FUTURE WORK
SKILLS 2020
AS HABILIDADES
ESSENCIAIS PARA O
MERCADO DE TRABALHO
NOS PRÓXIMOS 10 ANOS.
agenteconsultores.com.b...
O MUNDO MUDOU.
"O ANALFABETO DO SÉCULO XXI NÃO SERÁ
AQUELE QUE NÃO CONSEGUE LER E ESCREVER,
MAS AQUELE QUE NÃO CONSEGUE AP...
O MATERIAL A SEGUIR TEVE COMO BASE A PESQUISA “FUTURE WORK SKILLS 2020”, REALIZADA PELO
INSTITUTO DE PESQUISA DA UNIVERSID...
O LUGAR
que trabalhamos
O HORÁRIO
que trabalhamos
O JEITO
que trabalhamos
TUDO ESTÁ MUDANDO!
TUDO ESTÁ MUDANDO!
E MUITO RÁPIDO
TUDO ESTÁ MUDANDO!
E MUITO RÁPIDO
VOCÊ ESTÁ
PREPARADO?
DRIVERS QUE ESTÃO SE
MANIFESTANDO AO REDOR
DO MUNDO E REDEFININDO
O MERCADO DE TRABALHO.
6
LONGEVIDADE EXTREMA
Aumento da expectativa de vida global muda a natureza das carreiras e
aprendizado.
A ASCENSÃO DAS MÁQU...
O QUE ESTES SEIS
DRIVES SIGNIFICAM
PARA OS TRABALHADORES
DA PRÓXIMA DÉCADA?
E QUAIS SERÃO AS
HABILIDADES NECESSÁRIAS
ATÉ 2...
10
HABILIDADES QUE SERÃO
CRÍTICAS PARA O SUCESSO
NO MERCADO DE TRABALHO.
1
‣ SENSEMAKING
Definição: Habilidade de determinar o sentido ou
significado mais profundo do que está sendo
expressado.
A...
2
‣ INTELIGÊNCIA SOCIAL
Definição: Habilidade de conectar com outros de
forma profunda e direta, sentir e estimular reaçõe...
3
‣ PENSAMENTO ADAPTATIVO
Definição: Proficiência em pensar e encontrar
soluções e respostas além das rotineiras ou basead...
4
‣ COMPETÊNCIA TRANSCULTURAL
Definição: A habilidade de operar em diferentes
ambientes culturais
Em um mundo verdadeirame...
5
‣ PENSAMENTO COMPUTACIONAL
Definição: A habilidade de traduzir grandes
quantidades de dados em conceitos abstratos e
ent...
6
‣ NOVA LITERACIA DE MÍDIA
Definição: A habilidade de criticamente avaliar e
desenvolver conteúdo que utiliza novas forma...
7
‣ TRANSDISCIPLINARIDADE
Definição: Literacia em e habilidade de entender conceitos
em múltiplas disciplinas.
Muitos dos ...
8
‣ DESIGN MINDSET
Definição: A habilidade de representar e desenvolver
tarefas e processos de trabalho para o resultado d...
9
‣ GERENCIAMENTO DE CARGA COGNITIVA
Definição: A habilidade de discriminar e filtrar
informação por importância, e entend...
10
‣ COLABORAÇÃO VIRTUAL
Definição: A habilidade de trabalhar de forma produtiva, gerar
engajamento e demonstrar presença ...
"NÃO É O MAIS FORTE QUE SOBREVIVE, NEM O MAIS INTELIGENTE,
MAS O QUE MELHOR SE ADAPTA ÀS MUDANÇAS”.
CHARLES DARWIN
Os resu...
Quem indica
ALGUMAS REFERÊNCIAS:
Jaron Lernier, Does the Digital Classroom Enfeeble the Mind? New York Times.
September 16, 2010. Disp...
Future Work Skills 2020 - As habilidades para o futuro do trabalho
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Future Work Skills 2020 - As habilidades para o futuro do trabalho

1.012 visualizações

Publicada em

Surgem novas profissões, jornadas de trabalho mais flexíveis, home offices e a adoção de ferramentas colaborativas.

Homens e mulheres, de todas as idades, veem seus projetos de vida, suas profissões, ameaçados por novas formas de fazer, que retratam novos modos de viver. Num mundo onde quase tudo fica obsoleto da noite pro dia, quais serão as habilidades necessárias para a próxima década? como acompanhar este mundo em constante inovação?

Boa leitura! Espero que seja útil e provocador.

Publicada em: Educação

Future Work Skills 2020 - As habilidades para o futuro do trabalho

  1. 1. FUTURE WORK SKILLS 2020 AS HABILIDADES ESSENCIAIS PARA O MERCADO DE TRABALHO NOS PRÓXIMOS 10 ANOS. agenteconsultores.com.br graziellemendesrangel
  2. 2. O MUNDO MUDOU. "O ANALFABETO DO SÉCULO XXI NÃO SERÁ AQUELE QUE NÃO CONSEGUE LER E ESCREVER, MAS AQUELE QUE NÃO CONSEGUE APRENDER, DESAPRENDER, E REAPRENDER”. ALVIN TOFFLER Conectividade e mobilidade são alguns dos motores que estão redefinindo nosso conceito de trabalho. Surgem novas profissões, jornadas de trabalho mais flexíveis, home offices e a adoção de ferramentas colaborativas. Homens e mulheres, de todas as idades, veem seus projetos de vida, suas profissões, ameaçados por novas formas de fazer, que retratam novos modos de viver. Num mundo onde quase tudo fica obsoleto da noite pro dia, quais serão as habilidades necessárias para a próxima década? como acompanhar este mundo em constante inovação? Boa leitura! Espero que seja útil e provocador.
  3. 3. O MATERIAL A SEGUIR TEVE COMO BASE A PESQUISA “FUTURE WORK SKILLS 2020”, REALIZADA PELO INSTITUTO DE PESQUISA DA UNIVERSIDADE DE PHOENIX (IFTF). A PESQUISA ANALISOU OS PRINCIPAIS DRIVERS QUE MUDARÃO O CENÁRIO DO TRABALHO E IDENTIFICOU NOVAS HABILIDADES CHAVE NECESSÁRIAS NOS PRÓXIMOS 10 ANOS. OS RESULTADOS DESTA PESQUISA TEM IMPLICAÇÕES PARA INDIVÍDUOS, INSTITUIÇÕES EDUCACIONAIS, NEGÓCIOS E GOVERNO. BOA LEITURA!
  4. 4. O LUGAR que trabalhamos
  5. 5. O HORÁRIO que trabalhamos
  6. 6. O JEITO que trabalhamos
  7. 7. TUDO ESTÁ MUDANDO!
  8. 8. TUDO ESTÁ MUDANDO! E MUITO RÁPIDO
  9. 9. TUDO ESTÁ MUDANDO! E MUITO RÁPIDO VOCÊ ESTÁ PREPARADO?
  10. 10. DRIVERS QUE ESTÃO SE MANIFESTANDO AO REDOR DO MUNDO E REDEFININDO O MERCADO DE TRABALHO. 6
  11. 11. LONGEVIDADE EXTREMA Aumento da expectativa de vida global muda a natureza das carreiras e aprendizado. A ASCENSÃO DAS MÁQUINAS E SISTEMAS INTELIGENTES A automação do espaço de trabalho tira trabalhadores humanos das tarefas repetitivas. MUNDO COMPUTACIONAL Aumentos massivos em sensores e poder de processamento fazem com que o mundo seja um sistema programável. NOVA ECOLOGIA DE MÍDIA Novas ferramentas de comunicação exigem novos formatos, muito além do texto. ORGANIZAÇÕES +CONECTADAS E +SOCIAIS Novas tecnologias e plataformas mais colaborativas estão redefinindo a forma como criamos e distribuímos valor. MUNDO GLOBALMENTE CONECTADO Um mundo altamente conectado e globalmente interdependente. DRIVES DE MUDANÇA 6 1 2 3 4 5 6
  12. 12. O QUE ESTES SEIS DRIVES SIGNIFICAM PARA OS TRABALHADORES DA PRÓXIMA DÉCADA? E QUAIS SERÃO AS HABILIDADES NECESSÁRIAS ATÉ 2020?
  13. 13. 10 HABILIDADES QUE SERÃO CRÍTICAS PARA O SUCESSO NO MERCADO DE TRABALHO.
  14. 14. 1 ‣ SENSEMAKING Definição: Habilidade de determinar o sentido ou significado mais profundo do que está sendo expressado. A medida que máquinas inteligentes assumem serviços e trabalhos mecânicos e de rotina na manufatura e serviços, terá uma demanda crescente pelo tipo de habilidades que as máquinas não tem. Estas são habilidades de pensamento de nível mais alto que não podem ser codificadas. Denominamos habilidades de entendimento de sentido, são habilidades que nos ajudam a criar insights únicos críticos para a tomada de decisões.
 Ao renegociarmos a divisão de trabalho humano/ máquina na próxima década, o pensamento crítico ou entendimento de sentido surgirá como uma habilidade que trabalhadores precisarão capitalizar. Drives relacionados: A ASCENSÃO DAS MÁQUINAS E SISTEMAS INTELIGENTES. MUNDO GLOBALMENTE CONECTADO
  15. 15. 2 ‣ INTELIGÊNCIA SOCIAL Definição: Habilidade de conectar com outros de forma profunda e direta, sentir e estimular reações e interações desejadas. Funcionários socialmente inteligentes rapidamente acessam as emoções daqueles ao seu redor e adaptam suas palavras, tom e gestos de acordo. Isto sempre foi uma habilidade chave para trabalhadores que precisam colaborar e construir relacionamentos de confiança, mas é ainda mais importante ao sermos chamados para colaborar com grupos maiores de pessoas em diferentes ambientes. Nosso QI emocional e social desenvolvido ao longo de milênios de vida em grupos continuará sendo um dos ativos vitais que dão aos trabalhadores humanos uma vantagem comparativa sobre as máquinas. Drives relacionados: A ASCENSÃO DAS MÁQUINAS E SISTEMAS INTELIGENTES. MUNDO GLOBALMENTE CONECTADO
  16. 16. 3 ‣ PENSAMENTO ADAPTATIVO Definição: Proficiência em pensar e encontrar soluções e respostas além das rotineiras ou baseadas em normas. O professor David Autor, do MIT define como "Adaptabilidade situacional” – a habilidade de responder a circunstâncias inesperadas no momento. Tarefas diferentes como escrever um documento legal convincente, ou criar um novo prato com um conjunto de ingredientes requerem pensamento novo e adaptabilidade. Estas habilidades serão premium na próxima década, particularmente a medida que automação e offshoring continuam crescendo. The Polarization of Job Opportunities in the US Labor Market. Center for American Progress and The Hammilton Project, April 2010. Drives relacionados: A ASCENSÃO DAS MÁQUINAS E SISTEMAS INTELIGENTES. MUNDO GLOBALMENTE CONECTADO
  17. 17. 4 ‣ COMPETÊNCIA TRANSCULTURAL Definição: A habilidade de operar em diferentes ambientes culturais Em um mundo verdadeiramente conectado globalmente, os trabalhadores precisam ser capazes de operar em qualquer ambiente onde estiverem. Isto demanda conteúdo específico, como habilidades de idiomas, mas também adaptabilidade a circunstâncias que sempre mudam e uma habilidade de sentir e responder a novos contextos. Competência transcultural será uma importante habilidade para todos os trabalhadores, não apenas os que precisam operar em diversos ambientes geográficos. Cada vez mais organizações veem diversidade como driver de inovação. Pesquisas mostram que o que faz um grupo ser realmente inteligente e inovador é a combinação de diferentes idades, habilidades, disciplinas e estilos de trabalho e pensamento que os membros trazem ao grupo. Drives relacionados: MUNDO GLOBALMENTE CONECTADO ORGANIZAÇÕES +CONECTADAS E +SOCIAIS
  18. 18. 5 ‣ PENSAMENTO COMPUTACIONAL Definição: A habilidade de traduzir grandes quantidades de dados em conceitos abstratos e entender racionalização baseada em dados. A medida que aumenta exponencialmente a quantidade de dados a nosso dispor, muitas outras funções irão exigir habilidades de pensamento computacional para derivar sentido desta informação. Linguagens e tecnologias de programação amigáveis para novatos que ensinam os fundamentos da programação virtual e mundos físicos nos permitirá manipular nossos ambientes e aprimorar nossas interações. O uso de simulações se tornará uma habilidade chave a medida que começam a aparecer regularmente em discursos e tomada de decisões. Departamentos de RH que atualmente valorizam candidatos que são familiares com aplicativos básicos, como Microsoft Office, irão alterar suas expectativas, buscando currículos que incluem análise estatística e habilidade de racionalização quantitativa. Drives relacionados: MUNDO COMPUTACIONAL NOVA ECOLOGIA DE MÍDIA
  19. 19. 6 ‣ NOVA LITERACIA DE MÍDIA Definição: A habilidade de criticamente avaliar e desenvolver conteúdo que utiliza novas formas de mídia, e de utilizar esta mídia para comunicação persuasiva. A explosão de mídia gerada pelo usuário, incluindo vídeos, blogs e podcasts que agora dominam nossas vidas sociais será sentido de forma completa nos ambientes de trabalho na próxima década. Ferramentas de comunicação que fogem da abordagem estática de slides de programas como PowerPoint se tornarão comuns, e com eles a expectativa de que o funcionário produza conteúdo usando estes novos formatos crescerá dramaticamente. A próxima geração de trabalhadores precisará ser fluente em formas como vídeo. Ferramentas amigáveis de produção e edição de vídeo farão com que a linguagem de vídeo – conceitos como enquadramento, profundidade de campo, etc – sejam parte do vocabulário comum. Assim como o conhecimento de fontes e layouts. Conhecimento antes restrito apenas aos designers. Drives relacionados: NOVA ECOLOGIA DE MÍDIA ORGANIZAÇÕES +CONECTADAS E +SOCIAIS
 LONGEVIDADE EXTREMA
  20. 20. 7 ‣ TRANSDISCIPLINARIDADE Definição: Literacia em e habilidade de entender conceitos em múltiplas disciplinas. Muitos dos problemas globais hoje são complexos demais para serem solucionados por uma única disciplina especializada (pense no aquecimento global ou superpopulação). Estes problemas multifacetados requerem soluções transdisciplinares. Enquanto a especialização cada vez maior foi encorajada no século 20, no próximo século veremos abordagens transdisciplinares tomarem o centro. Já estamos vendo isto na emergência de novas áreas de estudo, como a nanotecnologia, que mistura biologia molecular, bioquímica, química de proteínas e outras especialidades. O trabalhador ideal da próxima década tem “formato T” – tem um profundo conhecimento de pelo menos um campo, mas tem a capacidade de falar a língua de uma variedade mais ampla de disciplinas. Isto requer um senso de curiosidade e disposição para aprender além dos anos de educação formal. A medida que o tempo de vida mais longo promove carreiras múltiplas e exposição a mais indústrias e disciplinas, será particularmente importante para trabalhadores desenvolverem esta qualidade em T. Drives relacionados: LONGEVIDADE EXTREMA MUNDO COMPUTACIONAL
  21. 21. 8 ‣ DESIGN MINDSET Definição: A habilidade de representar e desenvolver tarefas e processos de trabalho para o resultado desejado. Encontrar soluções criativas para problemas complexos. Os sensores, ferramentas de comunicação e poder de processamento do mundo computacional trarão novas oportunidades de usar uma abordagem de design em nosso trabalho. Seremos capazes de planejar nossos ambientes para que conduzam aos resultados nos quais estamos mais interessados. Descobertas da neurociência estão mostrando quão profundamente nossos ambientes físicos e metodologias de trabalho moldam a cognição. Trabalhadores do futuro precisarão ser adeptos em reconhecer o tipo de pensamento requerido para diferentes tarefas, e fazer ajustes em seus ambientes de trabalho e na lógica de resolução de problemas para aprimorar sua habilidade de realizar estas tarefas. Ambientes mais estimulantes à criatividade e inovação. E pensamento não linear. Drives relacionados: MUNDO COMPUTACIONAL ORGANIZAÇÕES +CONECTADAS, +SOCIAIS
  22. 22. 9 ‣ GERENCIAMENTO DE CARGA COGNITIVA Definição: A habilidade de discriminar e filtrar informação por importância, e entender como maximizar o funcionamento cognitivo usando diversas ferramentas e técnicas. Um mundo rico em informação corre em múltiplos formatos e de múltiplos dispositivos trazendo a questão de sobrecarga cognitiva. Organizações e trabalhadores serão capazes de transformar o fluxo massivo de dados para sua vantagem se souberem eficientemente filtrar e focar no que é importante. A próxima geração de trabalhadores precisará desenvolver técnicas próprias para solucionar o problema de sobrecarga cognitiva. Por exemplo, a prática de filtro social – classificar, marcar ou adicionar metadados ao conteúdo ajuda a fazer com que a informação de maior qualidade ou mais relevante fique acima do “ruído”. Trabalhadores também precisarão ficar adeptos à utilização de novas ferramentas para ajuda-los a lidar com o excesso de informação. Drives relacionados: MUNDO COMPUTACIONAL NOVA ECOLOGIA DE MÍDIA ORGANIZAÇÕES +CONECTADAS, +SOCIAIS
  23. 23. 10 ‣ COLABORAÇÃO VIRTUAL Definição: A habilidade de trabalhar de forma produtiva, gerar engajamento e demonstrar presença como parte de uma equipe virtual. Tecnologias conectivas fazem com que seja mais fácil do que nunca trabalhar, compartilhar ideias e ser produtivo apesar da separação física. Mas o ambiente de trabalho virtual também exige uma série de novas competências. Como líder de uma equipe virtual, indivíduos precisam desenvolver estratégias para engajar e motivar um grupo disperso. Estamos aprendendo que tecnologias gameficadas são extremamente eficientes no engajamento de grandes comunidades virtuais. A garantia de que plataformas colaborativas incluem recursos típicos de jogos como feedback imediato, objetivos claros e um conjunto armado de desafios pode aumentar significativamente a participação e motivação. Os membros de equipes virtuais também precisam ser adeptos ao encontro de ambientes que promovem produtividade e bem estar. Uma comunidade que oferece “sociabilidade ambiental” pode ajudar a vencer o isolamento que vem da falta de acesso a um local de trabalho central e social. Drives relacionados: ORGANIZAÇÕES +CONECTADAS, +SOCIAIS MUNDO GLOBALMENTE CONECTADO
  24. 24. "NÃO É O MAIS FORTE QUE SOBREVIVE, NEM O MAIS INTELIGENTE, MAS O QUE MELHOR SE ADAPTA ÀS MUDANÇAS”. CHARLES DARWIN Os resultados desta pesquisa tem sérias implicações para indivíduos, instituições de ensino, negócios e governo. Na Agente Consultores, ajudamos organizações para que elas se adaptem mais rapidamente à essas inegáveis transformações em todos os aspectos da vida humana - social, profissional e pessoal, em um mundo cada vez mais digital, social e hiper-conectado. Quer levar essa discussão para seu evento, workshop, empresa ou escola? Acesse: wwww.agenteconsultores.com.br Grazielle M Rangel skype: grazimendesrangel grazielle@agenteconsultores.com.br www.agenteconsultores.com.br AGENTE CONSULTORES - "INSPIRING CHANGE
  25. 25. Quem indica
  26. 26. ALGUMAS REFERÊNCIAS: Jaron Lernier, Does the Digital Classroom Enfeeble the Mind? New York Times. September 16, 2010. Disponível no: http://www. nytimes.com/2010/09/19/ magazine/19fob-essay-t.html?pagewanted=2. David Autor, The Polarization of Job Opportunities in the US Labor Market. Center for American Progress and The Hamilton Project, April 2010. Scott E. Page, The Difference: How the Power of Diversity Creates Better Groups, Firms, Schools and Societies. Princeton: Princeton University Press, 2008. John P. Eberhard, and Brenda Patoine, Architecture With the Brain in Mind. The Dana Foundation weblog, 2004. Disponível no: http://www.dana.org/news/ cerebrum/detail.aspx?id=1254. Joan Meyers-Levy, Rui Zhu, The influence of ceiling height: The effect of priming on the type of processing people use. Journal of Consumer Research 2007: 34. Audrey Girouard, Erin Treacy Solovey et al., From Brain Signals to Adaptive Interfaces: using fNIRS in HCI. Brain Computer Inter- facts: Human-Computer Interaction Series, 2010, 3: 221-237.

×