Saúde da Gengiva

25.290 visualizações

Publicada em

Mirna Liz odontologia apresenta:
A gengiva é um tecido que reveste o osso alveolar e se acomoda ao redor dos dentes. Gengiva saudável é firme, não sangra e tem uma tonalidade próxima do roseo.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
25.290
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
44
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
265
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Saúde da Gengiva

  1. 1. Mirna Liz Odontologia Apresenta: Saúde da Gengiva
  2. 2. SAÚDE DA GENGIVA INFORMAÇÕES Mirna Liz odontologia
  3. 3. Como deve ser uma gengiva saudável <ul><li>A gengiva é um tecido que reveste o osso alveolar e se acomoda ao redor dos dentes. Gengiva saudável é firme, não sangra e tem uma tonalidade próxima do vermelho-claro. </li></ul>
  4. 4. Como deve ser uma gengiva saudável <ul><li>Partes da Gengiva: Gengiva; ligamento periodontal; cemento e osso </li></ul>
  5. 5. Como deve ser uma gengiva saudável <ul><li>Em condições de normalidade apresenta um “colarinho”ao redor do dente-- é chamado de: gengiva marginal ou livre(A) </li></ul>
  6. 6. Como deve ser uma gengiva saudável <ul><li>A gengiva inserida apresenta aspecto de casca de laranja, tipo pontilhado(B) </li></ul>
  7. 7. Como deve ser uma gengiva saudável <ul><li>Na radiografia se apresenta: </li></ul><ul><li>Cristas marginais definidas; </li></ul><ul><li>Lâmina dura visível </li></ul>
  8. 8. Como deve ser uma gengiva saudável <ul><li>Pode ser classificada em gengiva marginal (A) e inserida (B), ambas queratinizadas </li></ul>
  9. 9. Como deve ser uma gengiva saudável <ul><li>Aspecto de casca de laranja, com “furinhos”. </li></ul><ul><li>E arco côncavo ao redor dos dentes anteriores </li></ul>
  10. 10. Doenças da gengiva: Gengivite <ul><li>A gengivite é a inflamação mais comum da gengiva e é causada principalmente pelo acúmulo contínuo da placa bacteriana próximo aos dentes e próteses dentais ou implantossuportadas  </li></ul>Apresenta inchada, avermelhada, flácida e sangramento fácil ao pequeno toque. Não há perda óssea.
  11. 11. Doenças da gengiva: Periodontite <ul><li>Uma vez instalada uma gengivite evolui-se para uma periodontite, inflamação e infecção não só da gengiva mas também do ligamento e do osso que suportam o dente. </li></ul>
  12. 12. Doenças da gengiva: Periodontite <ul><li>A periodontite apresenta os seguintes sintomas: </li></ul><ul><li>* Acúmulo de placa bacteriana </li></ul><ul><li>* O ligamento do dente e o osso ficam danificados; </li></ul><ul><li>* As gengivas começam a regredir e a “descolar-se” dos dentes o que permite que a placa bacteriana avance para as raízes; </li></ul>
  13. 13. Doenças da gengiva: Periodontite <ul><li>* O ligamento dentário e o osso que suportam o dente são destruídos; </li></ul><ul><li>* Dentes com mobilidade dentária; </li></ul>
  14. 14. Normal X Doença X
  15. 15. Normal X Doença <ul><li>X </li></ul>
  16. 16. Recessões gengivais <ul><li>As recessões gengivais constituem, por definição, a migração da gengiva marginal em direção apical. Diversos fatores podem causar este desagradável, antiestético e nocivo efeito, como o trauma por escovação e outros tipos de trauma sobre o tecido gengival, a falta de gengiva inserida, fatores iatrogênicos locais, inserção anômala de freios e bridas, mal posicionamento dental, vestíbulo raso, tábua óssea fina ou presença de fenestrações e deiscências ósseas, bem como a inflamação gengival, comentada anteriormente. Na maioria dos casos a causa das recessões é multifatorial e é necessário a sua remoção antes do início do tratamento  </li></ul>
  17. 17. Recessões gengivais <ul><li>As recessões gengivais constituem, por definição, a migração da gengiva marginal em direção apical. Diversos fatores podem causar este desagradável, antiestético e nocivo efeito, como o trauma por escovação e outros tipos de trauma sobre o tecido gengival, a falta de gengiva inserida, fatores iatrogênicos locais, inserção anômala de freios e bridas, mal posicionamento dental, vestíbulo raso, tábua óssea fina ou presença de fenestrações e deiscências ósseas, bem como a inflamação gengival, comentada anteriormente. Na maioria dos casos a causa das recessões é multifatorial e é necessário a sua remoção antes do início do tratamento  </li></ul>
  18. 18. Recessões gengivais <ul><li>As recessões gengivais constituem, por definição, a migração da gengiva marginal em direção apical. Diversos fatores podem causar este desagradável, antiestético e nocivo efeito, como o trauma por escovação e outros tipos de trauma sobre o tecido gengival, a falta de gengiva inserida, fatores iatrogênicos locais, inserção anômala de freios e bridas, mal posicionamento dental, vestíbulo raso, tábua óssea fina ou presença de fenestrações e deiscências ósseas, bem como a inflamação gengival, comentada anteriormente. Na maioria dos casos a causa das recessões é multifatorial e é necessário a sua remoção antes do início do tratamento  </li></ul>
  19. 19. Cuidados com a gengiva <ul><li>O uso diário do fio e da escova dental reduz a placa e previne que os microorganismos patogênicos alcancem o tecido ósseo de suporte logo abaixo da gengiva. Quando a prevenção não é eficaz, o osso alveolar inicia um processo de reabsorção e redução no seu volume com conseqüente recessão gengival, expondo parte da raiz do dente ou do implante à cavidade bucal . </li></ul><ul><li>* Destartarização e curetagem infragengival na sua clínica; </li></ul><ul><li>* Cuidados redobrados de higiene oral; </li></ul><ul><li>* Controle periódico no seu dentista. </li></ul>

×