Filosofia da Técnica [Andrew Feenberg]

4.567 visualizações

Publicada em

Slides sobre a Filosofia da Técnica de Andrew Feenberg. Originalmente estes slides continham apenas a apresentação de slides de uma disciplina de Sociologia da Técnica voltada para Design de Interação. Atualizei os slides com foco na Filosofia da Técnica de Andrew Feenberg e alguns apontamentos de Langdon Winner. Veja meus outros slides para outros tópicos sobre o tema.

Publicada em: Tecnologia
3 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.567
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
145
Comentários
3
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Filosofia da Técnica [Andrew Feenberg]

  1. 1. Filosofia da Técnica 
 rodrigo@gonzatto.com rodrigo gonzatto gonzatto.com
  2. 2. “O que é a Filosofia da Tecnologia?”, 
 FEENBERG,Andrew “Artefatos tem política?”, WINNER, Langdon
  3. 3. TECNOLOGIA & SOCIEDADE
  4. 4. ARTEFATOS TECNOLÓGICOS & SERES HUMANOS
  5. 5. influenciam nas nossas ações? não influenciam as nossas ações? ARTEFATOS TECNOLÓGICOS
  6. 6. incorporam e corporificam valores, qualidades, ideais? são neutros? ARTEFATOS TECNOLÓGICOS
  7. 7. "Se houvesse uma pessoa aqui com uma arma na mão. Te chamaria a atenção dependendo de quem fosse ou pela própria arma?"
  8. 8. Carregados de Valores? “Armas não matam pessoas, 
 as pessoas matam pessoas” “A arma é só um ‘meio’, pois as pessoas matariam de outras formas.” “Uma sociedade que produz armas está criando a possibilidade de matar pessoas com armas” “O funcionamento de uma arma também indica e molda seus usos” Neutros?
  9. 9. - Onde, quando e por quem seu uso é permitida, negada ou incentivada? - Onde, quando e por quem sua produção é permitida, negada ou incentivada? Tem diferença saber que qualquer um pode estar andando por aí com… - Lanças, Cacetetes, Teasers elétricos - Canivetes, Facas, Espadas - Revólveres - Metralhadoras, Granadas, Bazookas?
  10. 10. - Tem trava? - Tem gatilho? - Como recarrega - É leve ou pesada? - Encaixa em que mão? - Quantos dedos são necessários? - Que tipo de bala? Explode ou é de borracha?
  11. 11. A posição que diz que a tecnologia é neutra • Entende que um dispositivo técnico é simplesmente uma concatenação de mecanismos causais • Exemplo: Uma arma pode ser usada para o bem ou para o mal... depende de quem usa. A faca serve pra cortar, mas não diz se é pra comer… ou matar. • Um software é só uma ferramenta. Uma rede social vai ser boa ou má, útil ou inútil, dependendo de como você utiliza. • Contraponto:“As coisas não são feitas sem um propósito. A criação e existência (permanência) de algo depende da sociedade, assim como esta constrói quais seus usos são mais frequentes e óbvios, e quais não.”
  12. 12. A posição que diz que a tecnologia tem valores • Os objetos não são compostos apenas de propriedades físicas ou químicas: valores de uma sociedade estão materialmente presentes nos artefatos tecnológicos. • Exemplo: O que transforma o dinheiro... em dinheiro? •A tecnologia incorpora e corporifica valores e ideais • Será mesmo os objetos são utilizados de qualquer maneira? E a propriedade intelectual,Termos de Uso, Contratos? > Os artefatos indicam seus usos também. •Contraponto: “Em última instância, é o uso de uma coisa que diz o seu valor: melhor ou pior, bom ou mau.”
  13. 13. iPod incentiva socialização ou a formação individual da personalidade?
  14. 14. Valores sobrevivem à tecnologia?
  15. 15. os usos e produções são construções sociais (coletivas) uso e produção são separados. o uso é uma escolha individualARTEFATOS TECNOLÓGICOS
  16. 16. A tecnologia não é boa, 

  17. 17. A tecnologia não é boa, 
 nem má...
  18. 18. A tecnologia não é boa, 
 nem má... tampouco é neutra! (Pierre Levy)
  19. 19. A tecnologia incorpora e corporifica valores e ideais “Armas não matam pessoas, 
 as pessoas matam pessoas” “A arma é só um ‘meio’, pois as pessoas matariam de outras formas.” “Uma sociedade que produz armas está criando a possibilidade de matar pessoas com armas” “O design de uma arma indica e forma seus usos” A tecnologia é neutra
  20. 20. TECNOLOGIA & SOCIEDADE
  21. 21. DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICOS & SERES HUMANOS
  22. 22. A tecnologia transforma a sociedade A sociedade transforma a tecnologia DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO
  23. 23. Se a tecnologia é neutra, estes artefatos não carregam valores? Dependem exclusivamente do seu uso?
  24. 24. As pessoas descobrem as técnicas e a tecnologia As pessoas criam as técnicas e tecnologia DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO
  25. 25. é autônomo ao ser humano? é controlado pelos seres humanos? DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO
  26. 26. é linear e progressivo é múltiplo, diverso não-acumulativo DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO
  27. 27. • avanço e atraso • desenvolvimento e subdesenvolvimento • dependência, colonização, decolonização
  28. 28. O desenvolvimento tecnológico é autônomo • O próximo já está na tecnologia. 
 Não há criação, há descoberta. • Os seres humanos lidam com a tecnologia, mas eles têm liberdade para decidir como ela será desenvolvida? • Exemplos: “O progresso é inevitável.”;“Não tem como fugir da informatização.”;“... certamente será o futuro.”
  29. 29. Humanamente Controlada • Escolhemos a tecnologia que queremos. Determinamos os próximo passo de evolução conforme nossas intenções • Exemplo: “Os professores são ‘resistentes’ a tecnologia”; “... desenvolveram sua própria tecnologia”;“... não conseguiram inserir a tecnologia no contexto...”
  30. 30. A Computação é neutra… ou carrega valores? Quem computa o quê, para quem? Quando e onde? Segundo: Camila Achutti, FISL15: Mulheres, Software Livre e Educação http://pt.slideshare.net/camilaachutti/fisl15-mulheres-software-livre-e-educao
  31. 31. http://www.academia.edu/4537917/ O_processo_de_invisibilizacao_das_mulheres_na_informatica_e_na_producao_tecnologica_a_partir_do_exempl _ENIAC_Girls http://cefetpr.academia.edu/FabianeLima Porque diminuiu, ao longo dos anos a presença de mulheres na computação Não pode ser a ideia de que mulheres não conseguem programar…
  32. 32. Existem condições sociais que orientam que o desenvolvimento tecnológico se dê de uma maneira e não de outra?
  33. 33. Autônomo Humanamente Controlado “A internet mudou a sociedade” “A sociedade está mudando por causa da internet” “A sociedade mudou suas formas de comunicação” “A internet reflete as mudanças da sociedade”
  34. 34. A tecnologia 
 transforma a sociedade, 
 

  35. 35. A tecnologia 
 transforma a sociedade, &
 a sociedade
 transforma a tecnologia
  36. 36. o técnico é construído socialmente &
 o social é tecnologicamente construído
  37. 37. 
 Tecnologia e Sociedade se constituem mutuamente (Estudos CTS, conceito de sócio-técnico)
  38. 38. Filosofia da Tecnologia por Andrew Feenberg
  39. 39. Autônoma Humanamente Controlada Neutra Determinismo tecnológico Ex.: Teoria da modernização (desenvolver tecnologia a partir do modelos dos países centrais ou então… atraso) Instrumentalismo Ex.: Crença liberal no progresso 
 (não deve-se interferir no desenvolvimento e oferta de tecnologias. A tecnologia não é boa, nem ruim, tudo depende dos seus usos) Carregada de Valores Substantivismo Meios e fins estão ligados
 (utopias e distopias tecnológicas.A tecnologia determina o ser humano. Devemos resistir totalmente ou abraçar de vez as tecnologias, negando- as ou aceitando-as, pois seus valores não mudam com o uso) Teoria Crítica Escolha de sistemas de meios e fins alternativos (existem vários desenvolvimentos tecnológicos e os valores da tecnologia são corporificados nas diversas formas de produzir, mas também são criados conforme os diferentes usos) A tecnologia 
 é ... FEENBERG,Andrew. O que é a Filosofia daTecnologia?Tradução de Augustín Apaza. 
 Conferência. 2003. Disponível em <http://www.sfu.ca/~andrewf/oquee.htm>
  40. 40. Autônoma Humanamente Controlada Neutra As novas tecnologias afetam o ser humano se bem utilizadas, levam ao desenvolvimento A tecnologia é desenvolvida pelo ser humano mas são só ferramenta para serem usadas Carregada de Valores As tecnologias mudam o ser humano pois os valores que a tecnologia afetam as pessoas A tecnologia está sempre em construção social mas a cada momento reflete e refrata valores de grupos sociais. A tecnologia 
 é ... FEENBERG,Andrew. O que é a Filosofia daTecnologia?Tradução de Augustín Apaza. 
 Conferência. 2003. Disponível em <http://www.sfu.ca/~andrewf/oquee.htm>
  41. 41. Autônoma Human. Controlada Neutra Determinismo Instrumentalismo Carregada de Valores Substantivismo Teoria Crítica •Tecnologia não carrega valores e é controlada pelo Homem • É a visão-padrão moderna: a tecnologia é uma ferramenta, um instrumento da espécie humana com 
 os quais satisfazemos nossas necessidades • Frase marcante:“Com o incrível... você vai...” • Exemplo: Publicidade; Marketing. Instrumentalismo
  42. 42. Bárbara Kruger
  43. 43. Autônoma Human. Controlada Neutra Determinismo Instrumentalismo Carregada de Valores Substantivismo Teoria Crítica •Tecnologia não carrega valores e é autônoma. • Devemos nos adaptar à tecnologia: o avanço tecnológico é a força motriz da história que molda o homem e a sociedade às exigências de um período/tempo/história. • Frase marcante: “O advento da/do... eficiência e progresso...” • Exemplos: Teoria progressista da Modernização; Determinismo
  44. 44. Autônoma Human. Controlada Neutra Determinismo Instrumentalismo Carregada de Valores Substantivismo Teoria Crítica •Tecnologia carrega valores e é autônoma. •Valores são uma substância, parte inerente a um artefato • Usar uma tecnologia é escolher um valor, é assumir um modo de vida (como o da eficiência). Uma tecnologia não pode ser usada para diferentes propósitos por indivíduos 
 e sociedades diferentes. • Frases marcantes: “A tecnologia corrompe o homem”, 
 “Todo mundo tem seu preço”,“...é o melhor” • Exemplos: Utopias e Distopias tecnológicas Substantivismo
  45. 45. Autônoma Human. Controlada Neutra Determinismo Instrumentalismo Carregada de Valores Substantivismo Teoria Crítica • Tecnologia carrega valores e é controlada pelo ser humano. • Podemos escolher a tecnologia que queremos e as relações sociais que delas emergirão. Meta-escolhas determinam valores a serem incorporados. •A“eficiência” não é o único valor, e não molda todas as dimensões da tecnologia. • Reconhecimento das consequências catastróficas de certos desenvolvimentos tecnológicos, mas com reconhecimento de que outros desenvolvimentos são possíveis. Teoria Crítica
  46. 46. Propostas de Atividade sobre o tema Em pequenos grupos. Reunir exemplos de trechos de texto que falam sobre tecnologias em revistas, jornais e portais (impressos ou online) onde se apresentam cada uma das 4 formas de compreender a tecnologia.

×