SlideShare uma empresa Scribd logo

Estruturas das plantas

Raiz, caule, folhas, flores, frutos e sementes.

1 de 12
Baixar para ler offline
Estruturas das Plantas
http://aprenderciencias-grazibio.blogspot.com.br/
RAIZ
 A raiz é o órgão
encarregado da fixação
da planta em um substrato
e da absorção de água e sais
minerais.
 Podem ser subterrâneas, aéreas ou aquáticas, e, quanto à
forma, pivotantes ou axiais e em cabeleira ou fasciculadas.
 Algumas delas acumulam material de reservam como o
gengibre, a mandioca e a cenoura.
CAULE
É a parte da planta encarregada da condução da seiva e da
sustentação das folhas e órgãos de reprodução (flores, frutos
e sementes). A maioria dos caules é aérea, mas ocorrem
também caules subterrâneos e aquáticos.
Caules aéreos podem ser dos tipos: tronco, estipe, colmo e
haste.
Caules subterrâneos: tubérculos, rizomas e bulbos.
Muitos caules funcionam também como órgãos de reserva,
como se observa na cana-de-açúcar, na batata e no palmito.
FOLHAS
 As folhas são formações
laminares, geralmente verdes,
que se desenvolvem a partir do
caule.
Constituem órgãos encarregados de várias funções:
1) FOTOSSÍNTESE: realizada pelos cloroplastos
2) RESPIRAÇÃO: realizada pelas mitocôndrias.
3) TRANSPIRAÇÃO: realizadas pelos estômatos.
 A variedade na forma das folhas é uma adaptação ao ambiente
em que as plantas se desenvolvem. Nas regiões áridas, por
exemplo, encontra-se, frequentemente, uma vegetação com folhas
reduzidas ou ausentes, e, nas regiões úmidas e sombreadas, as
plantas apresentam folhas largas.
 Muitas folhas podem se apresentar bastante modificadas, em
adaptação a novas funções, como proteção, nutrição, fixação e
reprodução. As folhas podem modificar-se em espinhos, brácteas,
escamas, gavinhas
FOLHAS: Cloroplasto
- Fotossíntese
Estruturas das plantas

Recomendados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Caça briófitas e pteridófitas
Caça briófitas e pteridófitasCaça briófitas e pteridófitas
Caça briófitas e pteridófitasElenilda Ramos
 
O ar - Texto e atividade
O ar - Texto e atividadeO ar - Texto e atividade
O ar - Texto e atividadeMary Alvarenga
 
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermasAula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermasFatima Comiotto
 
Reprodução das plantas
Reprodução das plantasReprodução das plantas
Reprodução das plantasAndrea Lemos
 
O ciclo de vida das plantas
O ciclo de vida das plantasO ciclo de vida das plantas
O ciclo de vida das plantasTIC14 CMÌlhavo
 
Reprodução dos Animais
Reprodução dos AnimaisReprodução dos Animais
Reprodução dos Animais00367p
 
Plano de aula - Plantas medicinais
Plano de aula - Plantas medicinaisPlano de aula - Plantas medicinais
Plano de aula - Plantas medicinaisLucianaOliveira403
 
áGua e saneamento básico 5 ano
áGua e saneamento básico 5 anoáGua e saneamento básico 5 ano
áGua e saneamento básico 5 anoLuizinha Marçal
 
Cruzadinha Planeta Terra.pdf
Cruzadinha Planeta Terra.pdfCruzadinha Planeta Terra.pdf
Cruzadinha Planeta Terra.pdfMary Alvarenga
 
Atividade de Ciências - Coleta seletiva
Atividade de Ciências  - Coleta seletivaAtividade de Ciências  - Coleta seletiva
Atividade de Ciências - Coleta seletivaMary Alvarenga
 
Aula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comum
Aula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comumAula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comum
Aula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comumLeonardo Kaplan
 
Cadeia alimentar - Atividade e texto
Cadeia alimentar - Atividade e texto  Cadeia alimentar - Atividade e texto
Cadeia alimentar - Atividade e texto Mary Alvarenga
 
Atividade de celula
Atividade de celulaAtividade de celula
Atividade de celulamaricel loch
 
Poluição - Texto e atividade de Ciências
Poluição  - Texto e atividade de Ciências Poluição  - Texto e atividade de Ciências
Poluição - Texto e atividade de Ciências Mary Alvarenga
 

Mais procurados (20)

Caça briófitas e pteridófitas
Caça briófitas e pteridófitasCaça briófitas e pteridófitas
Caça briófitas e pteridófitas
 
O ar - Texto e atividade
O ar - Texto e atividadeO ar - Texto e atividade
O ar - Texto e atividade
 
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermasAula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas
 
Reprodução das plantas
Reprodução das plantasReprodução das plantas
Reprodução das plantas
 
Horta escolar
Horta escolarHorta escolar
Horta escolar
 
O ciclo de vida das plantas
O ciclo de vida das plantasO ciclo de vida das plantas
O ciclo de vida das plantas
 
Reprodução dos Animais
Reprodução dos AnimaisReprodução dos Animais
Reprodução dos Animais
 
Plano de aula - Plantas medicinais
Plano de aula - Plantas medicinaisPlano de aula - Plantas medicinais
Plano de aula - Plantas medicinais
 
áGua e saneamento básico 5 ano
áGua e saneamento básico 5 anoáGua e saneamento básico 5 ano
áGua e saneamento básico 5 ano
 
Atividades ciencias
Atividades cienciasAtividades ciencias
Atividades ciencias
 
Cruzadinha Planeta Terra.pdf
Cruzadinha Planeta Terra.pdfCruzadinha Planeta Terra.pdf
Cruzadinha Planeta Terra.pdf
 
Atividade de Ciências - Coleta seletiva
Atividade de Ciências  - Coleta seletivaAtividade de Ciências  - Coleta seletiva
Atividade de Ciências - Coleta seletiva
 
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: : 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 2º BIME...
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: : 4º ANO  DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 2º BIME...AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: : 4º ANO  DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 2º BIME...
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: : 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 2º BIME...
 
Exercicios Sistema Respiratório - 8º ano
Exercicios Sistema Respiratório - 8º anoExercicios Sistema Respiratório - 8º ano
Exercicios Sistema Respiratório - 8º ano
 
Aula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comum
Aula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comumAula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comum
Aula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comum
 
Atividades biomas brasileiros
Atividades biomas brasileirosAtividades biomas brasileiros
Atividades biomas brasileiros
 
Cadeia alimentar - Atividade e texto
Cadeia alimentar - Atividade e texto  Cadeia alimentar - Atividade e texto
Cadeia alimentar - Atividade e texto
 
Atividade de celula
Atividade de celulaAtividade de celula
Atividade de celula
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 
Poluição - Texto e atividade de Ciências
Poluição  - Texto e atividade de Ciências Poluição  - Texto e atividade de Ciências
Poluição - Texto e atividade de Ciências
 

Semelhante a Estruturas das plantas

1 anokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.pptx
1 anokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.pptx1 anokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.pptx
1 anokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.pptxVERONICA47548
 
O mundo das plantas visto por cientistas em miniatura...
O mundo das plantas visto por cientistas em miniatura...O mundo das plantas visto por cientistas em miniatura...
O mundo das plantas visto por cientistas em miniatura...TIC14 CMÌlhavo
 
1318457463 diversidadedasplantas 090301065842-phpapp02
1318457463 diversidadedasplantas 090301065842-phpapp021318457463 diversidadedasplantas 090301065842-phpapp02
1318457463 diversidadedasplantas 090301065842-phpapp02Nuno Lemos
 
1318457463 diversidadedasplantas 93165842-phpapp2
1318457463 diversidadedasplantas 93165842-phpapp21318457463 diversidadedasplantas 93165842-phpapp2
1318457463 diversidadedasplantas 93165842-phpapp2Pelo Siro
 
Diversidade nas plantas
Diversidade nas plantasDiversidade nas plantas
Diversidade nas plantasJoaquim André
 
Diversidade nas plantas
Diversidade nas plantasDiversidade nas plantas
Diversidade nas plantasJoaquim André
 
1234887054 caule[1]
1234887054 caule[1]1234887054 caule[1]
1234887054 caule[1]Pelo Siro
 
Diversidade nas plantas
Diversidade nas plantasDiversidade nas plantas
Diversidade nas plantasJoaquim André
 
Raiz, Caule e Folha
Raiz, Caule e FolhaRaiz, Caule e Folha
Raiz, Caule e FolhaRosa Pereira
 
Diversidade Das Plantas
Diversidade Das PlantasDiversidade Das Plantas
Diversidade Das PlantasRute Guilherme
 
Diversidade Das Plantas
Diversidade Das PlantasDiversidade Das Plantas
Diversidade Das Plantasilda
 
Ciências da natureza3
Ciências da natureza3Ciências da natureza3
Ciências da natureza3ARARA17
 
7º ano cap 12 e 13 angiospermas - órgãos
7º ano cap 12 e 13   angiospermas - órgãos7º ano cap 12 e 13   angiospermas - órgãos
7º ano cap 12 e 13 angiospermas - órgãosISJ
 

Semelhante a Estruturas das plantas (20)

1 anokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.pptx
1 anokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.pptx1 anokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.pptx
1 anokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.pptx
 
O mundo das plantas visto por cientistas em miniatura...
O mundo das plantas visto por cientistas em miniatura...O mundo das plantas visto por cientistas em miniatura...
O mundo das plantas visto por cientistas em miniatura...
 
1318457463 diversidadedasplantas 090301065842-phpapp02
1318457463 diversidadedasplantas 090301065842-phpapp021318457463 diversidadedasplantas 090301065842-phpapp02
1318457463 diversidadedasplantas 090301065842-phpapp02
 
1318457463 diversidadedasplantas 93165842-phpapp2
1318457463 diversidadedasplantas 93165842-phpapp21318457463 diversidadedasplantas 93165842-phpapp2
1318457463 diversidadedasplantas 93165842-phpapp2
 
Diversidade nas plantas
Diversidade nas plantasDiversidade nas plantas
Diversidade nas plantas
 
Diversidade nas plantas
Diversidade nas plantasDiversidade nas plantas
Diversidade nas plantas
 
1234887054 caule[1]
1234887054 caule[1]1234887054 caule[1]
1234887054 caule[1]
 
As plantas
As plantasAs plantas
As plantas
 
Diversidade nas plantas
Diversidade nas plantasDiversidade nas plantas
Diversidade nas plantas
 
Raiz, Caule e Folha
Raiz, Caule e FolhaRaiz, Caule e Folha
Raiz, Caule e Folha
 
As plantas
As plantasAs plantas
As plantas
 
Diversidade Das Plantas
Diversidade Das PlantasDiversidade Das Plantas
Diversidade Das Plantas
 
Diversidade Das Plantas
Diversidade Das PlantasDiversidade Das Plantas
Diversidade Das Plantas
 
Ciências da natureza3
Ciências da natureza3Ciências da natureza3
Ciências da natureza3
 
Raiz
RaizRaiz
Raiz
 
Partes das Plantas
Partes das PlantasPartes das Plantas
Partes das Plantas
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
 
7º ano cap 12 e 13 angiospermas - órgãos
7º ano cap 12 e 13   angiospermas - órgãos7º ano cap 12 e 13   angiospermas - órgãos
7º ano cap 12 e 13 angiospermas - órgãos
 
Organologia vegetal
Organologia vegetalOrganologia vegetal
Organologia vegetal
 
2 caule e folhas
2 caule e folhas2 caule e folhas
2 caule e folhas
 

Mais de Grazi Grazi

Animais vertebrados parte 2
Animais vertebrados   parte 2Animais vertebrados   parte 2
Animais vertebrados parte 2Grazi Grazi
 
Animais vertebrados - PARTE 1- Peixes, anfíbios e répteis
Animais vertebrados - PARTE 1- Peixes, anfíbios e répteis Animais vertebrados - PARTE 1- Peixes, anfíbios e répteis
Animais vertebrados - PARTE 1- Peixes, anfíbios e répteis Grazi Grazi
 
Animais invertebrados parte 2
Animais invertebrados   parte 2Animais invertebrados   parte 2
Animais invertebrados parte 2Grazi Grazi
 
Animais invertebrados parte 1
Animais invertebrados   parte 1Animais invertebrados   parte 1
Animais invertebrados parte 1Grazi Grazi
 
Gimnospermas e angiospermas
Gimnospermas e angiospermasGimnospermas e angiospermas
Gimnospermas e angiospermasGrazi Grazi
 
Feira de ciências 2016 orientações grupos
Feira de ciências 2016   orientações gruposFeira de ciências 2016   orientações grupos
Feira de ciências 2016 orientações gruposGrazi Grazi
 
Plantas pteridófitas
Plantas   pteridófitasPlantas   pteridófitas
Plantas pteridófitasGrazi Grazi
 
Plantas briófitas
Plantas   briófitasPlantas   briófitas
Plantas briófitasGrazi Grazi
 
Revisão cap.11, 12 e 13 - Gabarito
Revisão cap.11, 12 e 13 - GabaritoRevisão cap.11, 12 e 13 - Gabarito
Revisão cap.11, 12 e 13 - GabaritoGrazi Grazi
 
exercícios Digestório, Respiratório e Circulatório
exercícios Digestório, Respiratório e Circulatórioexercícios Digestório, Respiratório e Circulatório
exercícios Digestório, Respiratório e CirculatórioGrazi Grazi
 
Nutrientes alimentos
Nutrientes   alimentosNutrientes   alimentos
Nutrientes alimentosGrazi Grazi
 
Conservação dos alimentos
Conservação dos alimentosConservação dos alimentos
Conservação dos alimentosGrazi Grazi
 
Rótulos alimentos exposição
Rótulos alimentos exposiçãoRótulos alimentos exposição
Rótulos alimentos exposiçãoGrazi Grazi
 
OS 5 SENTIDOS DO CORPO HUMANO
OS 5 SENTIDOS  DO CORPO HUMANOOS 5 SENTIDOS  DO CORPO HUMANO
OS 5 SENTIDOS DO CORPO HUMANOGrazi Grazi
 
Sistema Circulatório/ Cardiovascular
Sistema Circulatório/ CardiovascularSistema Circulatório/ Cardiovascular
Sistema Circulatório/ CardiovascularGrazi Grazi
 
PB 8º ano 2º BIMESTRE ciencias gabarito
PB 8º ano 2º BIMESTRE ciencias gabaritoPB 8º ano 2º BIMESTRE ciencias gabarito
PB 8º ano 2º BIMESTRE ciencias gabaritoGrazi Grazi
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratórioGrazi Grazi
 
Rótulos alimentos - Você sabe o que está comendo?
Rótulos alimentos  - Você sabe o que está comendo?Rótulos alimentos  - Você sabe o que está comendo?
Rótulos alimentos - Você sabe o que está comendo?Grazi Grazi
 
Sistema Digestório
Sistema DigestórioSistema Digestório
Sistema DigestórioGrazi Grazi
 

Mais de Grazi Grazi (20)

Animais vertebrados parte 2
Animais vertebrados   parte 2Animais vertebrados   parte 2
Animais vertebrados parte 2
 
Animais vertebrados - PARTE 1- Peixes, anfíbios e répteis
Animais vertebrados - PARTE 1- Peixes, anfíbios e répteis Animais vertebrados - PARTE 1- Peixes, anfíbios e répteis
Animais vertebrados - PARTE 1- Peixes, anfíbios e répteis
 
Animais invertebrados parte 2
Animais invertebrados   parte 2Animais invertebrados   parte 2
Animais invertebrados parte 2
 
Animais invertebrados parte 1
Animais invertebrados   parte 1Animais invertebrados   parte 1
Animais invertebrados parte 1
 
Gimnospermas e angiospermas
Gimnospermas e angiospermasGimnospermas e angiospermas
Gimnospermas e angiospermas
 
Feira de ciências 2016 orientações grupos
Feira de ciências 2016   orientações gruposFeira de ciências 2016   orientações grupos
Feira de ciências 2016 orientações grupos
 
Plantas pteridófitas
Plantas   pteridófitasPlantas   pteridófitas
Plantas pteridófitas
 
Plantas briófitas
Plantas   briófitasPlantas   briófitas
Plantas briófitas
 
Revisão cap.11, 12 e 13 - Gabarito
Revisão cap.11, 12 e 13 - GabaritoRevisão cap.11, 12 e 13 - Gabarito
Revisão cap.11, 12 e 13 - Gabarito
 
exercícios Digestório, Respiratório e Circulatório
exercícios Digestório, Respiratório e Circulatórioexercícios Digestório, Respiratório e Circulatório
exercícios Digestório, Respiratório e Circulatório
 
Nutrientes alimentos
Nutrientes   alimentosNutrientes   alimentos
Nutrientes alimentos
 
Conservação dos alimentos
Conservação dos alimentosConservação dos alimentos
Conservação dos alimentos
 
Rótulos alimentos exposição
Rótulos alimentos exposiçãoRótulos alimentos exposição
Rótulos alimentos exposição
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
OS 5 SENTIDOS DO CORPO HUMANO
OS 5 SENTIDOS  DO CORPO HUMANOOS 5 SENTIDOS  DO CORPO HUMANO
OS 5 SENTIDOS DO CORPO HUMANO
 
Sistema Circulatório/ Cardiovascular
Sistema Circulatório/ CardiovascularSistema Circulatório/ Cardiovascular
Sistema Circulatório/ Cardiovascular
 
PB 8º ano 2º BIMESTRE ciencias gabarito
PB 8º ano 2º BIMESTRE ciencias gabaritoPB 8º ano 2º BIMESTRE ciencias gabarito
PB 8º ano 2º BIMESTRE ciencias gabarito
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Rótulos alimentos - Você sabe o que está comendo?
Rótulos alimentos  - Você sabe o que está comendo?Rótulos alimentos  - Você sabe o que está comendo?
Rótulos alimentos - Você sabe o que está comendo?
 
Sistema Digestório
Sistema DigestórioSistema Digestório
Sistema Digestório
 

Último

Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...azulassessoriaacadem3
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...azulassessoriaacadem3
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...azulassessoriaacadem3
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfddddddddddddddddddddddddddddddddddddRenandantas16
 
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...azulassessoriaacadem3
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...azulassessoriaacadem3
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...excellenceeducaciona
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;azulassessoriaacadem3
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...azulassessoriaacadem3
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...apoioacademicoead
 
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...excellenceeducaciona
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...excellenceeducaciona
 
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024excellenceeducaciona
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
Namorar não és ser don .
Namorar não és ser don                  .Namorar não és ser don                  .
Namorar não és ser don .
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
 
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO _
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO         _SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO         _
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO _
 
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
 
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
 

Estruturas das plantas

  • 2. RAIZ  A raiz é o órgão encarregado da fixação da planta em um substrato e da absorção de água e sais minerais.  Podem ser subterrâneas, aéreas ou aquáticas, e, quanto à forma, pivotantes ou axiais e em cabeleira ou fasciculadas.  Algumas delas acumulam material de reservam como o gengibre, a mandioca e a cenoura.
  • 3. CAULE É a parte da planta encarregada da condução da seiva e da sustentação das folhas e órgãos de reprodução (flores, frutos e sementes). A maioria dos caules é aérea, mas ocorrem também caules subterrâneos e aquáticos. Caules aéreos podem ser dos tipos: tronco, estipe, colmo e haste. Caules subterrâneos: tubérculos, rizomas e bulbos. Muitos caules funcionam também como órgãos de reserva, como se observa na cana-de-açúcar, na batata e no palmito.
  • 4. FOLHAS  As folhas são formações laminares, geralmente verdes, que se desenvolvem a partir do caule. Constituem órgãos encarregados de várias funções: 1) FOTOSSÍNTESE: realizada pelos cloroplastos 2) RESPIRAÇÃO: realizada pelas mitocôndrias. 3) TRANSPIRAÇÃO: realizadas pelos estômatos.  A variedade na forma das folhas é uma adaptação ao ambiente em que as plantas se desenvolvem. Nas regiões áridas, por exemplo, encontra-se, frequentemente, uma vegetação com folhas reduzidas ou ausentes, e, nas regiões úmidas e sombreadas, as plantas apresentam folhas largas.  Muitas folhas podem se apresentar bastante modificadas, em adaptação a novas funções, como proteção, nutrição, fixação e reprodução. As folhas podem modificar-se em espinhos, brácteas, escamas, gavinhas
  • 7. FOLHAS: Estômato - Transpiração  Os estômatos controlem a entrada e saída de gás carbônico, gás oxigênio e água.  Vários fatores afetam diretamente a abertura e fechamento dos estômatos: concentração de gás carbônico, luz, temperatura e perda de água. Os estômatos também se abrem e se fecham em ritmos circadianos, ou seja, de acordo com os ritmos diários.
  • 8. Capilaridade: Fenômeno que envolve a subida de água, através de espaços finos e porosos, em oposição à força de gravidade. Quando a planta transpira (abertura e fechamento dos estômatos) e perde água, surgem espaços vazios e assim ocorre a subida de água (seiva bruta e/ou seiva elaborada) para todas as partes da planta pelos vasos condutores (extremamente finos).
  • 9. FLORES  A flor é o órgão reprodutivo das plantas angiospermas. Flores que apresentam órgãos reprodutores de ambos os sexos, masculino e feminino, são chamadas de hermafroditas (ou monoica). Já as flores que apresentam órgãos reprodutores de apenas um dos sexos (masculino ou feminino) são chamadas de dioica.
  • 10. FRUTO  O fruto é o ovário fecundado e desenvolvido. Apresenta-se constituído por 3 partes: epicarpo, mesocarpo e endocarpo. Ao conjunto das três paredes dá-se o nome de pericarpo.  Pericarpo pode ou não acumular substâncias de reserva (frutos carnosos ou secos).  Funções: Protegem as sementes e têm papel importante no fenômeno da dispersão das sementes e, consequentemente, das espécies.
  • 11. SEMENTES  A semente aparece organizada em tegumento ou casca e é originado do óvulo.  A semente é constituída por 3 partes: tegumento ou casca, endosperma ou albúmen (alimento provisório) e embrião.  Funções: proteção do embrião e disseminação.