O povo Hebreu - n 9

2.384 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.384
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
605
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
128
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O povo Hebreu - n 9

  1. 1. • Ao tempo de Jesus, a Palestina não eramais um País independente; estava sobo domínio romano.
  2. 2. • Por prudência e tato político, osromanos respeitavam as opiniõesreligiosas e os costumes dos povos quedominavam.
  3. 3. • Assim, embora obrigados a pagarpesados impostos a Roma, internamenteos Judeus conservavam a liberdade depraticar sua religião e observar as suastradições.
  4. 4. • Os romanos também permitiam que ospovos dominados tivessem governopróprio, mas submetido à aprovação enomeação imperial (reis, etnarcas etetrarcas).
  5. 5. • Assim, no ano de 43 a. C.os romanos nomearam umRei para a palestina:Herodes, o Grande.
  6. 6. • Os Judeus detestavam Herodes, porqueera idumeus (natural de Iduméia) e porsuas tendências para outros hábitosreligiosos.
  7. 7. • Quando Jesus nasceu, era esse Herodes,o Grande, que reinava na Palestina.
  8. 8. • Com a morte de Herodes, poucos anosdepois, o reino foi dividido entre seustrês filhos.
  9. 9. • Arquelau: a quem coube a Judéia,Samaria e Iduméia.
  10. 10. • Observação: No ano 6, Arquelau foidestituído e seus territórios passaram aser governados diretamente por umprocurador romano.
  11. 11. • Na época da condenação de JesusCristo, o procurador era Pôncio Pilatos.
  12. 12. • Herodes Ântipas: a quem coube aGaliléia e a Peréia.
  13. 13. • Felipe: que recebeu os territórios dealém-Jordão: Batanéia, Auranites,Gaulanites, Ituréia e Panéias.
  14. 14. • Sumo Sacerdote• Enfeixava o poder supremo, porque,para os hebreus, o governo erateocrático (vinha de Deus e em nomedele era exercido).
  15. 15. • Sinédrio (Sanedrim)• Assembleia constituída de 71 membros(altos dignitários do judaísmo), semprepresidida pelo Sumo Sacerdote, com nacapital (Jerusalém).
  16. 16. • Era o maior poder, depois do SumoSacerdote, exercendo amplamente ospoderes judiciário e executivo no camporeligioso e civil, com apenas algumasrestrições impostas pelos dominadoresromanos.
  17. 17. • Dividia-se em 3 grupos mais ou menosiguais em número:• Os Príncipes dos Sacerdotes: os sumossacerdotes não mais em função e oschefes das famílias sacerdotais (eramsaduceus).
  18. 18. • Os Anciãos do Povo: leigos pertencentesa famílias aristocráticas e importantes(também eram saduceus).
  19. 19. • Os Escribas (ou Doutores da Lei): Judeus(geralmente fariseus), estudiosos eintérpretes da Lei, dos Profetas e dasTradições.
  20. 20. • Nas outras cidades e nas aldeias, haviatribunais menores constituídos por juízes eescolhidos entre os anciãos.
  21. 21. • As penalidades aplicáveis eram:• a) Pena de Talião (para determinadocrime, uma penalidade igual a ele).• b) Multa em dinheiro.• c) Prisão.• d) Oferta de um sacrifício expiatório.
  22. 22. • e) Flagelação. A lei judaica só permitia40 açoites.• f) Excomunhão. Só se aplicava depois dealgumas advertências.
  23. 23. • f) Excomunhão. Só se aplicava depois dealgumas advertências. Consistia emconsiderar a pessoa como excluída dacomunidade judaica.
  24. 24. • g) Pena de morte. Infligida porlapidação (apedrejamento). Depois queconquistaram o país, os romanosreservaram a si a aplicação da pena demorte.
  25. 25. • Durante a dominação selêucida (dossírios), de 197 a 142 a.C. , formaram-sena Judéia diversos partidos ou seitas,que se mantiveram ativos até 70 d.C. e,portanto, existiam ao tempo de Jesus.
  26. 26. • Sob a dominação romana, a sociedadejudaica se dividiu em diversos tipos dereação diante do império, indo desde aaceitação e colaboração, até a revoltaarmada, reação sempre através dessespartidos ou seitas.
  27. 27. Saduceus• Grupo formado pelos aristocratas (osanciãos, grandes proprietários de terra)e pelos membros da elite sacerdotal.
  28. 28. • Tinham o poder nas mãos econtrolavam a administração da justiçano tribunal supremo (Sinédrio).
  29. 29. • No aspecto político, eram patriotas mastambém os maiores colaboradores dodominador, numa política deconciliação, com medo de perderemseus cargos e privilégios.
  30. 30. • No aspecto religioso, opunham-se aosfariseus, porque não aceitavamnenhuma tradição oral e, mesmo da Leiescrita, somente admitiam oPentateuco.
  31. 31. • Suspeitavam de tudo que fossedesenvolvimento posterior da Lei; nãoaceitavam a existência de espíritos, vidaalém-túmulo nem ressureição dosmortos.
  32. 32. • Era a influência religiosa ou política queexerciam sobre o povo (que preferia osensinos dos escribas).
  33. 33. Fariseus(separado,apartado)• Foram assim denominados ao tempodos selêucidas, porque se puseram departe, numa atitude de reserva hostilante os dominadores.
  34. 34. • Era um partido pouco numeroso (cercade 6.000 homens), formado por leigosvindos de todas as camadas sociais,principalmente artesãos e pequenoscomerciantes; a maioria do clero pobre,que se opõe à elite sacerdotal, tambémcomeça a pertencer a esse grupo.
  35. 35. • De início, tinham por objetivo preservara lei mosaica de influênciasestrangeiras, deturpadoras.
  36. 36. • Conheciam a Torá melhor que ninguéme diziam praticá-la melhor também,observando não só as determinações dalei, mas também outras prescriçõesimpostas pela tradição.
  37. 37. • Sua doutrina era nobre e vizinha da doCristo, porque fundamentada em Moisés enos profetas.
  38. 38. • Infelizmente, caíram no formalismo.Apegados à letra e interpretaçõesmuitas vezes fantasistas e arbitrárias,presos às exterioridades mas sedeixando dominar por vícios perniciosos.
  39. 39. • Não acreditavam em Jesus, na sua missãodivina, pois esperavam um salvador, sim,mas humanamente poderoso, queerguesse o reino temporal dos judeus.
  40. 40. • Observação: Nem todo escriba é umfariseu, mas todo fariseu é um escriba,por causa do estudo que faz das leis,profetas e tradições.
  41. 41. Zelotas• Fariseus pela doutrina, mas, em política,não ficam na resistência passiva, partempara a luta armada, matam os quejulgam traidores da causa judaica.
  42. 42. • Por isso, são também chamados desicários ou assassinos, as autoridades osconsideram criminosos e terroristas, esão perseguidos pelo poder romano.
  43. 43. • O grupo é formado por pessoas queprovêm especialmente da classe dospequenos camponeses e das camadasmais pobres da sociedade, massacradaspor um sistema fiscal impiedoso.
  44. 44. • Oriundos da Galiléia são movidos porum nacionalismo extremado e desejamexpulsar os romanos, para formar umestado teocrático, governado por umdescendente de Davi.
  45. 45. Essênios• Era uma associação religiosa. Tinhampor finalidade a busca de Deus atravésda lei de Moisés e da prática dasvirtudes (verdade, humildade, justiça,caridade etc.).
  46. 46. • Formavam uma verdadeira ordem, comsuperiores, noviciado e votos (entre osquais o do celibato) e praticavam acomunhão de bens.
  47. 47. • Ultrapassavam em rigor os própriosfariseus observando o sábado de umamaneira total, multiplicando asabluções.
  48. 48. • Suas doutrinas eram muito diferentesdas do judaísmo oficial; para eles, aalma, já existente antes do corpo,recolhia-se provisoriamente no corpoantes de regressar ao anterior estado.
  49. 49. • As comunidades essênias estavamdispersas por várias aldeias; a principal(com 4 mil homens) encontrava-se nooásis de Engadi, não longe do MarMorto.
  50. 50. • Só em 1947 veio à luz a vida interiordesses mosteiros pré-cristãos, com adescoberta dos livros de orações e dospergaminhos do Antigo Testamento, nascavernas de Qûmram.
  51. 51. Nazirs ou nazireenos• Eram judeus que, sem chegarem àausteridade dos essênios, colocavam-se,momentânea ou definitivamente, emsituação moral análoga, emboracontinuassem a viver na sociedade.
  52. 52. Nazirs ou nazireenos• Davam continuidade a uma velhíssimainstituição (como Sansão ao tempo dosJuízes): consagravam-se a Deus (nomínimo durante um mês) e tomavam 3compromissos: não cortar o cabelo, nãobeber vinho, não se aproximar dasmulheres.
  53. 53. Herodianos• Eram assim chamados os da corte deHerodes, os partidários dele e de suafamília, cujo prestígio desejavamrestabelecer na Palestina.
  54. 54. • Não se apresentam como um gruposocial determinado, mas colaborampara a dependência dos judeus emrelação aos romanos.
  55. 55. • Não veem com bons olhos os saduceusserem amigos dos romanos, nemsimpatizam com os fariseus queesperavam um Messias que viesserestaurar a independência do país.
  56. 56. • São fortes opositores dos zelotas evivem preocupados em capturaragitadores políticos na Galiléia.
  57. 57. • É de notar como os partidos e seitas,embora divergentes entre si, se unemcontra Jesus, quando convém aos seusinteresses políticos ou religiosos.

×