Analise[1]..Slide

2.060 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.060
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Analise[1]..Slide

  1. 1. Análise do Comportamento <ul><li>PSICOLOGIA, CIÊNCIA E PROFISSÃO (PCP) </li></ul><ul><li>Seminário de Psicologia Clínica </li></ul><ul><li>Temas: Comportamental (Behaviorismo) e Terapia de Casais </li></ul>
  2. 2. Objetivos Gerais <ul><li>A analisar de forma funcional a problemática comportamental, ou o problema que o paciente/cliente tem em questão. </li></ul><ul><li>Fornecer as condições básicas de aprendizagem ao paciente, para que este possa atuar de forma independente sobre sua problemática, construindo de forma efetiva o comportamento desejado. </li></ul>
  3. 3. No Consultório <ul><li>O paciente inicia por relatar seu quadro comportamental, através do direcionamento oferecido pelo terapeuta que vai analisar de acordo com o processo histórico, cultural e social do paciente e o contexto no qual este desenvolveu seus comportamentos. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>O terapeuta estuda as relações funcionais de estímulo-resposta. </li></ul><ul><li>Elaboração e propõe de técnicas -> alterações de comportamento. </li></ul><ul><li>Terapeuta paciente na elaboração de metas. </li></ul><ul><li>O papel do terapeuta é estimular -> novas descobertas -> formas de ver e agir -> expandir pontos de vista. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>O psicólogo como orientador, juiz de fora, pistas para localizar suas dificuldades. </li></ul><ul><li>E será através do autoconhecimento que o cliente poderá selecionar quais regras deverá continuar seguindo e quais as que devem ser abandonadas. (Banaco, 1993; Micheletto e Sério, 1993). </li></ul><ul><li>Terapia Comportamental de orientação behaviorista radical. </li></ul>
  6. 6. Bibliografia <ul><li>Bibliografia - Comportamental (Behaviorismo): </li></ul><ul><li>Fadiman, J., Frager, R., 1986. B.F. Skinner e o Behaviorismo radical. In: Teorias da Personalidade, Editora Harbra Ltda, 394p. </li></ul><ul><li>Gianfaldoni, M.H.A., 2005a. Análise do comportamento para a Educação: contribuições recentes. Psicologia Revista, 14(2):314-318. </li></ul><ul><li>________, 2005b. A educação como prática cultural ética: uma leitura possível das propostas de B.F. Skinner. Psicologia Revista, 14(2):323. </li></ul><ul><li>Skinner, B.F., 1968. The technology of teaching. Nova York: Appleton-Century-Crofts. </li></ul><ul><li>_______ , 1978. Reflections on Behaviorism and Society. Nova Jersey: Prentice Hall. </li></ul><ul><li>_______Ana Maria Le Sénéchal Machado </li></ul><ul><li>___________ www.profala.com/artpsico </li></ul><ul><li>Bibliografia - Terapia de Casais: </li></ul><ul><li>Carreteiro, T.C., 2003. Percurso biográfico, percurso social: violência conjugal em análise. Psicologia Clínica, 15(2):49-66. </li></ul><ul><li>Rocha-Coutinho, M.L., 2003. O papel de homens e mulheres na família: podemos falar em reestruturação? Psicologia Clínica, 15(2):93-107. </li></ul><ul><li>Silveira, A.E., Rocha, M.L., e Menandro, P.R.M., 2003. Estudo exploratório do relacionamento conjugal em casais com um dos cônjuges brasileiro. Psicologia Clínica, 15(2):31-48. </li></ul><ul><li>Vicentin, M.C.G., 2005. O campo grupal. Notas para uma Genealogia. Psicologia Revista, 14(2):305-307. </li></ul>

×