Os Perigos do Orgulho

1.804 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.804
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
25
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
60
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Os Perigos do Orgulho

  1. 1. Livro: Mediunidade e Discernimento - Walter Barcelos
  2. 2. “O orgulho tem posto a perdernumerosos médiuns dotados das maisbelas faculdades, que, sem ele, seriaminstrumentos excelentes e muito úteis”Allan Kardec - “O Livro dosMédiuns” cap. XVII, questão nº 211
  3. 3. Entre os adeptos do Espiritismo, encontram-se aqueles quesão convocados às tarefas mediúnicas visando aoesclarecimento, consolo e socorro aos sofredoresdo corpo e da alma.
  4. 4. Não basta ao médium espírita ter uma mediunidadeformada, adestradas suas faculdades e atirar-seprecipitadamente ao trabalho.
  5. 5. É preciso, para serviço tão delicado ecomplexo, preparar-se interiormente, lutandocontinuamente, com todas as energias da alma, contra aignorância e a imperfeição moral que carrega em simesmo se deseja realmente ser um bom instrumento nasmãos dos Benfeitores Espirituais.
  6. 6. Para seguir Jesus e simpatizar com os Bons Espíritos, éindispensável ao médium trabalhar incansavelmentepelo seu aperfeiçoamento, esforçando-se por destruir asmonstruosidades do orgulho domiciliadas em seupróprio coração.
  7. 7. O médium que permanece cego às próprias imperfeiçõese deficiências, indiferente às necessidades da reformaíntima, poderá trabalhar muito namediunidade, mas, ao invés de ser um instrumentoútil, constituir-se-á um trabalhador indisciplinado commuitas dificuldades de adaptação aos princípiosevangélico e distante da faixa mental dos instrutores doAlém.
  8. 8. Enorme absurdo comete o espírita possuidor defaculdades que, produzindo frutos espirituais depaz, alívio, consolo, recuperação e cura para milhares depessoas, se julga dispensado de instrução, deaprendizado, de disciplina, de educação e de reformaíntima.
  9. 9. O médium necessitará exercitar as energias dainteligência e do coração, na educação de si mesmo.O mestre Allan Kardec, na questão nº 228 de “O Livrodos Médiuns”, descreve as principais características dosmédiuns orgulhosos, as quais vamosdiscriminar, efetuando breve análise.
  10. 10. “Confiança absoluta na superioridade dascomunicações obtidas”É a aceitação apressada de tudo que provém de suamediunidade, sem o uso do bom senso.
  11. 11. “Desprezo pelas que não vieram por seu intermédio.”O que os outros médiuns produzem não tem para elevalor, não merece ser lido ou respeitado. Julga-semelhor e auto suficiente. É aqui que começam aseparação e a rivalidade dos médiuns e dos grupos.
  12. 12. “Consideração irrefletida pelos grandes nomes.”Nas comunicações recebidas, estão mais preocupadoscom os nomes famosos do que com o conteúdo. Acima detodos os ideais, o que mais desejam são: a fama, aadmiração e os elogios.
  13. 13. “Rejeição de conselhos.”Não dão atenção aos conselhos dos ensinos de Kardec enem de alguém que, conhecendo melhor a Doutrina, tema intenção de esclarecê-lo.
  14. 14. “Repulsa a qualquer crítica.”Toda observação prudente e análise ponderada de seustrabalhos é considerada um absurdo, um ato deviolência, porque não aceitam a verdade e não queremclarear o entendimento sobre as leis espirituais.
  15. 15. “Afastamento dos que podem dar opiniõesdesinteressadas.”Fazem tudo para não terem em sua companhiaconfrades que estudam a Doutrina, pois não queremaprender, mudar de ideias, aperfeiçoarem trabalhos emelhores sentimentos.
  16. 16. “Confiança na própria habilidade, apesar da falta deexperiência.”Pensam que podem facilmente dominar qualquerespírito ignorante, zombeteiro, rebelde ou pseudo sábiocom sua força mediúnica e suas ordens enérgicas.Acreditam ingenuamente que nunca foram ou seráenganado por nenhum espírito falso profeta.
  17. 17. Os médiuns orgulhosos, ainda que possuam forçaespiritual e grandes possibilidades psíquicas, caemfacilmente nas redes invisíveis de espíritos dominadorese hipócritas, como nos declara o Codificador AllanKardec:
  18. 18. “Tornados presas de espíritos mentirosos, suasqualidades primeiro perverteram-se, depois seaniquilaram e mais de um se viu humilhado poramargas decepções”.
  19. 19. Estes tais médiuns trabalham na mediunidade omáximo que podem, cultivando o orgulho mascarado dehumildade, indiferentes à disciplina, aprendizado eeducação evangélica, ausentes dos mais simplesraciocínios em torno das lições profundamenteesclarecedoras do mestre Allan Kardec.
  20. 20. Estes médiuns são aqueles cegos de quem o DivinoMestre advertiu: “O pior cego é aquele que não querver”, E, realmente, esses médiuns orgulhosos não queremenxergar a Luz da Verdade pela óptica da razão.Prejudicam mais do que realmente colaboram com oprogresso do Espiritismo.
  21. 21. O Espiritismo não veio somente apresentar fenômenosmediúnicos para a visão externa da multidão deignorantes, pois sua finalidade essencial é o fenômeno daeducação moral.
  22. 22. Livro: Mediunidade eDiscernimento - Walter Barcelos

×