Industria 1310

239 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
239
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Industria 1310

  1. 1. Cenário Indústria Brasileira Cenário Indústria Brasileira Outubro 2013 Fabio Silveira Gabriel Ramos Fabio Silveira Gabriel Ramos
  2. 2. Desempenho de Ago13Desempenho de Ago13
  3. 3. 3 Em Ago13, a produção da indústria brasileira teve crescimento nulo (série dessazonalizada)* • Destaque positivo: Bens de capital (+ 2,6%) • Destaque negativo: Bens de consumo semi e não-duráveis (- 0,3%) Esse desempenho fraco do setor deveu-se: a) Elevação dos juros reais nos últimos meses b) Desaceleração do crescimento do varejo c) Baixo dinamismo da exportação de bens de maior valor agregado (*) Na série corrente, observou-se queda de 1,2% na comparação com Ago12, acumulando avanço de 0,7% nos últimos 12 meses Obs.: número de dias úteis: Ago13 (22), Jul13 (23) e Ago12 (23) Produção industrial brasileiraProdução industrial brasileira
  4. 4. Juros reais subiram desde o início deste anoJuros reais subiram desde o início deste ano Fontes: Bacen e IBGE (P) Projeção GO Associados 0 3 6 9 12 15 jan/07 jan/08 jan/09 jan/10 jan/11 jan/12 jan/13 jan/14 Juros reais Juros nominais Projeção Juros (% a.a.)
  5. 5. PerspectivaPerspectiva
  6. 6. 6 Apesar do resultado de Ago13, a projeção de crescimento da indústria brasileira para 2013 foi mantida em 1,5%, por conta da expectativa de alguma elevação de seu nível de atividade no 2Sem13, sustentado: 1) Avanço da Construção Civil 2) Aceleração da exportação, em resposta à desvalorização do câmbio ocorrida em passado recente Para o próximo ano, prevê-se que a produção industrial aumente 2,2% sobre 2013, devido à melhora da competitividade de seus produtos (obtida sobretudo via alta do Dólar). Isto deve permitir ao setor: 1) Maior participação no volume de vendas do varejo 2) Incremento da sua exportação física Produção industrial brasileiraProdução industrial brasileira
  7. 7. Fonte: IBGE 7 Produção industrial: expectativa de melhor desempenho no 2Sem13Produção industrial: expectativa de melhor desempenho no 2Sem13 Índice de produção (com ajuste sazonal) - evolução mensal 100 110 120 130 140 jan/09 jul/09 jan/10 jul/10 jan/11 jul/11 jan/12 jul/12 jan/13 jul/13 Ago / 13
  8. 8. Fonte: IBGE (*) Série Corrente (P) Projeção GO Associados 8 Variação % -12 -9 -6 -3 0 3 6 9 12 jan/09 jan/10 jan/11 jan/12 jan/13 Média móvel 12 meses (var. t / t-1) Projeção Produção industrial: aumento de 1,5% em 2013Produção industrial: aumento de 1,5% em 2013
  9. 9. Fonte: IBGE (P) Projeção GO Associados 9 2,2% 1,5% -2,6% 0,4%10,5% 110 120 130 140 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 P 2014 P Produção industrial brasileira - var. anual Produção industrial: aumento de 1,5% em 2013Produção industrial: aumento de 1,5% em 2013
  10. 10. 10 Fonte: IBGE (P) Projeção GO Associados Período Indústria Extrativa Mineral Indústria de Transformação Indústria Geral Bens de Capital Bens Intermediários Bens de Consumo Bens de Consumo Duráveis Bens de Consumo Semi e Não-Duráveis abr/13 132,8 128,6 128,8 200,0 121,6 124,9 178,7 113,4 mai/13 141,1 129,9 130,5 194,2 125,4 126,0 174,7 115,6 jun/13 144,6 125,3 126,3 192,0 120,9 121,3 163,8 112,3 jul/13 150,0 131,2 132,1 195,2 127,4 127,3 164,2 119,5 ago/13 150,7 134,9 135,7 203,7 128,1 133,1 178,4 123,5 2010 146,8 127,5 128,4 182,5 122,1 126,4 172,8 116,6 2011 150,0 127,8 128,9 188,4 122,4 125,9 169,3 116,6 2012 149,3 124,4 125,6 166,2 120,5 124,9 163,4 116,7 2013 P 143,4 126,5 127,5 186,1 121,6 125,4 165,4 116,1 abr13 / abr12 -8,2% 9,7% 8,7% 24,4% 5,4% 7,6% 14,7% 5,4% mai13 / mai12 -9,1% 2,2% 1,5% 11,9% -0,1% 1,7% 5,7% 0,5% jun13 / jun12 -2,7% 3,6% 3,2% 18,4% 0,5% 2,8% 4,0% 2,4% jul13 / jul12 -2,4% 2,0% 1,7% 13,1% 0,2% 1,5% -1,8% 2,6% ago13 / ago12 -2,0% -1,2% -1,2% 11,8% -2,0% -2,8% -6,3% -1,6% 2010 13,4% 10,3% 10,5% 20,9% 11,4% 6,4% 10,3% 5,3% 2011 2,1% 0,3% 0,4% 3,2% 0,3% -0,4% -2,0% 0,1% 2012 -0,4% -2,7% -2,6% -11,8% -1,6% -0,8% -3,4% 0,1% 2013 P -4,0% 1,7% 1,5% 12,0% 1,0% 0,4% 1,2% -0,5% Índice de produção industrial - série sem ajuste sazonal Variação Produção industrial: aumento de 1,5% em 2013Produção industrial: aumento de 1,5% em 2013
  11. 11. Séries históricas recentesSéries históricas recentes
  12. 12. 2012 2013 JUL 1,0 JAN 2,9 JUL -2,4 AGO 1,5 FEV -2,4 AGO 0,0 SET -0,7 MAR 0,9 OUT 1,0 ABR 1,8 NOV -1,5 MAI -2,0 DEZ -0,2 JUN 2,1 INDÚSTRIA GERAL No gráfico, os resultados indicam a taxa de crescimento acumulada em 12 meses da série sem ajuste sazonal; na tabela, constam as taxas mensais da série dessazonalizada USO DA CAPACIDADE INSTALADA (%) 12 Produção Industrial BrasileiraProdução Industrial Brasileira (6) (3) 0 3 6 9 12 15 18 ago/10 dez/10 abr/11 ago/11 dez/11 abr/12 ago/12 dez/12 abr/13 ago/13 INDÚSTRIA GERAL Crescimento em 12 meses Fonte: IBGE 76 78 80 82 84 86 88 90 ago/10 dez/10 abr/11 ago/11 dez/11 abr/12 ago/12 dez/12 abr/13 ago/13 UTILIZAÇÃO DA CAPACIDADE INSTALADA NA INDÚSTRIA Fonte: FGV 2012 2013 JUL 83,7 JAN 84,4 JUL 84,4 AGO 84,0 FEV 84,1 AGO 84,2 SET 84,1 MAR 84,1 OUT 84,2 ABR 84,2 NOV 84,0 MAI 84,6 DEZ 84,1 JUN 84,4
  13. 13. 2012 2013 JUL 2,2 JAN 9,3 JUL -4,7 AGO -0,5 FEV 1,4 AGO 2,6 SET -0,4 MAR 1,0 OUT 1,4 ABR 3,2 NOV -0,5 MAI -3,4 DEZ -1,8 JUN 6,6 2012 2013 JUL 1,5 JAN 1,0 JUL -0,8 AGO 1,8 FEV -1,0 AGO 0,6 SET -1,2 MAR 0,8 OUT 0,7 ABR 0,3 NOV -1,0 MAI -1,0 DEZ -0,1 JUN -0,1 BENS DE CAPITAL Nos gráficos, os resultados indicam a taxa de crescimento acumulada em 12 meses da série sem ajuste sazonal; nas tabelas, constam as taxas mensais da série dessazonalizada BENS INTERMEDIÁRIOS Por categoria de usoPor categoria de uso 13 (20) (15) (10) (5) 0 5 10 15 20 25 30 35 ago/08 fev/09 ago/09 fev/10 ago/10 fev/11 ago/11 fev/12 ago/12 fev/13 ago/13 INDÚSTRIA DE BENS DE CAPITAL Crescimento em 12 meses (%) Fonte: IBGE (4) (2) 1 4 6 9 11 14 16 19 ago/10 dez/10 abr/11 ago/11 dez/11 abr/12 ago/12 dez/12 abr/13 ago/13 INDÚSTRIA BENS INTERMEDIÁRIOS Crescimento em 12 meses Fonte: IBGE
  14. 14. 2012 2013 JUL 2,4 JAN 2,9 JUL -7,4 AGO 1,8 FEV -7,4 AGO 0,2 SET -1,5 MAR 4,7 OUT 0,7 ABR 1,1 NOV -1,4 MAI -0,4 DEZ -0,5 JUN 4,3 BENS DE CONSUMO DURÁVEIS Nos gráficos, os resultados indicam a taxa de crescimento acumulada em 12 meses da série sem ajuste sazonal; nas tabelas, constam as taxas mensais da série dessazonalizada BENS DE CONSUMO SEMI E NÃO- DURÁVEIS 14 Por categoria de usoPor categoria de uso (13) (9) (5) (1) 3 7 11 15 19 23 27 ago/10 dez/10 abr/11 ago/11 dez/11 abr/12 ago/12 dez/12 abr/13 ago/13 INDÚSTRIA DE BENS DE CONSUMO DURÁVEIS Crescimento em 12 meses Fonte: IBGE (2) (1) 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 ago/10 dez/10 abr/11 ago/11 dez/11 abr/12 ago/12 dez/12 abr/13 ago/13 INDÚSTRIA BENS DE CONSUMO SEMI E NÃO-DURÁVEIS Crescimento em 12 meses Fonte: IBGE 2012 2013 JUL -0,2 JAN 0,3 JUL -1,8 AGO 1,8 FEV -1,9 AGO -0,3 SET 0,4 MAR -0,4 OUT -0,2 ABR 0,9 NOV -0,4 MAI -0,6 DEZ 0,7 JUN 2,8
  15. 15. INDÚSTRIA EXTRATIVA Nos gráficos, os resultados indicam a taxa de crescimento acumulada em 12 meses da série sem ajuste sazonal; nas tabelas, constam as taxas mensais da série dessazonalizada INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO Por segmento da indústriaPor segmento da indústria 15 (6) (3) 0 3 6 9 12 15 18 21 ago/10 dez/10 abr/11 ago/11 dez/11 abr/12 ago/12 dez/12 abr/13 ago/13 INDÚSTRIA EXTRATIVA Crescimento em 12 meses Fonte: IBGE (6) (3) 0 3 6 9 12 15 18 ago/10 dez/10 abr/11 ago/11 dez/11 abr/12 ago/12 dez/12 abr/13 ago/13 INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO Crescimento em 12 meses Fonte: IBGE 2012 2013 JUL -0,2 JAN -7,4 JUL 0,1 AGO -0,2 FEV -1,6 AGO 0,2 SET -1,7 MAR -0,7 OUT 8,0 ABR 0,7 NOV -6,7 MAI 0,3 DEZ 5,0 JUN 2,4 2012 2013 JUL 0,9 JAN 3,3 JUL -2,8 AGO 1,5 FEV -2,6 AGO 0,2 SET -0,5 MAR 1,0 OUT 0,1 ABR 1,9 NOV -0,8 MAI -2,3 DEZ -0,1 JUN 2,3
  16. 16. VEÍCULOS AUTOMOTORES Nos gráficos, os resultados indicam a taxa de crescimento acumulada em 12 meses da série sem ajuste sazonal; nas tabelas, constam as taxas mensais da série dessazonalizada REFINO DE PETRÓLEO E ÁLCOOL (18) (12) (6) 0 6 12 18 24 30 36 42 ago/10 dez/10 abr/11 ago/11 dez/11 abr/12 ago/12 dez/12 abr/13 ago/13 PRODUÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES Crescimento em 12 meses Fonte: IBGE 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 ago/10 dez/10 abr/11 ago/11 dez/11 abr/12 ago/12 dez/12 abr/13 ago/13 REFINO DE PETRÓLEO E ÁLCOOL Crescimento em 12 meses Fonte: IBGE Por segmento da indústriaPor segmento da indústria 16 2012 2013 JUL 6,3 JAN 5,5 JUL -7,6 AGO 2,7 FEV -9,4 AGO 1,7 SET -0,6 MAR 7,9 OUT 3,1 ABR 8,7 NOV -3,8 MAI -3,4 DEZ -1,6 JUN 1,6 2012 2013 JUL -0,6 JAN 4,2 JUL 3,2 AGO 2,2 FEV -4,0 AGO -0,1 SET 1,1 MAR 4,4 OUT -0,7 ABR 0,9 NOV 0,0 MAI 1,7 DEZ 1,5 JUN -4,1
  17. 17. MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Nos gráficos, os resultados indicam a taxa de crescimento acumulada em 12 meses da série sem ajuste sazonal; nas tabelas, constam as taxas mensais da série dessazonalizada INDÚSTRIA TÊXTIL (12) (6) 0 6 12 18 24 30 36 42 ago/10 dez/10 abr/11 ago/11 dez/11 abr/12 ago/12 dez/12 abr/13 ago/13 PRODUÇÃO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Crescimento em 12 meses Fonte: IBGE (19) (15) (11) (7) (3) 1 5 9 13 ago/10 dez/10 abr/11 ago/11 dez/11 abr/12 ago/12 dez/12 abr/13 ago/13 INDÚSTRIA TÊXTIL Crescimento em 12 meses Fonte: IBGE Por segmento da indústriaPor segmento da indústria 17 2012 2013 JUL 5,3 JAN 8,1 JUL -1,3 AGO -4,9 FEV 1,9 AGO 1,2 SET -5,5 MAR 0,6 OUT 6,2 ABR 8,6 NOV -0,1 MAI -4,8 DEZ -6,3 JUN 3,4 2012 2013 JUL -1,3 JAN 3,3 JUL -0,2 AGO 1,6 FEV -3,5 AGO 0,0 SET -2,1 MAR -0,3 OUT 0,1 ABR 1,4 NOV -0,2 MAI -0,6 DEZ -1,3 JUN 2,7
  18. 18. VENDAS DE CIMENTO Nos gráficos, os resultados indicam a taxa de crescimento acumulada em 12 meses da série sem ajuste sazonal; nas tabelas, constam as variações sobre o mesmo mês do ano anterior EXPEDIÇÃO DE EMBALAGENS TermômetrosTermômetros 18 0 4 8 12 16 20 ago/10 dez/10 abr/11 ago/11 dez/11 abr/12 ago/12 dez/12 abr/13 ago/13 VENDAS DE CIMENTO Crescimento em 12 meses Fonte: SNIC 0 3 6 9 12 15 18 ago/10 dez/10 abr/11 ago/11 dez/11 abr/12 ago/12 dez/12 abr/13 ago/13 EXPEDIÇÃO DE EMBALAGENS E CHAPAS DE PAPEL ONDULADO Crescimento em 12 meses Fonte: ABPO 2012 2013 JUL 2,7 JAN 10,1 JUL 0,2 AGO 6,4 FEV 2,6 AGO -2,9 SET 4,5 MAR -1,1 OUT 7,8 ABR 10,3 NOV 2,9 MAI 2,2 DEZ -0,8 JUN -1,4 2012 2013 JUL 8,0 JAN 5,8 JUL 4,5 AGO 9,3 FEV -2,3 AGO -1,0 SET -2,8 MAR -8,3 OUT 9,3 ABR 11,6 NOV 3,4 MAI 0,3 DEZ -0,8 JUN 3,0
  19. 19. AnexosAnexos
  20. 20. JurosJuros 20 2009 2010 2011 2012 2013 P 2014 P Taxa de juros (%) SELIC COPOM - final do período 8,8 10,8 11,0 7,3 9,5 8,5 SELIC COPOM - acumulado no ano 9,9 10,1 11,8 8,5 8,5 8,6 Juros reais (%) TAXA SELIC MÉDIA / IPCA 4,8 3,2 5,9 2,1 2,6 3,1 TAXA SELIC MÉDIA / IGP-DI 5,3 0,8 5,7 2,0 0,9 3,2 Fontes: Bacen, IBGE e FGV (P) Projeção GO Associados
  21. 21. Inflação e câmbio Fontes: Bacen, IBGE e FGV (P) Projeção GO Associados 2009 2010 2011 2012 2013 P 2014 P Índice de preços (Var. %) IPCA 4,3 5,9 6,5 5,8 5,7 5,8 IGP-M -1,7 11,3 5,1 7,8 5,8 6,0 IGP-DI -1,3 11,3 5,0 8,1 5,8 6,0 IPC - FIPE 3,7 6,4 5,8 5,1 4,2 5,2 Taxa de câmbio (R$ / US$) Valor - final do período 1,74 1,67 1,88 2,04 2,35 2,45 Var. (%) -25 -4 13 8,9 15,0 4,3 Valor - média anual 2,00 1,76 1,67 1,95 2,17 2,39 Var. (%) 9 -12 -5 16,7 10,9 10,2
  22. 22. • Escritórios: São Paulo – SP • Telefones: (011) 3030 – 6681 • Site: www.goassociados.com.br 22 A GO Associados elaborou este informativo com dados disponíveis até 02 / 10 / 2013. Apesar de cuidar da exatidão desses dados, a GO Associados não se responsabiliza pela total precisão das informações que poderão, eventualmente, estar incompletas e / ou resumidas. A GO Associados também não se responsabiliza por qualquer operação que venha a ser feita considerando os prognósticos sobre o comportamento dos ativos / indicadores aqui mencionados. GO Associados

×