,¡; ]'~l[[çc| f.xs7a[l; .f. 

Leitura do texto

Ato l,  cena II
Enquadramento Antecedentes da ação
l epoca¡ - D.  Madalena...
il-s-lii-In-tfl-lírl
.  9I'I= l-lr--~llIt(= i-". '-

l- Estrutura I Ação

ATO l

Cenas
1 e 2

Cena 3 Conflito

Cena 4

Cen...
ATO ll

Cena

Cenas
2 e 3

Cena 4

Cenas
5, 6 e 7

Cena 8

Cenas
9 e 10

Cenas
11, 12, 13

Cena
14

Cena
15

ESTRUTURA INT...
Frei Jorge

 

. _._

VGTSO

Manuel de Sousa, 

Manuel de Sousa, 
Frei Jorge,  Telmo

Telmo,  irmão con-

 

Diálogo: 
- s...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Quadro síntese "Frei Luís de Sousa"

623 visualizações

Publicada em

Um quadro para enquadrar o texto dramático de Almeida Garrett

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
623
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Quadro síntese "Frei Luís de Sousa"

  1. 1. ,¡; ]'~l[[çc| f.xs7a[l; .f. Leitura do texto Ato l, cena II Enquadramento Antecedentes da ação l epoca¡ - D. Madalena casara muito jovem com D. João de Portugal. desaparecido na bata- lha de Alcácer Quibir, quando ela tinha 17 anos; - na manhã da batalha, D. João escreveu uma carta, na qual prometia voltar, "vivo ou morto": - durante 7 anos foram feitas todas as diligên- cias para o encontrar; - há 14 anos, D. Mada- lena casou com Manuel de Sousa, com a aprovação de todos, exceto de Telmo; - há 13 anos nasceu Maria; - Telmo fora já servidor do pa¡ de D. João, antes de o ser de seu filho: - continuou na familia de D. Madalena, após o seu 2.° casamento. -início do século XV| | - influências da Reforma - peste em Lisboa - domínio castelhano social - família nobre l político -tensão devida ao poder estrangeiro emu kh" Apresentação das personagens . D. Madalena: - elevada condição social, culta e requintada; - sentimental, vive atormentada por receios que esconde de todos. Telmo: - "escudeiro valido, familiar quase parente, amigo velho e provado" de seus amos; - sebastianista fervoroso; - confia em pressentimentos. Maria: - tem 13 anos; - alta, para a idade e “delgadi- nha"; - de saúde frágil; - curiosa, inteligente e intuitiva. Manuel de Sousa: - elevado estatuto social. fora cavaleiro de Malta; - culto, "acabado escolar", "fidalgo honrado, bom portu- gués"; - "carácter inflexível", segundo a mulher. D. João de Portugal: - segundo Telmo "espelho de cavalaria e gentileza", "flor dos bons". ' D. Madalena - Relacionamento entre as personagens D. Madalena - - Telmo - respeito mútuo, estima - diferença social e de idade - algum temor, por parte dai. " - alguma reprovação, por parte do 2.° D. Madalena › ~ v Maria - amor, inquietação D. Madalena - . - M. de Sousa - amor recíproco - admiração, preocupação, por pane da 1.” - D. João ~ segundo Telmo, ela sentia por D. João “respeito, devoção, leal- dade"; quanto ao segundo, "queria muito" à sua mulher Telmo - - Maria - o escudeiro afirma gostar mais de Maria do que os seus próprios pais - segundo a mãe, o escudeiro tem enorme ascendente no espirito da criança, que o ama como a uma "ala de criação" Telmo - ' - M. de Sousa - o 1.° sente pelo 2.° o ciúme que seu amo não sentira, embora lhe reco- nheça grande valor Telmo - : ~ D. João - amor paternal, fidelidade, lealdade - segundo Telmo, o amo sentia tam- bém profunda estima por ele
  2. 2. il-s-lii-In-tfl-lírl . 9I'I= l-lr--~llIt(= i-". '- l- Estrutura I Ação ATO l Cenas 1 e 2 Cena 3 Conflito Cena 4 Cenas 5. 6 e 7 Cena 8 Cenas 9 a 10 Cenas 11 e 12 ESTRUTURA INTERNA Exposição Maria, Frei Jorge, ' Miranda, Manuel de Sousa D. Madalena, Manuel de Sousa D. Madalena, Manuel de Sousa. Telmo, Miranda e outros criados. Frei Jorge e Maria Manuel de Sousa, Miranda, D. Madalena, Maria, Frei Jorge, Telmo ane. NII PERSONAGENS ASSUNTO l D. Madalena, Apresentação de D. Madalena Telmo Diálogo com Telmo: - antecedentes da ação - situação atual - relação entre as personagens D. Madalena, Primeira intervenção de Maria Telmo, Maria - sebastianismo - dúvidas sobre a situação da família D. Madalena, Diálogo mãe/ filha: Maria - sonhos e pressentimentos de uma; preocupação da outra D. Madalena, Informação sobre as intenções dos governadores Chegada de Manuel de Sousa, anúncio da decisão de abando- nar o palácio Diálogo: -tentativa fracassada de demo- ver Manuel de Sousa Notícia do desembarque dos governadores Preparativos para o abandono da casa Monólogo de Manuel de Sousa; Incêndio do seu palácio INDÍCIOS - Comparação D. Madalena l Inês de Castro o lnsinuações de Telmo 0 Carta - Número 7 - Saúde débil de Maria v A peste em Lisboa 0 Conflito entre castelhanos e portugueses w- Sebastianismo de Maria 0 Manifestações da sua doença - Intuições de Maria - Reação da mãe à pergunta pro- vocada pelo retrato - Aflição de Frei Jorge, em rela- ção a Maria - Reações ao anúncio da mudança - resistência de D. Madalena, regozijo de Frei Jorge - Medos de D. Madalena 0 Comparação entre Manuel de Sousa e o pa¡ - Incêndio do retrato
  3. 3. ATO ll Cena Cenas 2 e 3 Cena 4 Cenas 5, 6 e 7 Cena 8 Cenas 9 e 10 Cenas 11, 12, 13 Cena 14 Cena 15 ESTRUTURA INTERNA PERSONAGENS Maria, Telmo Maria, Telmo. Manuel de Sousa Maria, Manuel de Sousa, Frei Jorge Maria, Manuel de Sousa, Frei Jorge D. Madalena. Telmo, Doroteia Manuel de Sousa, Frei Jorge, D. Madalena Frei Jorge, D. Madalena Frei Jorge, D. Madalena, Miranda, Romeiro D. Madalena, Frei Jorge, Romeiro Frei Jorge, Romeiro ASSUNTO Maria fala sobre - o incêndio; - os retratos; - o estado da mãe; - os seus medos Chegada de Manuel de Sousa, "encoberto" Diálogo - Maria percebe as implicações dos seus sonhos sebastianistas Frei Jorge informa sobre a reso- lução do problema com os governadores Decisão da ida a Lisboa D. Madalena fala dos seus medos Cede à ida de Maria a Lisboa Decide que Telmo a acompa- nhará Despede-se da filha D. Madalena despede-se do marido Frei Jorge partilha a inquietação dos seus familiares D. Madalena fala sobre o "dia fatal", confessa o seu "pecado" Chegada do Romeiro Revelações do Romeiro Identificação do retrato de D. João Reação desesperada de D. Madalena Reconhecimento: desvendada a identidade do Romeiro INDÍCIOS 0 Pressentimentos de D. Mada- lena, relatados e partilhados por Maria - Os retratos - Alusáo à doença de Maria 0 Manuel fala da proximidade do convento e compara-se a um frade pregador v Sexta-feira - Repetíçóes da palavra "hoje" - Referência a Soror Joana - Lágrimas de D. Madalena e de Maria o História dos condes de Vimioso 0 O "dia fatal" 0 Aviso de frei Jorge - Noticia da sobrevivência de D. João de Portugal
  4. 4. Frei Jorge . _._ VGTSO Manuel de Sousa, Manuel de Sousa, Frei Jorge, Telmo Telmo, irmão con- Diálogo: - sofrimento de Manuel de Sousa - agravamento do estado de saúde de Maria Telmo informa sobre o estado de Maria - a decisão de tomada do hábito - O hábito designado como 'medalha' Preparação do encontro de Telmo com o Romeiro Monólogo de Telmo: revelação do seu conflito interior Desenlace . .í _. _l_ As mesmas, Telmo, Romeiro Telmo, Romeiro, D. Madalena Telmo, Frei Jorge, D. Madalena, Manuel de Sousa Prior de Benfica, Manuel de Sousa, D. Madalena, Arcebispo, Frei Jorge, Maria Romeiro, Telmo Diálogo: - nova revelação da identidade do Romeiro - ordem dada a Telmo, de que minta para evitar a catástrofe - hesitaçáo do aio, obediência D. Madalena grita pelo marido, criando um equívoco em D. João _o ignorando a identidade do tar atrás Telmo executa as ordens do Manuel de Sousa insiste na decisão tomada o seu destino Inicio da cerimónia de tomada do hábito Entrada inesperada de Maria intervenha Morte de Maria Sousa e Madalena Romeiro, D. Madalena tenta vol- Romeiro, oposição de Frei Jorge D. Madalena resigna-se a aceitar O Romeiro ordena a Telmo que Tomada do hábito de Manuel de g? ??

×