Apresentação abatalha

577 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
577
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
280
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação abatalha

  1. 1. Mergulhe no universo do livro através do Blog http://abatalhadouniversoinconsciente.blogspot.com/ O livro teve seu primeiro lançamento na Bienal do Livro de São Paulo, em sua 21° edição, com aproximadamente 800 mil visitantes. O lançamento foi um sucesso inesperado. A aceitação do livro que propõe trazer tantas questões num romance foi muito grande pelo público. Teve o lançamento em Brasília na Livraria Cultura, na presença dos amigos e familiares.
  2. 2. Um romance filosófico de caráter social e espiritual. Através da trajetória de Rudá, revela-se esse novo universo, do qual fazemos parte, mas desconhecemos. Diversas batalhas serão travadas por esse jovem que encontra no sentido e no poder do amor, não somente a essência da realização do viver, mas a força para fazer engrenar uma nova história. O Universo inconsciente que pertence a cada indivíduo se revela, então, na ponte para o universo que envolve a todos, de forma misteriosa, mas que nem sempre temos consciência de sua existência. Mergulhe no universo do livro através do Blog http://abatalhadouniversoinconsciente.blogspot.com/
  3. 3. Mergulhe no universo do livro através do Blog http://abatalhadouniversoinconsciente.blogspot.com/ O livro toca em questões cruciais relacionadas à educação no Brasil, e traz à discussão questões referentes à ancestralidade da formação cultural no Brasil, que se deu no encontro entre as três culturas inter-continentais: o índio, o africano, e o europeu. Como tantas outras questões que o livro traz como pano de fundo para o romance que se desenvolve. É dentro dessa atmosfera que surge o caminho para a reflexão espiritual, da percepção das trocas de energia que existe entre as trocas sociais, e principalmente entre o homem e a natureza.
  4. 4. Mergulhe no universo do livro através do Blog http://abatalhadouniversoinconsciente.blogspot.com/ A natureza é a grande mãe da existência. Através da história de Rudá, o livro tenta resgatar essa compreensão, que nasce em verdade na vida do autor muito cedo, quando começa a acompanhar a sua mãe em sua luta ambiental. A mãe do autor é ativista ambiental há muitos anos em Brasília, já foi presidente do Instituto Vida Verde, e sempre carregou seus filhos às audiências públicas e passeatas. Nascia aí a compreensão orgânica da vida. O livro que pode ser lido a partir de diversas perspectivas: como poética, como metáfora, como uma sugestão de um olhar humanista sobre o mundo.
  5. 5. Mergulhe no universo do livro através do Blog http://abatalhadouniversoinconsciente.blogspot.com/ A história se desenvolve a partir de questões suscitadas pela experiência de Rudá. Um garoto que passa por difíceis situações entre a idade dos 15 e 18 anos - perde o pai, se muda, se afasta dos amigos. Passa por uma série de perturbações que o levam ao limite de uma agressão contra todos, a sociedade, as pessoas que o amam, contra ele mesmo. Quando, enfim, começa a perceber que os acontecimentos que o envolve têm origem numa esfera da vida que ele desconhece, a esfera metafísica da existência. Desse ponto em diante, o livro que se realizava uma narrativa de introspecção psicológica, passa para a narrativa do fantástico. Um novo universo que Rudá vai descobrindo. Ele passa a viver uma sequência de ações inimagináveis no seu antigo mundo, uma face magnífica da realidade, que ele desconhecia, ignorava.
  6. 6.  Este livro fala sobre as múltiplas formas pelas quais o homem estabeleceEste livro fala sobre as múltiplas formas pelas quais o homem estabelece sua complexa relação com o universo... E sobre como só o amor, se põe asua complexa relação com o universo... E sobre como só o amor, se põe a perder, é quem pode salvar.perder, é quem pode salvar.  Resposta:Resposta: Os dois: pôr a perder e também salvar. Uma característicaOs dois: pôr a perder e também salvar. Uma característica contraditória do próprio amor.contraditória do próprio amor.  (pág. 22) ... esperava esse acontecimento que talvez nunca viesse a existir,(pág. 22) ... esperava esse acontecimento que talvez nunca viesse a existir, as que talvez viesse, porque desejava intensamente, e para tira-lo dali;as que talvez viesse, porque desejava intensamente, e para tira-lo dali; esperava godô.esperava godô.  Resposta:Resposta: Intertextualidade com o texto de Samuel Beckett (1949):Intertextualidade com o texto de Samuel Beckett (1949): Esperando Godot.Esperando Godot.  p. 16 - No interior desse pequeno e abafado quarto, que se encontravap. 16 - No interior desse pequeno e abafado quarto, que se encontrava fechado, apesar de não ter mais ninguém naquele chalé, havia despertado,fechado, apesar de não ter mais ninguém naquele chalé, havia despertado,  Resposta:Resposta: entendo que esteja um pouco confuso, mas é porque o chalé éentendo que esteja um pouco confuso, mas é porque o chalé é apenas uma metáfora da mente do Rudá. Ele é quem estava fechado.apenas uma metáfora da mente do Rudá. Ele é quem estava fechado. Deixa assim.Deixa assim.  p. 23 Via agora, na realização da vida, rodeado de outras pessoas, op. 23 Via agora, na realização da vida, rodeado de outras pessoas, o sentido e a possibilidade da sua transformação, e da própria vida; da forçasentido e a possibilidade da sua transformação, e da própria vida; da força da união dos esforços.da união dos esforços.  Resposta:Resposta: no lugar do ponto-vírgula (;), pode colocar dois pontos (:). Ano lugar do ponto-vírgula (;), pode colocar dois pontos (:). A estrutura mantém.estrutura mantém.
  7. 7.  p. 59 - Àquele que resolva alimentar o animal dentro de si que se funda nap. 59 - Àquele que resolva alimentar o animal dentro de si que se funda na força destrutiva, oferece não somente energia à vitória de Thanatos, comoforça destrutiva, oferece não somente energia à vitória de Thanatos, como promove a possibilidade dessa energia se dirigir, cedo ou tarde, a elepromove a possibilidade dessa energia se dirigir, cedo ou tarde, a ele próprio ...próprio ...  Resposta:Resposta: Essa frase parte da compreensão de que a energia destrutivaEssa frase parte da compreensão de que a energia destrutiva se dirige para fora, para o mundo externo, mas também pode voltar-se parase dirige para fora, para o mundo externo, mas também pode voltar-se para a própria pessoa. Mas não vale a pena explicar tanto. Deixa que asa própria pessoa. Mas não vale a pena explicar tanto. Deixa que as pessoas batam cabeça pensando. Palestras existem para isso. Maspessoas batam cabeça pensando. Palestras existem para isso. Mas obrigado por me mostrar, muito inteligente essa observação.obrigado por me mostrar, muito inteligente essa observação.  .p. 120 - Talvez devesse esquecer aquilo tudo do projeto que empreendia.p. 120 - Talvez devesse esquecer aquilo tudo do projeto que empreendia naquele momento. Deixar se entregar a esse sentimento de agressão que onaquele momento. Deixar se entregar a esse sentimento de agressão que o fazia sentir-se invulnerável e imponente.fazia sentir-se invulnerável e imponente.  Resposta:Resposta: Invulnerável mesmo. Rudá acreditava que agir agressivamenteInvulnerável mesmo. Rudá acreditava que agir agressivamente o emprestava uma certa invulnerabilidade em relação á vida.o emprestava uma certa invulnerabilidade em relação á vida.  P. 274 - Estabelecemos nosso diálogo com o universo - cada palavra, cadaP. 274 - Estabelecemos nosso diálogo com o universo - cada palavra, cada ato -, definindo a gravidade e a intensidade, mesmo que desconhecemos.ato -, definindo a gravidade e a intensidade, mesmo que desconhecemos.  Resposta:Resposta: Desconhecemos o diálogo que efetivamente temos com oDesconhecemos o diálogo que efetivamente temos com o universo. Quem desconhece o universo efetivamente desconhece ouniverso. Quem desconhece o universo efetivamente desconhece o diálogo, mas conhecer o universo também não suficiente, é necessáriodiálogo, mas conhecer o universo também não suficiente, é necessário conhecer o diálogo. Esse era o sentido.conhecer o diálogo. Esse era o sentido.
  8. 8.  P. 301 - . Ao homem existente hoje e à lógica que se impõe atualmente -P. 301 - . Ao homem existente hoje e à lógica que se impõe atualmente - que permitimos supor e impor a nós mesmos. que permitimos supor e impor a nós mesmos.   Resposta:Resposta: Não dá pra discorrer esse trecho porque senão foge muito.Não dá pra discorrer esse trecho porque senão foge muito. Mas de modo geral é no sentido de que, toda pessoa tem opção de decidir,Mas de modo geral é no sentido de que, toda pessoa tem opção de decidir, a medida que percebe, seguir a lógica que existe no mundo de hoje, oua medida que percebe, seguir a lógica que existe no mundo de hoje, ou viver na contra-mão. De modo geral é isso. Mas eu também não esperoviver na contra-mão. De modo geral é isso. Mas eu também não espero que seja uma compreensão que todas as pessoas alcancem em suaque seja uma compreensão que todas as pessoas alcancem em sua totalidade, eu gosto da semente que está nesse parágrafo.totalidade, eu gosto da semente que está nesse parágrafo.  Impor a evidência real da incerteza é um crime, pois vai contra a ordemImpor a evidência real da incerteza é um crime, pois vai contra a ordem natural da real necessidade de se crer no imaginário, ilusão, de que a cadanatural da real necessidade de se crer no imaginário, ilusão, de que a cada dia caminhamos mais e mais no sentido da verdade.dia caminhamos mais e mais no sentido da verdade.  Resposta:Resposta: É um pensamento que empresto um pouco de ironia. AÉ um pensamento que empresto um pouco de ironia. A questão é que para a real construção de um conhecimento é necessárioquestão é que para a real construção de um conhecimento é necessário admitir que ainda estamos no pleno patamar da incerteza sobre o mundo. Aadmitir que ainda estamos no pleno patamar da incerteza sobre o mundo. A dúvida é o caminho para reflexão, e esta, para a compreensão. A certezadúvida é o caminho para reflexão, e esta, para a compreensão. A certeza concreta sobre tudo é empecilho para qualquer pensamento que busqueconcreta sobre tudo é empecilho para qualquer pensamento que busque efetivamente a verdade. A semente está aí.efetivamente a verdade. A semente está aí.  P. 307 a sutil relação que tem a compreensão do mundo pelo homem, comP. 307 a sutil relação que tem a compreensão do mundo pelo homem, com a consciência geral que tangencia o entendimento do mundo pelo próprioa consciência geral que tangencia o entendimento do mundo pelo próprio homem, percebemos quão nobre é o ato de procurar se aprimorar comohomem, percebemos quão nobre é o ato de procurar se aprimorar como ser humanoser humano  Resposta:Resposta: A compreensão do mundo tem relação com a consciênciaA compreensão do mundo tem relação com a consciência geral que tangencia esse entendimento. Aprimorar-se é um ato benéfico àgeral que tangencia esse entendimento. Aprimorar-se é um ato benéfico à sociedade como um todo, sempre.sociedade como um todo, sempre.
  9. 9. Mergulhe no universo do livro através do Blog http://abatalhadouniversoinconsciente.blogspot.com/ Alguns trechos do livro: “o toque gelado das milhares de partículas de água que lhe cercam, então, parece, enfim, compreender quem ele realmente é. Da mesma forma como se sentia a extensão daquelas partículas de água que o cercavam, que se moviam à medida que se movimentava, e a água que também o fazia se mover – unidade e contínuo – ele era a soma e extensão de todas as pessoas que lhe cercavam e lhe faziam companhia, as mesmas das quais ele se afastou nos últimos anos: sua família e seus amigos.” pág. 24.
  10. 10. Mergulhe no universo do livro através do Blog http://abatalhadouniversoinconsciente.blogspot.com/ Alguns trechos do livro: “Trazem tantas cores que é impossível conhecer todas que existem nas diversas tonalidades das asas das araras, e nos bicos dos tucanos” pág. 239 “Começava a perceber mas tampouco se dava conta da grandeza e da expressão contidas nos atos praticados por amor, da importância de praticá-los, da beleza de se perder em tamanha luz” pág. 260
  11. 11. A Festa que pretende celebrar o lançamento do livro acontecerá dia 04 de setembro, próximo sábado, no Park Way. Qd.10 Conj.01 Lote 08. A festa que está marcada para começar às 17hs conta com a participação das bandas: Coletivo Groove – groove e soul Soul Trio - soul Kdmio – pop rock Casa Branca – pop rock Molécula – ska Participação do amigo poeta: Alen Guimarães, “poeta dos ventos” com sua poética musical. São bandas de bastante qualidade e que que vêm consagrando o seu
  12. 12. AUTOBIOGRAFIA DO AUTORGregório Borges, 27 anos, Bacharel em Geografia pela Universidade de Brasília, UnB. Iniciou e abandonou vários cursos, como Artes Cênicas, Direito, Psicologia etc. até encontrar o curso de Geografia, paixão à primeira vista. Ao ingressar na geografia aprendeu a admirar a genialidade do expoente geógrafo Milton Santos e a aprender a observar o mundo com olhos mais críticos. Sempre foi um ardente amante de psicologia, arte e literatura. Cursou várias cadeiras de psicologia e arte durante a graduação em geografia. Amante de esportes desde pequeno sempre praticou a arte da capoeira onde aprendeu a amar a musicalidade e a história da sua cultura, passando por diversos grupos, nunca se fixou em nenhum grupo. Possui um olhar Humanista, e percebe aí o sentido de toda a existência. Nasceu e cresceu numa família que sempre teve política e espiritualidade como tema nas discussões diárias. Pode-se considerar que teve uma mãe e dois pais que muito influenciaram em sua formação: Seu pai, ateu e socialista militante, Chico Machado; sua mãe, Ivone Baracat, estudante e ativista política na época da Ditadura, hoje, ecologista e espiritualista; e seu pai de criação (e coração), Faiçal Baracat, advogado, empresário, e espiritualista, coordenador de um grupo apométrico. Foi neste âmbito democrático de efervescência intelectual que surgiu esse perseguidor da verdade e da autonomia, consciente da solidariedade e sensibilidade, o hoje escritor Gregório Borges. Como, também, as idéias que permeiam todos os seus livros. Tem a compreensão que um dos maiores sentidos da vida é a possibilidade de ampliação dos horizontes e aprofundamento da compreensão do mundo..
  13. 13. Mergulhe no universo do livro através do Blog http://abatalhadouniversoinconsciente.blogspot.com Tenham uma ótima leitura!! Obrigado pela doce presença de cada um hoje. Estejam convidados para a festa sábado. Agradeço a Livraria Cultura pelo Espaço.

×