O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

ESE - Capítulo VII - Bem-aventurados os pobres de espírito

2.673 visualizações

Publicada em

Evangelho segundo o Espiritismo - Capítulo VII

Publicada em: Educação
  • DOWNLOAD FULL BOOKS, INTO AVAILABLE FORMAT ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... 1.DOWNLOAD FULL. PDF EBOOK here { https://tinyurl.com/y6a5rkg5 } ......................................................................................................................... 1.DOWNLOAD FULL. EPUB Ebook here { https://tinyurl.com/y6a5rkg5 } ......................................................................................................................... 1.DOWNLOAD FULL. doc Ebook here { https://tinyurl.com/y6a5rkg5 } ......................................................................................................................... 1.DOWNLOAD FULL. PDF EBOOK here { https://tinyurl.com/y6a5rkg5 } ......................................................................................................................... 1.DOWNLOAD FULL. EPUB Ebook here { https://tinyurl.com/y6a5rkg5 } ......................................................................................................................... 1.DOWNLOAD FULL. doc Ebook here { https://tinyurl.com/y6a5rkg5 } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks ......................................................................................................................... Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult,
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui

ESE - Capítulo VII - Bem-aventurados os pobres de espírito

  1. 1. EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO VII BEM AVENTURADOS OS POBRES DE ESPÍRITO Tópicos: - O que se deve entender por pobres de Espíritos - Aquele que se eleva será rebaixado
  2. 2. SERMÃO DA MONTANHA BEM-AVENTURADOS OS POBRES DE ESPÍRITOS, POIS QUE DELES É O REINO DOS CÉUS.(Mateus, 5:3)
  3. 3. 01 - O que é preciso entender por pobres de Espírito - itens 1 e 2. A incredulidade zombou desta máxima...
  4. 4. OS FRACOS DE INTELIGÊNCIA, OS SEM CULTURA.
  5. 5. OS HUMILDES, OS RICOS EM QUALIDADES MORAIS.
  6. 6. Ao orgulhoso, insensato, Deus lhe mostrará o seu lugar, pois todo aquele que se eleva será rebaixado...
  7. 7. ALGUMAS CARACTERÍSTICAS: POSSUI ALTO CONCEITO DE SI PRÓPRIOACREDITA SER SUPERIOR A TUDOCONCENTRA O SEU OLHAR SOBRE SI MESMO CONSIDERA AS COISAS DIVINAS INDIGNAS DA SUA ATENÇÃO
  8. 8. É A REVOLTA CONTRA DEUSAFASTA O HOMEM DE DEUS IMPEDE A ACEITAÇÃO DO MUNDO ESPIRITUAL E DA EXISTÊNCIA DIVINA IMPEDE A ENTRADA NO REINO DOS CÉUS
  9. 9. "Bem-aventurados os pobres de Espírito, porque deles é o Reino dos Céus". Mateus, capítulo V, vers. 3. Deus quer Espíritos ricos de amor e pobres de or- gulho. Os "pobres de Espírito" são os que não têm orgulho, os Espíritos ricos são os que acumulam tesouros nos Céus, onde a traça não os rói e os ladrões não alcançam. Os "pobres de Espírito" são os humildes. Bem aventurados os humildes; deles é o Reino dos Céus!
  10. 10. - A humildade respeita o ser humano, não pelos seus haveres, mas por suas virtudes. - A pobreza de paixões, de vícios, de baixas condições que prendem ao mundo, e o desapego de efêmeras glórias, de egoísmo, de orgulho, amparam os viajores terrenos que caminham para a perfeição.
  11. 11. Quando Jesus se referia aos pobres de Espírito, às multidões, Ele falava dos corações despretensiosos e humildes, aptos a seguirem os Seus ensinamentos, sem preocupações rasteiras da existência material. “Quem é o maior no reino dos céus?” “Digo-vos, em verdade, que se não vos converterdes e tornardes quais crianças, não entrareis no reino dos céus...” Aquele que se eleva será rebaixado
  12. 12. ALGUMAS CARACTERÍSTICAS: É SENSÍVEL AOS ENSINOS ESPIRITUAISÉ SUBMISSO ÀS LEIS DE DEUSNÃO ALIMENTA VAIDADES E GRANDEZASNÃO SE JULGA SUPERIOR
  13. 13. ATO DE SUBMISSÃO A DEUS APROXIMA A CRIATURA DE DEUS FACILITA A ACEITAÇÃO DO MUNDO ESPIRITUAL E DA EXISTÊNCIA DIVINA FACULTA A ENTRADA NO REINO DOS CÉUS
  14. 14. O QUE DEVEMOS ENTENDER POR “REINO DOS CÉUS”? É UM ESTADO DE PAZ E FELICIDADE ESPIRITUAL QUE USUFRUEM AQUELES QUE CONQUISTARAM A SIMPLICIDADE DE CORAÇÃO E HUMILDADE ESSAS VIRTUDES POSSIBILITAM A ENTRADA EM MUNDOS ESPIRITUAIS SUPERIORES
  15. 15. À NINGUÉM É CONCEDIDA A ENTRADA NESTE REINO SEM A SIMPLICIDADE DE CORAÇÃO E A HUMILDADE DE ESPÍRITO.
  16. 16. Então a mãe dos filhos de Zebedeu se aproximou Dele com seus dois filhos e o adorou. Disse-lhe Ele: “Que queres?” “Manda que estes meus dois filhos tenham assento no teu reino, um à tua direita e o outro à tua esquerda.” Jesus lhe respondeu: “Não sabes o que pedes...”
  17. 17. “...Quando fordes convidados para um festim, não tomeis o primeiro lugar...”
  18. 18. A existência terrena é um dom precioso e como tal deve ser vivida. Não se deve destruir o seu encanto natural, nem reduzi-la a atos forçados; nem transformá-la num fardo que se arrasta penosamente. Isto não é virtude, é delito. O reino dos Céus é daqueles que se tornam como crianças, diz o Mestre. A verdadeira virtude é aquela que a si mesma se ignora. Os humildes jamais se julgam privilegiados
  19. 19. Trabalhando com simplicidade e alegria, Deus nos dará o que for justo. Este é o ensinamento de Jesus. Procuremos, com humildade, aprender o Evangelho e a cada dia sentiremos brotar em nós a esperança de uma vida melhor.
  20. 20. Feito por Luana Rodrigues – luannarj@uol.com.br Convite à humildade Joanna de Ângelis - Divaldo Franco
  21. 21. Feito por Luana Rodrigues – luannarj@uol.com.br Os que são incapazes de consegui- la, identificam-na como fraqueza. Joanna de Ângelis - Divaldo Franco
  22. 22. Feito por Luana Rodrigues – luannarj@uol.com.br Os pessimistas que chafurdam no poço do orgulho ferido e não se dispõem à luta, detestam-na, porque se sentem incapazes de possuí-la. Joanna de Ângelis - Divaldo Franco
  23. 23. Feito por Luana Rodrigues – luannarj@uol.com.br Os derrotistas utilizam-se da subestima para denegri-la. Joanna de Ângelis - Divaldo Franco
  24. 24. Feito por Luana Rodrigues – luannarj@uol.com.br Os fracos, falsamente investidos de força, falseiam-lhe o significado, deturpando-lhe a soberana realidade. Joanna de Ângelis - Divaldo Franco
  25. 25. Feito por Luana Rodrigues – luannarj@uol.com.br Porque muitos não lograram vivê-la e derraparam em plenos exercícios, desconsideram-na. Joanna de Ângelis - Divaldo Franco
  26. 26. Feito por Luana Rodrigues – luannarj@uol.com.br Ela, no entanto, fulgura e prossegue. Joanna de Ângelis - Divaldo Franco
  27. 27. Feito por Luana Rodrigues – luannarj@uol.com.br Sustenta no cansaço, acalenta nas dores, robustece na luta, encoraja no insucesso, levanta na queda... Joanna de Ângelis - Divaldo Franco
  28. 28. Feito por Luana Rodrigues – luannarj@uol.com.br Louva a dor que corrige, abençoa a dificuldade que ensina, agradece a soledade que exercita a reflexão, ampara o trabalho que disciplina Joanna de Ângelis - Divaldo Franco
  29. 29. Feito por Luana Rodrigues – luannarj@uol.com.br e é reconhecida a todos, inclusive aos que passam por maus, por ensinarem, embora inconscientemente, o valor dos bons e a excelência do bem. Joanna de Ângelis - Divaldo Franco
  30. 30. Feito por Luana Rodrigues – luannarj@uol.com.br Chega e dulcifica a amargura, balsamizando qualquer ferida exposta, mesmo em chaga repelente. Joanna de Ângelis - Divaldo Franco
  31. 31. Feito por Luana Rodrigues – luannarj@uol.com.br Identifica-se pela meiguice, e sutil, agrada, oferecendo plenitude, quando tudo conspira contra a paz de que se faz instrumento. Joanna de Ângelis - Divaldo Franco
  32. 32. Feito por Luana Rodrigues – luannarj@uol.com.br Escudo dos verdadeiros heróis, tem sido a coroa dos mártires, o sinal dos santos e a característica dos sábios. Joanna de Ângelis - Divaldo Franco
  33. 33. Feito por Luana Rodrigues – luannarj@uol.com.br Com ela o homem adquire grandeza interior, e considerando a majestade da Criação, como membro atuante da vida, que é, eleva-se e, assim, eleva a humanidade inteira. Joanna de Ângelis - Divaldo Franco
  34. 34. Feito por Luana Rodrigues – luannarj@uol.com.br Conquistá-la, ao fim das pelejas exaustivas, é lograr paz. Joanna de Ângelis - Divaldo Franco
  35. 35. Feito por Luana Rodrigues – luannarj@uol.com.br No diálogo entre Jesus e Pilatos, esteve presente no silêncio do Amigo Divino e ausente no enganado fâmulo* de César... Joanna de Ângelis - Divaldo Franco* servo, escravo
  36. 36. Feito por Luana Rodrigues – luannarj@uol.com.br Seu nome é humildade. Joanna de Ângelis - Divaldo Franco

×