SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
PROJETO INTERDISCIPLINAR TÍTULO: “UTILIZANDO O TANGRAM PARA ENSINAR” GRUPO ODISSÉIA: ELIZABETH BASILE REINILDES AGOSTINI SELMA TERRA
TANGRAM Tangram é um puzzle chinês muito antigo, o nome significa "Tábua das 7 sabedorias".  	É composto de sete peças (chamadas de tans).  Ele é composto de sete peças (chamadas de tans) que podem ser posicionadas de maneira a formar um quadrado: cinco triângulos de vários tamanhos, um quadrado e um paralelogramo. Segundo a Enciclopédia do Tangram é possível montar mais de 1700 figuras com as sete peças.  Não se sabe ao certo como surgiu o Tangram, apesar de haverem várias lendas sobre sua origem. Uma diz que uma pedra preciosa se desfez em sete pedaços, e com elas era possível formar várias formas, tais como animais , plantas e pessoas. Outra diz que um imperador deixou um espelho quadrado cair, e este se desfez em sete pedaços que poderiam ser usados para formar várias figurasNeste puzzle devem-se seguir duas regras: usar todas as peças e não sobrepor às peças.  Esse quebra-cabeça é utilizado pelos professores de matemática como instrumento facilitador da compreensão das formas geométricas. Além de facilitar o estudo da geometria, ele desenvolve a criatividade e o raciocínio lógico, que também são fundamentais para o desenvolvimento do aluno.  Com essas peças podemos formar várias figuras, utilizando todas elas sem sobrepô-las.
	As 7 peças são posicionadas a formar um quadrado dispostas em 5 triângulos, 1 retângulo  e 1 paralelogramo.
Esse Puzzle permite o desenvolvimento de algumas habilidades: ,[object Object]
 Análise, desenho, escrita, sobreposição e construção;
Compreensão das propriedades das figuras geométricas planas;
Representação e resolução de problemas usando modelos geométricos .Com o objetivo de entretenimento intelectual, é também uma boa ferramenta Matemática para novas descobertas através do aspecto lúdico do jogo, o Tangram pode ser explorado no ensino da Matemática em diferentes conteúdos como área, perímetro, razão, proporção, fração, multiplicação, divisão, semelhança, simetrias, transformações isométricas, etc. 	 Pode ser explorado também em interdisciplinaridade com outras disciplinas, através de inúmeras possibilidades exploratórias, utilizando-se de material concreto de manipulação.  	No entanto, o uso do ambiente computacional pode ampliar ainda mais as potencialidades pedagógicas do Tangram.
Para Toledo e Toledo (1997), os currículos não deram à devida importância a Geometria e não levaram em conta que a criança antes mesmo de falar, explora e constrói interpretações sobre o espaço que a rodeia e das formas nela presente. No entanto, hoje a geometria é reconhecida como uma área muito importante da Matemática e que deve ser desenvolvida por meio de experimentações e de vários recursos didático-pedagógico tais como materiais manipulativos (RÊGO, 2009) e o uso de ambientes computacionais para promoção de uma aprendizagem significativa no discente (ANDRADE e NACARATO, 2004). 	Com esse novo olhar na Geometria, os documentos oficiais (BRASIL, 1998; BRASIL, 2006), sugerem que se devem ensinar conteúdos geométricos desde os anos iniciais do Ensino Básico. Apresentam sugestões de atividades que envolvem transformações e comparações de figuras, confrontação de resultados, permitindo um caráter mais dinâmico e o desenvolvimento de conceitos matemáticos de forma mais significativa. Esses documentos sugerem ainda, que sejam usados materiais manipuláveis para um melhor entendimento dos conceitos e procedimentos desta área, indicando como principais recursos didáticos o uso de jogos, Tangram, Poliminós e outros materiais manipuláveis em sala de aula, bem como, o uso de ambientes computacionais que potencializem o aprendizado desta ciência.
A Geometria é um ramo privilegiado, pois nos auxilia a discriminar formas abstratas  e manipulá-las, desenvolve o senso estético e a criatividade, permitindo o desenvolvimento de formas particulares de pensamento e raciocínio que podem influenciar a tomada de decisões dos participantes (PAIS, 2009). Por essas e outras razões, é que esse campo do conhecimento matemático vem se apresentando como bastante favorável nas representações no campo educacional (D’AMORE, 2007). 	Nessa perspectiva, fundamentando na tendência emergente do ensino de Geometria, intitulada por Andrade e Nacarato (2004) de “ Geometria Exploratória”, a qual contempla as categorias da Geometria Experimental (GE), que consiste na manipulação de materiais concretos e da Geometria Computacional (GC), que consiste no uso de aplicativos com o auxílio de ambientes computacionais. Acreditamos que o uso de materiais manipulativos e ambientes computacionais podem promover a aprendizagem significativa e potencializar alguns conteúdos matemáticos, mais especificamente, as aulas de Geometria, ao promover uma melhor compreensão e entendimento de conceitos, procedimentos e atitudes dos participantes perante essa área do conhecimento. 	Assim, propomos algumas atividades didático-pedagógicas que simularam situações o cotidiano, contextualizadas, capazes de despertar um prazer de aprender matemática em Ambientes escolares, permitindo que os alunos sintam-se cidadãos inclusos, não apenas em seu convívio escolar, mas também no ambiente social, despertando-lhes um crescente interesse pela investigação matemática.
  Assim, propomos algumas atividades didático-pedagógicas que simularam situações do cotidiano, contextualizadas, capazes de despertar um prazer de aprender matemática em ambientes escolares, permitindo que os alunos sintam-se cidadãos inclusos, não apenas em seu convívio escolar, mas também no ambiente social, despertando-lhes um crescente interesse pela investigação matemática.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Caderno 5 geometria parte 1
Caderno 5 geometria parte 1Caderno 5 geometria parte 1
Caderno 5 geometria parte 1Graça Sousa
 
Material Formação 27 de Setembro de 2014 - PNAIC - GEOMETRIA
Material Formação 27 de Setembro de 2014 - PNAIC - GEOMETRIAMaterial Formação 27 de Setembro de 2014 - PNAIC - GEOMETRIA
Material Formação 27 de Setembro de 2014 - PNAIC - GEOMETRIAErickson Lima
 
Pnaic geometria 3_formacao_2016
Pnaic geometria 3_formacao_2016Pnaic geometria 3_formacao_2016
Pnaic geometria 3_formacao_2016Claudio Pessoa
 
Geometria plana e espacial
Geometria plana e espacialGeometria plana e espacial
Geometria plana e espacialeliane24
 
Oficina matemática anos iniciaisversaofinal ccc
Oficina matemática anos iniciaisversaofinal cccOficina matemática anos iniciaisversaofinal ccc
Oficina matemática anos iniciaisversaofinal cccnilmarfaria
 
PNAIC - 10º encontro - simetria
PNAIC - 10º encontro - simetriaPNAIC - 10º encontro - simetria
PNAIC - 10º encontro - simetriaRosilane
 
Primeira formacao-slidies proposta-matematica_1o_e_2o_anos
Primeira formacao-slidies proposta-matematica_1o_e_2o_anosPrimeira formacao-slidies proposta-matematica_1o_e_2o_anos
Primeira formacao-slidies proposta-matematica_1o_e_2o_anosAide Souza da Silva
 
Caderno 5 geometria parte 2
Caderno 5 geometria parte 2Caderno 5 geometria parte 2
Caderno 5 geometria parte 2Graça Sousa
 
Geometria no ensino fundamental
Geometria no ensino fundamentalGeometria no ensino fundamental
Geometria no ensino fundamentalEditora Moderna
 
Slide projeto figuras geométricas elaine
 Slide projeto figuras geométricas elaine Slide projeto figuras geométricas elaine
Slide projeto figuras geométricas elaineceliiabernardes
 
Apresentação_Geometria
Apresentação_GeometriaApresentação_Geometria
Apresentação_GeometriaNaysa Taboada
 
Geometria parte i_tangram
Geometria parte i_tangramGeometria parte i_tangram
Geometria parte i_tangramJoelma Santos
 

Mais procurados (20)

Caderno 5 geometria parte 1
Caderno 5 geometria parte 1Caderno 5 geometria parte 1
Caderno 5 geometria parte 1
 
Formação espaço e forma ll
Formação espaço e forma llFormação espaço e forma ll
Formação espaço e forma ll
 
Material Formação 27 de Setembro de 2014 - PNAIC - GEOMETRIA
Material Formação 27 de Setembro de 2014 - PNAIC - GEOMETRIAMaterial Formação 27 de Setembro de 2014 - PNAIC - GEOMETRIA
Material Formação 27 de Setembro de 2014 - PNAIC - GEOMETRIA
 
Pnaic geometria 3_formacao_2016
Pnaic geometria 3_formacao_2016Pnaic geometria 3_formacao_2016
Pnaic geometria 3_formacao_2016
 
Geometria plana e espacial
Geometria plana e espacialGeometria plana e espacial
Geometria plana e espacial
 
Oficina matemática anos iniciaisversaofinal ccc
Oficina matemática anos iniciaisversaofinal cccOficina matemática anos iniciaisversaofinal ccc
Oficina matemática anos iniciaisversaofinal ccc
 
PNAIC - 10º encontro - simetria
PNAIC - 10º encontro - simetriaPNAIC - 10º encontro - simetria
PNAIC - 10º encontro - simetria
 
Espaço e forma
Espaço e formaEspaço e forma
Espaço e forma
 
Primeira formacao-slidies proposta-matematica_1o_e_2o_anos
Primeira formacao-slidies proposta-matematica_1o_e_2o_anosPrimeira formacao-slidies proposta-matematica_1o_e_2o_anos
Primeira formacao-slidies proposta-matematica_1o_e_2o_anos
 
Caderno 5 Parte 2 - Geometria
Caderno 5  Parte 2 - GeometriaCaderno 5  Parte 2 - Geometria
Caderno 5 Parte 2 - Geometria
 
Projeto tangran
Projeto tangranProjeto tangran
Projeto tangran
 
Caderno 5 geometria parte 2
Caderno 5 geometria parte 2Caderno 5 geometria parte 2
Caderno 5 geometria parte 2
 
Espaço e forma
Espaço e forma Espaço e forma
Espaço e forma
 
Geometria no ensino fundamental
Geometria no ensino fundamentalGeometria no ensino fundamental
Geometria no ensino fundamental
 
Atividades do Fascículo 3: Espaço e Forma
Atividades do Fascículo 3: Espaço e FormaAtividades do Fascículo 3: Espaço e Forma
Atividades do Fascículo 3: Espaço e Forma
 
Geometria parte ii
Geometria parte iiGeometria parte ii
Geometria parte ii
 
Slide projeto figuras geométricas elaine
 Slide projeto figuras geométricas elaine Slide projeto figuras geométricas elaine
Slide projeto figuras geométricas elaine
 
Apresentação_Geometria
Apresentação_GeometriaApresentação_Geometria
Apresentação_Geometria
 
Geometria parte i_tangram
Geometria parte i_tangramGeometria parte i_tangram
Geometria parte i_tangram
 
Caderno 5 - Geometria Parte 1
Caderno 5 - Geometria Parte 1Caderno 5 - Geometria Parte 1
Caderno 5 - Geometria Parte 1
 

Destaque

Projeto interdisciplinar meio ambiente 2º bimestre
Projeto interdisciplinar meio ambiente 2º bimestreProjeto interdisciplinar meio ambiente 2º bimestre
Projeto interdisciplinar meio ambiente 2º bimestreClotildes Clere Alcântara
 
Sub projeto de matemática (1)
Sub projeto de matemática (1)Sub projeto de matemática (1)
Sub projeto de matemática (1)Romulo Coco
 
Projeto àbaco sandra
Projeto àbaco sandraProjeto àbaco sandra
Projeto àbaco sandrasandra
 
Laboratório de educação matemática: experiência na formação inicial de profes...
Laboratório de educação matemática: experiência na formação inicial de profes...Laboratório de educação matemática: experiência na formação inicial de profes...
Laboratório de educação matemática: experiência na formação inicial de profes...Fernando Luís Santos
 
Projeto interdisciplinar - José Antônio FigueirÊdo
Projeto interdisciplinar - José Antônio FigueirÊdoProjeto interdisciplinar - José Antônio FigueirÊdo
Projeto interdisciplinar - José Antônio FigueirÊdoLuiz Henrique
 
Projeto Matemática na Escola
Projeto Matemática na EscolaProjeto Matemática na Escola
Projeto Matemática na EscolaSchool
 
Matemática, geografia e língua portuguesa
Matemática, geografia e língua portuguesaMatemática, geografia e língua portuguesa
Matemática, geografia e língua portuguesaAngela Machado Verissimo
 
Projeto MatemáTica Financeira
Projeto MatemáTica FinanceiraProjeto MatemáTica Financeira
Projeto MatemáTica Financeiraliliane_a
 
Projeto interdisciplinar de matemática
Projeto interdisciplinar de matemáticaProjeto interdisciplinar de matemática
Projeto interdisciplinar de matemáticaEdione Zelenka
 
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática.
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre  Português e Matemática.Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre  Português e Matemática.
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática.Mary Alvarenga
 
Projeto Interdisciplinar Partindo do Ensino da Matemática
Projeto Interdisciplinar Partindo do Ensino da MatemáticaProjeto Interdisciplinar Partindo do Ensino da Matemática
Projeto Interdisciplinar Partindo do Ensino da Matemáticadantecarelli
 
Interdisciplinaridade: Matematica, Historia e Artes
Interdisciplinaridade: Matematica, Historia e ArtesInterdisciplinaridade: Matematica, Historia e Artes
Interdisciplinaridade: Matematica, Historia e ArtesPREVI
 
APRESENTAÇÃO PROJETO ÁGUA
APRESENTAÇÃO PROJETO ÁGUAAPRESENTAÇÃO PROJETO ÁGUA
APRESENTAÇÃO PROJETO ÁGUAPaulo David
 
Projeto água
Projeto águaProjeto água
Projeto águagregori33
 

Destaque (18)

Projeto interdisciplinar meio ambiente 2º bimestre
Projeto interdisciplinar meio ambiente 2º bimestreProjeto interdisciplinar meio ambiente 2º bimestre
Projeto interdisciplinar meio ambiente 2º bimestre
 
Slide projeto edna mendes
Slide projeto edna mendesSlide projeto edna mendes
Slide projeto edna mendes
 
Sub projeto de matemática (1)
Sub projeto de matemática (1)Sub projeto de matemática (1)
Sub projeto de matemática (1)
 
Projeto àbaco sandra
Projeto àbaco sandraProjeto àbaco sandra
Projeto àbaco sandra
 
Laboratório de educação matemática: experiência na formação inicial de profes...
Laboratório de educação matemática: experiência na formação inicial de profes...Laboratório de educação matemática: experiência na formação inicial de profes...
Laboratório de educação matemática: experiência na formação inicial de profes...
 
Ábaco
ÁbacoÁbaco
Ábaco
 
Projeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinarProjeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinar
 
Projeto interdisciplinar - José Antônio FigueirÊdo
Projeto interdisciplinar - José Antônio FigueirÊdoProjeto interdisciplinar - José Antônio FigueirÊdo
Projeto interdisciplinar - José Antônio FigueirÊdo
 
Projeto Matemática na Escola
Projeto Matemática na EscolaProjeto Matemática na Escola
Projeto Matemática na Escola
 
Matemática, geografia e língua portuguesa
Matemática, geografia e língua portuguesaMatemática, geografia e língua portuguesa
Matemática, geografia e língua portuguesa
 
Projeto MatemáTica Financeira
Projeto MatemáTica FinanceiraProjeto MatemáTica Financeira
Projeto MatemáTica Financeira
 
Projeto interdisciplinar de matemática
Projeto interdisciplinar de matemáticaProjeto interdisciplinar de matemática
Projeto interdisciplinar de matemática
 
Projeto Contos
Projeto ContosProjeto Contos
Projeto Contos
 
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática.
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre  Português e Matemática.Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre  Português e Matemática.
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática.
 
Projeto Interdisciplinar Partindo do Ensino da Matemática
Projeto Interdisciplinar Partindo do Ensino da MatemáticaProjeto Interdisciplinar Partindo do Ensino da Matemática
Projeto Interdisciplinar Partindo do Ensino da Matemática
 
Interdisciplinaridade: Matematica, Historia e Artes
Interdisciplinaridade: Matematica, Historia e ArtesInterdisciplinaridade: Matematica, Historia e Artes
Interdisciplinaridade: Matematica, Historia e Artes
 
APRESENTAÇÃO PROJETO ÁGUA
APRESENTAÇÃO PROJETO ÁGUAAPRESENTAÇÃO PROJETO ÁGUA
APRESENTAÇÃO PROJETO ÁGUA
 
Projeto água
Projeto águaProjeto água
Projeto água
 

Semelhante a Projeto interdisciplinar - Ensino da Matemática

Projeto interdisciplinar final
Projeto interdisciplinar finalProjeto interdisciplinar final
Projeto interdisciplinar finalkarinacancado
 
Curso Apresentação slides td2 a
Curso Apresentação slides  td2 aCurso Apresentação slides  td2 a
Curso Apresentação slides td2 adenagss
 
Curso Indaiatuba - Apresentação slides td2 a
Curso Indaiatuba - Apresentação slides  td2 aCurso Indaiatuba - Apresentação slides  td2 a
Curso Indaiatuba - Apresentação slides td2 adenagss
 
Curso indaiatuba - Apresentação slides td2 A
Curso indaiatuba - Apresentação slides  td2 ACurso indaiatuba - Apresentação slides  td2 A
Curso indaiatuba - Apresentação slides td2 Adenagss
 
Curso Indaiatuba - Apresentação slides td2 A
Curso Indaiatuba - Apresentação slides  td2 ACurso Indaiatuba - Apresentação slides  td2 A
Curso Indaiatuba - Apresentação slides td2 Adenagss
 
Curso Indaiatuba - Apresentação slides td2 a
Curso Indaiatuba - Apresentação slides  td2 aCurso Indaiatuba - Apresentação slides  td2 a
Curso Indaiatuba - Apresentação slides td2 adenagss
 
Apresentação 1 - unidade 4
Apresentação 1 - unidade 4Apresentação 1 - unidade 4
Apresentação 1 - unidade 4Olívia Oliveira
 
Tangram - Projeto Interdisciplinar
Tangram - Projeto InterdisciplinarTangram - Projeto Interdisciplinar
Tangram - Projeto InterdisciplinarValewska
 
Matemátic.. projeto
Matemátic.. projetoMatemátic.. projeto
Matemátic.. projetofernanda255
 
Projeto de matematica(1)
Projeto de matematica(1)Projeto de matematica(1)
Projeto de matematica(1)reginacfogli
 
Trabalhando geometria plana com Tangram
Trabalhando geometria plana com TangramTrabalhando geometria plana com Tangram
Trabalhando geometria plana com TangramProfessor Dennys
 
A escola e a sociedade de informação
A escola e a sociedade de  informaçãoA escola e a sociedade de  informação
A escola e a sociedade de informaçãobrunogawry
 
paradidaticos
 paradidaticos paradidaticos
paradidaticosjpaulops
 
Plano de aula tangram
Plano de aula tangramPlano de aula tangram
Plano de aula tangramLuana D'Avila
 
Apresentacaopedagogos dce matematica
Apresentacaopedagogos dce matematicaApresentacaopedagogos dce matematica
Apresentacaopedagogos dce matematicaJackson Santana
 
Apresentação da carla
Apresentação da carlaApresentação da carla
Apresentação da carlaLakalondres
 

Semelhante a Projeto interdisciplinar - Ensino da Matemática (20)

Slides tangran
Slides tangranSlides tangran
Slides tangran
 
Projeto interdisciplinar final
Projeto interdisciplinar finalProjeto interdisciplinar final
Projeto interdisciplinar final
 
Curso Apresentação slides td2 a
Curso Apresentação slides  td2 aCurso Apresentação slides  td2 a
Curso Apresentação slides td2 a
 
Curso Indaiatuba - Apresentação slides td2 a
Curso Indaiatuba - Apresentação slides  td2 aCurso Indaiatuba - Apresentação slides  td2 a
Curso Indaiatuba - Apresentação slides td2 a
 
Curso indaiatuba - Apresentação slides td2 A
Curso indaiatuba - Apresentação slides  td2 ACurso indaiatuba - Apresentação slides  td2 A
Curso indaiatuba - Apresentação slides td2 A
 
Curso Indaiatuba - Apresentação slides td2 A
Curso Indaiatuba - Apresentação slides  td2 ACurso Indaiatuba - Apresentação slides  td2 A
Curso Indaiatuba - Apresentação slides td2 A
 
Curso Indaiatuba - Apresentação slides td2 a
Curso Indaiatuba - Apresentação slides  td2 aCurso Indaiatuba - Apresentação slides  td2 a
Curso Indaiatuba - Apresentação slides td2 a
 
Apresentação 1 - unidade 4
Apresentação 1 - unidade 4Apresentação 1 - unidade 4
Apresentação 1 - unidade 4
 
Tangram - Projeto Interdisciplinar
Tangram - Projeto InterdisciplinarTangram - Projeto Interdisciplinar
Tangram - Projeto Interdisciplinar
 
Matemátic.. projeto
Matemátic.. projetoMatemátic.. projeto
Matemátic.. projeto
 
Projeto de matematica(1)
Projeto de matematica(1)Projeto de matematica(1)
Projeto de matematica(1)
 
Trabalhando geometria plana com Tangram
Trabalhando geometria plana com TangramTrabalhando geometria plana com Tangram
Trabalhando geometria plana com Tangram
 
A escola e a sociedade de informação
A escola e a sociedade de  informaçãoA escola e a sociedade de  informação
A escola e a sociedade de informação
 
paradidaticos
 paradidaticos paradidaticos
paradidaticos
 
Plano de aula tangram
Plano de aula tangramPlano de aula tangram
Plano de aula tangram
 
Apresentacaopedagogos dce matematica
Apresentacaopedagogos dce matematicaApresentacaopedagogos dce matematica
Apresentacaopedagogos dce matematica
 
Aplicabilidade do tangram
Aplicabilidade do tangramAplicabilidade do tangram
Aplicabilidade do tangram
 
Aprendendo com o Tangram
Aprendendo com o TangramAprendendo com o Tangram
Aprendendo com o Tangram
 
Aprendendo com o Tangram
Aprendendo com o TangramAprendendo com o Tangram
Aprendendo com o Tangram
 
Apresentação da carla
Apresentação da carlaApresentação da carla
Apresentação da carla
 

Último

Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfNoções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfdottoor
 
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de PartículasRecurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de PartículasCasa Ciências
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 

Último (20)

Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfNoções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
 
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de PartículasRecurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 

Projeto interdisciplinar - Ensino da Matemática

  • 1. PROJETO INTERDISCIPLINAR TÍTULO: “UTILIZANDO O TANGRAM PARA ENSINAR” GRUPO ODISSÉIA: ELIZABETH BASILE REINILDES AGOSTINI SELMA TERRA
  • 2. TANGRAM Tangram é um puzzle chinês muito antigo, o nome significa "Tábua das 7 sabedorias". É composto de sete peças (chamadas de tans). Ele é composto de sete peças (chamadas de tans) que podem ser posicionadas de maneira a formar um quadrado: cinco triângulos de vários tamanhos, um quadrado e um paralelogramo. Segundo a Enciclopédia do Tangram é possível montar mais de 1700 figuras com as sete peças. Não se sabe ao certo como surgiu o Tangram, apesar de haverem várias lendas sobre sua origem. Uma diz que uma pedra preciosa se desfez em sete pedaços, e com elas era possível formar várias formas, tais como animais , plantas e pessoas. Outra diz que um imperador deixou um espelho quadrado cair, e este se desfez em sete pedaços que poderiam ser usados para formar várias figurasNeste puzzle devem-se seguir duas regras: usar todas as peças e não sobrepor às peças. Esse quebra-cabeça é utilizado pelos professores de matemática como instrumento facilitador da compreensão das formas geométricas. Além de facilitar o estudo da geometria, ele desenvolve a criatividade e o raciocínio lógico, que também são fundamentais para o desenvolvimento do aluno. Com essas peças podemos formar várias figuras, utilizando todas elas sem sobrepô-las.
  • 3. As 7 peças são posicionadas a formar um quadrado dispostas em 5 triângulos, 1 retângulo e 1 paralelogramo.
  • 4.
  • 5. Análise, desenho, escrita, sobreposição e construção;
  • 6. Compreensão das propriedades das figuras geométricas planas;
  • 7. Representação e resolução de problemas usando modelos geométricos .Com o objetivo de entretenimento intelectual, é também uma boa ferramenta Matemática para novas descobertas através do aspecto lúdico do jogo, o Tangram pode ser explorado no ensino da Matemática em diferentes conteúdos como área, perímetro, razão, proporção, fração, multiplicação, divisão, semelhança, simetrias, transformações isométricas, etc. Pode ser explorado também em interdisciplinaridade com outras disciplinas, através de inúmeras possibilidades exploratórias, utilizando-se de material concreto de manipulação. No entanto, o uso do ambiente computacional pode ampliar ainda mais as potencialidades pedagógicas do Tangram.
  • 8. Para Toledo e Toledo (1997), os currículos não deram à devida importância a Geometria e não levaram em conta que a criança antes mesmo de falar, explora e constrói interpretações sobre o espaço que a rodeia e das formas nela presente. No entanto, hoje a geometria é reconhecida como uma área muito importante da Matemática e que deve ser desenvolvida por meio de experimentações e de vários recursos didático-pedagógico tais como materiais manipulativos (RÊGO, 2009) e o uso de ambientes computacionais para promoção de uma aprendizagem significativa no discente (ANDRADE e NACARATO, 2004). Com esse novo olhar na Geometria, os documentos oficiais (BRASIL, 1998; BRASIL, 2006), sugerem que se devem ensinar conteúdos geométricos desde os anos iniciais do Ensino Básico. Apresentam sugestões de atividades que envolvem transformações e comparações de figuras, confrontação de resultados, permitindo um caráter mais dinâmico e o desenvolvimento de conceitos matemáticos de forma mais significativa. Esses documentos sugerem ainda, que sejam usados materiais manipuláveis para um melhor entendimento dos conceitos e procedimentos desta área, indicando como principais recursos didáticos o uso de jogos, Tangram, Poliminós e outros materiais manipuláveis em sala de aula, bem como, o uso de ambientes computacionais que potencializem o aprendizado desta ciência.
  • 9. A Geometria é um ramo privilegiado, pois nos auxilia a discriminar formas abstratas e manipulá-las, desenvolve o senso estético e a criatividade, permitindo o desenvolvimento de formas particulares de pensamento e raciocínio que podem influenciar a tomada de decisões dos participantes (PAIS, 2009). Por essas e outras razões, é que esse campo do conhecimento matemático vem se apresentando como bastante favorável nas representações no campo educacional (D’AMORE, 2007). Nessa perspectiva, fundamentando na tendência emergente do ensino de Geometria, intitulada por Andrade e Nacarato (2004) de “ Geometria Exploratória”, a qual contempla as categorias da Geometria Experimental (GE), que consiste na manipulação de materiais concretos e da Geometria Computacional (GC), que consiste no uso de aplicativos com o auxílio de ambientes computacionais. Acreditamos que o uso de materiais manipulativos e ambientes computacionais podem promover a aprendizagem significativa e potencializar alguns conteúdos matemáticos, mais especificamente, as aulas de Geometria, ao promover uma melhor compreensão e entendimento de conceitos, procedimentos e atitudes dos participantes perante essa área do conhecimento. Assim, propomos algumas atividades didático-pedagógicas que simularam situações o cotidiano, contextualizadas, capazes de despertar um prazer de aprender matemática em Ambientes escolares, permitindo que os alunos sintam-se cidadãos inclusos, não apenas em seu convívio escolar, mas também no ambiente social, despertando-lhes um crescente interesse pela investigação matemática.
  • 10. Assim, propomos algumas atividades didático-pedagógicas que simularam situações do cotidiano, contextualizadas, capazes de despertar um prazer de aprender matemática em ambientes escolares, permitindo que os alunos sintam-se cidadãos inclusos, não apenas em seu convívio escolar, mas também no ambiente social, despertando-lhes um crescente interesse pela investigação matemática.
  • 11. Utilizando as peças do Tangram1- Monte uma figura com as 7 peças sem sobrepô-las.2- Monte um quadrado com 3 triângulos.3- Monte um quadrado com 4 peças.4- Monte um quadrado com 5 peças. Utilizando as peças do Tangram
  • 13. Considerações De acordo com a Didática da Matemática Francesa esta atividade proporciona uma situação didática de investigação e experimentação através da exploração do material oferecido cuja finalidade é despertar o interesse e a curiosidade do aluno, de forma lúdica, onde o conhecimento é construído por meios de orientações para se chegar a construção do conhecimento. Esta atividade proporciona ainda, uma situação a-didática, onde o aluno torna-se capaz de por em funcionamento e utiliza por si mesmo o saber que está construindo.