7 Principios para analisar e construir Narrativas Transmídia

1.229 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.229
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
52
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
51
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

7 Principios para analisar e construir Narrativas Transmídia

  1. 1. 7 Princípios para analisar e construir Narrativas Transmídia Henry Jenkins ! + Cultura da Convergência + Cultura Participativa
  2. 2. CaioVassão
  3. 3. O que é Cultura da Convergência? A proposta de convergência não é essencialmente tecnológica, mas sim, cultural. O viés tecnológico é representado pelos aparelho multifuncionais, com diversas mídias convergindo para um só aparelho. Em um viés cultural, o processo de criação de novas plataformas existe devido a uma necessidade das pessoas e está relacionado ao fluxo de imagens, ideias, histórias, sons e relacionamentos. Mídia como sistema cultural.
  4. 4. 3 Pilares da Cultura da Convergência 1.Convergência tecnológica dos meios de comunicação 2.Cultura participativa 3.Inteligência coletiva
  5. 5. 3 Pilares da Cultura da Convergência
  6. 6. Narrativas
  7. 7. Qual a história (contada pelos media) mais marcante que já te envolveu?
  8. 8. O que é Transmídia Storytelling? O que é Narrativas Transmídia? • “Uma história transmídia se desdobra através de múltiplas plataformas de mídia, cada qual com um novo texto, fazendo uma contribuição distinta e valiosa para o todo” Henry Jenkins • “Há dois componentes em uma narrativa transmídia: 
 1 – partes cruciais de uma história são contadas através de múltiplas plataformas e 2 – deve haver um engajamento maior por parte dos espectadores. Essas duas premissas devem ser consideradas em um projeto de transmídia storytelling” Laura Fleming
  9. 9. O que é Transmídia Storytelling? O que é Narrativas Transmídia? • “Transmedia Storytelling é um formato dos formatos. É uma abordagem que agrega audiências fragmentadas através de produções adaptadas para novos modelos de exibição e integração” Seize the Media • “Transmedia Storytelling é baseado em uma narrativa onde cada mídia contribui para a construção de um universo. Elas (mídias) devem ser interconectadas, para dar vida a essa mitologia” Jarrett Sherman
  10. 10. 7 Princípios do Storytelling 1.Construção de Universos 2.Serialidade 3.Continuidade X Multiplicidade 4.Subjetividade 5.Potencial de Compartilhamento X Profundidade 6.Imersão X Extração 7.Performance e Participação
  11. 11. Construção de Universos São as as extensões transmídia que, muitas vezes, são elementos não diretamente relacionados à narrativa principal. Que podem oferecer uma descrição mais rica do universo onde a narrativa principal se desencadeia. Franquias podem explorar tanto o universo digital quanto experiências reais. Essas extensões muitas vezes levam os fãs à catalogarem e capturarem elementos díspares.
  12. 12. Serialidade Transmedia Storytelling pegou a idéia de se quebrar o arco narrativo em pequenos e discretos pedaços ou instalações dentro de uma única mídia e transformou isso na idéia de espalhar esses pedaços de história em diversas plataformas.
  13. 13. Continuidade X Multiplicidade Algumas franquias transmídias mantêm uma coerência contínua para que possa haver plausibilidade máxima em todas as extensões de conteúdo. Outros usam versões alternativas dos personagens ou universos paralelos das suas histórias para mostrar maestria sobre o conteúdo apresentado. Essa diferença é importante para entender como cada mídia/conteúdo está contribuindo para a narrativa.
  14. 14. linearidade
  15. 15. spinoff
  16. 16. spinoff
  17. 17. Subjetividade Extensões transmídia muitas vezes exploram o conflito central através de outros olhares, como, por exemplo, os de personagens secundários ou pessoas de fora. Essa diversidade leva os fãs a considerarem mais cuidadosamente quem está contando a história e por quem eles falam.
  18. 18. Breaking Bad
  19. 19. Potencial de Compartilhamento X Profundidade A habilidade e grau que o conteúdo tem de ser compartilhado e a motivação do espectador em compartilhar o conteúdo versus a habilidade do espectador de explorar profundamente o conteúdo que ele encontra quando esbarra numa ficção que prende sua atenção.Aqui eu entendo que as duas formas são complementares: se algo tem profundidade, invariavelmente ele terá potencial de compartilhamento, em um efeito de viralização.
  20. 20. Twilight Time Capsule: fãs dos filmes podem enviar imagens e compartilhar sua experiência com outros fãs. http://www.twilighttimecapsule.com/
  21. 21. Twilight Time Capsule: fãs dos filmes podem enviar imagens e compartilhar sua experiência com outros fãs. http://www.twilighttimecapsule.com/ Wikia http://pt-br.wikia.com/wiki/Wikia_em_Portugu%C3%AAs
  22. 22. Twilight Time Capsule: fãs dos filmes podem enviar imagens e compartilhar sua experiência com outros fãs. http://www.twilighttimecapsule.com/ Wikia: Simpsons http://pt.simpsons.wikia.com/wiki/P%C3%A1gina_principal
  23. 23. Pottermore https://www.pottermore.com/en-us/
  24. 24. making-off, bastidores
  25. 25. Imersão X Extração Na imersão, o consumidor entra num universo da história (ex: parques temáticos), enquanto que, em se falando de potencial de extração, os fãs levam consigo aspectos da história como recursos que eles utilizarão em espaços do seu dia-a-dia (ex: produtos da loja do parque).
  26. 26. Performance e Participação Essa é a habilidade que as extensões transmídia têm de levar os fãs a produzirem performances que podem acabar se transformando em parte do transmedia storytelling em si próprias.Algumas performances são por convite do criador do conteúdo, mas nem sempre. Muitas vezes os fãs procuram ativamente espaços para potenciais performances. É a chamada “cultura participativa”, que Henry Jenkins teorizou como um dos três pilares da Cultura da Convergência.
  27. 27. • cosplay: alice in wonderland. 
 video: https://www.youtube.com/watch?v=5YlkgmCpZw0
  28. 28. ?

×