#comoeumesinto quando o assunto é: meme

2.034 visualizações

Publicada em

Slides da palestra ministrada por Rodrigo Gonzatto na Charneira 2012 (semana acadêmica de Design da PUCPR - Curitiba). O principal ponto foi propor memes como tecnologia e comportamento humano. Não apenas uma "replicação" de ideias idênticas, mas que vai se transformando, ganhando novos sentidos.

Publicada em: Design
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.034
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
351
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

#comoeumesinto quando o assunto é: meme

  1. 1. #comoeumesintoNome da palestra:quando o assunto é:memeAutor:Rodrigo Freese Gonzatto@gonzattowww.gonzatto.com Imagem de fundo: Vários rage faces na cena clássica do filme Reservoir Dogs Link: http://migre.me/aIFeO
  2. 2. - Ui, ele vai dar uma palestra sobre memes.
  3. 3. Meu blog:Juventudo.blogspot.compost de 2007
  4. 4. Meme, o que é?● Em “O Gene Egoísta”, escrito por Richard Dawkins em 1976: – O meme é o gene da cultura (Mi mese) – Cultura como produto da replicação de ideias – Meme como “unidade de evolução cultural” que se propaga entre indivíduos
  5. 5. Meme, o que pode ser?● Susan Blackmore: genes - memes - temes – “Ideias que replicam a si mesmas de cérebro em cérebro, como um vírus” – Temes (memes tecnológicos)
  6. 6. Meme na internet, o que é?● O que nos conta Raquel Recuero no livro “Redes Sociais na Internet”: – Memes fazem parte da dinâmica das redes – São uma ordem emergente de sistemas complexos – Exemplo: Propagação de vídeos, imagens, textos na internet Foto de Raquel Recuero do site Ciberjornalismo. Link: http://ciberjor.ufms.br/2010/index.php? option=com_content&view=article&id=91:raquel-recuero-fala-sobre- inter-relacao-entre-jornalismo-e-redes-sociais
  7. 7. Categorias de memes...● Quanto à fidelidade da cópia – Replicadores, Metamórficos e Miméticos● Quanto à longevidade – Persistentes e Voláteis● Quanto à fecundidade – Epidêmicos e Fecundos● Quanto ao alcance – Globais e Locais
  8. 8. Categorias de memes...● Quanto à fidelidade da cópia – Replicadores, Metamórficos e Miméticos● Quanto à longevidade – Persistentes e Voláteis● Quanto à fecundidade – Epidêmicos e Fecundos● Quanto ao alcance – Globais e Locais Não é o objetivo desta palestra explicar os memes assim!
  9. 9. Memes na internet● Dizem por aí que meme é: – Isso: que bomba na internet (Viral) – Ou: carinhas da internet #FAIL (Rage Faces)● Ideias repetidas em diferentes contextos? – Imitação? Comportamento! (First!) – Sentido e significado
  10. 10. Alguns memes popularesCaptura de tela da área “related content” do site Know Your Meme,mostrando diversos memes famosos na internet.Registrada em 2012. Referência: ww.knowyourmeme.com
  11. 11. Rage Faces● FFFUUUU Rageguy● Derp e Derpina● Rage Comics● Ragemakers
  12. 12. TENSO● Meme brasileiro! – Fórum UOL Jogos● Como todo meme, é uma derivação de outros memes...
  13. 13. Uma música...
  14. 14. Ai, se eu te pego: uma trajetória2008 - local - primeira versão (funk)Brincadeira de palco de Sharon Acioly da Axé Moi em Porto Seguro2009 - regional - Meninos de Seu Zeh (forró)Empresariado por Antônio Dyggs. Letra: sábado na Kabana (casa noturna de Feira deSantana)2010 - regional - Regravações pelo nordeste brasileiroCangaia de Jegue (forró), de Salvador e depois regravada por: Garota Safada, Arreiode Outo, Estakazero, Forró Sacode, Saia Rodada….2011 – nacional - Michel Teló (sertanejo universitário)Som Livre, Caldeirão do Huck, O Melhor do Brasil, Fantástico, revista Época, Veja...2011 – internacional – Regravações em diversos idiomasNeymar mostra musica para outros jogadores. Cristino Ronaldo faz a coreografiadurante jogo do Campeonato Espanhol. Música lançada por pela Universal Music,reportagem na Forbes e versões em inglês, espanhol, holandês, polonês, etc
  15. 15. Emergência
  16. 16. Ditados e adágios populares● “Deus a uda quem cedo madruga”● “Cada macaco no seu galho”● “Em boca fechada não entra mosquito”● “Em casa de ferreiro, espeto de pau” … quando estas frases são usadas e com quais intenções?
  17. 17. ... populares?● “Pode isso, Arnaldo?”● “É uma cilada, Bino”● “Só sei que foi assim...”● “To pagando...”● “Ai como eu tô bandida!”● “Pau que nasce torno nunca se indireita”● “Ai se eu te pego...” ...origem popular, resignificação midiática e reapropriação
  18. 18. #FAIL e Motivacionais● O que tem a ver com comportamento e cultura?● +: só que não, #NOT
  19. 19. Memes, Contexto e Política
  20. 20. Texto e fala● Mi guxxês: aDOoluu voxXeeh!!● Ti opês: corrão!11, comofas/● 1337: F1c4 35qu15170, m45 d4 p4r4 3n73nd3r, 0|_| ||@o? O modo que uma pessoa pode se expressar tem que estar limitado aos recursos técnicos computacionais?
  21. 21. Texto e imagem● ¯_( ツ )_/● ¸.·´¯`·.´¯`·.¸¸.·´¯`·.¸><(((º>● @}}>-----
  22. 22. Qual a diferença?● Oi.
  23. 23. Qual a diferença?● Oi.● Oi. Eu estou feliz.
  24. 24. Qual a diferença?● Oi.● Oi. Eu estou feliz.● Oi * feliz *
  25. 25. Qual a diferença?● Oi.● Oi. Eu estou feliz.● Oi * feliz *● Oi :)● Oi : ^ )● Oi ^_^ emoticon, emo i, internetês...
  26. 26. :P :p :ϸ
  27. 27. :P :PNão há diferença?
  28. 28. Harvey Ball, 1963 Scott Fahlman, 1982 From: Scott E Fahlman <Fahlman at Cmu-20c> I propose that the following character sequence for joke markers: :-) Quem inventou o emoticon?Have anice day Quem inventou o smile? &
  29. 29. Foto e edição de Felipe Donatelli. “Modelo”: Rodrigo Gonzatto
  30. 30. “Yao Ming“ meme
  31. 31. “tô zuando” ? Corpo como imagem.O que falamos com uma expressão?
  32. 32. Design, identidade e mediação● Como digo o que quero dizer se dependo do outro para compreender – A comunicação e o design não são fenômenos unidirecionais. Fazem parte de uma mediação.● Como mostrar as particularidades de quem eu sou, na internet? – Memes, como as rage faces, são uma forma que as pessoas criaram para se comunicarem, superando uma limitação dos computadores e da internet
  33. 33. Pergunta polêmica:Memes tem design?
  34. 34. O design dos memes● Diagramação● Tipografia● Ordem de leitura● Identidade
  35. 35. O design dos memes● Expressões bem definidas● Incompletude do desenho estimula a produção de novos desenhos● Identificação com os personagens
  36. 36. Scott Mcloud explica: O formato cartunizado do rostopermite que mais pessoas se identifiquem.
  37. 37. Significa
  38. 38. O design dos memes● Não é feito só por uma pessoa● Acontece em um processo coletivo● Se torna mais elaborado a partir do momento que mais pessoas dominam ferramentas computacionais● Não é acaso● É pro eto. É design.
  39. 39. Alunos de Fortaleza usam memes paraproduzir vídeo sobre Geografia (Instituto Paramitas) http://institutoparamitas.org.br/aulas-animadas-trazendo-movimento-para-as-salas-de-aula http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=Rm7KCfLsGeU
  40. 40. Mas que design é esse? – “Design encontrado”? – Design não-intencional? – Design vernacular?
  41. 41. Design Livre● Quem pro eta? Diminuir a separação entre: “usuários/leitores” x “designers”● Design/Pro eto como processo soci al: – Processo social onde o trabalho feito em estúdios é apenas um momento que pode acontecer ou não – Todo uso é uma criação de significado
  42. 42. Design Livre● Como fazer Design Livre: – Processo aberto: durante o processo – Ob etivo: não só um produto final, mas o aprendizado de como pro etar – Incentivo ao cani bali smo cultural: arquivos e documentação disponíveis com licenças não-restritivas para serem transformados em diferentes contextos
  43. 43. Raízes do Design Livre● Contexto: – Informatização, Internet, blogs design thinking, Colaboração, etc● Inspi rações: – Software Livre, Cultura digital, Hackerismo, Design social, Design Participativo, Design Crítico, Pesquisa-ação● Tendênci as: – Impressoras 3D, Open Design, REA - Recursos Educacionais Abertos, etc.
  44. 44. Projeto: mindgame● Pro eto final de Rodri go Gonzatto e Edmarlon Semprebom – Especi ali zação em Desi gn de Interação no Insti tuto Faber-Ludens● Ob eti vo: cri ar games i nspi rados na filosofia pós-moderna – Conversas e i nteração – Corpo e sub eti vi dade www.entropi a.faberludens.com.br
  45. 45. Pesquisa com ARG!
  46. 46. Sugestões... Para pesquisador@s, designers e comunicador@s considerarem: – a ideia de memes como algo que vai além de “idéias iguais ou repetidas entre pessoas” – os usos e a criação realizada pelas pessoas. – que pro etamos para as mediações: – como o outro dará continuidade e repro eta o seu pro eto? – ampliar a dimensão dos conceitos de: design e designer
  47. 47. #Obrigado!Fim da palestra: Autor: Rodrigo Freese Gonzatto @gonzatto www.gonzatto.com Imagem: Bunchie

×