Aluno(a): Marta Gislayne
Fecundação é o nome dado ao evento no qual 
ocorre a união entre o gameta masculino e o 
feminino: espermatozoide e ovócit...
Quando liberado do ovário, o ovócito encontra-se 
envolto na zona pelúcida, formada por uma rede de 
filamentos glicoproté...
 Na fecundação, o espermatozóide passa pela corona 
radiata e ao atingir a zona pelúcida sofre alterações 
formando a mem...
 Resumindo...
 Depois da fusão, o zigoto divide-se rapidamente e 
avança em direção à cavidade uterina, onde ocorre a 
nidação, caso es...
 O desenvolvimento embrionário dura cerca de oito 
semanas, ao fim das quais todos os órgãos estão já 
totalmente esboçad...
 No período embrionário, o ovo, por numerosas 
divisões mitóticas (inicio do crescimento), forma um 
embrião que se impla...
 A nidação ocorre quando o embrião (blastocisto) se 
implanta no endométrio 6 a 7 dias após a fecundação. As 
células do ...
 O embrião desenvolve-se formando três camadas 
celulares embrionárias com posições determinadas: a 
endoderme, no interi...
 Âmnio - membrana que delimita a cavidade amniótica, cheia de 
liquido amniótico. Forma um saco que protege o embrião da ...
Fecundação Humana e Desenvolvimento Embrionário.
Fecundação Humana e Desenvolvimento Embrionário.
Fecundação Humana e Desenvolvimento Embrionário.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Fecundação Humana e Desenvolvimento Embrionário.

576 visualizações

Publicada em

Conceito e como ocorre o processo de Fecundação e Desenvolvimento embrionário...

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
576
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fecundação Humana e Desenvolvimento Embrionário.

  1. 1. Aluno(a): Marta Gislayne
  2. 2. Fecundação é o nome dado ao evento no qual ocorre a união entre o gameta masculino e o feminino: espermatozoide e ovócito secundário, respectivamente, que geralmente fica na primeira porção da trompa de falópio( tuba uterina).
  3. 3. Quando liberado do ovário, o ovócito encontra-se envolto na zona pelúcida, formada por uma rede de filamentos glicoprotéicos. Externamente a zona pelúcida há a corona radiata, formadas por células foliculares (células derivadas do ovário).
  4. 4.  Na fecundação, o espermatozóide passa pela corona radiata e ao atingir a zona pelúcida sofre alterações formando a membrana de fecundação, que impede a penetração de outros espermatozóides no ovócito. Ao mesmo tempo, há finalização da meiose dando origem ao óvulo e formando-se o segundo corpúsculo polar.
  5. 5.  Resumindo...
  6. 6.  Depois da fusão, o zigoto divide-se rapidamente e avança em direção à cavidade uterina, onde ocorre a nidação, caso esta se encontre preparada para recebê-lo. Na zona de implantação desenvolve-se mais tarde a placenta, órgão de estrutura muito complexa, por meio do qual o feto se nutre, respira e elimina secreções.
  7. 7.  O desenvolvimento embrionário dura cerca de oito semanas, ao fim das quais todos os órgãos estão já totalmente esboçados.
  8. 8.  No período embrionário, o ovo, por numerosas divisões mitóticas (inicio do crescimento), forma um embrião que se implanta no endométrio. Quando chega o útero, 4 dias após a fecundação, o embrião chama-se mórula, flutua livremente e é alimentado por secreções uterinas. Desenvolve-se passando a blastocisto.
  9. 9.  A nidação ocorre quando o embrião (blastocisto) se implanta no endométrio 6 a 7 dias após a fecundação. As células do trofoblasto produzem enzimas que digerem localmente o endométrio. O botão embrionário continua a crescer por divisões celulares e ocorrem movimentos de territórios celulares (inicio da morfogênese).  Começa a formar-se um anexo embrionário - o córion - que possui vilosidades. Estas mergulham em lacunas do endométrio, preenchidas por sangue materno devido à ruptura dos capilares. Cerca de 11 ou 12 dias após a fecundação o embrião encontra-se totalmente coberto pela mucosa uterina.
  10. 10.  O embrião desenvolve-se formando três camadas celulares embrionárias com posições determinadas: a endoderme, no interior, a ectoderme, no exterior, e a mesoderme, posicionada entre as duas primeiras.  A partir destas três camada ou folhetos embrionários constituem-se, por diferenciação celular, os diferentes tecidos e órgãos do novo ser, formando-se, também estruturas transitórias ( só existem até ao nascimento), os anexos embrionários.
  11. 11.  Âmnio - membrana que delimita a cavidade amniótica, cheia de liquido amniótico. Forma um saco que protege o embrião da dessecação, de choques mecânicos e das variações térmicas.  Córion - membrana mais exterior que, com o âmnio, rodeia o embrião e intervêm na formação da placenta, formando uma extensa superfície de trocas.  Vesícula vitelina e alantoide - muito reduzidos, incorporam o cordão umbilical. Placenta - órgão em forma de disco que resulta da fusão do córion com o endométrio uterino. Responsável pelas trocas seletivas de nutrientes e produtos de excreção entre o embrião e o corpo materno.

×