AA BE-IGE

277 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
277
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

AA BE-IGE

  1. 1. O Modelo de Auto-Avaliação das BE: metodologias de operacionalização (Conclusão) IGE /MABE: hipóteses de cruzamento Sessão 6 Actividade 1 A AVALIAÇÃO EXTERNA (IGE) e o MABE (RBE) Depois de uma leitura atenta do modelo de Avaliação Externa das Escolas pelo ME-IGE, verifica-se que embora com metodologias e aplicação diferente do MABE, é possível cruzar eventual informação resultante da auto-avaliação da BE nos seus diferentes domínios, com os campos estabelecidos pela IGE:  É visível nos dois modelos uma base comum nos seus pressupostos (recolha de evidências; encontro e definição de pontos fortes e fracos; diagnóstico e elaboração do respectivo plano de acção e de melhoria).  A Avaliação Externa valoriza o Projecto Educativo como essencial na definição do rumo da escola no processo de ensino-aprendizagem. Se o papel da BE estiver inequivocamente contido nos Projectos Educativos, o cruzamento entre os dois modelos estará facilitado.  As relações possíveis (IGE/MABE) devem ser valorizadas e tidas em conta, nos diversos painéis da escola que reúnem com os membros da IGE.  Em quase todos os parâmetros da IGE é possível analisar os impactos da BE. Segue-se uma proposta dos cruzamentos possíveis entre o modelo da IGE e do MABE. 1
  2. 2. Tópicos para a Apresentação da MABE (RBE) Escola (IGE) Campos de Tópicos descritores dos Domínios Subdomínios Indicadores análise campos de análise A.2. Promoção das literacias da informação, A tecnológica e digital. A.2.5. Impacto da BE no desenvolvimento de valores e atitudes indispensáveis à formação da cidadania e à aprendizagem ao 1.1 – Contexto físico e social. longo da vida. C C.2. Projectos e parcerias. C.2.5. Abertura da BE à comunidade local. 1. Contexto e caracterização geral da escola. D D.1 Articulação da BE com a escola. D.1.1Integração/acção da BE na escola. D.2.3 Adequação da BE em termos de espaço às necessidades D.2 Recursos humanos e materiais para a 1.2 – Dimensão e condições D da escola/agrupamento. prestação de serviços. físicas da Escola. D.2.4. Adequação dos computadores e equipamentos tecnológicos da BE e dos utilizadores na escola/agrupamento. A.1. Articulação curricular da BE com as A.1.3 Articulação da BE com os docentes responsáveis pelos A estruturas de coordenação educativa e serviços de apoios especializados e educativos (SAE) da 1.3 – Caracterização da supervisão pedagógica e os docentes. escola/agrupamento. população discente. D.3.2 – Adequação dos livros e de outros recursos de D D.3.- Gestão da colecção/informação. informação (no local e online) às necessidades curriculares e aos interesses dos utilizadores na escola/agrupamento. D.2.1 Liderança do professor bibliotecário na D.2. Condições humanas e materiais para a escola/agrupamento. 1.4 Pessoal docente D prestação dos serviços D.2.2 Adequação dos recursos humanos às necessidades de funcionamento da BE na escola/agrupamento. D.2. Condições humanas e materiais para a D.2.2 Adequação dos recursos humanos às necessidades de 1.5 – Pessoal não Docente D prestação dos serviços funcionamento da BE na escola/agrupamento. D.1 Articulação da BE com a escola. D.1.2 Valorização da BE pelos órgãos de direcção, administração e gestão da escola/agrupamento 1.6 – Recursos Financeiros D D.3 Gestão da colecção. D.3.1 Planeamento/gestão da colecção, de acordo com a inventariação das necessidades. 2
  3. 3. Campos de Tópicos descritores dos Domínios Subdomínios Indicadores análise campos de análise A.1. Articulação curricular da BE com as A.1.1 Cooperação da BE com as estruturas de coordenação A estruturas de coordenação educativa e educativa e supervisão pedagógica da escola/agrupamento. supervisão pedagógica e os docentes. 2.1 – Prioridades e objectivos B B.1. Trabalho da BE ao serviço da promoção da leitura na escola/agrupamento. D.1 Articulação da BE com a escola. D.1.1 Integração/acção da BE na escola/agrupamento. D D.1.2 Valorização da BE pelos órgãos de direcção, administração e gestão da escola/agrupamento. A.1.1 Cooperação da BE com as estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica da escola/agrupamento. A.1.2 Parceria da BE com os docentes responsáveis pelas áreas 2. Projecto Educativo curriculares não disciplinares (ACND) da escola/agrupamento. A.1.3 Articulação da BE com os docentes responsáveis pelos A.1. Articulação curricular da BE com as serviços de apoios especializados e educativos (SAE) da A estruturas de coordenação educativa e escola/agrupamento. supervisão pedagógica e os docentes. A.1.4 Ligação da BE ao Plano Tecnológico da Educação (PTE) e a outros programas e projectos curriculares de acção, inovação pedagógica e formação existentes na escola/agrupamento 2.2 – Estratégias e Planos de A.1.5 Integração da BE no plano de ocupação dos tempos Acção. escolares (OTE) da escola/agrupamento. B B.2 Integração da BE nas estratégias e programas de leitura ao nível da escola/agrupamento. C.1.2 Dinamização de actividades livres, de carácter lúdico e cultural na escola/agrupamento. C.1.3 Apoio à utilização autónoma evoluntária da BE como espaço de lazere livre fruição dos recursos. C.1 Apoio a actividades livres, extra- C C.1.4 Disponibilização de espaços,tempos e recursos para a curriculares e de enriquecimento curricular. iniciativa eintervenção livre dos alunos. C.1.5.Apoio às actividades deenriquecimento curricular (AEC), conciliando-as com a utilização livreda BE. 3
  4. 4. D.1.2 Valorização da BE pelos órgãosde direcção, D D.1 Articulação da BE com a escola. administração e gestãoda escola/agrupamento. Campos de Tópicos descritores dos Domínios Subdomínios Indicadores análise campos de análise D.1.1 Integração/acção da BE na escola/agrupamento. D.1 Articulação da BE com a escola. D.1.2 Valorização da BE pelos órgãos de direcção, 3.1 – Estruturas de Gestão D administração e gestão da escola/agrupamento. 3. Organização e gestão da Escola D.2. Condições humanas e materiais para a D.2.1 Liderança do professor bibliotecário na prestação dos serviços escola/agrupamento. A.1.1 Cooperação da BE com as estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica. A.1 Articulação curricular da BE com as A estruturas de coordenação educativa e A.1.2 Parceria da BE com os docentes responsáveis pelas áreas supervisão pedagógica e os docentes. curriculares não disciplinares. 3.2 – Gestão Pedagógica A1.1.3Articulação da BE com os SAE. C.1 Apoio a actividades livres, extra- C.1.1 Apoio à aquisição e desenvolvimento de métodos de C curriculares e de enriquecimento curricular. trabalho e de estudo autónomos. D.2. Condições humanas e materiais para a D.2.2 Adequação dos recursos humanos às necessidades de D prestação dos serviços funcionamento da BE na escola/agrupamento 3.3 – Procedimentos de D D.1 Articulação da BE com a escola. D.1.4 Avaliação da BE na escola/agrupamento. autoavaliação institucional 4
  5. 5. Campos de Tópicos descritores dos Domínios Subdomínios Indicadores análise campos de análise C.2.1 Envolvimento da BE em projectos da respectiva escola/agrupamento ou desenvolvidos em parceria, a nível 4. Ligação à Comunidade 4.1 Articulação e participação dos local ou mais amplo. C pais e EE na vida da escola. C.2.4 Estímulo à participação e mobilização dos pais/EE no C.2 Projectos e parcerias domínio da promoção da leitura e do desenvolvimento de competências dos jovens que frequentam a escola. C.2.5 Abertura da BE à comunidade local. 4.2 – Articulação e participação C.2.3 Participação com outras escolas e com outras entidades das autarquias. C C.2 Projectos e parcerias em reuniões a nível concelhio ou inter-concelhio. C.2.5 Abertura da BE à comunidade local. 4.3 Articulação e participação das C.2.1 Envolvimento da BE em projectos da respectiva instituições locais – empresas, C C.2 Projectos e parcerias escola/agrupamento ou desenvolvidos em parceria, a nível instituições sociais e culturais. local ou mais amplo. C.2.5 Abertura da BE à comunidade local. Campos de Tópicos descritores dos Domínios Subdomínios Indicadores análise campos de análise A.2.5 Impacto da BE no desenvolvimento de valores e atitudes 5. Clima e ambientes 5.1 Disciplina e comportamento A indispensáveis à formação da cidadania e à aprendizagem ao cívico. A.2 Promoção das Literacias da longo da vida. Informação. educativos A.2.5 Impacto da BE no desenvolvimento de valores e atitudes A A.2 Promoção das Literacias da indispensáveis à formação da cidadania e à aprendizagem ao Informação. longo da vida. 5.2 Motivação e empenho. C.1 Apoio a actividades livres, extra- C.1.2 Dinamização de actividades livres, de carácter lúdico e C curriculares e de enriquecimento cultural. curricular. 5
  6. 6. Campos de Tópicos descritores dos Domínios Subdomínios Indicadores análise campos de análise A.2.4. Impacto da BE nas competências tecnológicas e de informação dos alunos. A A.2 Promoção das Literacias da A.2.5 Impacto da BE no desenvolvimento de valores e 6. Resultados Informação. 6.1 – Resultados Académicos atitudes indispensáveis à formação da cidadania e à aprendizagem ao longo da vida. B.3. Impacto do trabalho da BE nas atitudes e B competência dos alunos, no âmbito da leitura e das literacias. 6.2 – Resultados Sociais da A.2.5 Impacto da BE no desenvolvimento de valores e A A.2 Promoção das Literacias da Educação atitudes indispensáveis à formação da cidadania e à Informação. aprendizagem ao longo da vida. Campos de Tópicos descritores dos Domínios Subdomínios Indicadores análise campos de análise A A.2 Promoção das Literacias da A.2.1 Organização de actividades de formação de Informação. utilizadores na escola. B B.1. Trabalho da BE ao serviço da promoção da leitura na escola/agrupamento. caracterização da relevantes para a D.3.1 Planeamento/gestão da colecção, de acordo com a inventariação das necessidades. elementos 7. Outros D.3.2 – Adequação dos livros e de outros recursos de escola. informação (no local e online) às necessidades curriculares e aos interesses dos utilizadores na D D.3.- Gestão da colecção/informação. escola/agrupamento. D.3.3 Uso da colecção pelos utilizadores da escola. D.3.4 Organização da informação. Informatização da colecção. D.3.5 Organização da informação, informatização da colecção Emília Monteiro (Dez. 2009) 6

×