Resistência Física

88.152 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
3 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
88.152
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
80
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
521
Comentários
3
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Resistência Física

  1. 1. ETEC de Guaianases Resistência Capacidades físicas Antônio Carlos Santos de Lima – Nº 3 Danielle Martins Santos – Nº 12 Dayara Saraiva Silva – Nº 14 Evellyn Nayara Dias do Nascimento – Nº 18 Fabiana Tavano Martins – Nº 20 Gabriel Freire Duarte – Nº 22 Ray Santos Calais Lima – Nº 31 Wilson Lino Tavares Junior – Nº 40 Série: 1ºB São Paulo, 29 de março de 2010.
  2. 2. Resistência: <ul><li>É uma capacidade revelada pelo sistema muscular que permite realizar esforços de longa duração, resistindo à fadiga e permitindo uma rápida recuperação depois dos esforços, evitando a perda de eficácia motora. É pela adaptação do sistema cardiopulmonar que se torna possível vencer a fadiga. Esta pode ser considerada um limite para lá do qual o rendimento decresce ou para totalmente. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Estar bem preparado para praticar uma atividade física é sempre bastante indicado pelos profissionais que cuidam do corpo e da saúde.É exatamente por isso que os atletas treinam cotidianamente para conseguir mais resistência física. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>No entanto, todos devem saber que a resistência física não é importante somente para os esportistas. Estar apto para realizar atividades que exigem esforço físico também importa bastante ao indivíduo comum. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>É importante ressaltar que a resistência física é diferente da força. Para se alcançar uma maior resistência é essencial que o indivíduo pratique exercícios aeróbicos, como as caminhadas, por exemplo, bem como praticar algum esporte pelo menos duas vezes por semana e mudar pequenos hábitos alimentares. Com relação à força, ela é apenas uma qualidade física que se tem para realizar determinadas atividades. </li></ul><ul><li>Unindo resistência física e força muscular, a pessoa terá uma boa aptidão física, resultado numa vida muito mais saudável. </li></ul>
  6. 6. Aumento de Resistência <ul><li>Resistência, ou como a maioria dos atletas prefere, endurance, é a capacidade de suportar um esforço estressante prolongado. Por exemplo, uma maratona testa a capacidade de resistência/endurance do corredor. </li></ul>Aumento de Resistência
  7. 7. <ul><li>A resistência é determinada por alguns fatores, sendo que alguns estão fora do nosso controle. Um fator extremamente importante, e que está dentro de nosso controle, é o consumo de fluidos, nutrientes e suplementos. Existem alguns suplementos especiais que foram desenvolvidos com o objetivo de melhorar a resistência e impulsioná-lo a conseguir os melhores resultados. </li></ul>Aumento de Resistência
  8. 8. Uma vez que o  esforço  leva à  fadiga , devem distinguir-se variantes destes dois conceitos. <ul><li>    Esforço absoluto  :  é um esforço que, por ser muito intenso, não possibilita a recuperação no seu decurso. Um exemplo prático são as provas de velocidade. </li></ul><ul><li>     Esforço relativo  :   é um esforço com uma intensidade moderada e por isso é possível a recuperação relativa durante a sua realização. Por exemplo, nas provas de distância. </li></ul>Quanto ao  esforço :
  9. 9. Quanto à  fadiga : <ul><li>Fadiga local  :   é aquela que se revela somente nos músculos que foram utilizados no esforço efetuada, tornando-os incapazes de realizar eficazmente uma ação, como acontece com as cãibras. </li></ul><ul><li>Fadiga geral  :   esta variante revela-se nos planos musculares e cardiopulmonar, sendo mais ou menos proporcional ao grau de intensidade do esforço realizado. Pode manifestar-se pelo aparecimento de tonturas, aceleração e arritmia das frequências cardíacas e respiratórias, transpiração, etc. Origina-se na incapacidade orgânica em satisfazer as necessidades energéticas ao nível muscular, quando extremamente solicitado. </li></ul>
  10. 10. De acordo com processos de obtenção de energia, a resistência apresenta como variantes: <ul><li>resistência aeróbia  – equilíbrio entre o oxigénio que está a ser requisitado para o trabalho muscular e o que é transportado pela circulação até esse tecido; </li></ul><ul><li>resistência  anaeróbia  – onde há falta de oxigénio e a energia é produzida através da fermentação. Dentro desta última existem outras duas variantes: a   resistência anaeróbia aláctica   (nos esforços de pequena duração, quando a energia é obtida a partir da fosfocreatina, não se formando muito ácido láctico) e a   resistência anaeróbia láctica  (quando os esforços são mais prolongados e se usa o açúcar de reserva do nosso organismo – o glicogénio, formando-se grandes quantidades de ácido láctico no sangue). </li></ul>
  11. 11. Treino da resistência <ul><li>É fundamental desenvolver a resistência geral para se poder atingir um bom nível na resistência específica de um desporto, qualquer que ele seja. Se a resistência geral for baixa, o treino não será muito eficaz, pois o aparecimento precoce da fadiga impossibilitará a sua intensidade. </li></ul><ul><li>Para desenvolver esta capacidade convém praticar repetidamente exercícios de média intensidade ou séries de corridas relativamente curtas, rápidas ou, em certos casos, com variações de velocidade. </li></ul>
  12. 12. Desportistas treinando a sua resistência Exemplo:
  13. 13. Conclusão: <ul><li>Concluímos que de qualquer maneira, é imprescindível que se tenha uma boa resistência física, seja para acompanhar o ritmo frenético das cidades grandes e do extenso dia de trabalho, seja para realizar atividades físicas que necessitam de resistência. É a união destes dois termos que faz com que a pessoa tenha uma melhor aptidão física, resultando, conseqüentemente, em uma vida mais saudável e prazerosa. </li></ul>
  14. 14. Bibliografia: <ul><li>www.tudoemfoco.com.br/resistencia-fisica.html </li></ul><ul><li>http://clientes.netvisao.pt/bg014691/curiosidades/resistencia.html </li></ul><ul><li>http://www.fisioculturismo.hpg.com.br/0001.htm </li></ul>

×