Workshop Formativo Formacao

270 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
270
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Workshop Formativo Formacao

  1. 1. Workshop Formativo Escola Básica 1 do Cabo de Vialonga
  2. 2. Tema a Abordar <ul><li>Auto avaliação das Bibliotecas Escolares </li></ul>
  3. 3. Temas a Abordar <ul><li>Objectivos; </li></ul><ul><li>Para quê avaliar; </li></ul><ul><li>Aplicar à realidade da Escola/BE; </li></ul><ul><li>Níveis de participação da escola; </li></ul><ul><li>Conceitos básicos do Modelo de Auto Avaliação. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Objectivos Gerais: </li></ul><ul><li>Sensibilizar a escola para a importância da Auto – avaliação da BE. </li></ul><ul><li>Objectivos específicos: </li></ul><ul><li>Avaliar a importância da auto avaliação; </li></ul><ul><li>Mostrar a avaliação como instrumento de </li></ul><ul><li>melhoria; </li></ul><ul><li>Conhecer a estrutura e funcionamento; </li></ul><ul><li>Como aplicar a avaliação a realidade da </li></ul><ul><li>escola/BE; </li></ul><ul><li>Dar a conhecer oportunidades e </li></ul><ul><li>constrangimentos. </li></ul>
  5. 5. Para que avaliar? <ul><li>Melhorar os serviços prestados; </li></ul><ul><li>Contribuir para a mudança; </li></ul><ul><li>Compreender o papel da BE no processo do ensino/aprendizagem; </li></ul><ul><li>Reconhecer pontos fortes e fracos na sua actuação; </li></ul><ul><li>Compreender o impacto da BE na comunidade escolar . </li></ul>
  6. 6. Organização estrutural e funcional <ul><li>Domínios e subdomínios </li></ul><ul><li>A. Apoio ao Desenvolvimento Curricular </li></ul><ul><li>A.1 Articulação curricular da BE com as estruturas pedagógicas e os docentes </li></ul><ul><li>A.2. Desenvolvimento da literacia da informação </li></ul><ul><li>B. Leitura e Literacias </li></ul><ul><li>C. Projectos, Parcerias e Actividades Livres e de Abertura à Comunidade </li></ul><ul><li>C.1. Apoio a actividades livres, extra-curriculares e de enriquecimento curricular </li></ul><ul><li>C.2. Projectos e parcerias </li></ul><ul><li>D. Gestão da Biblioteca Escolar </li></ul><ul><li>D.1. Articulação da BE com a Escola/ Agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE </li></ul><ul><li>D.2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços </li></ul><ul><li>D.3. Gestão da colecção </li></ul>
  7. 7. <ul><li>b) Recolha de evidências </li></ul><ul><li>Os dados recolhidos podem ter origem em fontes diversas: </li></ul><ul><li>• documentos já existentes e que regulam a actividade da escola (PEE, </li></ul><ul><li>PCT, etc.) ou da BE (Plano de Actividades, regulamento, etc.); </li></ul><ul><li>• registos diversos (actas de reuniões, relatos de actividades, etc.); </li></ul><ul><li>• materiais produzidos pela BE ou em colaboração (planos de trabalho, </li></ul><ul><li>planificações para sessões na BE, documentos de apoio ao trabalho na BE, </li></ul><ul><li>material de promoção, etc.); </li></ul><ul><li>• estatísticas produzidas pelo sistema da BE (requisições, etc.); </li></ul><ul><li>• trabalhos realizados pelos alunos (no âmbito de actividades da BE, em </li></ul><ul><li>trabalho colaborativo, etc.); </li></ul><ul><li>• instrumentos especificamente construídos para recolher informação no </li></ul><ul><li>âmbito da avaliação da BE (registos de observação, questionários, </li></ul><ul><li>entrevistas, etc.). </li></ul>
  8. 8. <ul><li>C) Níveis de desempenho </li></ul><ul><li>4 (Excelente) </li></ul><ul><li>A BE é bastante forte neste domínio. O trabalho desenvolvido é de grande qualidade e </li></ul><ul><li>com um impacto bastante positivo. </li></ul><ul><li>3 (Bom) </li></ul><ul><li>A BE desenvolve um trabalho de qualidade neste domínio mas ainda é possível </li></ul><ul><li>melhorar alguns aspectos. </li></ul><ul><li>2 (Satisfatório) </li></ul><ul><li>A BE começou a desenvolver trabalho neste domínio, sendo necessário melhorar o </li></ul><ul><li>desempenho para que o seu impacto seja mais efectivo. </li></ul><ul><li>1 (Fraco) </li></ul><ul><li>A BE desenvolve pouco ou nenhum trabalho neste domínio, o seu impacto é bastante </li></ul><ul><li>reduzido, sendo necessário intervir com urgência. </li></ul>
  9. 9. Aplicação à realidade da Escola <ul><li>Esta avaliação só resultará se houver um </li></ul><ul><li>entre de cooperação entre a BE e a </li></ul><ul><li>comunidade Escolar. Isto é, a BE interage </li></ul><ul><li>com professores , alunos assistentes </li></ul><ul><li>operacionais , encarregados de educação e coordenação da escola . </li></ul>
  10. 10. Oportunidades <ul><li>Criação da imagem de professor bibliotecário; </li></ul><ul><li>Representação da BE em conselho pedagógico; </li></ul><ul><li>Apoio da estrutura RBE; </li></ul><ul><li>Existência de um modelo de auto avaliação para a BE; </li></ul><ul><li>Evidenciar o papel formativo da BE; </li></ul><ul><li>Fácil identificação dos pontos fracos e fortes da BE; </li></ul><ul><li>Colaborar no sucesso educativo dos alunos. </li></ul>
  11. 11. Constrangimentos <ul><li>Resistência à mudança; </li></ul><ul><li>Pouco hábito de trabalho cooperativo; </li></ul><ul><li>Não reconhecimento da importância da BE; </li></ul><ul><li>Falta de formação da Equipa. </li></ul>
  12. 12. Conceitos básicos do Modelo <ul><li>Valor; </li></ul><ul><li>Processo de condução à melhoria; </li></ul><ul><li>Processo que conduz à mudança; </li></ul><ul><li>Prática flexível e corrente; </li></ul><ul><li>Valorização do professor Bibliotecário e do seu trabalho; </li></ul><ul><li>Rentabilização dos recursos da BE; </li></ul><ul><li>Visibilidade da BE; </li></ul><ul><li>Alcançar factores de integração e melhoria da BE; </li></ul><ul><li>Inclusão da Biblioteca escolar na avaliação externa. </li></ul>

×