Eu não sou terrível.EU TENHO TDAH.

598 visualizações

Publicada em

Estima-se que de 3 a 6% da população mundial sejam portadoras do TDAH. O tratamento se dá com a implementação de psicoterapia, podendo ser ou não associado ao tratamento medicamentoso.

Saiba mais sobre esse transtorno e como superá-lo!

Veja o vídeo.

Porque cada criança é única!

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
598
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Eu não sou terrível.EU TENHO TDAH.

  1. 1. Eu não sou terrível. Eu tenho TDAH. TDAH – Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade Porque cada criança é única
  2. 2. O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é um dos transtornos mentais mais comuns na infância e na adolescência. Caraterísticas:  Desatenção,  Atividade motora excessiva e  Impulsividade, inadequadas à etapa do desenvolvimento. www.gntechtests.com.br
  3. 3.  65% das crianças diagnosticadas como portadoras do Transtorno, continuam com os sintomas ao atingirem a idade adulta.  Estima-se que de 3 a 6% da população mundial sejam portadoras do TDAH. www.gntechtests.com.br
  4. 4. Os portadores de TDAH frequentemente apresentam problemas com relação ao desempenho acadêmico, autoestima, relações sociais, abuso de álcool e drogas, predisposição a distúrbios psiquiátricos, entre outros. www.gntechtests.com.br
  5. 5. Principais sintomas:  As crianças com TDAH, em especial os meninos, são agitadas ou inquietas, frequentemente ganham apelidos e ficam estigmatizados.  Na idade pré-escolar, estas crianças mostram-se agitadas, movendo-se incessantemente, mexendo em vários objetos.  Mexem pés e mãos, não param quietas na cadeira.  Falam muito e constantemente, frequentemente pedem para sair de sala ou da mesa nas refeições.  Têm dificuldades para manter a atenção em atividades muito longas, repetitivas ou que não lhes sejam interessantes. www.gntechtests.com.br
  6. 6.  Dificuldades com relação a horários, frequentemente não os cumprem.  É comum apresentarem dificuldades em se organizar e planejar aquilo que querem ou precisam fazer.  Dificuldades com relação a escala de prioridades.  Seu desempenho sempre parece inferior ao esperado para a sua capacidade intelectual. www.gntechtests.com.br
  7. 7. Diversas pesquisas realizadas em vários países reforçam a hipótese que o TDAH tem um caráter hereditário significativo. A predisposição genética foi demonstrada em estudos usando famílias, casos de gêmeos e adoção. www.gntechtests.com.br
  8. 8. Em mais da metade dos casos o transtorno acompanha o indivíduo na vida adulta, embora os sintomas de inquietude sejam mais brandos. www.gntechtests.com.br Você sabia? Albert Einstein também tinha TDAH!
  9. 9. Dicas para os pais segundo a *ABDA:  Reforçar o que há de melhor na criança.  Não estabelecer comparações entre os filhos. Cada criança apresenta um comportamento diante da mesma situação.  Procurar conversar sempre com a criança sobre como está se sentindo.  Aprender a controlar a própria impaciência.  Estabeleça regras e limites dentro de casa, mas tenha atenção para obedecer-lhes também.  Não esperar ‘’perfeição’’. *Associação Brasileira do Déficit de Atenção - ABDA® www.gntechtests.com.br
  10. 10.  Não cobre resultados, cobre empenho.  Elogie! Não se esqueça de elogiar! O estímulo nunca é demais. A criança precisa ver que seus esforços em vencer a desatenção, controlar a ansiedade e manter o ‘’motorzinho de 220 volts’’ em baixas rotações está sendo reconhecido.  Manter limites claros e consistentes, relembrando-os frequentemente.  Use português claro e direto, de preferência falando de frente e olhando nos olhos.  Não exigir mais do que a criança pode dar: deve-se considerar a sua idade. www.gntechtests.com.br
  11. 11. O mais importante é que o TDAH pode e deve ser tratado, garantindo assim a qualidade de vida para seus portadores.  Preconceito e falta de informação são seus piores inimigos.  O amor, a paciência e muita atenção dos familiares e amigos são os melhores incentivos para a superação! www.gntechtests.com.br
  12. 12. Teste Farmacogenético TDAH www.gntechtestes.com.br (48) 3028 9788

×