HISTÓRIA DA AVIAÇÃO - 18
AGO
A ERA DOS BALÕES e DIRIGÍVEIS
ENSAIOS DE VOO
Progressão dos estudos sobre o voo - uso da tecnologia em
desenvolvimento no ...
1874- Ferdinand von Zeppelin (AL) projeta o “navio
aéreo”: dirigível em que o gás ficava em
câmaras independentes, motores...
1883- Gaston e Albert Tissandier (FR)
constroem um balão dirigível c/ motor elétrico
de 1,5 HP de 24 baterias.
1884 – Char...
1890 - Leopoldo Corrêa da Silva (BR),
constitui no Brasil a empresa “Sociedade
Particular de Navegação Aérea”, c/ 2 dirigí...
1894- Augusto Severo de Albuquerque Maranhão
(BR) constrói o dirigível “Bartolomeu de
Gusmão” na França e o faz voar no Ri...
Zeppelin sobrevoando o RJ na década de 30
1895- Zeppelin patenteia seu dirigível motorizado
e c/ boa capacidade de carga e autonomia.
1897 - Karl Wölfert (AL) const...
No mesmo ano Auguste André, Strindburg e Fraenbel
(FR) decolam em um dirigível da Noruega p/ o Pólo
Norte e... desaparecem...
1898 - Santos-Dumont (BR) voa no seu 1º balão,
“Brasil”, na França.
1900- Zeppelin faz voar pela 1ª vez o LZ-1, por
20 minutos e c/ 5 passageiros a bordo.
Os grandes dirigíveis de Zeppelin p...
Com bilhetes muito caros e luxo interior, era um
meio de transporte reservado às pessoas da alta
sociedade, que desejassem...
E por um bom tempo o transporte aéreo era feito pelos
dirigíveis, inclusive chegando ao Brasil.
1901 - Augusto Severo faz ...
1937- O dirigível “Hindeburg” explode em Nova
Iorque, colocando em cheque a segurança dessas
naves.
FIM DE UMA ERA.
Total de LZ construídos = 129, de 1901 a 1937
1912 a 1913 = 881 voos, 19.100 passageiros
Deutsche Luftschiffahrts Akitieng...
O ESTUDO DA AERODINÂMICA DO MAIS
PESADO QUE O AR ADQUIRE NOVA
DINÂMICA.
NÃO HÁ MAIS COMO A HUMANIDADE
VIVER SEM O TRANSPOR...
1937 – O FIM DOS DIRIGÍVEIS COM O ACIDENTE DO
“HINDEBURG”
O DESENVOLVIMENTO DOS PEQUENOS “AVIONS”
Então, os maiores aviões...
Os dirigíveis já cruzavam os céus (início do Século XX)
e os 1ºs aviões mal saiam do chão, nas versões do
“Flyer” dos irmã...
1806 – Degen produz o seu ornitóptero – 1º projeto de
aeroplano;
1842 – Henson projeta o Aerial e
Letur faz um pára-quedas...
.
Ainda em1876 o Engº Clément Ader escreveu “Aviação
Militar”, teoria adotada a seguir no projeto de máquinas
voadoras.
Co...
.
Tudo em 1880:
Thomaz Alva Édison, inventor da lâmpada, projeta seu
“navio voador”;
Alphonse Penaud desenvolve um modelo ...
.
1891 – Octave Chanute reunia aficcionados em aviação p/
incentivá-los à busca de soluções aos problemas do
vôo.
Publicou...
.1895 – Lilienthal produz planadores biplanos, faz 2 mil
saltos, voando por + de 250 m de distância a 20 m /alt.
Fez um mo...
.Ainda em 1895 Samuel Pierpoint Langley (US) teorizou
que o avião, após decolar, podia voar sem parar, c/
energia dos vent...
.
Mais experiências p/ tirar um aparelho + pesado que o ar
do chão foram feitas no Sec. XIX.
Importantes foram os estudos ...
Wright’s ou Dumont ?...
Quem eram WILBUR e ORVILLE WRIGHT:
. Filhos do clérigo Milton Wright , de Dayton (USA)
1882. abrem uma oficina
de biciclet...
.1901. planam uma asa tripulada e tentam dirigi-la c/
movimentos do corpo.
1901. fizeram um túnel de vento p/ ensaios de v...
Quem era ALBERTO
SANTOS-DUMONT:
- filho do Eng. Henrique Dumont, formado em Paris e
próspero produtor de café.
1880. Santo...
.1894. viajou para os Estados Unidos: Nova
Iorque, Chicago e Boston.
1897. herdando a fortuna paterna, vai p/ França e
con...
1899. o N-3 partiu do Parque de Aerostação,
passou pela Torre Eiffel, seguiu p/ o Parque dos
Príncipes e p/ Bagatelle. Ate...
1901. N-4 tinha por baixo uma quilha c/ um selim
e os pedais de uma bicicleta p/ dar partida ao
motor de 7 hp, acionando u...
C/ o balão N-6, motor de 20 HP, enfim executa a
prova e recebe o prêmio.
O governo brasileiro enviou-lhe um prêmio em $$$
...
.1904. N-7, motor de 46 hp, foi projetado p/ corridas,
mas sofreu sabotagem numa exposição nos EUA.
Alguém deu 48 facadas ...
INSTITUÍDOS PRÊMIOS A QUEM FIZER VOAR UM
APARELHO MAIS PESADO QUE O AR POR MEIOS
PRÓPRIOS:
1904. Archdeacon, Aeroclube da ...
.
1905. faz um aeromodelo planador conforme
protótipo de Cayley, há 100 anos.
1905. faz o 14-bis, um avião unido a um balã...
Enfim... o voo do + pesado que o ar
1906. (23 de outubro) nas manobras do aeroplano
pelo gramado o eixo da hélice se parti...
A cópia do Flyer, construída pelo portentoso
Smithsonian Institute com tecnologia moderna não
consegue voar em 2003:
...
A réplica do 14-Bis (autenticada oficialmente),
construída pelo mecânico amador Allan Calassa, em
Caldas Novas (GO), com a...
Medalha Mérito Santos-Dumont, concedida aos
que tenham feitos relevantes à aeronáutica
brasileira
.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula de histotia 2

342 visualizações

Publicada em

aula de historia da aviaçao

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
342
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula de histotia 2

  1. 1. HISTÓRIA DA AVIAÇÃO - 18 AGO
  2. 2. A ERA DOS BALÕES e DIRIGÍVEIS ENSAIOS DE VOO Progressão dos estudos sobre o voo - uso da tecnologia em desenvolvimento no Século XIX, Revolução Industrial 1852- Henri Giffard (FR) patenteia a “aplicação do vapor na locomoção aérea e constrói um balão com forma de baleia, coloca um leme e um motor a vapor de 3 HP. Voa 27 KM.
  3. 3. 1874- Ferdinand von Zeppelin (AL) projeta o “navio aéreo”: dirigível em que o gás ficava em câmaras independentes, motores laterais externos e gôndolas p/ passageiros e carga 1881 - Júlio César Ribeiro de Sousa, paraense (BR), constrói o balão dirigível “Victória”, patenteando-o na França, Inglaterra, Itália, Bélgica, Rússia e EUA e depois constrói o “Santa Maria de Belém”
  4. 4. 1883- Gaston e Albert Tissandier (FR) constroem um balão dirigível c/ motor elétrico de 1,5 HP de 24 baterias. 1884 – Charles Renard e Arthur Krebs (FR) constroem o dirigível “La France”, c/ motor elétrico, c/ velocidade de 24 KMH e totalmente dirigível
  5. 5. 1890 - Leopoldo Corrêa da Silva (BR), constitui no Brasil a empresa “Sociedade Particular de Navegação Aérea”, c/ 2 dirigíveis.
  6. 6. 1894- Augusto Severo de Albuquerque Maranhão (BR) constrói o dirigível “Bartolomeu de Gusmão” na França e o faz voar no Rio de Janeiro. No mesmo ano Santos-Dumont muda-se para Paris e começa a se envolver com os estudos aeronáuticos, entre outros. Aproveitando as teorias e as experiências de vários pesquisadores da área ele começa a projetar seus próprios aparelhos voadores.
  7. 7. Zeppelin sobrevoando o RJ na década de 30
  8. 8. 1895- Zeppelin patenteia seu dirigível motorizado e c/ boa capacidade de carga e autonomia. 1897 - Karl Wölfert (AL) constrói e voa um dirigível c/ motor a gasolina... que explodiu.
  9. 9. No mesmo ano Auguste André, Strindburg e Fraenbel (FR) decolam em um dirigível da Noruega p/ o Pólo Norte e... desaparecem, achando-se seus corpos 33 anos depois.
  10. 10. 1898 - Santos-Dumont (BR) voa no seu 1º balão, “Brasil”, na França.
  11. 11. 1900- Zeppelin faz voar pela 1ª vez o LZ-1, por 20 minutos e c/ 5 passageiros a bordo. Os grandes dirigíveis de Zeppelin passaram 36 anos cruzando os céus do mundo, fazendo voos transcontinentais e mostrando aos povos que havia uma nova forma de viajar, que não os demorados navios. Suas silhuetas grandiosas impressionavam ao sobrevoarem lentamente as áreas povoadas.
  12. 12. Com bilhetes muito caros e luxo interior, era um meio de transporte reservado às pessoas da alta sociedade, que desejassem uma viagem mais rápida e com uma excelente visão panorâmica em altitude, até então impossível ao ser humano. No transcurso dos 36 anos de serviços prestados, provocou significativos aperfeiçoamentos de tecnologias: motores mais leves e eficientes, metais leves e mais resistentes, técnicas de navegação aérea e compreensão dos fenômenos meteorológicos, melhoria nas rádio-comunicações, etc.
  13. 13. E por um bom tempo o transporte aéreo era feito pelos dirigíveis, inclusive chegando ao Brasil. 1901 - Augusto Severo faz evoluções, c/ curvas fechadas, no seu 2° dirigível “Pax” (2 motores e hélices tratoras e propulsoras), a 400 m/alt que, ao final, pega fogo. No mesmo ano Santos-Dumont vence o prêmio “Deutsch de la Meurth” de 120000 FR$ (acrescidos de 9000 FR$), c/ seu dirigível nº 6, contornando a Torre Eiffel (11 km em 30 min.)
  14. 14. 1937- O dirigível “Hindeburg” explode em Nova Iorque, colocando em cheque a segurança dessas naves. FIM DE UMA ERA.
  15. 15. Total de LZ construídos = 129, de 1901 a 1937 1912 a 1913 = 881 voos, 19.100 passageiros Deutsche Luftschiffahrts Akitiengesellschaft – DELAG 1ª empresa de aviação do mundo 1909 Dirigida por Alfredo Colsman. Capital inicial: 3.000.000 de marcos. Inicia-se a busca por alternativas p/ o transporte aéreo
  16. 16. O ESTUDO DA AERODINÂMICA DO MAIS PESADO QUE O AR ADQUIRE NOVA DINÂMICA. NÃO HÁ MAIS COMO A HUMANIDADE VIVER SEM O TRANSPORTE AÉREO. OS AEROPLANOS PRECISAVAM EVOLUIR, TORNAREM-SE CONFIÁVEIS E DAR NOVO IMPULSO AO MODAL AÉREO. ------------------------------------------------------------ ---- O que deixaram os balões-dirigíveis aos aeroplanos?
  17. 17. 1937 – O FIM DOS DIRIGÍVEIS COM O ACIDENTE DO “HINDEBURG” O DESENVOLVIMENTO DOS PEQUENOS “AVIONS” Então, os maiores aviões tinham 2 ou 3 motores, pesavam umas 6 toneladas, transportavam uns 15 passageiros, autonomia aproximada de 4 h, c/ velocidade de 200 km/h, como o Boeing-247 e o Ford Trimotor. Assim, não faziam vôos transoceânicos.
  18. 18. Os dirigíveis já cruzavam os céus (início do Século XX) e os 1ºs aviões mal saiam do chão, nas versões do “Flyer” dos irmãos Wright (1903) e do “14-Bis” de Santos-Dumont (1906). Esses aeroplanos, ainda meros planadores, também têm base tecnológica no Século XIX. Fatos que exemplificam esse desenvolvimento:
  19. 19. 1806 – Degen produz o seu ornitóptero – 1º projeto de aeroplano; 1842 – Henson projeta o Aerial e Letur faz um pára-quedas; 1852 – George Cayley, o pai da aerodinâmica, constrói o “coachman carrier” e faz seu cocheiro nele voar (1° aviador?) por 397 m... e cai. Concluiu que o homem era incapaz de promover potência necessária ao vôo e propôs a fabricação de um motor; 1860 - Ponton d’Amecourt projeta um helicóptero a vapor; 1876 – Étienne-Jules Marey publica a obra “La machine animale” - tratado de aerodinâmica - sobre o vôo dos pássaros; .
  20. 20. . Ainda em1876 o Engº Clément Ader escreveu “Aviação Militar”, teoria adotada a seguir no projeto de máquinas voadoras. Constrói o “Éole” c/ 14 m / envergadura, 6,5 m / comprimento, asas iguais a de morcego, motor de 20 HP e peso de 296 KG, c/ o qual voou em 1890, por 50 m e 20 cm / altura. Inventa, também, o termo “avion” (“appareil volant les imitant oisaux naturels” – aparelho voador que imita os pássaros naturais). Fez ainda o avion II (Zephir) e o III – bimotor com 20 HP cada e hélices quadripás;
  21. 21. . Tudo em 1880: Thomaz Alva Édison, inventor da lâmpada, projeta seu “navio voador”; Alphonse Penaud desenvolve um modelo com hélices propulsionado por uma fita de borracha (mais tarde bastante estudado pelos Wright); O Engº Otto Lilienthal desenvolve o trabalho “O vôo das aves como base da aviação”, e faz um aparelho que voa até 30 m;
  22. 22. . 1891 – Octave Chanute reunia aficcionados em aviação p/ incentivá-los à busca de soluções aos problemas do vôo. Publicou artigos a respeito que se transformaram em um manual: “Progresso das máquinas voadoras”, citando Langley, Maxims, Pilcher, Hargraves, Lilienthal, etc. Estudou a localização do centro de gravidade do avião, estabilidade e dirigibilidade nas asas. Foi orientador dos Wright’s, e assistiu vários testes do “Flyer”;
  23. 23. .1895 – Lilienthal produz planadores biplanos, faz 2 mil saltos, voando por + de 250 m de distância a 20 m /alt. Fez um morro artificial c/ rampa e base subterrânea p/ seus aparelhos. Vendia asas-planadores, ensinava manobras de vôo planado e a influência dos ventos. Equipou um aparelho com um motor de 2,5 HP (41 KG) e saltou de uma colina, quando uma rajada de vento o faz colidir com o solo e ele morre. O material que deixou serviu aos pioneiros a projetarem seus aeroplanos.
  24. 24. .Ainda em 1895 Samuel Pierpoint Langley (US) teorizou que o avião, após decolar, podia voar sem parar, c/ energia dos ventos. Mas, seus estudos acabaram apontando na direção do desenvolvimento de um motor a combustão interna. Testou um aparelho em escala – “aerodrome” – que voou aproximadamente 1000 a 1500 m / distância e a mais de 50 kmh, c/ motor radial de 5 cilindros, 2 hélices, refrigerado a água e que foi fabricado por Charles Manley. Em testes funcionou por 10 h consecutivas sem perder potência. As 2 tentativas de voar c/ o aparelho em tamanho real fracassaram... 1903.
  25. 25. . Mais experiências p/ tirar um aparelho + pesado que o ar do chão foram feitas no Sec. XIX. Importantes foram os estudos sobre os princípios básicos do vôo de um aeroplano, diferente do vôo dos pássaros, precisava de um motor p/ fazê-lo cortar o ar e, assim, ganhar sustentação. Problemas a serem resolvidos: Motorização (relação peso / potência) Efeito dos ventos (Meteorologia Aeronáutica) Manobrabilidade (Comandos e Centro de Gravidade) Tamanho das asas (área alar) No início do século seguinte, isto solucionado, consegue- se fazer voar por meios próprios o + pesado que o ar... Mas, se os dirigíveis voavam bem, para quê os “avions”?...
  26. 26. Wright’s ou Dumont ?...
  27. 27. Quem eram WILBUR e ORVILLE WRIGHT: . Filhos do clérigo Milton Wright , de Dayton (USA) 1882. abrem uma oficina de bicicletas (Wright Cycle Company) 1890. estudam as obras de Lilienthal, Cayley, Ader, Henson, Chanute e Langley (considerado um rival) 1899. o Serviço de Meteorologia indica-lhes Kitty Hawk como local p/ testes. 1900. testaram sua primeira asa como uma pipa.
  28. 28. .1901. planam uma asa tripulada e tentam dirigi-la c/ movimentos do corpo. 1901. fizeram um túnel de vento p/ ensaios de vôo. 1901. incluem na asa um compensador dianteiro, p/ subir e descer e 2 planos verticais atrás como lemes. 1902. asa n.3 equipada c/ motor de 4 cilindros de 12 hp. 1903. (17 DEZ) c/ ventos de 40 kmh o Flyer foi catapultado ao ar nas dunas de Kill Devil Hills, c/ 5 testemunhas. Fazem 3 outros voos c/ o mesmo aparelho, de 59 seg. à velocidade de 50 kmh. Tentaram vender ao Exército dos EUA; ao governo francês; e a um grupo de industriais. Afixaram uma placa no Flyer, exposto no Smithsonian: "O avião original dos Irmãos Wright: a primeira máquina do mundo movida a energia, mais pesada que o ar, na qual o homem fez vôos livres, controlados e sustentados".
  29. 29. Quem era ALBERTO SANTOS-DUMONT: - filho do Eng. Henrique Dumont, formado em Paris e próspero produtor de café. 1880. Santos-Dumont (7 anos) já guiava os locomóveis da fazenda. Aos 12 dirigia as locomotivas e lia as obras de ficção de Júlio Verne. 1891. faz viagem turística à Inglaterra e na França escalou o Monte Branco. 1892. emancipado pelo pai volta à França e ingressa no automobilismo. Inicia estudos científicos c/ um professor espanhol, Garcia.
  30. 30. .1894. viajou para os Estados Unidos: Nova Iorque, Chicago e Boston. 1897. herdando a fortuna paterna, vai p/ França e contrata aeronautas p/ lhe ensinar sobre os balões. 1898, 1º. dirigível, o N-1, no Jardim da Aclimação de Paris, ao inflar, acaba rasgado antes de subir (falha no apoio em terra). Dois dias depois, partiu e evoluiu bem. Uma pane na bomba de ar o fez dobrar e cair de 400 m / alt. 1899. o N-2 (comprimento e forma do N-1), c/ diâmetro maior e c/ a bomba de ar modificada. O teste terminou nas árvores próximas.
  31. 31. 1899. o N-3 partiu do Parque de Aerostação, passou pela Torre Eiffel, seguiu p/ o Parque dos Príncipes e p/ Bagatelle. Aterrissou em condições controladas. 1900. faz em St. Cloud um hangar p/ o N-3 (inflado) + ferramental p/ fabricação do hidrogênio: 30 m comp. 7 de largura e 11 de alt 1900, Henri Deutsch de la Meurthe (magnata do petróleo) junto ao Aeroclube da França, lança o prêmio de 100.000 francos a quem faça uma máquina voadora seguir à Torre Eiffel, contorne-a, volte à origem (11 km) em 30 min. s/ escalas. O esportista Dumont interessa-se pelo torneio.
  32. 32. 1901. N-4 tinha por baixo uma quilha c/ um selim e os pedais de uma bicicleta p/ dar partida ao motor de 7 hp, acionando uma hélice dianteira c/ 2 pás de 4 m. Cordas controlavam a regulagem do carburador, válvulas, manuseio do leme, do lastro e dos pesos deslocáveis. 1901. faz o balão Fatum, esférico.Testou nele um invento de Emmanuel Aimé, o “termosfera”, p/ permitir melhor controle de altitude. 1901. c/ o N-5, motor de 16 hp, disputou o Prêmio Deutsch. Fez o trajeto, mas ultrapassou em 10 min o tempo da prova. Em outra tentativa chocou-o contra um prédio.
  33. 33. C/ o balão N-6, motor de 20 HP, enfim executa a prova e recebe o prêmio. O governo brasileiro enviou-lhe um prêmio em $$$ no mesmo valor do Deutsch, e uma medalha de ouro c/ sua efígie e a frase de Camões: “Por céus nunca dantes navegados”. O objetivo de alcançar o podium do novo e sofisticado esporte, tornara-o o 1º campeão da modalidade. Dumont – brasileiro – era um esportista e, por isto, valorizava a vitória.
  34. 34. .1904. N-7, motor de 46 hp, foi projetado p/ corridas, mas sofreu sabotagem numa exposição nos EUA. Alguém deu 48 facadas no balão. 1904. N-8 cópia do N-6 encomendado por um colecionador americano, Boyce; N-9, c/ motor de 3 hp, um dirigível de passeio, também vendido a Boyce; N-10, c/ motor de 60 hp, foi um dirigível ônibus p/ servir de transporte coletivo. Fez algumas ascensões, mas nunca foi terminado; N-11, c/ motor de 16 hp, era cópia reduzida do N-10; N-12, réplica do N-9, foi outra encomenda de Boyce; N-13, luxuoso balão de ar quente e hidrogênio, p/ ficar semanas no ar, foi destruído por uma tempestade antes de ser experimentado.
  35. 35. INSTITUÍDOS PRÊMIOS A QUEM FIZER VOAR UM APARELHO MAIS PESADO QUE O AR POR MEIOS PRÓPRIOS: 1904. Archdeacon, Aeroclube da França e Deutsch-Archdeacon. 1º, de Ernest Archdeacon, de 3.000 francos p/ quem voasse 25 m; 2º, do Aeroclube, de 1.500 francos p/ quem voasse 100 m; 3º, de La Meurthe e Archdeacon, de 50.000 francos p/ quem voasse 1.000 m em circuito fechado. Dumont interessou-se muito por eles.
  36. 36. . 1905. faz um aeromodelo planador conforme protótipo de Cayley, há 100 anos. 1905. faz o 14-bis, um avião unido a um balão, p/ reduzir o peso na decolagem. 1905. inspirado em um hidroplanador, fez o ‘Ave de Rapina”, um biplano de células de Hargraves, c/ motor de 24 hp, depois trocado por um de 50 hp.O aeronauta ia em pé, em uma cesta central. Na 1ª. tentativa não decolou, na 2ª. saltou somente. No pouso a hélice e a parte traseira ficaram danificadas.
  37. 37. Enfim... o voo do + pesado que o ar 1906. (23 de outubro) nas manobras do aeroplano pelo gramado o eixo da hélice se partiu, sendo logo consertado. Na presença de uma multidão o 14-BIS, agora envernizado para reduzir a porosidade do tecido e aumentar a sustentação, correu cerca de 100 m e decolou, ficou 6 segundos no ar e após haver atingido 3 m de altura, pousou a 60 m de onde partira. A prova havia sido cumprida: + do dobro da distância determinada fora coberta. Alguns dias depois voou 220 m, ganhando o Prêmio do Aeroclube da França!
  38. 38. A cópia do Flyer, construída pelo portentoso Smithsonian Institute com tecnologia moderna não consegue voar em 2003: ...
  39. 39. A réplica do 14-Bis (autenticada oficialmente), construída pelo mecânico amador Allan Calassa, em Caldas Novas (GO), com a mesma tecnologia da época de sua invenção por Dumont, voa majestosamente várias vezes e em diversos lugares, em 2006: .
  40. 40. Medalha Mérito Santos-Dumont, concedida aos que tenham feitos relevantes à aeronáutica brasileira .

×