“ O menino da sua mãe” Fernando Pessoa, Cancioneiro
“ No plaino abandonado”
“ Que a morna brisa  aquece , ”
“ De balas  trespassado”
“ -Duas de lado a lado-,”
“ Jaz morto e arrefece.”
“ Raia-lhe a farda o sangue,”
“ De braços estendidos,”
“ Alvo, louro, exangue,”
“ Fita com olhar langue”
“ E cego os céus perdidos.”
“ Tão jovem! Que  jovem era!”
“ (Agora que idade tem  )”
“ Filho único, a mãe lhe dera”
“ Um nome e o mantivera:/”O menino da sua mãe.””
“ Caiu-lhe da algibeira”
“ A cigarreira breve”
“ Dera-lhe a mãe. Esta´inteira”
“ E boa a cigarreira,”
“ Ele é que já  não  serve.”
“ De outra algibeira, alada”
“ Ponta a roçar o solo,”
“ A brancura embainhada”
“ De um lenço... Deu-lho a criada”
“ Velha que o trouxe ao colo.”
“ Lá longe, em casa,  há a prece :”
“ Que volte cedo, e bem!”
“ (Malhas que o Império tece!)”
“ Jaz morto, e apodrece,”
“ O menino da sua mãe”
CATARINA VIEIRA Nº5   JULIANA SILVA Nº12 <ul><li>Trabalho elaborado por: </li></ul>
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

"O menino da sua mãe"

1.737 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.737
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
27
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

"O menino da sua mãe"

  1. 1. “ O menino da sua mãe” Fernando Pessoa, Cancioneiro
  2. 2. “ No plaino abandonado”
  3. 3. “ Que a morna brisa aquece , ”
  4. 4. “ De balas trespassado”
  5. 5. “ -Duas de lado a lado-,”
  6. 6. “ Jaz morto e arrefece.”
  7. 7. “ Raia-lhe a farda o sangue,”
  8. 8. “ De braços estendidos,”
  9. 9. “ Alvo, louro, exangue,”
  10. 10. “ Fita com olhar langue”
  11. 11. “ E cego os céus perdidos.”
  12. 12. “ Tão jovem! Que jovem era!”
  13. 13. “ (Agora que idade tem )”
  14. 14. “ Filho único, a mãe lhe dera”
  15. 15. “ Um nome e o mantivera:/”O menino da sua mãe.””
  16. 16. “ Caiu-lhe da algibeira”
  17. 17. “ A cigarreira breve”
  18. 18. “ Dera-lhe a mãe. Esta´inteira”
  19. 19. “ E boa a cigarreira,”
  20. 20. “ Ele é que já não serve.”
  21. 21. “ De outra algibeira, alada”
  22. 22. “ Ponta a roçar o solo,”
  23. 23. “ A brancura embainhada”
  24. 24. “ De um lenço... Deu-lho a criada”
  25. 25. “ Velha que o trouxe ao colo.”
  26. 26. “ Lá longe, em casa, há a prece :”
  27. 27. “ Que volte cedo, e bem!”
  28. 28. “ (Malhas que o Império tece!)”
  29. 29. “ Jaz morto, e apodrece,”
  30. 30. “ O menino da sua mãe”
  31. 31. CATARINA VIEIRA Nº5 JULIANA SILVA Nº12 <ul><li>Trabalho elaborado por: </li></ul>

×