Cheias

12.300 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Turismo, Negócios

Cheias

  1. 1. CHEIAS<br />Trabalho realizado por:<br />Henrique Amaral n.º 14<br />Márcio Couto n.º 16<br />Nuno Roberto n.º 21<br />Sebastião Barata n.º 25<br />
  2. 2. O Que é uma Cheia<br />As cheias são fenómenos naturais extremos e temporários, provocados por precipitações moderadas e permanentes ou por precipitações repentinas e de elevada intensidade. Este excesso de precipitação faz aumentar o caudal dos cursos de água, originando o extravase do leito normal e a inundação das margens e áreas circunvizinhas. Nalgumas partes do globo as cheias podem dever-se também ao derretimento de calotes de gelo.<br />
  3. 3. As cheias podem ainda ser causadas pela rotura de barragens, associadas ou não a fenómenos meteorológicos adversos. As cheias induzidas por estes acidentes são geralmente de propagação muito rápida.<br />
  4. 4. Quando este transbordamento ocorre em regiões sem ocupação humana, a própria natureza pode se encarregar de absorver os excessos de água gradativamente, gerando poucos danos ao ecossistema, mas podendo gerar grandes danos à agricultura.<br />
  5. 5. Quando o transbordamento dá-se em áreas habitadas de pequena, média ou grande densidade populacional, os danos podem ser pequenos, médios, grandes ou muito grandes, de acordo com o volume de águas que saíram do leito normal e de acordo com a densidade populacional.<br />
  6. 6. Causas das cheias<br />Existem dois tipos de causa de cheias:<br />As causas naturais <br />Causas Humanas<br />
  7. 7. Causas Naturais<br />
  8. 8. Causas Humanas<br />
  9. 9. Soluções para as cheias:<br />1 – Reconstrução de todos os esgotos com manilhas de capacidade calculada para os locais que servem.2 – Proibição absoluta de construção em áreas fluviais de reconhecido risco.3 – Nos vales ou zonas baixas, considerando o conhecimento histórico dos locais, autorizar apenas a construção sobre pilares, a altura conveniente.<br />
  10. 10. Cheias em Portugal<br /> As situações de chuva intensa, que originam as cheias, encontram-se associadas a condições de instabilidade atmosférica que, em Portugal continental, ocorrem geralmente do Outono à Primavera.As inundações ocorrem um pouco por todo o país mas as bacias hidrográficas dos médios e grandes rios são as mais afectadas. Os rios Tejo, o Douro e o Sado têm um longo historial de cheias.Outros rios apresentam actualmente maior capacidade para evitar a ocorrência de cheias. O rio Mondego, por exemplo, dispõe já de um sistema integrado de regularização (barragens e diques) que reduz a ocorrência de cheias frequentes.<br />
  11. 11. SE VIVE NUMA ZONA DE CHEIA:<br />- Adquira o bom hábito ouvir noticiários da Meteorologia do Outono à Primavera.- Procure informar-se sobre o historial de cheias passadas.- Identifique pontos altos onde se possa refugiar e que estejam o mais perto possível de casa ou do emprego.- Elabore uma pequena lista dos objectos importantes que deve levar consigo numa possível evacuação.- Pondere a hipótese de fazer um seguro da sua casa e do recheio.- Arranje um anteparo de madeira ou metal para a porta da rua.- Tenha sempre em casa uma reserva para dois ou três dias de água potável e alimentos que não se estraguem.- Mantenha a limpeza do seu quintal, principalmente no Outono devido à queda das folhas.<br />
  12. 12. Webgrafia<br />Wikipédia<br />Google imagens<br />http://www.prociv.pt/PREVENCAOPROTECCAO/RISCOSNATURAIS/CHEIAS/Pages/EmPortugalContinental.aspx<br />http://cheiasemportugal.blog.pt/<br />

×