SlideShare uma empresa Scribd logo
PROJETO:
       CONHECER, SENTIR, VIVER
              KARDEC
                                               SÉRIE:
                                            CONHENCENDO
                                            KARDEC – N°03
Música: Outra vez – Richard Clayderman   Formatação: um.amigo.em.Deus@gmail.com
2
O COMPLEXO HUMANO
    PERISPÍRITO
                                 ESPÍRITO



                                     PERISPÍRITO
CORPO FÍSICO
                           É uma condensação do FCU
                             em torno de um foco de
                          inteligência ou alma. (A Gênese
                                 – cap. XIV, item 7)


       PLANO                    PLANO
      MATERIAL                ESPIRITUAL
   Fonte: L.E. Q 135 a            www.parchen.hpg.com.br
DA EXISTÊNCIA DO MUNDO ESPIRITUAL

   Plano Material        Plano Espiritual



      6 bilhões de         24 bilhões de
      encarnados          desencarnados




www.parchen.hpg.com.br
400   .O espírito encarnado não
                             permanece de bom grado no
                             corpo. Quanto mais grosseiro o
                             corpo mais aspira a sua
                             libertação.

401 .Durante o sono, o espírito não fica inativo, os laços
que o prendem ao corpo afrouxam e ele se lança ao espaço
entrando em ralação mais direta com os outros Espíritos.
         ALLAN KARDEC - O LIVRO DOS ESPÍRITOS – 400 , 401.
6
ATIVIDADE DO ESPÍRITO DURANTE O SONO



                                       402. Como podemos julgar
                                        da liberdade do Espírito
                                        durante o sono?


402  . “Pelos sonhos. Quando o corpo repousa, acredita-
 o, tem o Espírito mais faculdades do que no estado de
 vigília. Lembra-se do passado e algumas vezes prevê o
 futuro.
                  ALLAN KARDEC - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - 402
7




402   . O sono liberta a alma
 parcialmente do corpo. Quando
 dorme, o homem se acha por algum
 tempo no estado em que fica
 permanentemente depois que morre.
Ainda esta circunstância é de molde a vos ensinar que não
deveis temer a morte, pois que todos os dias morreis, como
disse um santo.
            ALLAN KARDEC - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - 402
8




Os          Espíritos        mais
evoluídos, quando dormem, vão
para junto dos seres que lhes são
superiores.
Com  estes viajam, conversam e se instruem. Trabalham
 mesmo em obras que se lhes deparam concluídas, quando
 volvem, morrendo na Terra, ao mundo espiritual.
            ALLAN KARDEC - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - 402
9




Os Espíritos mais imperfeitos, em vez de procurar a
 companhia de Espíritos bons, buscam a de seus iguais.
Vão,enquanto dormem em busca de emoções talvez até
 menos dignas das que alimentam quando em vigília.
 Assim, por questões de afinidade, entram em contato
 com outros Espíritos que vivem nos vícios, no erro, na
 maledicência.
           ALLAN KARDEC - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - 402
10




                   Graças   ao sono, os Espíritos
                     encarnados estão sempre em relação
                     com o mundo dos Espíritos.


Quis Deus que, tendo de estar em contato com o
vício, pudessem eles ir retemperar-se na fonte do
bem, a fim de igualmente não falirem, quando se
propõem a instruir os outros.
         ALLAN KARDEC - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - 402
11




O   sono é a porta que Deus lhes
  abriu, para que possam ir ter
  com seus amigos do céu; é o
  recreio         depois       do
  trabalho, enquanto esperam a
  grande libertação, a libertação
  final, que os restituirá ao meio
  que lhes é próprio.
ALLAN KARDEC - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - 402
12




O  sonho é a lembrança do que o Espírito viu durante o
 sono. Notai, porém, que nem sempre sonhais, porque nem
 sempre vos lembrais do que vistes, ou de tudo o que
 haveis visto, enquanto dormíeis.
Acontece   também que os maus
 Espíritos se aproveitam dos
 sonhos para atormentar as almas
 fracas e pusilânimes.
            ALLAN KARDEC - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - 402
Enquanto o corpo recupera os elementos que perdeu por
efeito da atividade da vigília, o Espírito vai retemperar-
se entre os outros Espíritos.

                                 Haure, no que vê, no que ouve e
                                 nos conselhos que lhe dão, ideias
                                 que, ao despertar, lhe surgem em
                                 estado de intuição.

       O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - CAP. 5, ITEM 11; CAP. 28, ITEM 38
14



                                 ALLAN KARDEC - O LIVRO DOS
                                       ESPÍRITOS - 403

                                   Por que não nos
                           lembramos sempre dos sonhos?

     Naquilo que chamas sono, só há o repouso do
corpo, visto que o Espírito está constantemente em
atividade. Recobra, durante o sono, um pouco da sua
liberdade e se corresponde com os que lhe são caros, quer
neste mundo, quer em outros.
15




    Mas como é pesada e grosseira a matéria que o compõe, o
corpo tem dificuldade em conservar as impressões que o
Espírito recebeu, porque a este não chegaram por intermédio
dos órgãos corporais.
            ALLAN KARDEC - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - 403
16




        404 .Sonhos podem ser imagens
 reais, imaginação, pressentimentos, visão de
outras locais, encontro com outros espíritos, etc.
17




405 .Sonhos com pressentimentos que não se
confirmam      revelam     a    influência da
matéria, preocupações, imaginação, etc.
18




 406.Sonhos com pessoas vivas conhecidas praticando atos de
 que não se cogita podem ser reais, e podem ser imaginação.
19




      Martins Peralva, no livro "Estudando a
Mediunidade", propõe a seguinte classificação dos sonhos
                          :
                  Repercussão de nossas disposições físicas ou
                                 psicológicas.

                   Exteriorização de impressões e imagens
                      arquivadas na mente do espírito.

                 Atividade real e efetiva do Espírito durante o
                                       sono
20




                                PASSADO RECENTE
                                Últimas Encarnações
             PASSADO REMOTO
   FUTURO    Encarnações mais   PRESENTE REMOTO PRESENTE
                 Distantes        Encarnação Atual
  SUPER
CONSCIENTE    INCONSCIENTE      SUBCONSCIENTE         CONSCIENTE




                 SONHOS COMUNS
21




                                 PASSADO RECENTE
                                 Últimas Encarnações
              PASSADO REMOTO
   FUTURO     Encarnações mais   PRESENTE REMOTO PRESENTE
                  Distantes        Encarnação Atual
  SUPER
CONSCIENTE     INCONSCIENTE      SUBCONSCIENTE         CONSCIENTE




       SONHOS REFLEXIVOS
22




Nos        sonhos        espíritas     a
 alma, desprendida do corpo, exerce
 atividade real e efetiva, encontrando-se
 com parentes, amigos, instrutores e
 também com os inimigos desta e de
 outras existências.
23




ALLAN KARDEC - O LIVRO DOS MÉDIUNS CAP. VI, ITEM 101
24




                      407  . É necessário o sono completo
                         para a emancipação do Espírito?


R  . Não; basta que os sentidos entrem em torpor para que
 o Espírito recobre a sua liberdade. Para se emancipar, ele
 se aproveita de todos os instantes de trégua que o corpo
 lhe concede.
25




                  R  . Desde que haja prostração das
                   forças vitais, o Espírito se
                   desprende, tornando-se tanto mais
                   livre quanto mais fraco for o corpo.

R  . Assim é que quando estamos apenas adormecidos, ou
 em simples modorra, frequentemente vemos imagens
 idênticas às que se apresentam nos sonhos.
26




                              408 .Quando os sentidos
                              entorpecem podemos ouvir
                          palavras e até frases inteiras, fraco
                          eco do que um espírito quer dizer.



409   .Antes do adormecimento, às
 vezes,     o espírito desprende-
 se, transporta-se e vê.
27




 410.Idéias
           que parecem excelentes apagam
 da memória apesar do esforço de retê-las.
 Frequentemente são conselhos.


                    411.Durante   o sono o espírito pode
                     pressentir ou até ter plena consciência
                     da época da morte. Na vigília pode ter
                     intuição.
28




412.As  atividades do espírito durante o sono
 podem fatigar o corpo.
29




BIBLIOGRAFIA
Sono e sonhos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Perispírito
PerispíritoPerispírito
Perispírito
Denise Aguiar
 
2.8.2 Visitas espiritas entre pessoas vivas
2.8.2   Visitas espiritas entre pessoas vivas2.8.2   Visitas espiritas entre pessoas vivas
2.8.2 Visitas espiritas entre pessoas vivas
Marta Gomes
 
VISÃO ESPÍRITA DA MORTE
VISÃO ESPÍRITA DA MORTEVISÃO ESPÍRITA DA MORTE
VISÃO ESPÍRITA DA MORTE
Jorge Luiz dos Santos
 
Sintonia e vibração
Sintonia e vibraçãoSintonia e vibração
Sintonia e vibração
Louis Oliver
 
Quem tem medo da morte
Quem tem medo da morte Quem tem medo da morte
Quem tem medo da morte
Alan Diniz Souza
 
2.8.1 O sono e os sonhos
2.8.1   O sono e os sonhos2.8.1   O sono e os sonhos
2.8.1 O sono e os sonhos
Marta Gomes
 
6ª aula manifestaçoes visuais - coem
6ª aula   manifestaçoes visuais - coem6ª aula   manifestaçoes visuais - coem
6ª aula manifestaçoes visuais - coem
Wagner Quadros
 
Sonhos na visão espírita
Sonhos na visão espíritaSonhos na visão espírita
Sonhos na visão espírita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
2.6.3 Percepções sensações e sofrimentos dos Espíritos
2.6.3   Percepções sensações e sofrimentos dos Espíritos2.6.3   Percepções sensações e sofrimentos dos Espíritos
2.6.3 Percepções sensações e sofrimentos dos Espíritos
Marta Gomes
 
O livro dos médiuns
O livro dos médiunsO livro dos médiuns
O livro dos médiuns
Alfredo Lopes
 
O médium e o exercício mediúnico
O médium e o exercício mediúnicoO médium e o exercício mediúnico
O médium e o exercício mediúnico
home
 
2.8.4 sonambulismo
2.8.4   sonambulismo2.8.4   sonambulismo
2.8.4 sonambulismo
Marta Gomes
 
Desencarne na visão espírita
Desencarne na visão espíritaDesencarne na visão espírita
Desencarne na visão espírita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
2.8.3 Letargia, catalepsia e mortes aparentes
2.8.3   Letargia, catalepsia e mortes aparentes2.8.3   Letargia, catalepsia e mortes aparentes
2.8.3 Letargia, catalepsia e mortes aparentes
Marta Gomes
 
Simpatia e antipatia
Simpatia e antipatiaSimpatia e antipatia
Simpatia e antipatia
Graça Maciel
 
Olm 100825-manif.visuais-bicorpor.e transf
Olm 100825-manif.visuais-bicorpor.e transfOlm 100825-manif.visuais-bicorpor.e transf
Olm 100825-manif.visuais-bicorpor.e transf
Carlos Alberto Freire De Souza
 
Conflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
Conflitos Existenciais e Maturidade do EspíritoConflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
Conflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
igmateus
 
Sono e Sonhos na visão Espírita
Sono e Sonhos na visão EspíritaSono e Sonhos na visão Espírita
Sono e Sonhos na visão Espírita
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
Sono e sonhos
Sono e sonhosSono e sonhos
Sono e sonhos
Victor Passos
 
Trabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima HoraTrabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima Hora
Sergio Menezes
 

Mais procurados (20)

Perispírito
PerispíritoPerispírito
Perispírito
 
2.8.2 Visitas espiritas entre pessoas vivas
2.8.2   Visitas espiritas entre pessoas vivas2.8.2   Visitas espiritas entre pessoas vivas
2.8.2 Visitas espiritas entre pessoas vivas
 
VISÃO ESPÍRITA DA MORTE
VISÃO ESPÍRITA DA MORTEVISÃO ESPÍRITA DA MORTE
VISÃO ESPÍRITA DA MORTE
 
Sintonia e vibração
Sintonia e vibraçãoSintonia e vibração
Sintonia e vibração
 
Quem tem medo da morte
Quem tem medo da morte Quem tem medo da morte
Quem tem medo da morte
 
2.8.1 O sono e os sonhos
2.8.1   O sono e os sonhos2.8.1   O sono e os sonhos
2.8.1 O sono e os sonhos
 
6ª aula manifestaçoes visuais - coem
6ª aula   manifestaçoes visuais - coem6ª aula   manifestaçoes visuais - coem
6ª aula manifestaçoes visuais - coem
 
Sonhos na visão espírita
Sonhos na visão espíritaSonhos na visão espírita
Sonhos na visão espírita
 
2.6.3 Percepções sensações e sofrimentos dos Espíritos
2.6.3   Percepções sensações e sofrimentos dos Espíritos2.6.3   Percepções sensações e sofrimentos dos Espíritos
2.6.3 Percepções sensações e sofrimentos dos Espíritos
 
O livro dos médiuns
O livro dos médiunsO livro dos médiuns
O livro dos médiuns
 
O médium e o exercício mediúnico
O médium e o exercício mediúnicoO médium e o exercício mediúnico
O médium e o exercício mediúnico
 
2.8.4 sonambulismo
2.8.4   sonambulismo2.8.4   sonambulismo
2.8.4 sonambulismo
 
Desencarne na visão espírita
Desencarne na visão espíritaDesencarne na visão espírita
Desencarne na visão espírita
 
2.8.3 Letargia, catalepsia e mortes aparentes
2.8.3   Letargia, catalepsia e mortes aparentes2.8.3   Letargia, catalepsia e mortes aparentes
2.8.3 Letargia, catalepsia e mortes aparentes
 
Simpatia e antipatia
Simpatia e antipatiaSimpatia e antipatia
Simpatia e antipatia
 
Olm 100825-manif.visuais-bicorpor.e transf
Olm 100825-manif.visuais-bicorpor.e transfOlm 100825-manif.visuais-bicorpor.e transf
Olm 100825-manif.visuais-bicorpor.e transf
 
Conflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
Conflitos Existenciais e Maturidade do EspíritoConflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
Conflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
 
Sono e Sonhos na visão Espírita
Sono e Sonhos na visão EspíritaSono e Sonhos na visão Espírita
Sono e Sonhos na visão Espírita
 
Sono e sonhos
Sono e sonhosSono e sonhos
Sono e sonhos
 
Trabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima HoraTrabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima Hora
 

Destaque

Palestra Sobre Sono E Sonho
Palestra Sobre Sono E SonhoPalestra Sobre Sono E Sonho
Palestra Sobre Sono E Sonho
Grupo Espírita Cristão
 
07 sono e sonhos
07   sono e sonhos07   sono e sonhos
07 sono e sonhos
jcevadro
 
Mocidade Espírita Chico Xavier - Sono e Sonhos
Mocidade Espírita Chico Xavier - Sono e SonhosMocidade Espírita Chico Xavier - Sono e Sonhos
Mocidade Espírita Chico Xavier - Sono e Sonhos
Sergio Lima Dias Junior
 
O sono e os sonhos
O sono e os sonhosO sono e os sonhos
O sono e os sonhos
Shantappa Jewur
 
Estados de emancipação da alma-1,5hs
Estados de emancipação da alma-1,5hsEstados de emancipação da alma-1,5hs
Estados de emancipação da alma-1,5hs
home
 
Coem 2011-aula-20-emancipacao da-alma
Coem 2011-aula-20-emancipacao da-almaCoem 2011-aula-20-emancipacao da-alma
Coem 2011-aula-20-emancipacao da-alma
Alice Lirio
 
O sono e a sua importância
O sono e a sua importânciaO sono e a sua importância
O sono e a sua importância
Sonia Vilarinho
 
Comunicação dos pensamentos 413 a 421
Comunicação dos pensamentos 413 a 421Comunicação dos pensamentos 413 a 421
Comunicação dos pensamentos 413 a 421
Shantappa Jewur
 
081029 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos
081029 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos081029 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos
081029 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos
Carlos Alberto Freire De Souza
 
Mocidade Espírita Chico Xavier - Vidência e clarividência
Mocidade Espírita Chico Xavier - Vidência e clarividênciaMocidade Espírita Chico Xavier - Vidência e clarividência
Mocidade Espírita Chico Xavier - Vidência e clarividência
Sergio Lima Dias Junior
 
PowerPoint Sono
PowerPoint SonoPowerPoint Sono
PowerPoint Sono
André Costa E Silva
 
O SONO E OS SONHOS
O SONO E OS SONHOSO SONO E OS SONHOS
O SONO E OS SONHOS
Isnande Mota Barros
 
Cm 12 - fenomenos correlatos & viagem astralconsc
Cm   12 - fenomenos correlatos & viagem astralconscCm   12 - fenomenos correlatos & viagem astralconsc
Cm 12 - fenomenos correlatos & viagem astralconsc
Norberto Scavone Augusto
 
Emancipacao da Alma I
Emancipacao da Alma IEmancipacao da Alma I
Emancipacao da Alma I
Angelo Baptista
 
Emancipação parcial da alma 1
Emancipação parcial da alma 1Emancipação parcial da alma 1
Emancipação parcial da alma 1
Graça Maciel
 
53 o sono e os sonhos
53 o sono e os sonhos53 o sono e os sonhos
53 o sono e os sonhos
Antonio SSantos
 
Desfrutar a luz do espiritismo
Desfrutar a luz do espiritismoDesfrutar a luz do espiritismo
Desfrutar a luz do espiritismo
Graça Maciel
 
Etenas licões de vida
Etenas licões de vidaEtenas licões de vida
Etenas licões de vida
Graça Maciel
 
Mocidade Espírita Chico Xavier - Desdobramento
Mocidade Espírita Chico Xavier - DesdobramentoMocidade Espírita Chico Xavier - Desdobramento
Mocidade Espírita Chico Xavier - Desdobramento
Sergio Lima Dias Junior
 
Distúrbio do sono slide
Distúrbio do sono slideDistúrbio do sono slide
Distúrbio do sono slide
cleidelucas
 

Destaque (20)

Palestra Sobre Sono E Sonho
Palestra Sobre Sono E SonhoPalestra Sobre Sono E Sonho
Palestra Sobre Sono E Sonho
 
07 sono e sonhos
07   sono e sonhos07   sono e sonhos
07 sono e sonhos
 
Mocidade Espírita Chico Xavier - Sono e Sonhos
Mocidade Espírita Chico Xavier - Sono e SonhosMocidade Espírita Chico Xavier - Sono e Sonhos
Mocidade Espírita Chico Xavier - Sono e Sonhos
 
O sono e os sonhos
O sono e os sonhosO sono e os sonhos
O sono e os sonhos
 
Estados de emancipação da alma-1,5hs
Estados de emancipação da alma-1,5hsEstados de emancipação da alma-1,5hs
Estados de emancipação da alma-1,5hs
 
Coem 2011-aula-20-emancipacao da-alma
Coem 2011-aula-20-emancipacao da-almaCoem 2011-aula-20-emancipacao da-alma
Coem 2011-aula-20-emancipacao da-alma
 
O sono e a sua importância
O sono e a sua importânciaO sono e a sua importância
O sono e a sua importância
 
Comunicação dos pensamentos 413 a 421
Comunicação dos pensamentos 413 a 421Comunicação dos pensamentos 413 a 421
Comunicação dos pensamentos 413 a 421
 
081029 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos
081029 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos081029 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos
081029 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos
 
Mocidade Espírita Chico Xavier - Vidência e clarividência
Mocidade Espírita Chico Xavier - Vidência e clarividênciaMocidade Espírita Chico Xavier - Vidência e clarividência
Mocidade Espírita Chico Xavier - Vidência e clarividência
 
PowerPoint Sono
PowerPoint SonoPowerPoint Sono
PowerPoint Sono
 
O SONO E OS SONHOS
O SONO E OS SONHOSO SONO E OS SONHOS
O SONO E OS SONHOS
 
Cm 12 - fenomenos correlatos & viagem astralconsc
Cm   12 - fenomenos correlatos & viagem astralconscCm   12 - fenomenos correlatos & viagem astralconsc
Cm 12 - fenomenos correlatos & viagem astralconsc
 
Emancipacao da Alma I
Emancipacao da Alma IEmancipacao da Alma I
Emancipacao da Alma I
 
Emancipação parcial da alma 1
Emancipação parcial da alma 1Emancipação parcial da alma 1
Emancipação parcial da alma 1
 
53 o sono e os sonhos
53 o sono e os sonhos53 o sono e os sonhos
53 o sono e os sonhos
 
Desfrutar a luz do espiritismo
Desfrutar a luz do espiritismoDesfrutar a luz do espiritismo
Desfrutar a luz do espiritismo
 
Etenas licões de vida
Etenas licões de vidaEtenas licões de vida
Etenas licões de vida
 
Mocidade Espírita Chico Xavier - Desdobramento
Mocidade Espírita Chico Xavier - DesdobramentoMocidade Espírita Chico Xavier - Desdobramento
Mocidade Espírita Chico Xavier - Desdobramento
 
Distúrbio do sono slide
Distúrbio do sono slideDistúrbio do sono slide
Distúrbio do sono slide
 

Semelhante a Sono e sonhos

9 ciclo-iii-fenomenos de-emancipacao_da_alma
9 ciclo-iii-fenomenos de-emancipacao_da_alma9 ciclo-iii-fenomenos de-emancipacao_da_alma
9 ciclo-iii-fenomenos de-emancipacao_da_alma
Carlos Alberto Freire De Souza
 
Evangeliza - Sono e Sonhos
Evangeliza - Sono e SonhosEvangeliza - Sono e Sonhos
Evangeliza - Sono e Sonhos
Antonino Silva
 
Paletras - Sonhos, mensagens da alma ...
Paletras - Sonhos, mensagens da alma ...Paletras - Sonhos, mensagens da alma ...
Paletras - Sonhos, mensagens da alma ...
dariosr40
 
O sono e os sonhos
O sono e os sonhosO sono e os sonhos
O sono e os sonhos
Shantappa Jewur
 
Visaoespiritasonosonhos
VisaoespiritasonosonhosVisaoespiritasonosonhos
Visaoespiritasonosonhos
Neusa Lustosa
 
Estados da emancipação da alma parte 1 (elio mollo)
Estados da emancipação da alma   parte 1 (elio mollo)Estados da emancipação da alma   parte 1 (elio mollo)
Estados da emancipação da alma parte 1 (elio mollo)
Maria Salete da Cunha
 
Estados da emancipação da alma parte 1 (elio mollo)
Estados da emancipação da alma   parte 1 (elio mollo)Estados da emancipação da alma   parte 1 (elio mollo)
Estados da emancipação da alma parte 1 (elio mollo)
Maria Salete da Cunha
 
Capitulo VIII - Emancipacao da alma
Capitulo VIII - Emancipacao da almaCapitulo VIII - Emancipacao da alma
Capitulo VIII - Emancipacao da alma
Marta Gomes
 
SONO E SONHOS VISÃO ESPIRITA
SONO E SONHOS VISÃO ESPIRITASONO E SONHOS VISÃO ESPIRITA
SONO E SONHOS VISÃO ESPIRITA
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
( Espiritismo) # - aluney e a silva - atividade noturna do espirito, desdob...
( Espiritismo)   # - aluney e a silva - atividade noturna do espirito, desdob...( Espiritismo)   # - aluney e a silva - atividade noturna do espirito, desdob...
( Espiritismo) # - aluney e a silva - atividade noturna do espirito, desdob...
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
( Espiritismo) # - aluney e a silva - atividade noturna do espirito, desdob...
( Espiritismo)   # - aluney e a silva - atividade noturna do espirito, desdob...( Espiritismo)   # - aluney e a silva - atividade noturna do espirito, desdob...
( Espiritismo) # - aluney e a silva - atividade noturna do espirito, desdob...
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
081105 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos-cont
081105 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos-cont081105 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos-cont
081105 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos-cont
Carlos Alberto Freire De Souza
 
O sono e os sonhos (g.e. cristao a caminho da luz)
O sono e os sonhos (g.e. cristao a caminho da luz)O sono e os sonhos (g.e. cristao a caminho da luz)
O sono e os sonhos (g.e. cristao a caminho da luz)
Laboratório de Cimentos da UFRN - LABCIM/UFRN
 
Curso Básico de Espiritismo 13
Curso Básico de Espiritismo 13Curso Básico de Espiritismo 13
Curso Básico de Espiritismo 13
Roseli Lemes
 
08 os corpos espirituais
08  os corpos espirituais08  os corpos espirituais
08 os corpos espirituais
Antonio SSantos
 
INFLUÊNCIA DOS ESPÍRITOS NO PLANO FÍSICO.pptx
INFLUÊNCIA DOS ESPÍRITOS NO PLANO FÍSICO.pptxINFLUÊNCIA DOS ESPÍRITOS NO PLANO FÍSICO.pptx
INFLUÊNCIA DOS ESPÍRITOS NO PLANO FÍSICO.pptx
GuilhermeTadeu11
 
090722 visitas espíritas entre pessoas vivas–sonambulismo
090722 visitas espíritas entre pessoas vivas–sonambulismo090722 visitas espíritas entre pessoas vivas–sonambulismo
090722 visitas espíritas entre pessoas vivas–sonambulismo
Carlos Alberto Freire De Souza
 
Livro dos Espiritos 403 e Introducao do ESE
Livro dos Espiritos 403 e Introducao do ESELivro dos Espiritos 403 e Introducao do ESE
Livro dos Espiritos 403 e Introducao do ESE
Patricia Farias
 
Espirito perispírito-corpo
Espirito perispírito-corpoEspirito perispírito-corpo
Espirito perispírito-corpo
Ailton Guimaraes
 
Com entre vivos_com_oculta_l_e_413_421
Com entre vivos_com_oculta_l_e_413_421Com entre vivos_com_oculta_l_e_413_421
Com entre vivos_com_oculta_l_e_413_421
Shantappa Jewur
 

Semelhante a Sono e sonhos (20)

9 ciclo-iii-fenomenos de-emancipacao_da_alma
9 ciclo-iii-fenomenos de-emancipacao_da_alma9 ciclo-iii-fenomenos de-emancipacao_da_alma
9 ciclo-iii-fenomenos de-emancipacao_da_alma
 
Evangeliza - Sono e Sonhos
Evangeliza - Sono e SonhosEvangeliza - Sono e Sonhos
Evangeliza - Sono e Sonhos
 
Paletras - Sonhos, mensagens da alma ...
Paletras - Sonhos, mensagens da alma ...Paletras - Sonhos, mensagens da alma ...
Paletras - Sonhos, mensagens da alma ...
 
O sono e os sonhos
O sono e os sonhosO sono e os sonhos
O sono e os sonhos
 
Visaoespiritasonosonhos
VisaoespiritasonosonhosVisaoespiritasonosonhos
Visaoespiritasonosonhos
 
Estados da emancipação da alma parte 1 (elio mollo)
Estados da emancipação da alma   parte 1 (elio mollo)Estados da emancipação da alma   parte 1 (elio mollo)
Estados da emancipação da alma parte 1 (elio mollo)
 
Estados da emancipação da alma parte 1 (elio mollo)
Estados da emancipação da alma   parte 1 (elio mollo)Estados da emancipação da alma   parte 1 (elio mollo)
Estados da emancipação da alma parte 1 (elio mollo)
 
Capitulo VIII - Emancipacao da alma
Capitulo VIII - Emancipacao da almaCapitulo VIII - Emancipacao da alma
Capitulo VIII - Emancipacao da alma
 
SONO E SONHOS VISÃO ESPIRITA
SONO E SONHOS VISÃO ESPIRITASONO E SONHOS VISÃO ESPIRITA
SONO E SONHOS VISÃO ESPIRITA
 
( Espiritismo) # - aluney e a silva - atividade noturna do espirito, desdob...
( Espiritismo)   # - aluney e a silva - atividade noturna do espirito, desdob...( Espiritismo)   # - aluney e a silva - atividade noturna do espirito, desdob...
( Espiritismo) # - aluney e a silva - atividade noturna do espirito, desdob...
 
( Espiritismo) # - aluney e a silva - atividade noturna do espirito, desdob...
( Espiritismo)   # - aluney e a silva - atividade noturna do espirito, desdob...( Espiritismo)   # - aluney e a silva - atividade noturna do espirito, desdob...
( Espiritismo) # - aluney e a silva - atividade noturna do espirito, desdob...
 
081105 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos-cont
081105 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos-cont081105 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos-cont
081105 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos-cont
 
O sono e os sonhos (g.e. cristao a caminho da luz)
O sono e os sonhos (g.e. cristao a caminho da luz)O sono e os sonhos (g.e. cristao a caminho da luz)
O sono e os sonhos (g.e. cristao a caminho da luz)
 
Curso Básico de Espiritismo 13
Curso Básico de Espiritismo 13Curso Básico de Espiritismo 13
Curso Básico de Espiritismo 13
 
08 os corpos espirituais
08  os corpos espirituais08  os corpos espirituais
08 os corpos espirituais
 
INFLUÊNCIA DOS ESPÍRITOS NO PLANO FÍSICO.pptx
INFLUÊNCIA DOS ESPÍRITOS NO PLANO FÍSICO.pptxINFLUÊNCIA DOS ESPÍRITOS NO PLANO FÍSICO.pptx
INFLUÊNCIA DOS ESPÍRITOS NO PLANO FÍSICO.pptx
 
090722 visitas espíritas entre pessoas vivas–sonambulismo
090722 visitas espíritas entre pessoas vivas–sonambulismo090722 visitas espíritas entre pessoas vivas–sonambulismo
090722 visitas espíritas entre pessoas vivas–sonambulismo
 
Livro dos Espiritos 403 e Introducao do ESE
Livro dos Espiritos 403 e Introducao do ESELivro dos Espiritos 403 e Introducao do ESE
Livro dos Espiritos 403 e Introducao do ESE
 
Espirito perispírito-corpo
Espirito perispírito-corpoEspirito perispírito-corpo
Espirito perispírito-corpo
 
Com entre vivos_com_oculta_l_e_413_421
Com entre vivos_com_oculta_l_e_413_421Com entre vivos_com_oculta_l_e_413_421
Com entre vivos_com_oculta_l_e_413_421
 

Mais de Graça Maciel

Missao dos Espiritas
Missao dos EspiritasMissao dos Espiritas
Missao dos Espiritas
Graça Maciel
 
Regeneração da humanidade
Regeneração da humanidadeRegeneração da humanidade
Regeneração da humanidade
Graça Maciel
 
Regeneração da humanidade
Regeneração da humanidadeRegeneração da humanidade
Regeneração da humanidade
Graça Maciel
 
Obsessão por fascinação - parte 4
Obsessão por fascinação - parte 4Obsessão por fascinação - parte 4
Obsessão por fascinação - parte 4
Graça Maciel
 
Obsessão por fascinação - parte 3
Obsessão por fascinação - parte 3Obsessão por fascinação - parte 3
Obsessão por fascinação - parte 3
Graça Maciel
 
Obsessão por fascinação - parte 2
Obsessão por fascinação - parte 2Obsessão por fascinação - parte 2
Obsessão por fascinação - parte 2
Graça Maciel
 
Obsessão por fascinação - parte 1
Obsessão por fascinação - parte 1Obsessão por fascinação - parte 1
Obsessão por fascinação - parte 1
Graça Maciel
 
Missão dos espíritas
Missão dos espíritasMissão dos espíritas
Missão dos espíritas
Graça Maciel
 
Não vim destruir a lei
Não vim destruir a leiNão vim destruir a lei
Não vim destruir a lei
Graça Maciel
 
Pecado por pensamento
Pecado por pensamentoPecado por pensamento
Pecado por pensamento
Graça Maciel
 
Amai os vossos inimigos
Amai  os  vossos  inimigosAmai  os  vossos  inimigos
Amai os vossos inimigos
Graça Maciel
 
Ação da prece
Ação da preceAção da prece
Ação da prece
Graça Maciel
 
Pressentimentos
PressentimentosPressentimentos
Pressentimentos
Graça Maciel
 
Adoração
AdoraçãoAdoração
Adoração
Graça Maciel
 
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudaráAjuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Graça Maciel
 
Pensamento benévolo
Pensamento benévoloPensamento benévolo
Pensamento benévolo
Graça Maciel
 
Missão dos Pais
Missão dos PaisMissão dos Pais
Missão dos Pais
Graça Maciel
 
Obsessão nos grupos espíritas
Obsessão nos grupos espíritasObsessão nos grupos espíritas
Obsessão nos grupos espíritas
Graça Maciel
 
Consolador prometido
Consolador prometidoConsolador prometido
Consolador prometido
Graça Maciel
 
O mau pensamento como se reconhece
O mau pensamento como se reconheceO mau pensamento como se reconhece
O mau pensamento como se reconhece
Graça Maciel
 

Mais de Graça Maciel (20)

Missao dos Espiritas
Missao dos EspiritasMissao dos Espiritas
Missao dos Espiritas
 
Regeneração da humanidade
Regeneração da humanidadeRegeneração da humanidade
Regeneração da humanidade
 
Regeneração da humanidade
Regeneração da humanidadeRegeneração da humanidade
Regeneração da humanidade
 
Obsessão por fascinação - parte 4
Obsessão por fascinação - parte 4Obsessão por fascinação - parte 4
Obsessão por fascinação - parte 4
 
Obsessão por fascinação - parte 3
Obsessão por fascinação - parte 3Obsessão por fascinação - parte 3
Obsessão por fascinação - parte 3
 
Obsessão por fascinação - parte 2
Obsessão por fascinação - parte 2Obsessão por fascinação - parte 2
Obsessão por fascinação - parte 2
 
Obsessão por fascinação - parte 1
Obsessão por fascinação - parte 1Obsessão por fascinação - parte 1
Obsessão por fascinação - parte 1
 
Missão dos espíritas
Missão dos espíritasMissão dos espíritas
Missão dos espíritas
 
Não vim destruir a lei
Não vim destruir a leiNão vim destruir a lei
Não vim destruir a lei
 
Pecado por pensamento
Pecado por pensamentoPecado por pensamento
Pecado por pensamento
 
Amai os vossos inimigos
Amai  os  vossos  inimigosAmai  os  vossos  inimigos
Amai os vossos inimigos
 
Ação da prece
Ação da preceAção da prece
Ação da prece
 
Pressentimentos
PressentimentosPressentimentos
Pressentimentos
 
Adoração
AdoraçãoAdoração
Adoração
 
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudaráAjuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
 
Pensamento benévolo
Pensamento benévoloPensamento benévolo
Pensamento benévolo
 
Missão dos Pais
Missão dos PaisMissão dos Pais
Missão dos Pais
 
Obsessão nos grupos espíritas
Obsessão nos grupos espíritasObsessão nos grupos espíritas
Obsessão nos grupos espíritas
 
Consolador prometido
Consolador prometidoConsolador prometido
Consolador prometido
 
O mau pensamento como se reconhece
O mau pensamento como se reconheceO mau pensamento como se reconhece
O mau pensamento como se reconhece
 

Sono e sonhos

  • 1. PROJETO: CONHECER, SENTIR, VIVER KARDEC SÉRIE: CONHENCENDO KARDEC – N°03 Música: Outra vez – Richard Clayderman Formatação: um.amigo.em.Deus@gmail.com
  • 2. 2
  • 3. O COMPLEXO HUMANO PERISPÍRITO ESPÍRITO PERISPÍRITO CORPO FÍSICO É uma condensação do FCU em torno de um foco de inteligência ou alma. (A Gênese – cap. XIV, item 7) PLANO PLANO MATERIAL ESPIRITUAL Fonte: L.E. Q 135 a www.parchen.hpg.com.br
  • 4. DA EXISTÊNCIA DO MUNDO ESPIRITUAL Plano Material Plano Espiritual 6 bilhões de 24 bilhões de encarnados desencarnados www.parchen.hpg.com.br
  • 5. 400 .O espírito encarnado não permanece de bom grado no corpo. Quanto mais grosseiro o corpo mais aspira a sua libertação. 401 .Durante o sono, o espírito não fica inativo, os laços que o prendem ao corpo afrouxam e ele se lança ao espaço entrando em ralação mais direta com os outros Espíritos. ALLAN KARDEC - O LIVRO DOS ESPÍRITOS – 400 , 401.
  • 6. 6 ATIVIDADE DO ESPÍRITO DURANTE O SONO 402. Como podemos julgar da liberdade do Espírito durante o sono? 402 . “Pelos sonhos. Quando o corpo repousa, acredita- o, tem o Espírito mais faculdades do que no estado de vigília. Lembra-se do passado e algumas vezes prevê o futuro. ALLAN KARDEC - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - 402
  • 7. 7 402 . O sono liberta a alma parcialmente do corpo. Quando dorme, o homem se acha por algum tempo no estado em que fica permanentemente depois que morre. Ainda esta circunstância é de molde a vos ensinar que não deveis temer a morte, pois que todos os dias morreis, como disse um santo. ALLAN KARDEC - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - 402
  • 8. 8 Os Espíritos mais evoluídos, quando dormem, vão para junto dos seres que lhes são superiores. Com estes viajam, conversam e se instruem. Trabalham mesmo em obras que se lhes deparam concluídas, quando volvem, morrendo na Terra, ao mundo espiritual. ALLAN KARDEC - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - 402
  • 9. 9 Os Espíritos mais imperfeitos, em vez de procurar a companhia de Espíritos bons, buscam a de seus iguais. Vão,enquanto dormem em busca de emoções talvez até menos dignas das que alimentam quando em vigília.  Assim, por questões de afinidade, entram em contato com outros Espíritos que vivem nos vícios, no erro, na maledicência. ALLAN KARDEC - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - 402
  • 10. 10 Graças ao sono, os Espíritos encarnados estão sempre em relação com o mundo dos Espíritos. Quis Deus que, tendo de estar em contato com o vício, pudessem eles ir retemperar-se na fonte do bem, a fim de igualmente não falirem, quando se propõem a instruir os outros. ALLAN KARDEC - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - 402
  • 11. 11 O sono é a porta que Deus lhes abriu, para que possam ir ter com seus amigos do céu; é o recreio depois do trabalho, enquanto esperam a grande libertação, a libertação final, que os restituirá ao meio que lhes é próprio. ALLAN KARDEC - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - 402
  • 12. 12 O sonho é a lembrança do que o Espírito viu durante o sono. Notai, porém, que nem sempre sonhais, porque nem sempre vos lembrais do que vistes, ou de tudo o que haveis visto, enquanto dormíeis. Acontece também que os maus Espíritos se aproveitam dos sonhos para atormentar as almas fracas e pusilânimes. ALLAN KARDEC - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - 402
  • 13. Enquanto o corpo recupera os elementos que perdeu por efeito da atividade da vigília, o Espírito vai retemperar- se entre os outros Espíritos. Haure, no que vê, no que ouve e nos conselhos que lhe dão, ideias que, ao despertar, lhe surgem em estado de intuição. O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - CAP. 5, ITEM 11; CAP. 28, ITEM 38
  • 14. 14 ALLAN KARDEC - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - 403 Por que não nos lembramos sempre dos sonhos? Naquilo que chamas sono, só há o repouso do corpo, visto que o Espírito está constantemente em atividade. Recobra, durante o sono, um pouco da sua liberdade e se corresponde com os que lhe são caros, quer neste mundo, quer em outros.
  • 15. 15 Mas como é pesada e grosseira a matéria que o compõe, o corpo tem dificuldade em conservar as impressões que o Espírito recebeu, porque a este não chegaram por intermédio dos órgãos corporais. ALLAN KARDEC - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - 403
  • 16. 16 404 .Sonhos podem ser imagens reais, imaginação, pressentimentos, visão de outras locais, encontro com outros espíritos, etc.
  • 17. 17 405 .Sonhos com pressentimentos que não se confirmam revelam a influência da matéria, preocupações, imaginação, etc.
  • 18. 18  406.Sonhos com pessoas vivas conhecidas praticando atos de que não se cogita podem ser reais, e podem ser imaginação.
  • 19. 19 Martins Peralva, no livro "Estudando a Mediunidade", propõe a seguinte classificação dos sonhos : Repercussão de nossas disposições físicas ou psicológicas. Exteriorização de impressões e imagens arquivadas na mente do espírito. Atividade real e efetiva do Espírito durante o sono
  • 20. 20 PASSADO RECENTE Últimas Encarnações PASSADO REMOTO FUTURO Encarnações mais PRESENTE REMOTO PRESENTE Distantes Encarnação Atual SUPER CONSCIENTE INCONSCIENTE SUBCONSCIENTE CONSCIENTE SONHOS COMUNS
  • 21. 21 PASSADO RECENTE Últimas Encarnações PASSADO REMOTO FUTURO Encarnações mais PRESENTE REMOTO PRESENTE Distantes Encarnação Atual SUPER CONSCIENTE INCONSCIENTE SUBCONSCIENTE CONSCIENTE SONHOS REFLEXIVOS
  • 22. 22 Nos sonhos espíritas a alma, desprendida do corpo, exerce atividade real e efetiva, encontrando-se com parentes, amigos, instrutores e também com os inimigos desta e de outras existências.
  • 23. 23 ALLAN KARDEC - O LIVRO DOS MÉDIUNS CAP. VI, ITEM 101
  • 24. 24 407 . É necessário o sono completo para a emancipação do Espírito? R . Não; basta que os sentidos entrem em torpor para que o Espírito recobre a sua liberdade. Para se emancipar, ele se aproveita de todos os instantes de trégua que o corpo lhe concede.
  • 25. 25 R . Desde que haja prostração das forças vitais, o Espírito se desprende, tornando-se tanto mais livre quanto mais fraco for o corpo. R . Assim é que quando estamos apenas adormecidos, ou em simples modorra, frequentemente vemos imagens idênticas às que se apresentam nos sonhos.
  • 26. 26  408 .Quando os sentidos entorpecem podemos ouvir palavras e até frases inteiras, fraco eco do que um espírito quer dizer. 409 .Antes do adormecimento, às vezes, o espírito desprende- se, transporta-se e vê.
  • 27. 27  410.Idéias que parecem excelentes apagam da memória apesar do esforço de retê-las. Frequentemente são conselhos.  411.Durante o sono o espírito pode pressentir ou até ter plena consciência da época da morte. Na vigília pode ter intuição.
  • 28. 28 412.As atividades do espírito durante o sono podem fatigar o corpo.