O Negro

849 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
849
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Negro

  1. 1. A construção dialógica no email: “ O negro” x
  2. 2. O NEGRO  (não deixe de ver) <ul><li>O político mais poderoso do mundo é negro ... </li></ul><ul><li>E o líder da oposição (Partido Republicano) também é negro. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>A mulher mais rica e influente na mídia é negra. </li></ul>O melhor jogador de golfe de todos os tempos é negro
  4. 4. As melhores jogadoras de tênis do mundo também são negras. O ator mais popular do mundo é negro.
  5. 5. O piloto de corrida mais veloz do mundo é negro . O mais inteligente astrofísico na face da terra é negro.
  6. 6. O mais próspero cirurgião cerebral do mundo é negro . O homem mais rápido do mundo é negro.
  7. 7. <ul><li>... POR QUE NO BRASIL </li></ul><ul><li>  ELES AINDA PRECISAM DE COTAS? </li></ul>
  8. 8. Teoria dialógica de Bakhtin <ul><li>Em relação a isso, Silva (1999, p. 25) afirma que: </li></ul><ul><li>[...] a condição de existência do discurso, é duplo: ao mesmo tempo que é lei do discurso constituir-se sempre de “já ditos” de outros discursos (as palavras são sempre, inevitavelmente, “palavras de outrem”), o discurso não existe independente daquele a quem é endereçado, o que implica que a visão de destinatário é incorporado e determinante no processo de produção do discurso. </li></ul>
  9. 9. Dialogismo com outros discursos <ul><li>Supremacia branca ( o branco é superior ao negro). </li></ul><ul><li>Art. 5º da Constituição Federal </li></ul><ul><li>Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade. </li></ul>
  10. 10. A lei 3.708/01 [3] , de ( 9 de novembro, a confirmar) 2004, institui o sistema de cotas para estudantes denominados &quot;negros&quot; ou &quot;pardos&quot;, com percentual de 40% das vagas das universidades estaduais do Rio de Janeiro. Esta lei passa a ser aplicada no vestibular de 2002 da UERJ e da UENF. Outras universidades, tais como a Universidade de Brasília(UNB) e a Universidade do Estado da Bahia(UNEB) também aderem a tal sistema, tendo como critérios os indicadores sócio-econômicos, ou a cor ou &quot;raça&quot; do indivíduo.
  11. 12. CONSIDERAÇÕES <ul><li>A partir da análise do referido email, infere-se que a construção dos discursos da se por meio de uma concepção dialógica, visto que os discursos não são neutros, estão sempre dialogando com outros discursos já proferidos anteriormente </li></ul>

×