBiotecnologia
Biotecnologia
 
Biotecnologia e aliementos transgênicos
Biotecnologia e aliementos transgênicosBiotecnologia e aliementos transgênicos
Biotecnologia e aliementos transgênicos
 
Rafaela
RafaelaRafaela
Rafaela
 
Biotecnologia
BiotecnologiaBiotecnologia
Biotecnologia
 
Sustentabilidade x biotecnologia
Sustentabilidade x biotecnologiaSustentabilidade x biotecnologia
Sustentabilidade x biotecnologia
 
Aula 1 -_introdução_à_biotecnologia
Aula 1 -_introdução_à_biotecnologiaAula 1 -_introdução_à_biotecnologia
Aula 1 -_introdução_à_biotecnologia
 
Biotecnologia
BiotecnologiaBiotecnologia
Biotecnologia
 

Destaque

Diferenciação celular
Diferenciação celularDiferenciação celular
Diferenciação celularIsabel Lopes
 
Biologia 11 diferenciação celular
Biologia 11   diferenciação celularBiologia 11   diferenciação celular
Biologia 11 diferenciação celularNuno Correia
 
Relatório posto 9 passarela
Relatório posto 9 passarelaRelatório posto 9 passarela
Relatório posto 9 passarelaIsabel Lopes
 
B11 aula de revisões 1
B11   aula de revisões 1B11   aula de revisões 1
B11 aula de revisões 1Nuno Correia
 
Memb. e Transporte
Memb. e TransporteMemb. e Transporte
Memb. e TransporteClaraVinhas
 
Doenças Auto-Imunes, Transplantes e Alergias
Doenças Auto-Imunes, Transplantes e AlergiasDoenças Auto-Imunes, Transplantes e Alergias
Doenças Auto-Imunes, Transplantes e AlergiasIsabel Lopes
 
Imunidade Mediada Por CéLulas
Imunidade Mediada Por CéLulasImunidade Mediada Por CéLulas
Imunidade Mediada Por CéLulasIsabel Lopes
 
Imunidade Adquirida - Humoral
Imunidade Adquirida - HumoralImunidade Adquirida - Humoral
Imunidade Adquirida - HumoralIsabel Lopes
 
Imunodeficiencia congénita e adquirida
Imunodeficiencia congénita e adquiridaImunodeficiencia congénita e adquirida
Imunodeficiencia congénita e adquiridaIsabel Lopes
 
Obtenção de matéria seres autotróficos
Obtenção de matéria   seres autotróficosObtenção de matéria   seres autotróficos
Obtenção de matéria seres autotróficosIsabel Lopes
 
Obtenção de matéria seres heterotróficos
Obtenção de matéria   seres heterotróficosObtenção de matéria   seres heterotróficos
Obtenção de matéria seres heterotróficosIsabel Lopes
 
Sistema Imunitário - defesa não específica
Sistema Imunitário - defesa não específicaSistema Imunitário - defesa não específica
Sistema Imunitário - defesa não específicaIsabel Lopes
 
Bactérias e Vírus
Bactérias e VírusBactérias e Vírus
Bactérias e VírusIsabel Lopes
 

Destaque (13)

Diferenciação celular
Diferenciação celularDiferenciação celular
Diferenciação celular
 
Biologia 11 diferenciação celular
Biologia 11   diferenciação celularBiologia 11   diferenciação celular
Biologia 11 diferenciação celular
 
Relatório posto 9 passarela
Relatório posto 9 passarelaRelatório posto 9 passarela
Relatório posto 9 passarela
 
B11 aula de revisões 1
B11   aula de revisões 1B11   aula de revisões 1
B11 aula de revisões 1
 
Memb. e Transporte
Memb. e TransporteMemb. e Transporte
Memb. e Transporte
 
Doenças Auto-Imunes, Transplantes e Alergias
Doenças Auto-Imunes, Transplantes e AlergiasDoenças Auto-Imunes, Transplantes e Alergias
Doenças Auto-Imunes, Transplantes e Alergias
 
Imunidade Mediada Por CéLulas
Imunidade Mediada Por CéLulasImunidade Mediada Por CéLulas
Imunidade Mediada Por CéLulas
 
Imunidade Adquirida - Humoral
Imunidade Adquirida - HumoralImunidade Adquirida - Humoral
Imunidade Adquirida - Humoral
 
Imunodeficiencia congénita e adquirida
Imunodeficiencia congénita e adquiridaImunodeficiencia congénita e adquirida
Imunodeficiencia congénita e adquirida
 
Obtenção de matéria seres autotróficos
Obtenção de matéria   seres autotróficosObtenção de matéria   seres autotróficos
Obtenção de matéria seres autotróficos
 
Obtenção de matéria seres heterotróficos
Obtenção de matéria   seres heterotróficosObtenção de matéria   seres heterotróficos
Obtenção de matéria seres heterotróficos
 
Sistema Imunitário - defesa não específica
Sistema Imunitário - defesa não específicaSistema Imunitário - defesa não específica
Sistema Imunitário - defesa não específica
 
Bactérias e Vírus
Bactérias e VírusBactérias e Vírus
Bactérias e Vírus
 

Semelhante a Biotecnologia

Imunidade_e_controlo_de_doencas.Parte_2.pdf
Imunidade_e_controlo_de_doencas.Parte_2.pdfImunidade_e_controlo_de_doencas.Parte_2.pdf
Imunidade_e_controlo_de_doencas.Parte_2.pdfvitorepalmeida1
 
Medicamentos Biológicos
Medicamentos BiológicosMedicamentos Biológicos
Medicamentos BiológicosPriscila Torres
 
Medicamentos biológicos v3
Medicamentos biológicos v3Medicamentos biológicos v3
Medicamentos biológicos v3Priscila Torres
 
Universidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – ueceUniversidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – uecedayrla
 
Universidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – ueceUniversidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – uecedayrla
 
Fatores de transferencia
Fatores de transferenciaFatores de transferencia
Fatores de transferenciaENESP
 
Fatores de transferencia
Fatores de transferenciaFatores de transferencia
Fatores de transferenciaENESP
 
Fatores de transferencia
Fatores de transferenciaFatores de transferencia
Fatores de transferenciaNatalNet Natal
 
Controle de microrganismos por agentes in vivo
Controle de microrganismos por agentes in vivoControle de microrganismos por agentes in vivo
Controle de microrganismos por agentes in vivoMaria Teixiera
 
Benefícios da Ganoderma Lucidum - Organo Gold
Benefícios da Ganoderma Lucidum - Organo GoldBenefícios da Ganoderma Lucidum - Organo Gold
Benefícios da Ganoderma Lucidum - Organo GoldVitor Chiaratti
 
Antibióticos – soluções e problemas
 Antibióticos – soluções e problemas Antibióticos – soluções e problemas
Antibióticos – soluções e problemasClécio Bubela
 
Guia de antimicrobianos_do_hc-ufg
Guia de antimicrobianos_do_hc-ufgGuia de antimicrobianos_do_hc-ufg
Guia de antimicrobianos_do_hc-ufgJardene Diiogenes
 
Biofármacos e biossimilares conceitos básicos
Biofármacos e biossimilares   conceitos básicosBiofármacos e biossimilares   conceitos básicos
Biofármacos e biossimilares conceitos básicosbiossimilar
 
Biotecnologia - Organismos Geneticamente Modificados - OGM'S
Biotecnologia - Organismos Geneticamente Modificados - OGM'SBiotecnologia - Organismos Geneticamente Modificados - OGM'S
Biotecnologia - Organismos Geneticamente Modificados - OGM'SIsnailson Pinheiro
 
Biotecnologia - Organismos Geneticamente Modificados - OGM'S
Biotecnologia - Organismos Geneticamente Modificados - OGM'SBiotecnologia - Organismos Geneticamente Modificados - OGM'S
Biotecnologia - Organismos Geneticamente Modificados - OGM'SIsnailson Pinheiro
 
Curso antibióticos e resistência bacteriana prof ana claudia
Curso antibióticos e resistência bacteriana prof ana claudiaCurso antibióticos e resistência bacteriana prof ana claudia
Curso antibióticos e resistência bacteriana prof ana claudiaDouglas Lício
 
RESISTÊNCIA BACTERIANA AOS ANTIBIÓTICOS(1).pptx
RESISTÊNCIA BACTERIANA AOS ANTIBIÓTICOS(1).pptxRESISTÊNCIA BACTERIANA AOS ANTIBIÓTICOS(1).pptx
RESISTÊNCIA BACTERIANA AOS ANTIBIÓTICOS(1).pptxNandaBarboza
 
Farmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicos
Farmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicosFarmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicos
Farmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicosedvandef
 

Semelhante a Biotecnologia (20)

Imunidade_e_controlo_de_doencas.Parte_2.pdf
Imunidade_e_controlo_de_doencas.Parte_2.pdfImunidade_e_controlo_de_doencas.Parte_2.pdf
Imunidade_e_controlo_de_doencas.Parte_2.pdf
 
Medicamentos Biológicos
Medicamentos BiológicosMedicamentos Biológicos
Medicamentos Biológicos
 
Medicamentos biológicos v3
Medicamentos biológicos v3Medicamentos biológicos v3
Medicamentos biológicos v3
 
Universidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – ueceUniversidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – uece
 
Universidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – ueceUniversidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – uece
 
Trabalho de Biologia
Trabalho de BiologiaTrabalho de Biologia
Trabalho de Biologia
 
Fatores de transferencia
Fatores de transferenciaFatores de transferencia
Fatores de transferencia
 
Fatores de transferencia
Fatores de transferenciaFatores de transferencia
Fatores de transferencia
 
Fatores de transferencia
Fatores de transferenciaFatores de transferencia
Fatores de transferencia
 
Controle de microrganismos por agentes in vivo
Controle de microrganismos por agentes in vivoControle de microrganismos por agentes in vivo
Controle de microrganismos por agentes in vivo
 
Benefícios da Ganoderma Lucidum - Organo Gold
Benefícios da Ganoderma Lucidum - Organo GoldBenefícios da Ganoderma Lucidum - Organo Gold
Benefícios da Ganoderma Lucidum - Organo Gold
 
Antibióticos – soluções e problemas
 Antibióticos – soluções e problemas Antibióticos – soluções e problemas
Antibióticos – soluções e problemas
 
Guia de antimicrobianos_do_hc-ufg
Guia de antimicrobianos_do_hc-ufgGuia de antimicrobianos_do_hc-ufg
Guia de antimicrobianos_do_hc-ufg
 
Biofármacos e biossimilares conceitos básicos
Biofármacos e biossimilares   conceitos básicosBiofármacos e biossimilares   conceitos básicos
Biofármacos e biossimilares conceitos básicos
 
Biotecnologia - Organismos Geneticamente Modificados - OGM'S
Biotecnologia - Organismos Geneticamente Modificados - OGM'SBiotecnologia - Organismos Geneticamente Modificados - OGM'S
Biotecnologia - Organismos Geneticamente Modificados - OGM'S
 
Biotecnologia - Organismos Geneticamente Modificados - OGM'S
Biotecnologia - Organismos Geneticamente Modificados - OGM'SBiotecnologia - Organismos Geneticamente Modificados - OGM'S
Biotecnologia - Organismos Geneticamente Modificados - OGM'S
 
Cartilha Biossimilares
Cartilha BiossimilaresCartilha Biossimilares
Cartilha Biossimilares
 
Curso antibióticos e resistência bacteriana prof ana claudia
Curso antibióticos e resistência bacteriana prof ana claudiaCurso antibióticos e resistência bacteriana prof ana claudia
Curso antibióticos e resistência bacteriana prof ana claudia
 
RESISTÊNCIA BACTERIANA AOS ANTIBIÓTICOS(1).pptx
RESISTÊNCIA BACTERIANA AOS ANTIBIÓTICOS(1).pptxRESISTÊNCIA BACTERIANA AOS ANTIBIÓTICOS(1).pptx
RESISTÊNCIA BACTERIANA AOS ANTIBIÓTICOS(1).pptx
 
Farmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicos
Farmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicosFarmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicos
Farmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicos
 

Último

geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 

Último (20)

geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 

Biotecnologia

  • 1. 1
  • 2. É uma área de conhecimento que, de uma forma genérica, pode ser considerada como resultante da união entre a engenharia e as ciências da vida, de forma a manipular os seres vivos ou os seus 2 componentes, no sentido de obter produtos úteis.
  • 3. 3
  • 4. … na Medicina A ciência tecnológica tem contribuído para o diagnostico e terapêutica de doenças. Os processos biotecnológicos tem uma grande importância na imunologia e, mais precisamente na produção de anticorpos. 4
  • 5. O nosso organismo produz anticorpos policlonais. A utilização destes anticorpos começou muito antes do desenvolvimento dos antibióticos. Em 1975, Milstein e Kohler, desenvolveram anticorpos idênticos - anticorpos monoclonais. Investigadores ultrapassaram esta dificuldade através da fusão de um linfócito B activo com um mieloma resultando uma nova célula chamada hibridoma. 5
  • 6. A forma de produzir estes anticorpos consiste na introdução de antigénios no organismo de ratos de laboratório. 6
  • 7. Detectar a presença de uma determinada molécula que exista em pequenas quantidades; Testes diagnóstico (testes de gravidez); Tratamento de alguns cancros (cancro da mama); Controlo de doenças auto imunes (diabetes mellitus I, artrite reumatóide, esclerose múltipla); 7
  • 8. Imunização passiva contra agentes infecciosos e toxinas; Transplantes de tecidos ou órgãos; Estimulação da rejeição e destruição de tumores; Manipulação da resposta imunitária 8
  • 9. Além de anticorpos monoclonais têm sido desenvolvidos outros produtos: Antibióticos; Hormonas; 9 Vitaminas; A produção destes implica processos como a Biotransformação ou Bioconversão
  • 10. Consiste na utilização de microrganismos ou da sua maquinaria enzimática, para a transformação de um substrato num determinado produto, relacionados estruturalmente. Divide-se em três fases: Preparação do material; Bioconversão; Recuperação de produtos; 10
  • 11. 11
  • 12. A descoberta da penicilina mudou o rumo da História porque a partir da penicilina é possível realizar transformações que conduzem à produção de penicilinas semissintéticas (ampicilina ou a amoxilina), tendo inúmeras… Modo de administração, é o exemplo da via oral, devido a sua resistência as secreções gástricas; Mais eficazes no combate a bactérias que são resistentes a penicilina natural; 12
  • 13. Síntese de hormonas; • Capacidade de reduzir processos inflamatorios; • Controlo de sintomas resultantes da artrite reumatóide e de alergias; • Desenvolvimento e manutenção de caracters sexuais e dos ciclos sexuais; • Contraceptivos (controlo artificial da fertilidade) – Exemplos: Esteróides, Hormonas de crescimento Produção de antibióticos • Combate das infecções bacterianas; 13
  • 14. Vitaminas • Suplementos nutricionais produzidos por bactérias e fungos (B12); • Permitem a actualização enzimática; • A ausência provoca graves doenças ate mesmo a morte; 14
  • 15.  Realização de transformações que não seriam possíveis por síntese química;  Diminuição do nº de reacções necessária para a obtenção de produtos;  Aumento do grau de especificidade, diminuindo o risco de alergias e efeitos secundários;  É rentável 15
  • 16. A biotecnologia abre largas perspectivas para a melhoria da qualidade de vida das pessoas, produzindo industrialmente diferentes substancias utilizadas quer em diagnostico, quer em terapêutica. 16
  • 17. 17