SlideShare uma empresa Scribd logo

Educação física e saúde aula 2

Aula 2- Educação Física e Saúde

1 de 72
EDUCAÇÃO FÍSICA E SAÚDE
UMA ABRODAGEM METODOLÓGICA
VIPERSONAL
SERVIÇO DE ASSESSORIA E ORIENTAÇÃO
EM ATIVIDADE FÍSICA
Prof. Ms. GLÊBIA ALEXA CARDOSO
Graduado em Educação Física –UERN
Especialista em Fisiologia e Biomecânica –FIC
Especialista em Atividades Rítimas e Expressivas –UFRN
Mestre em Avaliação e Prescrição de Exercício- UTAd-PT
Professora da URCA e Coordenadora no Grupo de pesquisa –
CENPEF
Gerente Administrativa da Vipersonal-Iguatu
Temas
 Histórico
 Conceitos
 Síndrome Metabólica
 Componentes da Aptidão Física
 Treinamento para Grupos especiais
PERGUNTAS
1.Quais os exercícios que devem ser exercutados
com pessoas obesas?
2.Qual a fonte imediata de energia para a
contração muscular?
3. Como avaliar os componentes da Aptidão Física
relacionado a Saúde
4. Qual a função dos macronutrientes na produção
de energia?
5. Como o perímetro da cintura pode influenciar
nos cuidados relacionados aos problemas
cardiovasculares?
Educação Física e Saúde
Uma ferramenta ainda
desconhecida
Educação  física e saúde   aula 2

Recomendados

Atividade Física e Qualidade de Vida
Atividade Física e Qualidade de VidaAtividade Física e Qualidade de Vida
Atividade Física e Qualidade de VidaThelsy
 
Atividade física-e-saúde-slides-3
Atividade física-e-saúde-slides-3Atividade física-e-saúde-slides-3
Atividade física-e-saúde-slides-3Isabel Teixeira
 
Aula introdução ed. fisica
Aula introdução ed. fisicaAula introdução ed. fisica
Aula introdução ed. fisicaRafael Borges
 
Slide de educação fisica
Slide de educação fisicaSlide de educação fisica
Slide de educação fisicaGabriel15762
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slide história da educação física-blog
Slide história da educação física-blogSlide história da educação física-blog
Slide história da educação física-blogestudosacademicospedag
 
Atividade fisica e qualidade de vida
Atividade fisica e qualidade de vidaAtividade fisica e qualidade de vida
Atividade fisica e qualidade de vidaLA Fitness Solutions
 
Atividade física e saúde escola
Atividade física e saúde  escolaAtividade física e saúde  escola
Atividade física e saúde escolaNetKids
 
Atividade física e saúde na infância e adolescência
Atividade física e saúde na infância e adolescênciaAtividade física e saúde na infância e adolescência
Atividade física e saúde na infância e adolescênciaSilvia Arrelaro
 
Atividade física e seus benefícios
Atividade física e seus benefíciosAtividade física e seus benefícios
Atividade física e seus benefíciosRosa Maria
 
Diferença de atividade física para Exercício físico!
Diferença de atividade física para Exercício físico!Diferença de atividade física para Exercício físico!
Diferença de atividade física para Exercício físico!Joemille Leal
 
Atividade física e saúde
Atividade física e saúdeAtividade física e saúde
Atividade física e saúdeFatima Costa
 
Conceitos Variados de Esporte
Conceitos Variados de EsporteConceitos Variados de Esporte
Conceitos Variados de EsporteDavid Henrique
 
Histórico da ginástica
Histórico da ginásticaHistórico da ginástica
Histórico da ginásticaPaulo Roberto
 
Benefícios relacionados à atividade física
Benefícios relacionados à atividade físicaBenefícios relacionados à atividade física
Benefícios relacionados à atividade físicaRomero Vitor
 
Corpo, cultura e movimento
Corpo, cultura e movimentoCorpo, cultura e movimento
Corpo, cultura e movimentoSilvia Arrelaro
 

Mais procurados (20)

Historia da Educação Física
Historia da Educação FísicaHistoria da Educação Física
Historia da Educação Física
 
Slide história da educação física-blog
Slide história da educação física-blogSlide história da educação física-blog
Slide história da educação física-blog
 
Condicionamento físico
Condicionamento físicoCondicionamento físico
Condicionamento físico
 
Exercício Aeróbico
Exercício AeróbicoExercício Aeróbico
Exercício Aeróbico
 
Atividade fisica e qualidade de vida
Atividade fisica e qualidade de vidaAtividade fisica e qualidade de vida
Atividade fisica e qualidade de vida
 
Atividade física e saúde escola
Atividade física e saúde  escolaAtividade física e saúde  escola
Atividade física e saúde escola
 
Atividade física e saúde na infância e adolescência
Atividade física e saúde na infância e adolescênciaAtividade física e saúde na infância e adolescência
Atividade física e saúde na infância e adolescência
 
Boxe
BoxeBoxe
Boxe
 
Atividade física e seus benefícios
Atividade física e seus benefíciosAtividade física e seus benefícios
Atividade física e seus benefícios
 
Diferença de atividade física para Exercício físico!
Diferença de atividade física para Exercício físico!Diferença de atividade física para Exercício físico!
Diferença de atividade física para Exercício físico!
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Musculação - Bíceps e abdômen
Musculação - Bíceps e abdômenMusculação - Bíceps e abdômen
Musculação - Bíceps e abdômen
 
Padroes de beleza
Padroes de belezaPadroes de beleza
Padroes de beleza
 
Atividade física e saúde
Atividade física e saúdeAtividade física e saúde
Atividade física e saúde
 
Conceitos Variados de Esporte
Conceitos Variados de EsporteConceitos Variados de Esporte
Conceitos Variados de Esporte
 
Histórico da ginástica
Histórico da ginásticaHistórico da ginástica
Histórico da ginástica
 
Ed fisica escolar
Ed fisica escolarEd fisica escolar
Ed fisica escolar
 
Benefícios relacionados à atividade física
Benefícios relacionados à atividade físicaBenefícios relacionados à atividade física
Benefícios relacionados à atividade física
 
Corpo, cultura e movimento
Corpo, cultura e movimentoCorpo, cultura e movimento
Corpo, cultura e movimento
 
Musculação
MusculaçãoMusculação
Musculação
 

Destaque

Abordagem critico superadora
Abordagem critico superadora Abordagem critico superadora
Abordagem critico superadora pauloaltizani
 
Abordagem desenvolvimentista
Abordagem desenvolvimentistaAbordagem desenvolvimentista
Abordagem desenvolvimentistaMayra Henrique
 
Disciplina jogos, recreação e lazer para o curso de pedagogia
Disciplina jogos, recreação e lazer para o curso de pedagogiaDisciplina jogos, recreação e lazer para o curso de pedagogia
Disciplina jogos, recreação e lazer para o curso de pedagogiaGiovanazava
 

Destaque (6)

Fenomenologia
FenomenologiaFenomenologia
Fenomenologia
 
Recreação
RecreaçãoRecreação
Recreação
 
Educação física escolar
Educação física escolarEducação física escolar
Educação física escolar
 
Abordagem critico superadora
Abordagem critico superadora Abordagem critico superadora
Abordagem critico superadora
 
Abordagem desenvolvimentista
Abordagem desenvolvimentistaAbordagem desenvolvimentista
Abordagem desenvolvimentista
 
Disciplina jogos, recreação e lazer para o curso de pedagogia
Disciplina jogos, recreação e lazer para o curso de pedagogiaDisciplina jogos, recreação e lazer para o curso de pedagogia
Disciplina jogos, recreação e lazer para o curso de pedagogia
 

Semelhante a Educação física e saúde aula 2

Da promoção da saúde a escola promotora da saúde perspectivas e realidades
Da promoção da saúde a escola promotora da saúde perspectivas e realidadesDa promoção da saúde a escola promotora da saúde perspectivas e realidades
Da promoção da saúde a escola promotora da saúde perspectivas e realidadesRogerio Melo
 
Trabalhos associados a um estilo de vida saudável
Trabalhos associados a um estilo de vida saudávelTrabalhos associados a um estilo de vida saudável
Trabalhos associados a um estilo de vida saudávelAdriana Duarte
 
Vida saudável - Aptidão e atividade física
Vida saudável - Aptidão e atividade físicaVida saudável - Aptidão e atividade física
Vida saudável - Aptidão e atividade físicaritadcasco
 
Componentes da aptidão física
Componentes da aptidão físicaComponentes da aptidão física
Componentes da aptidão físicafabioalira
 
Núcleo ampliado de saúde da família e atenção.pptx
Núcleo ampliado de saúde da família e atenção.pptxNúcleo ampliado de saúde da família e atenção.pptx
Núcleo ampliado de saúde da família e atenção.pptxSimone783790
 
Fisioterapia em grupos especiais
Fisioterapia em grupos especiaisFisioterapia em grupos especiais
Fisioterapia em grupos especiaissaulo vinicius
 
Atividade física-e-saúde
Atividade física-e-saúdeAtividade física-e-saúde
Atividade física-e-saúdeDelma Castro
 
SUPLEMENTAÇÃO E ATIVIDADE FÍSICA
SUPLEMENTAÇÃO E ATIVIDADE FÍSICASUPLEMENTAÇÃO E ATIVIDADE FÍSICA
SUPLEMENTAÇÃO E ATIVIDADE FÍSICALaerson Psico
 
Apostila ensino médio atividades fisicas
Apostila ensino médio atividades fisicasApostila ensino médio atividades fisicas
Apostila ensino médio atividades fisicasReginaldo Pazinatto
 
Introdução ao condicionamento físico - Prof. Paulo Costa Amaral
Introdução ao condicionamento físico - Prof. Paulo Costa AmaralIntrodução ao condicionamento físico - Prof. Paulo Costa Amaral
Introdução ao condicionamento físico - Prof. Paulo Costa AmaralPAULO AMARAL
 
Ficha de Trabalho: IKIGAI
Ficha de Trabalho: IKIGAIFicha de Trabalho: IKIGAI
Ficha de Trabalho: IKIGAIGrupo OT5
 
sedentarismo e obesidade (1) SLIDES DO Rique (1).pptx
sedentarismo e obesidade (1) SLIDES DO Rique (1).pptxsedentarismo e obesidade (1) SLIDES DO Rique (1).pptx
sedentarismo e obesidade (1) SLIDES DO Rique (1).pptxTharykBatatinha
 
Impulsiona 2018.11-alimentacaosaudavel
Impulsiona 2018.11-alimentacaosaudavelImpulsiona 2018.11-alimentacaosaudavel
Impulsiona 2018.11-alimentacaosaudavelAnatliaMiranda
 

Semelhante a Educação física e saúde aula 2 (20)

Da promoção da saúde a escola promotora da saúde perspectivas e realidades
Da promoção da saúde a escola promotora da saúde perspectivas e realidadesDa promoção da saúde a escola promotora da saúde perspectivas e realidades
Da promoção da saúde a escola promotora da saúde perspectivas e realidades
 
Trabalhos associados a um estilo de vida saudável
Trabalhos associados a um estilo de vida saudávelTrabalhos associados a um estilo de vida saudável
Trabalhos associados a um estilo de vida saudável
 
Tcc osvaldo formatado
Tcc osvaldo formatadoTcc osvaldo formatado
Tcc osvaldo formatado
 
Tcc Avaliação da Qualidade de Vida em Idosos que Praticam e não Praticam Cami...
Tcc Avaliação da Qualidade de Vida em Idosos que Praticam e não Praticam Cami...Tcc Avaliação da Qualidade de Vida em Idosos que Praticam e não Praticam Cami...
Tcc Avaliação da Qualidade de Vida em Idosos que Praticam e não Praticam Cami...
 
Vida saudável - Aptidão e atividade física
Vida saudável - Aptidão e atividade físicaVida saudável - Aptidão e atividade física
Vida saudável - Aptidão e atividade física
 
Componentes da aptidão física
Componentes da aptidão físicaComponentes da aptidão física
Componentes da aptidão física
 
Tcc osvaldo formatado
Tcc osvaldo formatadoTcc osvaldo formatado
Tcc osvaldo formatado
 
Núcleo ampliado de saúde da família e atenção.pptx
Núcleo ampliado de saúde da família e atenção.pptxNúcleo ampliado de saúde da família e atenção.pptx
Núcleo ampliado de saúde da família e atenção.pptx
 
Fisioterapia em grupos especiais
Fisioterapia em grupos especiaisFisioterapia em grupos especiais
Fisioterapia em grupos especiais
 
Natação e qv
Natação e qvNatação e qv
Natação e qv
 
Atividade física-e-saúde
Atividade física-e-saúdeAtividade física-e-saúde
Atividade física-e-saúde
 
SUPLEMENTAÇÃO E ATIVIDADE FÍSICA
SUPLEMENTAÇÃO E ATIVIDADE FÍSICASUPLEMENTAÇÃO E ATIVIDADE FÍSICA
SUPLEMENTAÇÃO E ATIVIDADE FÍSICA
 
Saúde
SaúdeSaúde
Saúde
 
Apostila ensino médio atividades fisicas
Apostila ensino médio atividades fisicasApostila ensino médio atividades fisicas
Apostila ensino médio atividades fisicas
 
Introdução ao condicionamento físico - Prof. Paulo Costa Amaral
Introdução ao condicionamento físico - Prof. Paulo Costa AmaralIntrodução ao condicionamento físico - Prof. Paulo Costa Amaral
Introdução ao condicionamento físico - Prof. Paulo Costa Amaral
 
Exercícios físicos e saude- 1C
Exercícios físicos e saude- 1CExercícios físicos e saude- 1C
Exercícios físicos e saude- 1C
 
Beneficios atvfisica
Beneficios atvfisicaBeneficios atvfisica
Beneficios atvfisica
 
Ficha de Trabalho: IKIGAI
Ficha de Trabalho: IKIGAIFicha de Trabalho: IKIGAI
Ficha de Trabalho: IKIGAI
 
sedentarismo e obesidade (1) SLIDES DO Rique (1).pptx
sedentarismo e obesidade (1) SLIDES DO Rique (1).pptxsedentarismo e obesidade (1) SLIDES DO Rique (1).pptx
sedentarismo e obesidade (1) SLIDES DO Rique (1).pptx
 
Impulsiona 2018.11-alimentacaosaudavel
Impulsiona 2018.11-alimentacaosaudavelImpulsiona 2018.11-alimentacaosaudavel
Impulsiona 2018.11-alimentacaosaudavel
 

Educação física e saúde aula 2

  • 1. EDUCAÇÃO FÍSICA E SAÚDE UMA ABRODAGEM METODOLÓGICA VIPERSONAL SERVIÇO DE ASSESSORIA E ORIENTAÇÃO EM ATIVIDADE FÍSICA
  • 2. Prof. Ms. GLÊBIA ALEXA CARDOSO Graduado em Educação Física –UERN Especialista em Fisiologia e Biomecânica –FIC Especialista em Atividades Rítimas e Expressivas –UFRN Mestre em Avaliação e Prescrição de Exercício- UTAd-PT Professora da URCA e Coordenadora no Grupo de pesquisa – CENPEF Gerente Administrativa da Vipersonal-Iguatu
  • 3. Temas  Histórico  Conceitos  Síndrome Metabólica  Componentes da Aptidão Física  Treinamento para Grupos especiais
  • 4. PERGUNTAS 1.Quais os exercícios que devem ser exercutados com pessoas obesas? 2.Qual a fonte imediata de energia para a contração muscular? 3. Como avaliar os componentes da Aptidão Física relacionado a Saúde 4. Qual a função dos macronutrientes na produção de energia? 5. Como o perímetro da cintura pode influenciar nos cuidados relacionados aos problemas cardiovasculares?
  • 5. Educação Física e Saúde Uma ferramenta ainda desconhecida
  • 7. Evolução da Educação  Aumento do número de livros e revistas;  Pesquisas científicas e de divulgação;  Aumento do número de professores com títulos de mestrado e doutorado  Uma valorização da prática da atividade física na sociedade contemporânea;  Aumento do número de praticantes de atividades físicas;  Aumento da incursão definitiva da mídia nas questões relacionadas à atividade física e ao esporte
  • 8. Concepções não-propositivas: 1. Abordagem Sociológica (BETTI, BRACHT, TUBINO); 2. Abordagem Fenomenológica (SILVINO S ANTIN e WAGNER WEY MOREIRA); 3. Abordagem Cultural (DAÓLIO).
  • 9. Concepções propositivas: a) Não-Sistematizadas 1. Abordagem Desenvolvimentista (GO TANI); 2. Abordagem Construtivista com ênfase na psicogenética (FREIRE); 3. Abordagem da Concepção de Aulas Abertas (HILDEBRANDT); 4. Abordagem a partir de referência do Lazer (MARCELINO e COSTA) 5. Abordagem Crítico-Emancipatória (KUNZ); 6. Abordagem Plural (VAGO) b) Sistematizada 1. Abordagem da Aptidão Física / Saúde (NAHAS, GAYA, ARAÚJO, GUEDES); 2. Abordagem Crítico - Superadora (COLETIVO DE AUTORES)
  • 10. ABORDAGEM DA APTIDÃO FÍSICA / SAÚDE  Década de 90  Autores -GAIA (1989) e (1997); GUEDES E GUEDES (1994) e (1995); FARINATTI (1994) e (1996); NAHAS e ARAÚJO.
  • 11. GUEDES E GUEDES, (1994:4) 1. Visão da saúde dos alunos na época 2. Análise das diferentes tendências dos programas de Educação Física nas últimas décadas; 3. Proposição dos objetivos para os programas de Educação Física escolar direcionados à promoção da saúde; 5. A utilização da administração de testes motores nos programas de Educação Física escolar direcionados à promoção da saúde.
  • 12. “ A Educação Física deve ser encarada pelos professores no meio escolar como uma disciplina concreta, de uma escola concreta, para alunos concretos, cidadãos de um mundo concreto”.
  • 13. Crítica a abordagem  Crianças e adolescentes filho da classe média-alta, ou da classe assalariada e/ ou sub-assalariada?  Quanto às exigências motoras mínimas satisfatórias pergunta-se: Quem exige? Baseado em quais parâmetros? Com que finalidade? Satisfatórias para quem?  Como adotar um estilo de vida saudável quando as condições de vida da maioria não permite que tenham acesso a uma alimentação balanceada e a um sistema de saúde que possa atender sua necessidade mínima?  Prático atividade física terei saúde; não prático atividade física terei doenças.
  • 14. O que é saúde para vocês?
  • 16. Era das MáquinasEra das Máquinas  Automóveis  Tecnologia  Homem moderno  Homo sedentarius
  • 17. Avanço tecnológico Aumento da logevidade da espécie humana Vida isenta de esforços
  • 18.  Século 20= descobertas de antibióticos Doenças infecciosas e subnutrição foi substituídos por doenças cardíacas, cânceres, infartos e doenças respiratórias relacionadas ao cigarro.  1900= descoberta da radiografia  1904= alimentos conservantes são considerados norsivos a saúde  1912=descoberta das vitaminas;  1916 1ª clínica de controle de natalidade;  1924= cuidados pré-natais, descoberta da deficiencia da vitamina d no raquitismo, uso da insulina para diabetes, exame papa nicolau, vacina tuberculose, tétano, coqueluche...
  • 19. Avanços na área médicaAvanços na área médica PROGRAMA SEGUNDO TEMPO
  • 20. O que são doenças hipocinéticas? “São aquelas que se apresentam com maior frequência entre indivíduos tido como sedentários quando comparados com aqueles que procuram manter níveis satisfatórios de atividade física no seu cotidiano” (Guedes e Guedes, 1995)
  • 21. •Síndrome Metabólica (Ciolac, 2004; Panupong, 2008; Petra Kok , 2006; Laaksonen, 2004; Assumpção, 2008; Seungho Ryu, 2010; Brian, 2008) •Obesidade (Ahima e Flier, 2000; Moreira, 2003; Jixiang Ma, 2010; Pousada, et al., 2006) •A Inatividade Física (Plácido, et al., 2009;Thomas, 2010; Brian, 2008) •Exercícios e Síndrome metabólica (Zaros, 2009; Thomas, 2010; Ciolac, 2004; Kim, 2009, Hussein, 2009, Panupong, 2008; Ciolac, 2004; Irving BA, 2009) •Síndrome Metabólica em mulheres (Zaros, 2009; ;Peter, 2007).
  • 22. Atividade Física, aptidão física e saúdeAtividade Física, aptidão física e saúde Aptidão Física saúdeAtividade Física
  • 23.  Hereditariedade  Estilo de vida  Condições ambientais SaúdeSaúde • Atividades Física • Aptidão física • Saúde
  • 24. Hereditariedade: As possibilidades de ser afetados por certas doenças são determinadas pela herança genética(genes defeituosos). Estilo de vida: dieta alimentar, cigarro, exercício físico, álcool Idade, gênero, raça e ocupação Ambiente: exposição ao sol, altitudes, ambientes poluídos
  • 25. HereditariedadeHereditariedade  Permite o aconselhamento especializado e adoção de medidas para controlar e reduzir os riscos  Doenças raras(fibrose cística...)  Artérias coronarianas(estilo de vida)
  • 26. Avó
  • 28. A importância de saber e entender o que é saúde se faz necessário a medida que a prática de atividade física direcionada à sua promoção necessariamente deverá exigir decisões e atribuições que nortearão a proposição de seus conteúdos
  • 29. Saúde Se identifica com uma multiplicidade de aspectos do comportamento humano voltados a um estado de completo bem-estar físico, mental e social. (WHO, 1978) SaúdeSaúde
  • 30. Fatores de Risco  Tabagismo  Vida sedentária  Álcool  Stess... Pode-se não apresentar doenças no momento, mas várias doenças crônico-degenerativas são adquiridas a longo prazo. Fatores de riscoFatores de risco
  • 31. Ser saudável... Não é estático. N ão apenas de natureza biológica Domínio Ao longo da vida Constrói-se de forma individual Adquiri-s Contexto didático- pedagógico Ser saudável é...Ser saudável é...
  • 33. Atividade Física “QUALQUER MOVIMENTO CORPORAL, PRODUZIDO PELOS MÚSCULOS ESQUELÉTICOS, QUE RESULTA EM GASTO ENERGÉTICO MAIOR DO QUE OS NÍVEIS DE REPOUSO”. (CASPERSEN APUD GUEDES E GUEDES,1996) Atividade FísicaAtividade Física
  • 35. Então… o que é Atividade Física?
  • 36.  A quantidade de energia requerida para atender à demanda energética provocada pela atividade física pode ser determinada por quilocalorias(kcal)  Outro referencial: frequência cardíaca
  • 37. Gasto energético  Intensidade  Duração  Frequência  Quantidade de massa muscular envolvida nos movimentos  Variando de individuo para indivíduo(peso corporal e índice de aptidão física)
  • 38. I. A demanda energética proveniente do tempo dedicado ao descanso e às intensidades vitais, como horas de sono, refeições, higiene... II. Provocada pelas atividades no desempenho de uma ocupação profissional III. Necessária à realização das tarefas domesticas IV. Atividades de lazer e tempo livre V. Atividades esportivas e em programas de condicionamento físico Classificação do gasto energéticoClassificação do gasto energético
  • 40. “Toda atividade física planejada, estruturada e repetitiva que tem por objetivo a melhoria e a manutenção de um ou mais componentes da aptidão física” Exercício FísicoExercício Físico (CASPERSEN APUD GUEDES E GUEDES,1996)
  • 41. O exercício físico não é o único mecanismo de promoção da aptidão física. Os hábitos de prática da atividade física em nosso cotidiano também desempenham importante papel nesse campo.
  • 42. “Sistema ordenado de práticas corporais de relativa complexidade que envolve atividades de competição institucionalmente regulamentada, que se fundamentará na superação de competidores ou de marcas/resultados anteriores estabelecidos pelo próprio esportista”. (Generalitat de Catalunya apud Guedes e Guedes, 1995) EsporteEsporte
  • 43. •Ambos há a utilização de movimentos corporais produzidos pelos músculos esqueléticos, resultando gasto energético e adaptação relativa à aptidão Física ;
  • 44. Divisão do esporteDivisão do esporte Esporte de recreação Esporte de alto rendimento
  • 45. Aptidão FísicaAptidão Física “ capacidade de realizar trabalho muscular de maneira satisfatória” (WHO, 1978) “ um estado dinâmico de energia e vitalidade que permita a cada um não apenas a realização das tarefas do cotidiano, as ocupações ativas das horas de lazer e enfrentar emergências imprevistas sem fadiga excessiva, mas também evitar o aparecimento das difusões hipocinéticas, enquanto funcionando no pico da capacidade intelectual e sentindo uma alegria de viver” (BOUCHARD et alli, 1990)
  • 46. Componentes da Aptidão Física  Aptidão física relacionada a saúde  Aptidão física relacionada ao desempenho atlético
  • 47. ESQUEMA DA APTIDÃO FÍSICA RELACIONADA À SAÚDE
  • 48. Como ocorre o acúmulo da gordura corporal  Quantidade de células adposas  Idade cronológica relacionada a hiperplasia das células gordurosa
  • 49. DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA ADIPOSO HIPERPLASIA E HIPERTROFIA PADRÃO SIGMÓIDE •Inicia rápido(após o nasimento) •Crescimento gradual na infância •Crescimento rápido na adolescência •Nivelamento para a idade adulta
  • 50. GORDURA CORPORAL GORDURA CORPORAL INTERFERE NEGATIVAMENTE EFEITOS DELETÉRIOS AO ESTADO DE SAÚDE EFEITOS DELETÉRIOS AO ESTADO DE SAÚDE INDIVÍDUOS SE TORNAM MAIS PASSIVOS FISICAMENT E INDIVÍDUOS SE TORNAM MAIS PASSIVOS FISICAMENT E MENORES ESTÍMULOS PARA OS COMPONENTES DA APTIDÃO FÍSICA MENORES ESTÍMULOS PARA OS COMPONENTES DA APTIDÃO FÍSICA Fonte: Katch e Mcardle (1998)
  • 51. CICLO VICIOSO Fonte: Katch e Mcardle (1998)
  • 52. GORDURA ESSENCIAL E DE RESERVA  Gordura essencial, é a gordura acumulativa na medula óssea e dos órgãos, necessária para manter o funcionamento fisiológico  Gordura de reserva, é a gordura que se acumula no tecido adiposo Fonte: Katch e Mcardle (1998)
  • 53. Peso corporal isento de gordura e peso corporal magro  Peso corporal magro contém um pequeno percentual de depósitos de gordura essencial (talvez 3%), principalmente dentro do sistema nervoso central, da medula dos ossos e dos órgãos internos.  Peso corporal isento de gordura refere-se ao peso corporal isento de toda gordura extraível Fonte: Katch e Mcardle (1998)
  • 54. Peso corporal mínimo/Ideal Mínimo  3% para homens  12% nas mulheres ideal  15 % para Homens  25% para Mulheres Fonte: Katch e Mcardle (1998)
  • 55. Obesidade  Síndrome do mundo novo  Aumento da prevalência em todos os grupos etários  Países desenvolvidos  Aumento de 12 a 20% nos homens e 16 a 25% nas mulheres
  • 56. Métodos de avaliação da Composição Corporal  Diretos (Dissecação de cadáveres)  Indiretos (fisio-químicos, Imagem e desintometria)  Duplamente Indiretos (Condutividade Elétrica Total, Impedância bioelétrica, Intelactância de raios infravermelho, antropometria Fonte: Cirilo (2008, p.85)
  • 58. MEDIDA DE MASSA: MASSA CORPORAL
  • 60. IMC  Padrão internacional para avaliar o grau de obesidade  Divisão do peso (Kg) pela altura ao quadrado (m)  Limitações por ser pouco descritivo quanto ao tecido adiposo
  • 62. Obesidade abdominal e gordura sub cutânea  Síndrome Metabólica Fonte: Slide de aula de Cirilo (2011)
  • 63. Comparação entre os efeitos dos componentes e marcadores da Síndrome Metabólica em Mulheres pré e pós- menopausadas Cardoso G. A., Silva A. S. e Mota, M. P. (2011)
  • 68. Fonte: Slide de aula de Cirilo (2011)
  • 69. Diâmetro dos ossos Fonte: Slide de aula de Cirilo (2011)
  • 71. Dexa – absorciometria com Raio X de energia Dupla
  • 72. Obrigada!  A educação é mais do que as abordagens, mais do que sua evolução, é a compreensão a cada dia do seu aluno e da sua própria metodologia, adaptando a realidade de sí, do aluno e da sociedade que se está inserido” (Glêbia Alexa, 1998)