SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Jogos Infantis: Brinquedos cantados
Brinquedos do Folclore Brasileiro
Uma das atividades físicas mais aplicáveis à recreação das crianças é, sem
dúvida, o brinquedo cantado.
Em todas as partes do mundo, ao passarmos por uma rua, onde crianças brincam
despreocupadamente, é comum ver-se, de maneira natural e espontânea, a
utilização do brinquedo cantado, em qualquer das suas formas.
Impossível determinar-se o seu aparecimento através dos povos e do tempo.
Sempre existiram, entre todos os povos, através do cancioneiro folclórico
infantil, para alegria das crianças e de todos, quer através das cantigas de ninar,
das toadas ou das cantigas avulsas.
Sua origem pode ser rebuscada nos restos de velhas cerimônias dos povos do
passado, em caráter de jogos e folguedos, que, posteriormente, em formas de
entretenimento das crianças.

No Brasil, esses brinquedos cantados sofreram a influência das músicas do
elemento português e do africano, ameríndios e, em menor proporção, de outros
povos.
Considerando-se, entretanto, o fato inegável de que cada povo tem a sua índole
própria, os brinquedos cantados, de origem tão diversificada, vêm sofrendo
variações, deformações e transformações lentas, mas seguras, apresentando-se,
em nossos dias, com um cunho eminentemente nacional.
Exemplos:
Procedência portuguesa: “Ciranda, cirandinha”, “A moda das tais
anquinhas”, etc.
Procedência francesa: “Eu sou pobre, pobre, pobre”, A mão direita
tem uma roseira”, etc.
Procedência espanhola: “Senhora Dona Sancha”, “Maria Cachucha”,
etc.
Procedência alemã e inglesa: “Já viram uma menina?” (melodia
alemã e letra do inglês).
Convém, ainda ressaltar o fato de termos o nosso cancioneiro enriquecido pelo
aproveitamento, transfigurado, de coisas que as crianças ouvem e assimilam.
Exemplos: “Escravos de Jô” (proveniente de um jogo de mesa de bar) – assim,
também, do romance “D. Jorge e D. Julinha”, resultou a roda cantada “Por que
choras, Julieta?”.
Chamamos de “Cancioneiro Folclórico Infantil”, ao conjunto das cantigas
próprias da criança e por ela entoadas em seus brinquedos ou ouvidas dos
adultos, quando pretendem adormecê-la, entretê-la ou instruí-la; são cantigas
que vêm de geração a geração e que se perpetuam e se transmitem pela tradição
oral.
O Cancioneiro Folclórico Infantil abrange:
- Acalantos ou cantigas de ninar: “Tutu Marambá”, “Dorme Nenê”,
etc.
- Cantigas avulsas (que as crianças entoam em qualquer de suas
atividades, sem que com elas tenham uma correlação direta):
“Mestre Domingos”, “Menina bonita”, etc.
- Estribilhos musicais (que integram as histórias contadas e
cantadas): “Minha mãezinha”, Carpinteiro de meu pai”, etc.
- Toadas (ou melodias para ensino da soletração e da tabuada já em
desuso, mas ainda de valor, sob alguns aspectos): “B-a-bá, B-í-bí”,
“Um e um, dois, um e dois, três”, etc.
- Brinquedos cantados (de vários tipos, conforme classificação e
divisão a seguir):

Divisão dos brinquedos cantados:
1) Brinquedos de roda: “Ciranda, cirandinha”, etc.
2) Brinquedos de grupos opostos: “O pobre e o rico”, etc.
3) Brinquedos de fileira: “Passarás, não passarás”, etc.
4) Brinquedos de marcha: “Marcha, soldado”, etc.
5) Brinquedos de palmas: “Pirolito que bate, bate”, etc.
6) Brinquedos de pegar: “Vamos passear no bosque”, etc.
7) Brinquedos de esconder: “Senhora D. Sancha”, etc.
8) Brinquedos de cabra-cega: “A gatinha parda”, etc.
9) Chamadas para brinquedo: “Ajunta povo, para brincar”, etc.
10) Cantigas de escolha de jogadores: “Um no ni é de pó politana”,
etc.
De todos, entretanto, a roda é o tipo que oferece mais atração para a recreação
infantil; assim sendo, daremos, agora, a sua classificação:
1) Quanto ao conteúdo da letra:
a) Temas de vida social: “Ciranda, cirandinha”, etc.
b) Temas da natureza: “A pombinha voou”,
“Cachorrinha está latindo”, etc.
c) Temas instrutivos: “As estações do ano”, “O bá-bébí-bó-bu”, etc.
d) Temas do romanceiro: “Terezinha de Jesus”, “O
cravo brigou com a rosa”, “Esta rua tem um bosque”,
etc.

2) Quanto ao andamento:
a) Rodas lentas: “Terezinha de Jesus”, etc.
b) Rodas moderadas: “Escravos de Jô”, “Sambalelê”,
etc.
c) Rodas vivas: “Pirolito que bate, bate”, etc.
d) Rodas alternantes: “O cravo brigou com a rosa”,
etc.

3) Quanto à execução musical:
a) Côro: “A canoa virou”, “Escravos de Jô”, etc.
b) Solo e côro: “Senhora viúva”, “Esta rua tem um
bosque”, etc.
c) Forma mista (côro e parte falada ou declamada):
“Ciranda, cirandinha”, etc.

4) Quanto à estrutura:
a) Tipo aaa (em que todas as quadras são cantadas
com a mesma melodia): “A moda das tais anquinhas”,
etc.
b) Tipo ab (que reúne duas melodias diferentes): “O
cravo brigou com a rosa”, etc.
c) Tipo abc (em que se sucedem três ou mais
diferentes melodias): “Eu fui ao Tororó”, etc.

5) Quanto à formação:
a) Roda simples: “Ainda não comprei”, etc.
b) Roda com um figurante no centro: “Ciranda”, etc.
c) Roda com dois ou mais figurantes no centro: “O
cravo brigou com a rosa”, etc.
d) Roda com um figurante fora: “A mão direita tem
uma roseira”, etc.
e) Roda com figurante fora e dentro: “A linda rosa
juvenil”, etc.
f) Roda assentada: “Escravos de Jô”, etc.
g) Rodas concêntricas: “Onde está a margarida”, etc.

6) Quanto à movimentação:
a) Marcha simples: “Ai! – eu entrei na roda”, etc.
b) Marcha na ponta dos pés: “Eu sou a borboleta”, etc.
c) Saltitos: “Atirei um pau no gato”, etc.
d) Roda em cadeia ou serpentina: “Havia um novo
navio”, etc.
e) Rodas que acentuam um determinado ritmo ou
marcam os tempos fortes da melodia: “Ciranda,
cirandinha”, Pirulito que bate, bate”, “Palma, palma,
palma...”, etc.
f) Rodas imitativas: “Carneirinho, carneirão”, etc.
g) Misto de roda e dança: “Os quindô-le-lê...”, etc.
h) Rodas dramatizadas: “O cravo brigou com a rosa”,
etc.
Nota: Em qualquer das rodas sempre há exemplo de qualquer um dos grupos
citados; de certa maneira, podemos afirmar que todas as rodas são mistas,
quanto à sua movimentação, prevalecendo nesta ou naquela, uma ou outra
característica.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto; O corpo em movimento 2013
Projeto; O corpo em movimento 2013Projeto; O corpo em movimento 2013
Projeto; O corpo em movimento 2013Débora Lambert
 
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRASPLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRASAline_Lune
 
Proposta do maternal l e ll educação infantil
Proposta do maternal l e ll   educação infantilProposta do maternal l e ll   educação infantil
Proposta do maternal l e ll educação infantilRosemary Batista
 
Projeto páscoa cmei2009 s imone drumond
Projeto páscoa cmei2009 s imone drumondProjeto páscoa cmei2009 s imone drumond
Projeto páscoa cmei2009 s imone drumondSimoneHelenDrumond
 
O homem que amava caixas
O homem que amava caixasO homem que amava caixas
O homem que amava caixasNaysa Taboada
 
1 jogos diversos pnaic u_nidade 4
1 jogos diversos  pnaic u_nidade 41 jogos diversos  pnaic u_nidade 4
1 jogos diversos pnaic u_nidade 4Isa ...
 
Cantigas,parlendasebrincadeiras
Cantigas,parlendasebrincadeirasCantigas,parlendasebrincadeiras
Cantigas,parlendasebrincadeirasCLEVERTONCARDELES
 
Planner corpo gestos e movimentos victor hugo 1a
Planner corpo gestos e movimentos victor hugo 1aPlanner corpo gestos e movimentos victor hugo 1a
Planner corpo gestos e movimentos victor hugo 1aSimoneHelenDrumond
 
Projeto música na educação infantil
Projeto música na educação infantilProjeto música na educação infantil
Projeto música na educação infantilnoely visconti
 
Sequência didática piada
Sequência didática piadaSequência didática piada
Sequência didática piadaProfessora Cida
 
Os Problemas da Família Gorgonzola.
 Os Problemas da Família Gorgonzola. Os Problemas da Família Gorgonzola.
Os Problemas da Família Gorgonzola.Andréia Medeiros
 
A criança do berçario e maternal 50 atividades
A criança do berçario e maternal 50 atividadesA criança do berçario e maternal 50 atividades
A criança do berçario e maternal 50 atividadesSimoneHelenDrumond
 
Atividades e material de natal
Atividades e material de natalAtividades e material de natal
Atividades e material de natalLedson Aldrovandi
 
Os insetos e suas profissões
Os insetos e suas profissõesOs insetos e suas profissões
Os insetos e suas profissõesErika Lima
 
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação InfantilProjeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação InfantilFlávia Rahal
 

Mais procurados (20)

Projeto; O corpo em movimento 2013
Projeto; O corpo em movimento 2013Projeto; O corpo em movimento 2013
Projeto; O corpo em movimento 2013
 
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRASPLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
 
Atividades alfabeto
Atividades alfabetoAtividades alfabeto
Atividades alfabeto
 
Proposta do maternal l e ll educação infantil
Proposta do maternal l e ll   educação infantilProposta do maternal l e ll   educação infantil
Proposta do maternal l e ll educação infantil
 
Projeto páscoa cmei2009 s imone drumond
Projeto páscoa cmei2009 s imone drumondProjeto páscoa cmei2009 s imone drumond
Projeto páscoa cmei2009 s imone drumond
 
Planejamento 1º periodo
Planejamento 1º periodoPlanejamento 1º periodo
Planejamento 1º periodo
 
O homem que amava caixas
O homem que amava caixasO homem que amava caixas
O homem que amava caixas
 
177.projeto primavera
177.projeto primavera177.projeto primavera
177.projeto primavera
 
1 jogos diversos pnaic u_nidade 4
1 jogos diversos  pnaic u_nidade 41 jogos diversos  pnaic u_nidade 4
1 jogos diversos pnaic u_nidade 4
 
Cantigas,parlendasebrincadeiras
Cantigas,parlendasebrincadeirasCantigas,parlendasebrincadeiras
Cantigas,parlendasebrincadeiras
 
Planner corpo gestos e movimentos victor hugo 1a
Planner corpo gestos e movimentos victor hugo 1aPlanner corpo gestos e movimentos victor hugo 1a
Planner corpo gestos e movimentos victor hugo 1a
 
AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO: I SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA 2015 - ...
AVALIAÇÃO NACIONAL DA  ALFABETIZAÇÃO: I SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA 2015 - ...AVALIAÇÃO NACIONAL DA  ALFABETIZAÇÃO: I SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA 2015 - ...
AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO: I SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA 2015 - ...
 
Projeto música na educação infantil
Projeto música na educação infantilProjeto música na educação infantil
Projeto música na educação infantil
 
Sequência didática piada
Sequência didática piadaSequência didática piada
Sequência didática piada
 
Os Problemas da Família Gorgonzola.
 Os Problemas da Família Gorgonzola. Os Problemas da Família Gorgonzola.
Os Problemas da Família Gorgonzola.
 
A economia de maria
A economia de mariaA economia de maria
A economia de maria
 
A criança do berçario e maternal 50 atividades
A criança do berçario e maternal 50 atividadesA criança do berçario e maternal 50 atividades
A criança do berçario e maternal 50 atividades
 
Atividades e material de natal
Atividades e material de natalAtividades e material de natal
Atividades e material de natal
 
Os insetos e suas profissões
Os insetos e suas profissõesOs insetos e suas profissões
Os insetos e suas profissões
 
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação InfantilProjeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
 

Destaque

Calendario panamericanos jalisco
Calendario panamericanos jaliscoCalendario panamericanos jalisco
Calendario panamericanos jaliscoYesica Chitica
 
Webquest sobre sólidos geométricos
Webquest sobre sólidos geométricosWebquest sobre sólidos geométricos
Webquest sobre sólidos geométricosgiovannavilelabrandao
 
Atividade 2 desenvolvimento Psicomotor - Folheto
Atividade 2   desenvolvimento Psicomotor - FolhetoAtividade 2   desenvolvimento Psicomotor - Folheto
Atividade 2 desenvolvimento Psicomotor - FolhetoMagaly Cabral
 
IDE - FESTA DAS CRIANÇAS
IDE - FESTA DAS CRIANÇASIDE - FESTA DAS CRIANÇAS
IDE - FESTA DAS CRIANÇASMarkson Cézar
 
Aula de 10. modulo I. a arte de discipular e desenvolver discipuladores na cé...
Aula de 10. modulo I. a arte de discipular e desenvolver discipuladores na cé...Aula de 10. modulo I. a arte de discipular e desenvolver discipuladores na cé...
Aula de 10. modulo I. a arte de discipular e desenvolver discipuladores na cé...Pastor Paulo Francisco
 
Discipulado das crianças_Lição_original com textos_412014
Discipulado das crianças_Lição_original com textos_412014Discipulado das crianças_Lição_original com textos_412014
Discipulado das crianças_Lição_original com textos_412014Gerson G. Ramos
 
Apresentação discipulado infantil
Apresentação discipulado infantil Apresentação discipulado infantil
Apresentação discipulado infantil Andréia Eufrazio
 
Projeto rei leão
Projeto rei leãoProjeto rei leão
Projeto rei leãoNokkas
 
Apostila para discipulado mda
Apostila para discipulado mdaApostila para discipulado mda
Apostila para discipulado mdaClaudia araujo
 
Apostila ebd - classe kids - aluno - cresça com deus - 2º quadrimestre
Apostila   ebd - classe kids - aluno - cresça com deus - 2º quadrimestreApostila   ebd - classe kids - aluno - cresça com deus - 2º quadrimestre
Apostila ebd - classe kids - aluno - cresça com deus - 2º quadrimestreSergio Silva
 
EBD KIDS - 3º TRIMESTRE 2011 - Super Heróis da Fé - alunos
EBD KIDS - 3º TRIMESTRE 2011 - Super Heróis da Fé - alunosEBD KIDS - 3º TRIMESTRE 2011 - Super Heróis da Fé - alunos
EBD KIDS - 3º TRIMESTRE 2011 - Super Heróis da Fé - alunosSergio Silva
 
Slide planejamento rei leão
Slide planejamento rei leãoSlide planejamento rei leão
Slide planejamento rei leãoShirleianne_Nunes
 
Treinamento MDA - Eu Escolhi Discipular
Treinamento MDA - Eu Escolhi DiscipularTreinamento MDA - Eu Escolhi Discipular
Treinamento MDA - Eu Escolhi Discipularrevolucaoaje
 
77 planejamento de atividades de coordenação motora 1
77 planejamento de atividades de coordenação motora 177 planejamento de atividades de coordenação motora 1
77 planejamento de atividades de coordenação motora 1SimoneHelenDrumond
 

Destaque (20)

Planejamento 2010
Planejamento 2010Planejamento 2010
Planejamento 2010
 
Calendario panamericanos jalisco
Calendario panamericanos jaliscoCalendario panamericanos jalisco
Calendario panamericanos jalisco
 
Webquest sobre sólidos geométricos
Webquest sobre sólidos geométricosWebquest sobre sólidos geométricos
Webquest sobre sólidos geométricos
 
Jogos Infantis
Jogos InfantisJogos Infantis
Jogos Infantis
 
Atividade 2 desenvolvimento Psicomotor - Folheto
Atividade 2   desenvolvimento Psicomotor - FolhetoAtividade 2   desenvolvimento Psicomotor - Folheto
Atividade 2 desenvolvimento Psicomotor - Folheto
 
Alfabeto corporal
Alfabeto corporalAlfabeto corporal
Alfabeto corporal
 
IDE - FESTA DAS CRIANÇAS
IDE - FESTA DAS CRIANÇASIDE - FESTA DAS CRIANÇAS
IDE - FESTA DAS CRIANÇAS
 
Aula de 10. modulo I. a arte de discipular e desenvolver discipuladores na cé...
Aula de 10. modulo I. a arte de discipular e desenvolver discipuladores na cé...Aula de 10. modulo I. a arte de discipular e desenvolver discipuladores na cé...
Aula de 10. modulo I. a arte de discipular e desenvolver discipuladores na cé...
 
Brinquedos cantados
Brinquedos cantadosBrinquedos cantados
Brinquedos cantados
 
Discipulado das crianças_Lição_original com textos_412014
Discipulado das crianças_Lição_original com textos_412014Discipulado das crianças_Lição_original com textos_412014
Discipulado das crianças_Lição_original com textos_412014
 
Como dar estudos bíblicos 1
Como dar estudos bíblicos 1Como dar estudos bíblicos 1
Como dar estudos bíblicos 1
 
Apresentação discipulado infantil
Apresentação discipulado infantil Apresentação discipulado infantil
Apresentação discipulado infantil
 
Projeto rei leão
Projeto rei leãoProjeto rei leão
Projeto rei leão
 
Apostila para discipulado mda
Apostila para discipulado mdaApostila para discipulado mda
Apostila para discipulado mda
 
Apostila ebd - classe kids - aluno - cresça com deus - 2º quadrimestre
Apostila   ebd - classe kids - aluno - cresça com deus - 2º quadrimestreApostila   ebd - classe kids - aluno - cresça com deus - 2º quadrimestre
Apostila ebd - classe kids - aluno - cresça com deus - 2º quadrimestre
 
EBD KIDS - 3º TRIMESTRE 2011 - Super Heróis da Fé - alunos
EBD KIDS - 3º TRIMESTRE 2011 - Super Heróis da Fé - alunosEBD KIDS - 3º TRIMESTRE 2011 - Super Heróis da Fé - alunos
EBD KIDS - 3º TRIMESTRE 2011 - Super Heróis da Fé - alunos
 
Slide planejamento rei leão
Slide planejamento rei leãoSlide planejamento rei leão
Slide planejamento rei leão
 
Manual de Discipulador
Manual de DiscipuladorManual de Discipulador
Manual de Discipulador
 
Treinamento MDA - Eu Escolhi Discipular
Treinamento MDA - Eu Escolhi DiscipularTreinamento MDA - Eu Escolhi Discipular
Treinamento MDA - Eu Escolhi Discipular
 
77 planejamento de atividades de coordenação motora 1
77 planejamento de atividades de coordenação motora 177 planejamento de atividades de coordenação motora 1
77 planejamento de atividades de coordenação motora 1
 

Semelhante a Brinquedos cantados brasileiros

Folclore Infantil
Folclore InfantilFolclore Infantil
Folclore InfantilPaulo Fochi
 
Projeto consciência negra novembro
Projeto consciência negra  novembroProjeto consciência negra  novembro
Projeto consciência negra novembroRosângela Veloso
 
Cartilha resgatando brincadeiras e construo de brinquedos populares
Cartilha resgatando brincadeiras e construo de brinquedos popularesCartilha resgatando brincadeiras e construo de brinquedos populares
Cartilha resgatando brincadeiras e construo de brinquedos popularesNana Animações
 
Folclore brasileiro
Folclore brasileiroFolclore brasileiro
Folclore brasileiroAndrea Lemos
 
Projeto Circo (em word)
Projeto Circo (em word)Projeto Circo (em word)
Projeto Circo (em word)Graça Sousa
 
Coleção planejamento ensino infantil simone helen drumond1
Coleção planejamento ensino infantil  simone helen drumond1Coleção planejamento ensino infantil  simone helen drumond1
Coleção planejamento ensino infantil simone helen drumond1SimoneHelenDrumond
 
Figuras linguagem2
Figuras linguagem2Figuras linguagem2
Figuras linguagem2Aline Castro
 
Sujeito E Predicado
Sujeito E PredicadoSujeito E Predicado
Sujeito E Predicadoguest7174ad
 
Projeto sitio do pica pau amarelo
Projeto sitio do pica pau amareloProjeto sitio do pica pau amarelo
Projeto sitio do pica pau amareloIza Pache
 
Projeto sitio do pica pau amarelo
Projeto sitio do pica pau amareloProjeto sitio do pica pau amarelo
Projeto sitio do pica pau amareloIza Pache
 
Projeto sitio do pica pau amarelo
Projeto sitio do pica pau amareloProjeto sitio do pica pau amarelo
Projeto sitio do pica pau amareloIza Pache
 
Simulado 20 (port. 5º ano)
Simulado 20 (port. 5º ano)Simulado 20 (port. 5º ano)
Simulado 20 (port. 5º ano)Cidinha Paulo
 
Material de Apoio - Português 3
Material de Apoio - Português 3Material de Apoio - Português 3
Material de Apoio - Português 3Fernando Alves
 
A criança e a música
A criança e a músicaA criança e a música
A criança e a músicaRita Otoni
 

Semelhante a Brinquedos cantados brasileiros (20)

C.A. 04
C.A. 04C.A. 04
C.A. 04
 
Folclore Brasileiro
Folclore BrasileiroFolclore Brasileiro
Folclore Brasileiro
 
Folclore Infantil
Folclore InfantilFolclore Infantil
Folclore Infantil
 
Projeto consciência negra novembro
Projeto consciência negra  novembroProjeto consciência negra  novembro
Projeto consciência negra novembro
 
Cartilha resgatando brincadeiras e construo de brinquedos populares
Cartilha resgatando brincadeiras e construo de brinquedos popularesCartilha resgatando brincadeiras e construo de brinquedos populares
Cartilha resgatando brincadeiras e construo de brinquedos populares
 
Folclore brasileiro
Folclore brasileiroFolclore brasileiro
Folclore brasileiro
 
Projeto circo blog
Projeto circo   blogProjeto circo   blog
Projeto circo blog
 
Projeto Circo (em word)
Projeto Circo (em word)Projeto Circo (em word)
Projeto Circo (em word)
 
Plano geral 2 d 17 05
Plano geral 2 d 17 05Plano geral 2 d 17 05
Plano geral 2 d 17 05
 
Anos 70 e 80 fartura
Anos 70 e 80 farturaAnos 70 e 80 fartura
Anos 70 e 80 fartura
 
Coleção planejamento ensino infantil simone helen drumond1
Coleção planejamento ensino infantil  simone helen drumond1Coleção planejamento ensino infantil  simone helen drumond1
Coleção planejamento ensino infantil simone helen drumond1
 
Figuras linguagem2
Figuras linguagem2Figuras linguagem2
Figuras linguagem2
 
Diapositivos
DiapositivosDiapositivos
Diapositivos
 
Sujeito E Predicado
Sujeito E PredicadoSujeito E Predicado
Sujeito E Predicado
 
Projeto sitio do pica pau amarelo
Projeto sitio do pica pau amareloProjeto sitio do pica pau amarelo
Projeto sitio do pica pau amarelo
 
Projeto sitio do pica pau amarelo
Projeto sitio do pica pau amareloProjeto sitio do pica pau amarelo
Projeto sitio do pica pau amarelo
 
Projeto sitio do pica pau amarelo
Projeto sitio do pica pau amareloProjeto sitio do pica pau amarelo
Projeto sitio do pica pau amarelo
 
Simulado 20 (port. 5º ano)
Simulado 20 (port. 5º ano)Simulado 20 (port. 5º ano)
Simulado 20 (port. 5º ano)
 
Material de Apoio - Português 3
Material de Apoio - Português 3Material de Apoio - Português 3
Material de Apoio - Português 3
 
A criança e a música
A criança e a músicaA criança e a música
A criança e a música
 

Mais de Giselda morais rodrigues do

Fdocumentos.tips povos e-culturas-africanas-malineses-centenas-de-povos-com-c...
Fdocumentos.tips povos e-culturas-africanas-malineses-centenas-de-povos-com-c...Fdocumentos.tips povos e-culturas-africanas-malineses-centenas-de-povos-com-c...
Fdocumentos.tips povos e-culturas-africanas-malineses-centenas-de-povos-com-c...Giselda morais rodrigues do
 

Mais de Giselda morais rodrigues do (20)

DISCIPLINA FRATYRA FEMUR.docx
DISCIPLINA FRATYRA FEMUR.docxDISCIPLINA FRATYRA FEMUR.docx
DISCIPLINA FRATYRA FEMUR.docx
 
Hsc povos-tradicionais-amerindios-e-africanos
Hsc povos-tradicionais-amerindios-e-africanosHsc povos-tradicionais-amerindios-e-africanos
Hsc povos-tradicionais-amerindios-e-africanos
 
360426450 caca-palavras-sobre-renascimento
360426450 caca-palavras-sobre-renascimento360426450 caca-palavras-sobre-renascimento
360426450 caca-palavras-sobre-renascimento
 
Fdocumentos.tips povos e-culturas-africanas-malineses-centenas-de-povos-com-c...
Fdocumentos.tips povos e-culturas-africanas-malineses-centenas-de-povos-com-c...Fdocumentos.tips povos e-culturas-africanas-malineses-centenas-de-povos-com-c...
Fdocumentos.tips povos e-culturas-africanas-malineses-centenas-de-povos-com-c...
 
Ap cs história- 7° ano - correto
Ap cs   história- 7° ano - corretoAp cs   história- 7° ano - correto
Ap cs história- 7° ano - correto
 
Avaliação história 7º ano setembro - gabarito
Avaliação história 7º ano   setembro - gabaritoAvaliação história 7º ano   setembro - gabarito
Avaliação história 7º ano setembro - gabarito
 
Caapalavrasidademdiaeja 160916013034
Caapalavrasidademdiaeja 160916013034Caapalavrasidademdiaeja 160916013034
Caapalavrasidademdiaeja 160916013034
 
Planejamento g4 e13 a 17 de setembro
Planejamento g4 e13 a 17 de setembroPlanejamento g4 e13 a 17 de setembro
Planejamento g4 e13 a 17 de setembro
 
Planej. giselda g4 e 24-05 à 28 de maio
Planej. giselda g4 e  24-05 à 28 de maioPlanej. giselda g4 e  24-05 à 28 de maio
Planej. giselda g4 e 24-05 à 28 de maio
 
Campo de experiências codigos g4 copia
Campo de experiências codigos g4   copiaCampo de experiências codigos g4   copia
Campo de experiências codigos g4 copia
 
Apostila completa 2 semestre 2021 (1) (1)
Apostila completa 2 semestre 2021 (1) (1)Apostila completa 2 semestre 2021 (1) (1)
Apostila completa 2 semestre 2021 (1) (1)
 
Apostila g418
Apostila g418Apostila g418
Apostila g418
 
6 anol portuguesaprofessor3cadernonovo
6 anol portuguesaprofessor3cadernonovo6 anol portuguesaprofessor3cadernonovo
6 anol portuguesaprofessor3cadernonovo
 
Livro u2 (1)
Livro u2 (1)Livro u2 (1)
Livro u2 (1)
 
18 caua pereira rosa de almeida
18 caua pereira rosa de almeida18 caua pereira rosa de almeida
18 caua pereira rosa de almeida
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
Livro projeto gato xadrez 1
Livro projeto gato xadrez 1Livro projeto gato xadrez 1
Livro projeto gato xadrez 1
 
Cadernodofuturo matemtica-3anoprof-171112071214
Cadernodofuturo matemtica-3anoprof-171112071214Cadernodofuturo matemtica-3anoprof-171112071214
Cadernodofuturo matemtica-3anoprof-171112071214
 
20190218100452 thumb be6ano_linguaportuguesa
20190218100452 thumb be6ano_linguaportuguesa20190218100452 thumb be6ano_linguaportuguesa
20190218100452 thumb be6ano_linguaportuguesa
 
Aula2
Aula2Aula2
Aula2
 

Último

Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxOsnilReis1
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfAnaGonalves804156
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...LizanSantos1
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdfJorge Andrade
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 

Último (20)

Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 

Brinquedos cantados brasileiros

  • 1. Jogos Infantis: Brinquedos cantados Brinquedos do Folclore Brasileiro Uma das atividades físicas mais aplicáveis à recreação das crianças é, sem dúvida, o brinquedo cantado. Em todas as partes do mundo, ao passarmos por uma rua, onde crianças brincam despreocupadamente, é comum ver-se, de maneira natural e espontânea, a utilização do brinquedo cantado, em qualquer das suas formas. Impossível determinar-se o seu aparecimento através dos povos e do tempo. Sempre existiram, entre todos os povos, através do cancioneiro folclórico infantil, para alegria das crianças e de todos, quer através das cantigas de ninar, das toadas ou das cantigas avulsas. Sua origem pode ser rebuscada nos restos de velhas cerimônias dos povos do passado, em caráter de jogos e folguedos, que, posteriormente, em formas de entretenimento das crianças. No Brasil, esses brinquedos cantados sofreram a influência das músicas do elemento português e do africano, ameríndios e, em menor proporção, de outros povos. Considerando-se, entretanto, o fato inegável de que cada povo tem a sua índole própria, os brinquedos cantados, de origem tão diversificada, vêm sofrendo variações, deformações e transformações lentas, mas seguras, apresentando-se, em nossos dias, com um cunho eminentemente nacional. Exemplos: Procedência portuguesa: “Ciranda, cirandinha”, “A moda das tais anquinhas”, etc. Procedência francesa: “Eu sou pobre, pobre, pobre”, A mão direita tem uma roseira”, etc. Procedência espanhola: “Senhora Dona Sancha”, “Maria Cachucha”, etc.
  • 2. Procedência alemã e inglesa: “Já viram uma menina?” (melodia alemã e letra do inglês). Convém, ainda ressaltar o fato de termos o nosso cancioneiro enriquecido pelo aproveitamento, transfigurado, de coisas que as crianças ouvem e assimilam. Exemplos: “Escravos de Jô” (proveniente de um jogo de mesa de bar) – assim, também, do romance “D. Jorge e D. Julinha”, resultou a roda cantada “Por que choras, Julieta?”. Chamamos de “Cancioneiro Folclórico Infantil”, ao conjunto das cantigas próprias da criança e por ela entoadas em seus brinquedos ou ouvidas dos adultos, quando pretendem adormecê-la, entretê-la ou instruí-la; são cantigas que vêm de geração a geração e que se perpetuam e se transmitem pela tradição oral. O Cancioneiro Folclórico Infantil abrange: - Acalantos ou cantigas de ninar: “Tutu Marambá”, “Dorme Nenê”, etc. - Cantigas avulsas (que as crianças entoam em qualquer de suas atividades, sem que com elas tenham uma correlação direta): “Mestre Domingos”, “Menina bonita”, etc. - Estribilhos musicais (que integram as histórias contadas e cantadas): “Minha mãezinha”, Carpinteiro de meu pai”, etc. - Toadas (ou melodias para ensino da soletração e da tabuada já em desuso, mas ainda de valor, sob alguns aspectos): “B-a-bá, B-í-bí”, “Um e um, dois, um e dois, três”, etc. - Brinquedos cantados (de vários tipos, conforme classificação e divisão a seguir): Divisão dos brinquedos cantados: 1) Brinquedos de roda: “Ciranda, cirandinha”, etc. 2) Brinquedos de grupos opostos: “O pobre e o rico”, etc. 3) Brinquedos de fileira: “Passarás, não passarás”, etc. 4) Brinquedos de marcha: “Marcha, soldado”, etc. 5) Brinquedos de palmas: “Pirolito que bate, bate”, etc. 6) Brinquedos de pegar: “Vamos passear no bosque”, etc. 7) Brinquedos de esconder: “Senhora D. Sancha”, etc. 8) Brinquedos de cabra-cega: “A gatinha parda”, etc. 9) Chamadas para brinquedo: “Ajunta povo, para brincar”, etc. 10) Cantigas de escolha de jogadores: “Um no ni é de pó politana”, etc.
  • 3. De todos, entretanto, a roda é o tipo que oferece mais atração para a recreação infantil; assim sendo, daremos, agora, a sua classificação: 1) Quanto ao conteúdo da letra: a) Temas de vida social: “Ciranda, cirandinha”, etc. b) Temas da natureza: “A pombinha voou”, “Cachorrinha está latindo”, etc. c) Temas instrutivos: “As estações do ano”, “O bá-bébí-bó-bu”, etc. d) Temas do romanceiro: “Terezinha de Jesus”, “O cravo brigou com a rosa”, “Esta rua tem um bosque”, etc. 2) Quanto ao andamento: a) Rodas lentas: “Terezinha de Jesus”, etc. b) Rodas moderadas: “Escravos de Jô”, “Sambalelê”, etc. c) Rodas vivas: “Pirolito que bate, bate”, etc. d) Rodas alternantes: “O cravo brigou com a rosa”, etc. 3) Quanto à execução musical: a) Côro: “A canoa virou”, “Escravos de Jô”, etc. b) Solo e côro: “Senhora viúva”, “Esta rua tem um bosque”, etc. c) Forma mista (côro e parte falada ou declamada): “Ciranda, cirandinha”, etc. 4) Quanto à estrutura: a) Tipo aaa (em que todas as quadras são cantadas com a mesma melodia): “A moda das tais anquinhas”, etc. b) Tipo ab (que reúne duas melodias diferentes): “O cravo brigou com a rosa”, etc.
  • 4. c) Tipo abc (em que se sucedem três ou mais diferentes melodias): “Eu fui ao Tororó”, etc. 5) Quanto à formação: a) Roda simples: “Ainda não comprei”, etc. b) Roda com um figurante no centro: “Ciranda”, etc. c) Roda com dois ou mais figurantes no centro: “O cravo brigou com a rosa”, etc. d) Roda com um figurante fora: “A mão direita tem uma roseira”, etc. e) Roda com figurante fora e dentro: “A linda rosa juvenil”, etc. f) Roda assentada: “Escravos de Jô”, etc. g) Rodas concêntricas: “Onde está a margarida”, etc. 6) Quanto à movimentação: a) Marcha simples: “Ai! – eu entrei na roda”, etc. b) Marcha na ponta dos pés: “Eu sou a borboleta”, etc. c) Saltitos: “Atirei um pau no gato”, etc. d) Roda em cadeia ou serpentina: “Havia um novo navio”, etc. e) Rodas que acentuam um determinado ritmo ou marcam os tempos fortes da melodia: “Ciranda, cirandinha”, Pirulito que bate, bate”, “Palma, palma, palma...”, etc. f) Rodas imitativas: “Carneirinho, carneirão”, etc. g) Misto de roda e dança: “Os quindô-le-lê...”, etc. h) Rodas dramatizadas: “O cravo brigou com a rosa”, etc. Nota: Em qualquer das rodas sempre há exemplo de qualquer um dos grupos citados; de certa maneira, podemos afirmar que todas as rodas são mistas, quanto à sua movimentação, prevalecendo nesta ou naquela, uma ou outra característica.