Área de Projecto-5ºB <br />Tema: Património Natural<br />Subtema: O Sardão.<br />
É o maior dos lagartos ibéricos, com aspecto robusto e fortes membros pentadáctilos.<br /> A cabeça é grande e robusta, co...
Escamas ventrais dispostas em oito a dez filas longitudinais. <br />A cor dorsal de fundo é esverdeada ou amarelada, com u...
Comum em zonas rochosas, campos de cultivo e matagais, prefere áreas bem expostas ao sol, evitando zonas excessivamente hú...
Estes animais nos dias mais quentes e secos do Verão evitam as horas de maior insolação e nos dias frios e ventosos prefer...
Contudo, não hesitam em trepar a árvores, rochas ou paredes se não houver outros refúgios nas proximidades, quando se sent...
Trabalho realizado por:<br />Gonçalo Mendes<br /> e<br />João Pedro Reis<br />Escola E. B. 1 2 3 de Peniche<br />Professor...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sardão

575 visualizações

Publicada em

Fala sobre um sardão que existe na berlenga

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
575
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sardão

  1. 1. Área de Projecto-5ºB <br />Tema: Património Natural<br />Subtema: O Sardão.<br />
  2. 2. É o maior dos lagartos ibéricos, com aspecto robusto e fortes membros pentadáctilos.<br /> A cabeça é grande e robusta, com mandíbulas fortes. <br />A cauda é bastante comprida, podendo atingir duas vezes o comprimento do corpo.<br />
  3. 3. Escamas ventrais dispostas em oito a dez filas longitudinais. <br />A cor dorsal de fundo é esverdeada ou amarelada, com um profuso reticulado escuro. <br />Nos flancos apresenta várias séries de grandes manchas ou ocelos azuis.<br />O ventre é esbranquiçado, amarelado ou esverdeado, normalmente sem qualquer mancha ou retículo.<br />
  4. 4. Comum em zonas rochosas, campos de cultivo e matagais, prefere áreas bem expostas ao sol, evitando zonas excessivamente húmidas e sombrias. <br />No entanto, requer sempre uma certa densidade de vegetação que lhe proporciona abrigos em caso de perigo. <br />É muito comum também em olivais, cujas árvores possuem troncos ocos e tortuosos, nos quais encontra refúgio.<br />
  5. 5. Estes animais nos dias mais quentes e secos do Verão evitam as horas de maior insolação e nos dias frios e ventosos preferem manter-se abrigados nos seus esconderijos. <br />Típicos do solo, os sardões movem-se com grande agilidade entre a vegetação. <br />
  6. 6. Contudo, não hesitam em trepar a árvores, rochas ou paredes se não houver outros refúgios nas proximidades, quando se sentem ameaçados, ou então para a captura de ovos e crias de aves, o que fazem com relativa facilidade. <br />
  7. 7. Trabalho realizado por:<br />Gonçalo Mendes<br /> e<br />João Pedro Reis<br />Escola E. B. 1 2 3 de Peniche<br />Professores :Leopoldina Manteigas e Paulo Xavier<br />2009/2010<br />

×