SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
Baixar para ler offline
Dicionários são livros que guardam palavras. Palavras explicadas em palavras. Um verbete de dicionário
tem geralmente esta forma:
1. Leia a oração a seguir:
“Para sua surpresa, Doutor Pompeu passou por ele acenando, sentado em uma jardineira.”
Depois de ler os significados da palavra jardineira, responda: qual o significado que corresponde ao da
palavra jardineira na oração acima?
2. A palavra jardineiro tem um significado em comum com a palavra jardineira.
a) Qual é esse significado?
b) Qual a diferença entre essas duas palavras?
c) Quais as abreviaturas que mostram essa diferença? O que essas abreviaturas significam?
Obs.: As atividades desta bateria contemplam o conteúdo do trimestre.
3. Observe o grupo de palavras abaixo:
Se você fosse fazer uma pesquisa no dicionário, entre quais palavras do grupo acima deveriam estar as
palavras que seguem?
a) ladroeira:
b) lagartixa:
c) lágrima:
4. Há textos que se utilizam apenas da imagem, dispensando palavras, como na tira a seguir:
a) Crie, para o primeiro quadrinho, uma frase afirmativa, mostrando o que Calvin pretende fazer.
b) Para o segundo quadrinho, crie uma frase exclamativa, que demonstre o susto que Haroldo tomou ao
perceber que a flecha quase o acertou.
c) Para o terceiro quadrinho, crie uma frase interrogativa.
d) Crie uma frase imperativa para o último quadrinho.
5. Leia este anúncio, prestando atenção ao tipo de linguagem utilizado para a construção de seu sentido:
a) Escreva o nome das figuras que aparecem no anúncio.
b) Junte os nomes das figuras às palavras que aparecem no anúncio, na ordem em que foram colocados, e
descubra o ditado popular que se formou.
c) Qual o tipo de linguagem utilizado na construção do anúncio: linguagem verbal, não verbal ou mista?
ladrão – ladrar – ladravaz – ladrilhar – ladrilheiro – ladrilho – ladro –
ladroaço – ladroagem – lagar – lagarta – lagarto – lago – lagoa – lagosta –
lagostim – lagrimejar – laguna – laico – laivo – lajear
6. Classifique a linguagem utilizada nos textos abaixo em linguagem verbal, não verbal ou mista.
a) c)
b)
7. Leia a tirinha:
a) Qual o tipo de linguagem utilizado nos três primeiros quadrinhos da tira?
b) E no último?
c) A falta de palavras, no último quadrinho, prejudica a compreensão da tira? Explique.
d) Quem são os interlocutores do texto?
Você se lembra desta música do grupo “Mamonas Assassinas”? Leia a letra da música produzida por ele:
8. Nessa música, o grupo intencionalmente explora uma variante linguística. Para isso, cria uma
personagem que teria determinadas características de fala. No terceiro verso, temos uma construção que
está em desacordo com a norma culta. Identifique-a e reescreva-a na linguagem culta.
9. Pouco sabemos sobre a pessoa que fala nessa música, mas, por algumas pistas do texto, podemos
imaginar. Em sua opinião, qual deve ser:
a) o grau de escolaridade dela?
b) a profissão?
c) a classe social a que ela pertence?
d) os filmes a que normalmente ela assiste
10. No 3º verso da 3ª estrofe, é empregada uma gíria: “uns rolezinho”. Qual o sentido dessa expressão, a
partir do contexto?
11. Está errado quando, em uma conversa informal, os falantes pronunciam gírias? Por quê?
12. Leia a seguir o fragmento de uma crônica e responda às questões.
a) O autor procurou reproduzir certas marcas da oralidade e caracterizar a linguagem como uma variedade
típica de uma região do Brasil. Que região é essa?
b) Que palavras ou expressões são típicas dessa região? Retire do texto.
13. Leia o trecho de uma carta de amor escrita pelo poeta Olavo Bilac:
a) A linguagem utilizada na carta é uma linguagem verbal escrita. O tipo de linguagem é padrão ou não
padrão?
b) Levando em consideração esse tipo de linguagem, o locutor tem ou não intimidade com o locutário?
Essa variante linguística está adequada ao tipo de texto e à situação?
c) Caracterize o locutor quanto ao seu nível de escolaridade.
Observe esta propaganda:
14. Responda:
a) Identifique os elementos que correspondem à linguagem verbal e os correspondentes à linguagem não
verbal.
b) Identifique a que público o anúncio se destina, a partir da análise dos elementos verbais e não verbais
que o compõem.
c) Que característica desse público é destacada no texto do anúncio?
15. A língua usada no anúncio é padrão ou não padrão? Retire do texto exemplos que justifiquem sua
resposta.
16. Explique a intenção de quem criou o anúncio ao utilizar essa língua.
Presentes de ler, presentes
de ouvir, presentes de se
divertir. Uma supercoleção
de presentes superlegais
com preços superbacanas.
17. Leia os dois textos a seguir:
a) Os dois textos são narrativos. O texto 1 é uma notícia curta, também conhecida como nota jornalística,
e o 2, o trecho de um diário. Quem é o narrador em cada caso?
b) Compare o tipo de linguagem utilizado nos dois textos. Em qual deles a linguagem é formal? Por que
isso ocorre?
c) Explique por que, no outro texto, a linguagem é informal.
d) Que expressões ou frases, no texto que emprega a linguagem informal, identificam esse tipo de
linguagem?
e) Comente sobre a intenção de cada texto.
18. Veja o texto:
a) A linguagem do texto é verbal ou não verbal?
b) O cartum mostra os sonhos de consumo de um homem desde a infância até a morte. Em cada
quadrinho, ele é representado em uma fase de sua vida. No primeiro, ele é um bebê e, no último, ele está
morto. Como você o classificaria nos quadrinhos intermediários?
c) Identifique no texto pelo menos dois objetivos que o homem gostaria de alcançar.
d) O Cartum é um desenho caricato, que normalmente apela para o humor e a reflexão crítica. Essas
características estão presentes no cartum acima? Explique sua resposta.
Leia em voz alta estas palavras.
Perceba que a única diferença sonora entre as duas
palavras que você leu está nos sons /L/ e /R/. Entre
lua e rua, podemos distinguir duas unidades de sons
diferentes. A existência dessas duas unidades de sons
permite concluir que se trata de duas palavras
diferentes. A unidade sonora mais simples da língua
recebe o nome de fonema.
19. Observe este conjunto de palavras:
Escreva grupos de palavras de acordo com as indicações a seguir:
 Palavras em que a letra x representa o fonema /s/.
 Palavras em que a letra x representa o fonema /ks/.
 Palavras em que a letra x representa o fonema /z/.
LUA RUA
20. Marque as alternativas corretas em relação a esta mudança: galo - gelo.
( A ) Ocorreu a alteração de apenas uma letra.
( B ) Ocorreu a alteração de apenas um fonema.
( C ) Ocorreu a alteração de duas letras.
( D ) Ocorreu a alteração de dois fonemas.
21. Associe cada palavra do quadro à explicação correspondente.
 7 letras, 5 fonemas:
 7 letras, 6 fonemas:
 5 letras, 4 fonemas:
 5 letras, 5 fonemas:
Leia este poema:
22. Nos trechos a seguir, quais são as palavras que possuem encontros consonantais?
a) “Troca o certo pelo falso, toca flauta de bisonho”
b) “Circunscrito ao circo o palhaço é destro.”
23. Marque a única palavra que não possui ditongo:
( A ) Sorrateiro
( B ) Ensaia
( C ) Maior
( D ) Pirueta
24. Retire do poema três palavras que apresentam dígrafo, em seguida, indique o grupo de letras que
formam o dígrafo. Preencha o quadro seguindo o modelo:
25. Sublinhe os encontros vocálicos das palavras abaixo e classifique-os em hiato, ditongo ou tritongo:
( A ) ansioso
( B ) couro
( C ) cadeira
( D ) saguão
26. Reconheça e escreva os substantivos empregados nas frases:
a) “Abriu-se em flor todo jardim: rosas vermelhas, branco jasmim.”
b) “Pairam bailando os colibris beijando dálias e bogaris.”
c) “Um bem-te-vi e um sabiá cantam na rama do manacá.”
d) “Brisa suave pelos caminhos leva a canção dos passarinhos.”
27. Leia este texto curioso:
Retire do texto:
a) um substantivo próprio;
b) um substantivo coletivo;
c) dois substantivos comuns e simples;
d) dois substantivos abstratos;
Palavra Dígrafo
inspiração in
28. A palavra trabalho, que aparece no texto, é um substantivo primitivo, ou seja, ela pode dar origem a
um substantivo derivado. Veja:
Que outra palavra do texto, somada à partícula – dor, dá origem a um substantivo derivado?
29. Observe os substantivos do texto desta figura:
a) Crie um substantivo derivado para cada um destes substantivos:
 Brasil
 Espaço
b) Quinta-feira é um substantivo composto e designa um dia da semana. Que outros dias da semana
também são substantivos compostos?
c) Indique dois substantivos próprios existentes no texto.
30. Crie substantivos abstratos a partir destas palavras: delicado, tranquilo, rico, castigar, atacar.
31. Leia a tira de Dik Browner:
a) Identifique três substantivos abstratos na tira.
b) Forme um substantivo abstrato com o verbo casar, do último balão.
32. Há, a seguir, um grupo de coletivos. Descubra qual deles corresponde às expressões destacadas nas
frases abaixo. Se necessário, consulte o dicionário. Depois, reescreva as frases, substituindo as
expressões destacadas pelos coletivos a elas correspondentes.
a) A polícia procura um grupo de bandidos e malfeitores.
b) Um conjunto de aviões sobrevoou a cidade, fazendo acrobacias.
c) O desmatamento está prejudicando o conjunto de animais e o conjunto de plantas da região.
d) Na minha última viagem à capital, visitei um conjunto de quadros e fotos e gostei muito.
e) Um conjunto de soldados protege as fronteiras de nosso país.
f) Antes da prova de Geografia, dê uma olhada no conjunto de mapas da América.
g) O grupo de assaltantes já foi capturado ontem, de madrugada.
h) O conjunto de atores vai apresentar a peça em outra cidade.
33. Leia esta tira
Informe em que gênero e número encontram-se os substantivos destacados.
34. Dê o feminino dos seguintes substantivos.
a) patrão b) cantor c) príncipe d) herói e) boi
f) cavalo g) cão h) zangão i) ator j) genro
35. Passe as frases a seguir para o feminino ou para o masculino.
a) O médico foi cruel comigo.
b) A poetisa lançou mais dois livros.
c) Aquela senhora não quis entrar.
d) O carneiro está no pasto.
e) Não sei quem é aquele homem.
f) O dentista está atrasado.
g) Meu pai é muito educado.
h) Ainda não vi a condessa.
i) O jovem ganhou o prêmio.
j) Aquela artista é ótima.
36. Observe:
Paizão, comprei um presentinho lindo para você!
a) Qual o grau dos substantivos destacados?
b) O grau desses substantivos representa o tamanho real dos seres que eles exprimem? Explique.
37. Classifique os substantivos destacados nas frases abaixo quanto ao grau:
a) Fizeram uma muralha para impedir que os soldados chegassem à cidade.
b) Nas cidadezinhas, existem muitas igrejolas.
c) O vapor é formado por gotículas de água.
d) Formou uma pequena pele sobre o machucado.
e) O trenzinho estava quase chegando.
f) A casa tinha uma pequena porta de madeira.
38. Dê o diminutivo de:
a) Nuvens
b) Papéis
c) Limões
d) Túneis
Exercícios de Interpretação
Orientações:
 Fazer as interpretações com calma, sempre pensando na qualidade das respostas;
 Ler os textos muitas vezes, até chegar à compreensão total;
 Utilizar o dicionário para verificar a escrita de palavras cuja ortografia não dominamos;
 Fazer uso de respostas completas;
 Verificar a pontuação;
 Após a finalização de cada questão, revisar questão e resposta para verificar se estão de acordo.
39. Leia esta tirinha de Mafalda.
a) Mafalda se surpreende com a atitude de seu pai, mas no final da tira, seu pai demonstra estar
insatisfeito. Explique por que o pai de Mafalda se comporta dessa forma no último quadrinho.
b) A tira faz uma crítica à sociedade de um modo geral. Exponha essa crítica de forma bem esclarecedora.
Leia o texto visual:
40. Observe com atenção os três primeiros quadrinhos.
a) Como a paisagem do local em que se passa a história foi caracterizada?
b) Quais elementos do cartum contribuem para essa caracterização?
41. Veja os três últimos quadrinhos. O que podemos concluir a partir desse desfecho?
42. Você deve ter percebido que o cartunista faz uma crítica no texto.
a) Explique qual seria a crítica presente nesses quadrinhos.
b) Em sua opinião, o remédio receitado pelo médico por si só poderia resolver o problema de saúde da
personagem? Por quê?
43. Leia o outdoor a seguir.
a) A imagem da mão segurando um objeto está diretamente relaciona a uma palavra escrita no outdoor.
Mencione essa palavra e explique qual a relação entre o objeto que a mão segura e esse vocábulo.
b) Observe todo o texto e explore o significado da palavra apaga nesse contexto, trazendo-a para a vida
real.
44. Leia este pequeno poema.
a) Nesse texto, com o que são comparados os poemas e os poetas?
b) Por que o poema diz que “eles andam famintos por uma inspiração...”?
45. Leia o poema a seguir.
a) No início do poema, o eu lírico fala de uma tempestade. O que anuncia a chegada dessa tempestade?
b) Como o eu lírico se sente ao perceber a ventania?
c) A partir de certo momento, o eu lírico se tranquiliza. Qual trecho marca essa mudança em seu estado de
espírito?
d) Podemos dizer que esse poema tem duas partes, separadas pela frase que você identificou na questão
anterior. Quais emoções predominam em cada parte?
46. Passe para o plural os substantivos destacados, fazendo as concordâncias necessárias:
a) A explosão danificou o barril.
b) A mancha era visível.
c) O pajem pegou o álbum e mostrou ao gentil alemão.
d) O espião pegou o dólar e fugiu com a espiã.
e) O órfão espantou o cão, entrou na padaria e comprou o pão.
f) A jovem atriz resolveu a difícil questão.
g) O caminhão transportava o trabalhador rural.
47. Dê o plural dos substantivos:
a) mês:__________________
b) item:__________________
c) mal:__________________
d) pincel:________________
e) sol:___________________
f) amor:_________________
g) gás:__________________
h) túnel:_________________
i) adeus:________________
j) álbum:________________
k) cônsul:________________
1. Significado: “ônibus aberto com bancos paralelos.”
2. a) Pessoas que cuidam de jardins.
b) A diferença está no gênero, jardineiro é uma
palavra masculina e jardineira, feminina.
c) As abreviaturas são: s.f. e s.m.
3. a) ladroagem e lagar.
b) lagarta e lagarto.
c) lagostim e lagrimejar.
4. Sugestões de falas:
a) “Agora é só mirar e acertar o alvo.”
b) “Nossa! Essa foi por pouco mesmo!”
c) “Não gosta de brincar de tiro ao alvo, Haroldo?”
d) “Tire-me daqui, Haroldo!”
OBS: Essas frases são apenas exemplos. É
importante que o aluno observe os quadrinhos e crie
suas próprias frases, obedecendo ao comando da
questão.
5. a) Cavalo; dado; olhar; dentes.
b) Ditado: “Cavalo dado não se olha os dentes.”
c) Linguagem mista.
6. a) Linguagem não verbal.
b) Linguagem verbal.
c) Linguagem mista.
7.
a) Linguagem verbal e linguagem não verbal. Também
podemos chamar de linguagem mista.
b) No último, apenas foi utilizada a linguagem não
verbal.
c) A ausência de fala, no último quadrinho, não
prejudica a compreensão da tira, visto que as figuras
conseguem, por si só, construir o sentido. As
expressões de Mafalda e Manolito, no último
quadrinho, ao olharem fixamente para o globo,
mostram que os dois estão preocupados com o
planeta terra, pois ele é quem representa o doente,
mencionado por Mafalda.
d) As duas crianças.
8. “A gente foi... ou Nós fomos ao shopping.”
9. a) É uma pessoa de pouca ou nenhuma
escolaridade.
b) É um pedreiro da construção civil; são citados os
“andaimes”.
c) Provavelmente uma classe social baixa.
d) Pelo nome dos atores citados, supõe-se que goste
de filmes de violência.
10.Provavelmente, dar umas voltas.
11.Não, numa conversa informal, dependendo do grau
de intimidade dos interlocutores, as gírias são
admitidas.
12.a) O Rio Grande do Sul.
b) Buenas, tchê, no más.
13.a) Na carta, foi utilizada a linguagem padrão.
b) O locutor não tem intimidade com o locutário. Essa
variante está adequada, visto que é uma carta a uma
pessoa que não se conhece, portanto, não há
intimidade entre os falantes e também por conta do
nível de escolaridade da pessoa que escreve.
Provavelmente, o locutário também é uma pessoa com
nível de escolaridade alto, visto consegue entender a
carta.
c) Provavelmente, o locutor tem um nível de
escolaridade alto, visto que sabe utilizar as regras
gramaticais do português.
14.a) Linguagem verbal: o texto.
Linguagem não verbal: o desenho do menino e dos
objetos que o rodeiam, as cores, a forma de onda que
a separação das cores desenha.
b) O anunciante se destina às crianças e aos jovens.
c) O público é antenado, ou seja, está atento às
novidades.
15.Não padrão. Antenada, superpresentes, superfeliz,
superlegais, superbacanas.
16.Tem por intenção criar empatia, proximidade com o
público infanto-juvenil.
17.a) No primeiro texto, o narrador é um repórter que
conta os fatos em 3ª pessoa. No diário, o narrador é,
provavelmente, um adolescente, que relata seu
cotidiano, por isso emprega a 1ª pessoa.
b) No texto 1, porque os fatos são narrados por um
jornalista de um grande veículo de comunicação, cujo
público espera e valoriza a linguagem formal.
c) No texto 2, o narrador parece ser um jovem
adolescente, escrevendo para si mesmo (diário).
Trata-se, portanto, de uma situação bem íntima e
informal.
d) “Não entendi qual era a do Petrônio” , “...ficando tão
mascarado”, “...não topa muito”, “...acho que é o
máximo”, “...pondo para fora sua dor de cotovelo”, “...
Inês tietando”, “... não quis saber de levar papo com
ele”, “... se ligando na figura errada” e outras.
e) Por ser um texto de caráter informativo, o texto 1
informa aos leitores sobre um acontecimento do
passado. É um texto jornalístico e o objetivo desse tipo
de texto é puramente transmitir uma informação de
forma rápida, clara e objetiva.
O texto 2 tem características e intenções diferentes,
ele tem por objetivo registrar fatos do cotidiano, sejam
eles banais ou especiais, foi feito para ser lido apenas
por seu escritor e a linguagem é informal e não é
objetiva, pois faz uso da sentimentalidade e da
opinião.
18.a) Não verbal.
b) No segundo quadrinho, o personagem é uma
criança; no terceiro, ele é um jovem; no quarto, é um
adulto; no quinto, um idoso.
c) Bicicleta, moto, carro e uma cadeira de rodas.
d) Essas características estão presentes no cartum,
pois ele critica o comportamento humano, como sendo
consumista e nunca estando satisfeito com o que tem,
desejando sempre mais, a cada fase da vida e de
acordo com suas necessidades.
19.
 /S/ : aproximar, auxílio, explicação, exposição,
extremidade, proximidade, próximo e texto.
 /ks/: axila, fixar, fixação, flexão, flexível, sexualidade
e taxímetro.
 /z/: exagerar, exaltar, exame, examinar, exatidão,
exaustivo, exemplo, exercício e êxito.
20.Marca-se a primeira e a quarta opção.
21.
 Excesso
 Honesto
 Chuva
 Sorte
22.a) troca, flauta, certo e falso.
b) circunscrito, circo e destro.
23.D
24.Exemplo
25.a) ansioso: hiato
b) couro: ditongo decrescente
c) cadeira: ditongo decrescente
d) saguão: tritongo
26.a) flor, jardim, rosas, jasmim.
b) colibris, dálias, bogaris.
c) bem-te-vi, sabiá, rama, manacá.
d) Brisa, caminhos, canção, passarinhos.
27.a) Shisedo ou Yokohama.
b) Equipe.
c) Chulé, equipe, entre outros.
d) Conclusão e trabalho.
28.Pesquisa – pesquisador.
29.a) Brasil – brasileiro.
Espaço – espaçozinho.
b) São: segunda-feira, terça-feira, quarta-feira e sexta-
feira.
c) Brasil e Sol.
Palavra Dígrafo
inspiração in
palhaço lh
sorrateiro rr
inteiro in
30.Delicadeza, tranquilidade, riqueza, castigo, ataque.
31.a) Firmeza, convicção, compras.
b) Casamento.
32.a) A polícia procura uma corja.
b) Uma esquadrilha sobrevoou a cidade, fazendo
acrobacias.
c) O desmatamento está prejudicando a fauna e a
flora da região.
d) Na minha última viagem à capital, visitei uma
galeria e gostei muito.
e) Um exército protege as fronteiras de nosso país.
f) Antes da prova de Geografia, dê uma olhada no
atlas da América.
g) A quadrilha já foi capturada ontem, de madrugada.
h) O elenco vai apresentar a peça em outra cidade.
33.Gênero: feminino; número: plural.
34.a) patroa
b) cantora
c) princesa
d) heroína
e) vaca
f) égua
g) cadela
h) abelha
i) atriz
j) nora
35.a) A médica foi cruel comigo.
b) O poeta lançou mais dois livros.
c) Aquele senhor não quis entrar.
d) A ovelha está no pasto.
e) Não sei quem é aquela mulher.
f) A dentista está atrasada.
g) Minha mãe é muito educada.
h) Ainda não vi o conde.
i) A jovem ganhou o prêmio.
j) Aquele artista é ótimo.
36.a) Grau aumentativo sintético e grau diminutivo
sintético.
b) Não, os dois graus querem transmitir o sentimento
de afeto e carinho.
37.a) Grau aumentativo sintético.
b) Grau diminutivo sintético.
c) Grau diminutivo sintético.
d) Grau diminutivo analítico.
e) Grau diminutivo sintético.
f) Grau diminutivo analítico
38.a) nuvenzinhas.
b) papeizinhos
c) limõezinhos
d) tuneizinhos
39.a) O pai de Mafalda fica decepcionado consigo
mesmo, pois, embora sua filha pensasse que ele
estivesse preocupado com um problema social
importante, ele, na verdade, estava preocupado com a
notícia do jogo de futebol.
b) A crítica está na sociedade que, muitas vezes, não
se preocupa com problemas importantes como o
número de crianças abandonadas. As pessoas
somente se preocupam com o que acontecem a elas e
com aquilo que é de interesse próprio.
40.a) A paisagem da história, nos três primeiros
momentos, pode ser caracterizada como poluída,
urbana, com pessoas que transitam e há um
personagem que está, aparentemente, com problemas
respiratórios.
b) O homem, em posição mais curvada, olhos caídos,
mão ao peito e a sua procura por um médico; um
ambiente mais acinzentado; e a imagem de uma
fábrica compõem a caracterização do ambiente.
41.É permitido concluir que a fábrica que faz os
remédios que combatem as doenças respiratórias e a
mesma que causa toda a poluição.
42.a) O cartum critica a hipocrisia dessa indústria, que
pode representar muitas outras. Essa empresa se
aproveita dos problemas respiratórios causados por
ela mesma para fazer a venda de seus remédios,
revelando que o seu comprometimento não é com a
saúde da população, mas sim com os seus lucros.
b) O Remédio, sozinho, não acabaria com os
problemas respiratórios do personagem apresentado,
pois a poluição continua. O remédio amenizará os
problemas, mas não vai resolvê-los por completo.
Provavelmente, após um tempo, os problemas de
saúde do indivíduo retornarão.
43.a) A mão segura uma espécie de apagador que
serve para apagar a mensagem do texto, logo essa
imagem está associada à palavra apaga.
b) Apaga, nesse contexto, refere-se a uma situação de
morte. Se as pessoas não seguirem as leis de trânsito,
elas podem causar ou sofrer acidentes, portanto,
apagar seria a consequência do não cumprimento das
leis.
44.a) Os poemas são comparados a moscas e os
poetas, a passarinhos que comem essas moscas.
b) O poema informa isso, pois os poetas precisam de
inspiração para poder escrever suas obras, por isso
eles estão “famintos” por essa ela.
45.a) Um vento bem forte anuncia a chegada da
tempestade.
b) O eu lírico fica com medo e ansiedade, pensando
no estrago que o vento pode produzir na sua cidade.
c) O verso “Mas que bom! Caiu só uma chuva...”
representa o início da calmaria do eu lírico.
d) Na primeira, predominam a tensão e o medo; na
segunda parte do texto, percebem-se mais
tranquilidade, alívio e bem-estar.
46.a) As explosões danificaram os barris.
b) As manchas eram visíveis.
c) Os pajens pegaram os álbuns e mostraram aos
gentis alemães.
d) Os espiões pegaram os dólares e fugiram com as
espiãs.
e) Os órfãos espantaram os cães, entraram na padaria
e compraram os pães.
f) As jovens atrizes resolveram as difíceis questões.
g) Os caminhões transportaram os trabalhadores
rurais.
47.a) meses
b) itens
c) males
d) pinceis
e) sóis
f) amores
g) gases
h) túneis
i) adeuses
j) álbuns
k) cônsules
ANOTAÇÕES
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________
____________________________________________

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Avaliação_Inglês
Avaliação_InglêsAvaliação_Inglês
Avaliação_Inglês
Isa ...
 
Avaliação homonimos
Avaliação homonimosAvaliação homonimos
Avaliação homonimos
Isa ...
 
52887103 sujeito-e-predicado-exercicios-6º-ano
52887103 sujeito-e-predicado-exercicios-6º-ano52887103 sujeito-e-predicado-exercicios-6º-ano
52887103 sujeito-e-predicado-exercicios-6º-ano
Simone de Souza
 

Mais procurados (20)

Cinderela
CinderelaCinderela
Cinderela
 
Exercicio valor posicional
Exercicio valor  posicionalExercicio valor  posicional
Exercicio valor posicional
 
Avaliação_Inglês
Avaliação_InglêsAvaliação_Inglês
Avaliação_Inglês
 
Eja atividades demais alunos 16 a 31 de agosto
Eja   atividades demais alunos 16 a 31 de agostoEja   atividades demais alunos 16 a 31 de agosto
Eja atividades demais alunos 16 a 31 de agosto
 
Cruzadinha cardinal numbers
Cruzadinha cardinal numbersCruzadinha cardinal numbers
Cruzadinha cardinal numbers
 
Encontros consonantais e dígrafos
Encontros consonantais e dígrafosEncontros consonantais e dígrafos
Encontros consonantais e dígrafos
 
I atividade matemática 3º ano andré
I atividade matemática 3º ano   andréI atividade matemática 3º ano   andré
I atividade matemática 3º ano andré
 
5º ano ficha de acentuação
5º ano ficha de acentuação5º ano ficha de acentuação
5º ano ficha de acentuação
 
Avaliação homonimos
Avaliação homonimosAvaliação homonimos
Avaliação homonimos
 
Produção textual: Poemas
Produção textual: Poemas Produção textual: Poemas
Produção textual: Poemas
 
Conto Popular
Conto PopularConto Popular
Conto Popular
 
Atividades do advérbio
Atividades do advérbioAtividades do advérbio
Atividades do advérbio
 
D14 (5º ano l.p.)
D14 (5º ano   l.p.)D14 (5º ano   l.p.)
D14 (5º ano l.p.)
 
Prova de português sobre texto instrucional
Prova de português sobre texto instrucionalProva de português sobre texto instrucional
Prova de português sobre texto instrucional
 
Trava língua O Rato -
Trava língua O Rato - Trava língua O Rato -
Trava língua O Rato -
 
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5º ANO - 1º BIMESTRE
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA  PORTUGUESA - 5º ANO - 1º BIMESTREAVALIAÇÃO DE LÍNGUA  PORTUGUESA - 5º ANO - 1º BIMESTRE
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5º ANO - 1º BIMESTRE
 
FIGURAS DE LINGUAGEM
FIGURAS DE LINGUAGEMFIGURAS DE LINGUAGEM
FIGURAS DE LINGUAGEM
 
Ficha de trabalho 5º ano
Ficha de trabalho 5º anoFicha de trabalho 5º ano
Ficha de trabalho 5º ano
 
Sequencia soldadinho de chumbo
Sequencia soldadinho de chumboSequencia soldadinho de chumbo
Sequencia soldadinho de chumbo
 
52887103 sujeito-e-predicado-exercicios-6º-ano
52887103 sujeito-e-predicado-exercicios-6º-ano52887103 sujeito-e-predicado-exercicios-6º-ano
52887103 sujeito-e-predicado-exercicios-6º-ano
 

Semelhante a 20190218100452 thumb be6ano_linguaportuguesa

Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)
Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)
Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)
MADELOM FERREIRAA
 
Interpretação de música
Interpretação de músicaInterpretação de música
Interpretação de música
Marlene Cunhada
 
Atividades pc mod. iii de 1 a 4 glorinha
Atividades pc mod. iii de 1 a 4 glorinhaAtividades pc mod. iii de 1 a 4 glorinha
Atividades pc mod. iii de 1 a 4 glorinha
sandraalvesnunes
 
142686437 exercicios-sobre-flexao-dos-adjetivos
142686437 exercicios-sobre-flexao-dos-adjetivos142686437 exercicios-sobre-flexao-dos-adjetivos
142686437 exercicios-sobre-flexao-dos-adjetivos
Kênia Machado
 
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 48
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 48Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 48
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 48
luisprista
 
Prova internet-pss-i-2010
Prova internet-pss-i-2010Prova internet-pss-i-2010
Prova internet-pss-i-2010
Lucas Ferreira
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
Mila E Wlamir
 

Semelhante a 20190218100452 thumb be6ano_linguaportuguesa (20)

Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)
Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)
Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Atividades sobre substantivo, adjetivo, numeral
Atividades sobre substantivo, adjetivo, numeralAtividades sobre substantivo, adjetivo, numeral
Atividades sobre substantivo, adjetivo, numeral
 
Interpretação de música
Interpretação de músicaInterpretação de música
Interpretação de música
 
Atividades pc mod. iii de 1 a 4 glorinha
Atividades pc mod. iii de 1 a 4 glorinhaAtividades pc mod. iii de 1 a 4 glorinha
Atividades pc mod. iii de 1 a 4 glorinha
 
142686437 exercicios-sobre-flexao-dos-adjetivos
142686437 exercicios-sobre-flexao-dos-adjetivos142686437 exercicios-sobre-flexao-dos-adjetivos
142686437 exercicios-sobre-flexao-dos-adjetivos
 
7o ano lingua_portuguesa_gabarito_da_bateria_de_exercicios
7o ano lingua_portuguesa_gabarito_da_bateria_de_exercicios7o ano lingua_portuguesa_gabarito_da_bateria_de_exercicios
7o ano lingua_portuguesa_gabarito_da_bateria_de_exercicios
 
Fonologia EAOF extra com gabarito
Fonologia EAOF extra com gabaritoFonologia EAOF extra com gabarito
Fonologia EAOF extra com gabarito
 
Atividades musica
Atividades musicaAtividades musica
Atividades musica
 
Simulado língua portuguesa 3º
Simulado língua portuguesa 3ºSimulado língua portuguesa 3º
Simulado língua portuguesa 3º
 
1 funcoes_da_linguagem
1  funcoes_da_linguagem1  funcoes_da_linguagem
1 funcoes_da_linguagem
 
Literatura 1º-ano
Literatura 1º-anoLiteratura 1º-ano
Literatura 1º-ano
 
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 48
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 48Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 48
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 48
 
Prova internet-pss-i-2010
Prova internet-pss-i-2010Prova internet-pss-i-2010
Prova internet-pss-i-2010
 
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
 
Simulado língua portuguesa 9º ano (análise sintática e morfológica)
Simulado língua portuguesa 9º ano (análise sintática e morfológica)Simulado língua portuguesa 9º ano (análise sintática e morfológica)
Simulado língua portuguesa 9º ano (análise sintática e morfológica)
 
Adjetivos
AdjetivosAdjetivos
Adjetivos
 
Provão 6° ano 1ºsem2016
Provão 6° ano 1ºsem2016Provão 6° ano 1ºsem2016
Provão 6° ano 1ºsem2016
 
Fonemas, digrafos, encontros
Fonemas, digrafos, encontrosFonemas, digrafos, encontros
Fonemas, digrafos, encontros
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 

Mais de Giselda morais rodrigues do

Mais de Giselda morais rodrigues do (20)

DISCIPLINA FRATYRA FEMUR.docx
DISCIPLINA FRATYRA FEMUR.docxDISCIPLINA FRATYRA FEMUR.docx
DISCIPLINA FRATYRA FEMUR.docx
 
Hsc povos-tradicionais-amerindios-e-africanos
Hsc povos-tradicionais-amerindios-e-africanosHsc povos-tradicionais-amerindios-e-africanos
Hsc povos-tradicionais-amerindios-e-africanos
 
360426450 caca-palavras-sobre-renascimento
360426450 caca-palavras-sobre-renascimento360426450 caca-palavras-sobre-renascimento
360426450 caca-palavras-sobre-renascimento
 
Fdocumentos.tips povos e-culturas-africanas-malineses-centenas-de-povos-com-c...
Fdocumentos.tips povos e-culturas-africanas-malineses-centenas-de-povos-com-c...Fdocumentos.tips povos e-culturas-africanas-malineses-centenas-de-povos-com-c...
Fdocumentos.tips povos e-culturas-africanas-malineses-centenas-de-povos-com-c...
 
Ap cs história- 7° ano - correto
Ap cs   história- 7° ano - corretoAp cs   história- 7° ano - correto
Ap cs história- 7° ano - correto
 
Avaliação história 7º ano setembro - gabarito
Avaliação história 7º ano   setembro - gabaritoAvaliação história 7º ano   setembro - gabarito
Avaliação história 7º ano setembro - gabarito
 
Caapalavrasidademdiaeja 160916013034
Caapalavrasidademdiaeja 160916013034Caapalavrasidademdiaeja 160916013034
Caapalavrasidademdiaeja 160916013034
 
Planejamento g4 e13 a 17 de setembro
Planejamento g4 e13 a 17 de setembroPlanejamento g4 e13 a 17 de setembro
Planejamento g4 e13 a 17 de setembro
 
Planej. giselda g4 e 24-05 à 28 de maio
Planej. giselda g4 e  24-05 à 28 de maioPlanej. giselda g4 e  24-05 à 28 de maio
Planej. giselda g4 e 24-05 à 28 de maio
 
Campo de experiências codigos g4 copia
Campo de experiências codigos g4   copiaCampo de experiências codigos g4   copia
Campo de experiências codigos g4 copia
 
Apostila completa 2 semestre 2021 (1) (1)
Apostila completa 2 semestre 2021 (1) (1)Apostila completa 2 semestre 2021 (1) (1)
Apostila completa 2 semestre 2021 (1) (1)
 
Apostila g418
Apostila g418Apostila g418
Apostila g418
 
6 anol portuguesaprofessor3cadernonovo
6 anol portuguesaprofessor3cadernonovo6 anol portuguesaprofessor3cadernonovo
6 anol portuguesaprofessor3cadernonovo
 
Livro u2 (1)
Livro u2 (1)Livro u2 (1)
Livro u2 (1)
 
18 caua pereira rosa de almeida
18 caua pereira rosa de almeida18 caua pereira rosa de almeida
18 caua pereira rosa de almeida
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
Livro projeto gato xadrez 1
Livro projeto gato xadrez 1Livro projeto gato xadrez 1
Livro projeto gato xadrez 1
 
Cadernodofuturo matemtica-3anoprof-171112071214
Cadernodofuturo matemtica-3anoprof-171112071214Cadernodofuturo matemtica-3anoprof-171112071214
Cadernodofuturo matemtica-3anoprof-171112071214
 
Aula2
Aula2Aula2
Aula2
 
FISIOTERAPIA
FISIOTERAPIAFISIOTERAPIA
FISIOTERAPIA
 

Último

História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 

Último (20)

662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundario
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 

20190218100452 thumb be6ano_linguaportuguesa

  • 1. Dicionários são livros que guardam palavras. Palavras explicadas em palavras. Um verbete de dicionário tem geralmente esta forma: 1. Leia a oração a seguir: “Para sua surpresa, Doutor Pompeu passou por ele acenando, sentado em uma jardineira.” Depois de ler os significados da palavra jardineira, responda: qual o significado que corresponde ao da palavra jardineira na oração acima? 2. A palavra jardineiro tem um significado em comum com a palavra jardineira. a) Qual é esse significado? b) Qual a diferença entre essas duas palavras? c) Quais as abreviaturas que mostram essa diferença? O que essas abreviaturas significam? Obs.: As atividades desta bateria contemplam o conteúdo do trimestre.
  • 2. 3. Observe o grupo de palavras abaixo: Se você fosse fazer uma pesquisa no dicionário, entre quais palavras do grupo acima deveriam estar as palavras que seguem? a) ladroeira: b) lagartixa: c) lágrima: 4. Há textos que se utilizam apenas da imagem, dispensando palavras, como na tira a seguir: a) Crie, para o primeiro quadrinho, uma frase afirmativa, mostrando o que Calvin pretende fazer. b) Para o segundo quadrinho, crie uma frase exclamativa, que demonstre o susto que Haroldo tomou ao perceber que a flecha quase o acertou. c) Para o terceiro quadrinho, crie uma frase interrogativa. d) Crie uma frase imperativa para o último quadrinho. 5. Leia este anúncio, prestando atenção ao tipo de linguagem utilizado para a construção de seu sentido: a) Escreva o nome das figuras que aparecem no anúncio. b) Junte os nomes das figuras às palavras que aparecem no anúncio, na ordem em que foram colocados, e descubra o ditado popular que se formou. c) Qual o tipo de linguagem utilizado na construção do anúncio: linguagem verbal, não verbal ou mista? ladrão – ladrar – ladravaz – ladrilhar – ladrilheiro – ladrilho – ladro – ladroaço – ladroagem – lagar – lagarta – lagarto – lago – lagoa – lagosta – lagostim – lagrimejar – laguna – laico – laivo – lajear
  • 3. 6. Classifique a linguagem utilizada nos textos abaixo em linguagem verbal, não verbal ou mista. a) c) b) 7. Leia a tirinha: a) Qual o tipo de linguagem utilizado nos três primeiros quadrinhos da tira? b) E no último? c) A falta de palavras, no último quadrinho, prejudica a compreensão da tira? Explique. d) Quem são os interlocutores do texto?
  • 4. Você se lembra desta música do grupo “Mamonas Assassinas”? Leia a letra da música produzida por ele: 8. Nessa música, o grupo intencionalmente explora uma variante linguística. Para isso, cria uma personagem que teria determinadas características de fala. No terceiro verso, temos uma construção que está em desacordo com a norma culta. Identifique-a e reescreva-a na linguagem culta. 9. Pouco sabemos sobre a pessoa que fala nessa música, mas, por algumas pistas do texto, podemos imaginar. Em sua opinião, qual deve ser: a) o grau de escolaridade dela? b) a profissão? c) a classe social a que ela pertence? d) os filmes a que normalmente ela assiste 10. No 3º verso da 3ª estrofe, é empregada uma gíria: “uns rolezinho”. Qual o sentido dessa expressão, a partir do contexto? 11. Está errado quando, em uma conversa informal, os falantes pronunciam gírias? Por quê? 12. Leia a seguir o fragmento de uma crônica e responda às questões. a) O autor procurou reproduzir certas marcas da oralidade e caracterizar a linguagem como uma variedade típica de uma região do Brasil. Que região é essa? b) Que palavras ou expressões são típicas dessa região? Retire do texto.
  • 5. 13. Leia o trecho de uma carta de amor escrita pelo poeta Olavo Bilac: a) A linguagem utilizada na carta é uma linguagem verbal escrita. O tipo de linguagem é padrão ou não padrão? b) Levando em consideração esse tipo de linguagem, o locutor tem ou não intimidade com o locutário? Essa variante linguística está adequada ao tipo de texto e à situação? c) Caracterize o locutor quanto ao seu nível de escolaridade. Observe esta propaganda: 14. Responda: a) Identifique os elementos que correspondem à linguagem verbal e os correspondentes à linguagem não verbal. b) Identifique a que público o anúncio se destina, a partir da análise dos elementos verbais e não verbais que o compõem. c) Que característica desse público é destacada no texto do anúncio? 15. A língua usada no anúncio é padrão ou não padrão? Retire do texto exemplos que justifiquem sua resposta. 16. Explique a intenção de quem criou o anúncio ao utilizar essa língua. Presentes de ler, presentes de ouvir, presentes de se divertir. Uma supercoleção de presentes superlegais com preços superbacanas.
  • 6. 17. Leia os dois textos a seguir: a) Os dois textos são narrativos. O texto 1 é uma notícia curta, também conhecida como nota jornalística, e o 2, o trecho de um diário. Quem é o narrador em cada caso? b) Compare o tipo de linguagem utilizado nos dois textos. Em qual deles a linguagem é formal? Por que isso ocorre? c) Explique por que, no outro texto, a linguagem é informal. d) Que expressões ou frases, no texto que emprega a linguagem informal, identificam esse tipo de linguagem? e) Comente sobre a intenção de cada texto.
  • 7. 18. Veja o texto: a) A linguagem do texto é verbal ou não verbal? b) O cartum mostra os sonhos de consumo de um homem desde a infância até a morte. Em cada quadrinho, ele é representado em uma fase de sua vida. No primeiro, ele é um bebê e, no último, ele está morto. Como você o classificaria nos quadrinhos intermediários? c) Identifique no texto pelo menos dois objetivos que o homem gostaria de alcançar. d) O Cartum é um desenho caricato, que normalmente apela para o humor e a reflexão crítica. Essas características estão presentes no cartum acima? Explique sua resposta. Leia em voz alta estas palavras. Perceba que a única diferença sonora entre as duas palavras que você leu está nos sons /L/ e /R/. Entre lua e rua, podemos distinguir duas unidades de sons diferentes. A existência dessas duas unidades de sons permite concluir que se trata de duas palavras diferentes. A unidade sonora mais simples da língua recebe o nome de fonema. 19. Observe este conjunto de palavras: Escreva grupos de palavras de acordo com as indicações a seguir:  Palavras em que a letra x representa o fonema /s/.  Palavras em que a letra x representa o fonema /ks/.  Palavras em que a letra x representa o fonema /z/. LUA RUA
  • 8. 20. Marque as alternativas corretas em relação a esta mudança: galo - gelo. ( A ) Ocorreu a alteração de apenas uma letra. ( B ) Ocorreu a alteração de apenas um fonema. ( C ) Ocorreu a alteração de duas letras. ( D ) Ocorreu a alteração de dois fonemas. 21. Associe cada palavra do quadro à explicação correspondente.  7 letras, 5 fonemas:  7 letras, 6 fonemas:  5 letras, 4 fonemas:  5 letras, 5 fonemas: Leia este poema: 22. Nos trechos a seguir, quais são as palavras que possuem encontros consonantais? a) “Troca o certo pelo falso, toca flauta de bisonho” b) “Circunscrito ao circo o palhaço é destro.”
  • 9. 23. Marque a única palavra que não possui ditongo: ( A ) Sorrateiro ( B ) Ensaia ( C ) Maior ( D ) Pirueta 24. Retire do poema três palavras que apresentam dígrafo, em seguida, indique o grupo de letras que formam o dígrafo. Preencha o quadro seguindo o modelo: 25. Sublinhe os encontros vocálicos das palavras abaixo e classifique-os em hiato, ditongo ou tritongo: ( A ) ansioso ( B ) couro ( C ) cadeira ( D ) saguão 26. Reconheça e escreva os substantivos empregados nas frases: a) “Abriu-se em flor todo jardim: rosas vermelhas, branco jasmim.” b) “Pairam bailando os colibris beijando dálias e bogaris.” c) “Um bem-te-vi e um sabiá cantam na rama do manacá.” d) “Brisa suave pelos caminhos leva a canção dos passarinhos.” 27. Leia este texto curioso: Retire do texto: a) um substantivo próprio; b) um substantivo coletivo; c) dois substantivos comuns e simples; d) dois substantivos abstratos; Palavra Dígrafo inspiração in
  • 10. 28. A palavra trabalho, que aparece no texto, é um substantivo primitivo, ou seja, ela pode dar origem a um substantivo derivado. Veja: Que outra palavra do texto, somada à partícula – dor, dá origem a um substantivo derivado? 29. Observe os substantivos do texto desta figura: a) Crie um substantivo derivado para cada um destes substantivos:  Brasil  Espaço b) Quinta-feira é um substantivo composto e designa um dia da semana. Que outros dias da semana também são substantivos compostos? c) Indique dois substantivos próprios existentes no texto. 30. Crie substantivos abstratos a partir destas palavras: delicado, tranquilo, rico, castigar, atacar. 31. Leia a tira de Dik Browner: a) Identifique três substantivos abstratos na tira. b) Forme um substantivo abstrato com o verbo casar, do último balão.
  • 11. 32. Há, a seguir, um grupo de coletivos. Descubra qual deles corresponde às expressões destacadas nas frases abaixo. Se necessário, consulte o dicionário. Depois, reescreva as frases, substituindo as expressões destacadas pelos coletivos a elas correspondentes. a) A polícia procura um grupo de bandidos e malfeitores. b) Um conjunto de aviões sobrevoou a cidade, fazendo acrobacias. c) O desmatamento está prejudicando o conjunto de animais e o conjunto de plantas da região. d) Na minha última viagem à capital, visitei um conjunto de quadros e fotos e gostei muito. e) Um conjunto de soldados protege as fronteiras de nosso país. f) Antes da prova de Geografia, dê uma olhada no conjunto de mapas da América. g) O grupo de assaltantes já foi capturado ontem, de madrugada. h) O conjunto de atores vai apresentar a peça em outra cidade. 33. Leia esta tira Informe em que gênero e número encontram-se os substantivos destacados. 34. Dê o feminino dos seguintes substantivos. a) patrão b) cantor c) príncipe d) herói e) boi f) cavalo g) cão h) zangão i) ator j) genro
  • 12. 35. Passe as frases a seguir para o feminino ou para o masculino. a) O médico foi cruel comigo. b) A poetisa lançou mais dois livros. c) Aquela senhora não quis entrar. d) O carneiro está no pasto. e) Não sei quem é aquele homem. f) O dentista está atrasado. g) Meu pai é muito educado. h) Ainda não vi a condessa. i) O jovem ganhou o prêmio. j) Aquela artista é ótima. 36. Observe: Paizão, comprei um presentinho lindo para você! a) Qual o grau dos substantivos destacados? b) O grau desses substantivos representa o tamanho real dos seres que eles exprimem? Explique. 37. Classifique os substantivos destacados nas frases abaixo quanto ao grau: a) Fizeram uma muralha para impedir que os soldados chegassem à cidade. b) Nas cidadezinhas, existem muitas igrejolas. c) O vapor é formado por gotículas de água. d) Formou uma pequena pele sobre o machucado. e) O trenzinho estava quase chegando. f) A casa tinha uma pequena porta de madeira. 38. Dê o diminutivo de: a) Nuvens b) Papéis c) Limões d) Túneis Exercícios de Interpretação Orientações:  Fazer as interpretações com calma, sempre pensando na qualidade das respostas;  Ler os textos muitas vezes, até chegar à compreensão total;  Utilizar o dicionário para verificar a escrita de palavras cuja ortografia não dominamos;  Fazer uso de respostas completas;  Verificar a pontuação;  Após a finalização de cada questão, revisar questão e resposta para verificar se estão de acordo.
  • 13. 39. Leia esta tirinha de Mafalda. a) Mafalda se surpreende com a atitude de seu pai, mas no final da tira, seu pai demonstra estar insatisfeito. Explique por que o pai de Mafalda se comporta dessa forma no último quadrinho. b) A tira faz uma crítica à sociedade de um modo geral. Exponha essa crítica de forma bem esclarecedora. Leia o texto visual: 40. Observe com atenção os três primeiros quadrinhos. a) Como a paisagem do local em que se passa a história foi caracterizada? b) Quais elementos do cartum contribuem para essa caracterização? 41. Veja os três últimos quadrinhos. O que podemos concluir a partir desse desfecho? 42. Você deve ter percebido que o cartunista faz uma crítica no texto. a) Explique qual seria a crítica presente nesses quadrinhos. b) Em sua opinião, o remédio receitado pelo médico por si só poderia resolver o problema de saúde da personagem? Por quê?
  • 14. 43. Leia o outdoor a seguir. a) A imagem da mão segurando um objeto está diretamente relaciona a uma palavra escrita no outdoor. Mencione essa palavra e explique qual a relação entre o objeto que a mão segura e esse vocábulo. b) Observe todo o texto e explore o significado da palavra apaga nesse contexto, trazendo-a para a vida real. 44. Leia este pequeno poema. a) Nesse texto, com o que são comparados os poemas e os poetas? b) Por que o poema diz que “eles andam famintos por uma inspiração...”? 45. Leia o poema a seguir.
  • 15. a) No início do poema, o eu lírico fala de uma tempestade. O que anuncia a chegada dessa tempestade? b) Como o eu lírico se sente ao perceber a ventania? c) A partir de certo momento, o eu lírico se tranquiliza. Qual trecho marca essa mudança em seu estado de espírito? d) Podemos dizer que esse poema tem duas partes, separadas pela frase que você identificou na questão anterior. Quais emoções predominam em cada parte? 46. Passe para o plural os substantivos destacados, fazendo as concordâncias necessárias: a) A explosão danificou o barril. b) A mancha era visível. c) O pajem pegou o álbum e mostrou ao gentil alemão. d) O espião pegou o dólar e fugiu com a espiã. e) O órfão espantou o cão, entrou na padaria e comprou o pão. f) A jovem atriz resolveu a difícil questão. g) O caminhão transportava o trabalhador rural. 47. Dê o plural dos substantivos: a) mês:__________________ b) item:__________________ c) mal:__________________ d) pincel:________________ e) sol:___________________ f) amor:_________________ g) gás:__________________ h) túnel:_________________ i) adeus:________________ j) álbum:________________ k) cônsul:________________ 1. Significado: “ônibus aberto com bancos paralelos.” 2. a) Pessoas que cuidam de jardins. b) A diferença está no gênero, jardineiro é uma palavra masculina e jardineira, feminina. c) As abreviaturas são: s.f. e s.m. 3. a) ladroagem e lagar. b) lagarta e lagarto. c) lagostim e lagrimejar. 4. Sugestões de falas: a) “Agora é só mirar e acertar o alvo.” b) “Nossa! Essa foi por pouco mesmo!” c) “Não gosta de brincar de tiro ao alvo, Haroldo?” d) “Tire-me daqui, Haroldo!” OBS: Essas frases são apenas exemplos. É importante que o aluno observe os quadrinhos e crie suas próprias frases, obedecendo ao comando da questão. 5. a) Cavalo; dado; olhar; dentes. b) Ditado: “Cavalo dado não se olha os dentes.” c) Linguagem mista. 6. a) Linguagem não verbal. b) Linguagem verbal. c) Linguagem mista. 7. a) Linguagem verbal e linguagem não verbal. Também podemos chamar de linguagem mista. b) No último, apenas foi utilizada a linguagem não verbal. c) A ausência de fala, no último quadrinho, não prejudica a compreensão da tira, visto que as figuras conseguem, por si só, construir o sentido. As expressões de Mafalda e Manolito, no último quadrinho, ao olharem fixamente para o globo, mostram que os dois estão preocupados com o planeta terra, pois ele é quem representa o doente, mencionado por Mafalda. d) As duas crianças. 8. “A gente foi... ou Nós fomos ao shopping.”
  • 16. 9. a) É uma pessoa de pouca ou nenhuma escolaridade. b) É um pedreiro da construção civil; são citados os “andaimes”. c) Provavelmente uma classe social baixa. d) Pelo nome dos atores citados, supõe-se que goste de filmes de violência. 10.Provavelmente, dar umas voltas. 11.Não, numa conversa informal, dependendo do grau de intimidade dos interlocutores, as gírias são admitidas. 12.a) O Rio Grande do Sul. b) Buenas, tchê, no más. 13.a) Na carta, foi utilizada a linguagem padrão. b) O locutor não tem intimidade com o locutário. Essa variante está adequada, visto que é uma carta a uma pessoa que não se conhece, portanto, não há intimidade entre os falantes e também por conta do nível de escolaridade da pessoa que escreve. Provavelmente, o locutário também é uma pessoa com nível de escolaridade alto, visto consegue entender a carta. c) Provavelmente, o locutor tem um nível de escolaridade alto, visto que sabe utilizar as regras gramaticais do português. 14.a) Linguagem verbal: o texto. Linguagem não verbal: o desenho do menino e dos objetos que o rodeiam, as cores, a forma de onda que a separação das cores desenha. b) O anunciante se destina às crianças e aos jovens. c) O público é antenado, ou seja, está atento às novidades. 15.Não padrão. Antenada, superpresentes, superfeliz, superlegais, superbacanas. 16.Tem por intenção criar empatia, proximidade com o público infanto-juvenil. 17.a) No primeiro texto, o narrador é um repórter que conta os fatos em 3ª pessoa. No diário, o narrador é, provavelmente, um adolescente, que relata seu cotidiano, por isso emprega a 1ª pessoa. b) No texto 1, porque os fatos são narrados por um jornalista de um grande veículo de comunicação, cujo público espera e valoriza a linguagem formal. c) No texto 2, o narrador parece ser um jovem adolescente, escrevendo para si mesmo (diário). Trata-se, portanto, de uma situação bem íntima e informal. d) “Não entendi qual era a do Petrônio” , “...ficando tão mascarado”, “...não topa muito”, “...acho que é o máximo”, “...pondo para fora sua dor de cotovelo”, “... Inês tietando”, “... não quis saber de levar papo com ele”, “... se ligando na figura errada” e outras. e) Por ser um texto de caráter informativo, o texto 1 informa aos leitores sobre um acontecimento do passado. É um texto jornalístico e o objetivo desse tipo de texto é puramente transmitir uma informação de forma rápida, clara e objetiva. O texto 2 tem características e intenções diferentes, ele tem por objetivo registrar fatos do cotidiano, sejam eles banais ou especiais, foi feito para ser lido apenas por seu escritor e a linguagem é informal e não é objetiva, pois faz uso da sentimentalidade e da opinião. 18.a) Não verbal. b) No segundo quadrinho, o personagem é uma criança; no terceiro, ele é um jovem; no quarto, é um adulto; no quinto, um idoso. c) Bicicleta, moto, carro e uma cadeira de rodas. d) Essas características estão presentes no cartum, pois ele critica o comportamento humano, como sendo consumista e nunca estando satisfeito com o que tem, desejando sempre mais, a cada fase da vida e de acordo com suas necessidades. 19.  /S/ : aproximar, auxílio, explicação, exposição, extremidade, proximidade, próximo e texto.  /ks/: axila, fixar, fixação, flexão, flexível, sexualidade e taxímetro.  /z/: exagerar, exaltar, exame, examinar, exatidão, exaustivo, exemplo, exercício e êxito. 20.Marca-se a primeira e a quarta opção. 21.  Excesso  Honesto  Chuva  Sorte 22.a) troca, flauta, certo e falso. b) circunscrito, circo e destro. 23.D 24.Exemplo 25.a) ansioso: hiato b) couro: ditongo decrescente c) cadeira: ditongo decrescente d) saguão: tritongo 26.a) flor, jardim, rosas, jasmim. b) colibris, dálias, bogaris. c) bem-te-vi, sabiá, rama, manacá. d) Brisa, caminhos, canção, passarinhos. 27.a) Shisedo ou Yokohama. b) Equipe. c) Chulé, equipe, entre outros. d) Conclusão e trabalho. 28.Pesquisa – pesquisador. 29.a) Brasil – brasileiro. Espaço – espaçozinho. b) São: segunda-feira, terça-feira, quarta-feira e sexta- feira. c) Brasil e Sol. Palavra Dígrafo inspiração in palhaço lh sorrateiro rr inteiro in
  • 17. 30.Delicadeza, tranquilidade, riqueza, castigo, ataque. 31.a) Firmeza, convicção, compras. b) Casamento. 32.a) A polícia procura uma corja. b) Uma esquadrilha sobrevoou a cidade, fazendo acrobacias. c) O desmatamento está prejudicando a fauna e a flora da região. d) Na minha última viagem à capital, visitei uma galeria e gostei muito. e) Um exército protege as fronteiras de nosso país. f) Antes da prova de Geografia, dê uma olhada no atlas da América. g) A quadrilha já foi capturada ontem, de madrugada. h) O elenco vai apresentar a peça em outra cidade. 33.Gênero: feminino; número: plural. 34.a) patroa b) cantora c) princesa d) heroína e) vaca f) égua g) cadela h) abelha i) atriz j) nora 35.a) A médica foi cruel comigo. b) O poeta lançou mais dois livros. c) Aquele senhor não quis entrar. d) A ovelha está no pasto. e) Não sei quem é aquela mulher. f) A dentista está atrasada. g) Minha mãe é muito educada. h) Ainda não vi o conde. i) A jovem ganhou o prêmio. j) Aquele artista é ótimo. 36.a) Grau aumentativo sintético e grau diminutivo sintético. b) Não, os dois graus querem transmitir o sentimento de afeto e carinho. 37.a) Grau aumentativo sintético. b) Grau diminutivo sintético. c) Grau diminutivo sintético. d) Grau diminutivo analítico. e) Grau diminutivo sintético. f) Grau diminutivo analítico 38.a) nuvenzinhas. b) papeizinhos c) limõezinhos d) tuneizinhos 39.a) O pai de Mafalda fica decepcionado consigo mesmo, pois, embora sua filha pensasse que ele estivesse preocupado com um problema social importante, ele, na verdade, estava preocupado com a notícia do jogo de futebol. b) A crítica está na sociedade que, muitas vezes, não se preocupa com problemas importantes como o número de crianças abandonadas. As pessoas somente se preocupam com o que acontecem a elas e com aquilo que é de interesse próprio. 40.a) A paisagem da história, nos três primeiros momentos, pode ser caracterizada como poluída, urbana, com pessoas que transitam e há um personagem que está, aparentemente, com problemas respiratórios. b) O homem, em posição mais curvada, olhos caídos, mão ao peito e a sua procura por um médico; um ambiente mais acinzentado; e a imagem de uma fábrica compõem a caracterização do ambiente. 41.É permitido concluir que a fábrica que faz os remédios que combatem as doenças respiratórias e a mesma que causa toda a poluição. 42.a) O cartum critica a hipocrisia dessa indústria, que pode representar muitas outras. Essa empresa se aproveita dos problemas respiratórios causados por ela mesma para fazer a venda de seus remédios, revelando que o seu comprometimento não é com a saúde da população, mas sim com os seus lucros. b) O Remédio, sozinho, não acabaria com os problemas respiratórios do personagem apresentado, pois a poluição continua. O remédio amenizará os problemas, mas não vai resolvê-los por completo. Provavelmente, após um tempo, os problemas de saúde do indivíduo retornarão. 43.a) A mão segura uma espécie de apagador que serve para apagar a mensagem do texto, logo essa imagem está associada à palavra apaga. b) Apaga, nesse contexto, refere-se a uma situação de morte. Se as pessoas não seguirem as leis de trânsito, elas podem causar ou sofrer acidentes, portanto, apagar seria a consequência do não cumprimento das leis. 44.a) Os poemas são comparados a moscas e os poetas, a passarinhos que comem essas moscas. b) O poema informa isso, pois os poetas precisam de inspiração para poder escrever suas obras, por isso eles estão “famintos” por essa ela. 45.a) Um vento bem forte anuncia a chegada da tempestade. b) O eu lírico fica com medo e ansiedade, pensando no estrago que o vento pode produzir na sua cidade. c) O verso “Mas que bom! Caiu só uma chuva...” representa o início da calmaria do eu lírico. d) Na primeira, predominam a tensão e o medo; na segunda parte do texto, percebem-se mais tranquilidade, alívio e bem-estar. 46.a) As explosões danificaram os barris. b) As manchas eram visíveis. c) Os pajens pegaram os álbuns e mostraram aos gentis alemães. d) Os espiões pegaram os dólares e fugiram com as espiãs. e) Os órfãos espantaram os cães, entraram na padaria e compraram os pães. f) As jovens atrizes resolveram as difíceis questões. g) Os caminhões transportaram os trabalhadores rurais.
  • 18. 47.a) meses b) itens c) males d) pinceis e) sóis f) amores g) gases h) túneis i) adeuses j) álbuns k) cônsules ANOTAÇÕES ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ ____________________________________________