2015
RENASCIMENTO
Michelangelo Buonarotti - A Criação de Adão (1511)
CONTEXTO HISTÓRICO
•O Renascimento marca o fim da Idade Média e o começo da Idade Moderna.
•No Renascimento ocorre a trans...
No final da Idade Média (séculos XIV e XV),
graças à ascensão de alguns centros
comerciais italianos (Veneza, Nápoles,
Flo...
2015
Com o fortalecimento do comércio, o Feudalismo entrou em decadência e muitos
comerciantes adquiriram verdadeiras fortunas,...
Entre as redescobertas da cultura greco-romana o homem renascentista organiza
o ideal do humanismo, movimento intelectual ...
•Teve base na arte grega e romana antiga.
•Foi impulsionada pela nova noção de "humanismo”.
•Atribuía maior importância à ...
•Na pintura, a principal inovação são as técnicas de perspectiva que permitem
obter a ilusão de tridimensionalidade. O des...
ARQUITETURA
•Os renascentistas acreditavam que a construção
deveria basear-se na geometria euclidiana, cuja base
era o qua...
Donato Bramante (1444-1504)
Nascido em Urbino, alcançou a fama através do seu
trabalho sobre geometria de desenho de persp...
Rascunho da Basílica de
São Pedro (Vaticano) Basílica de São Pedro (Vaticano)
Bramante (1503)
Rascunho da cúpula da
Basíli...
Basílica de São Pedro (Vaticano)
Cúpula
Colunas
Arco de volta
perfeita
Frontão
Simetria
Abóbada
de berço
Balaustrada
Corni...
Filippo Brunelleschi (1377-1446)
Na primeira fase de sua carreira de arquiteto,
Brunelleschi redescobriu os princípios da ...
A sua obra mais conhecida é a cúpula da
catedral (Duomo em italiano) Santa Maria del
Fiore, em Florença.
Construída em 143...
Catedral de Santa Maria del Fiore (Florença, Itália)
Michelangelo - Praça do Capitólio (Roma)
Monte Capitolino (Roma)
PINTURA
•Os pintores desenvolveram novas técnicas, estudando luz, sombra e anatomia humana.
•Possuía profundidade, volume ...
Masacchio (1401-1428)
Foi um artista genial que, aos 21 anos de
idade, concebeu a pintura como imitação fiel
do real.
Morr...
Trata-se de um grande mural localizado na Igreja de Santa
Maria Novella, Florença, Itália.
Foi uma das primeiras pinturas ...
Masaccio usou as teorias de Brunelleschi para
sugerir profundidade numa superfície plana, para que
sua pintura passasse a ...
Canelura –
Sulcos verticais
que decoram as
colunas.
Colunas
ligadas
Ordem
Coríntia
Ordem
Jônica
Os quadrados são
cofres e ...
Botticelli Sandro Filipepi (1444-1510)
Botticelli nasceu e viveu em Florença, Itália.
Trabalhou na decoração da capela Sis...
Sandro Botticceli - O Nascimento de Vênus (1484 – 1486)
Leonardo da Vinci (1452-1519)
Foi o talento mais versátil do
Renascimento.
Desenhista, pintor, escultor, engenheiro e
arqu...
Nas artes, seus estudos de
perspectiva são considerados
insuperáveis.
O sfumato (técnica de uso de
tons claros e escuros) ...
Leonardo Da Vinci – A Última Ceia (1498)
Parede pintada no convento de Santa Maria delle Grazie, Milão. A técnica usada é ...
Homem Vitruviano é uma obra de Leonardo da Vinci.
É um desenho famoso que acompanhava as notas
feitas pelo artista por vol...
Rafael Sanzio (1483 – 1520)
Nasceu em Urbino, centro da Itália, e foi para
Florença em 1504.
Com apenas 21 anos de idade, ...
A Madona com o menino Jesus é um
dos temas preferidos de Rafael.
O colorido é suave, mas há também
riqueza de detalhes.
Ra...
A composição com três personagens
foi uma forma muito usada no
Renascimento.
Se unirmos as três cabeças com
linhas retas, ...
Tiziano Vecellio (1490-1576)
Tiziano foi o maior pintor da escola veneziana.
Viveu toda a sua vida em Veneza, considerada
...
Ticiano – Amor Sacro e Profano (1515)
Albrecht Dürer (1471-1528)
Foi um gravador, pintor, ilustrador, matemático e
teórico de arte alemão e, provavelmente, o ma...
Essa obra pretence a uma série
de estudos da natureza
desenhados à lápis e pintados
com aquarela.
A técnica de aquarela ut...
Hans Holbein (1498-1543)
Nascido na Alemanha, Holbein ficou famoso
por pintar pessoas influentes de sua época.
Em seus ret...
Hans Holbein – Erasmo de Roterdã (1523)
Um de seus retratos mais famosos é
o de “Erasmo de Roterdã”, padre
holandês defens...
Pieter Brueghel (1525-1569)
Foi considerado o maior pintor flamengo
do século XVI. Viveu nas grandes cidades
da região de ...
A pintura mostra aspectos
da vida cotidiana em meados
do século XVI.
A roupa é descrita
claramente, e há
passatempos tais ...
Fra Angélico (1400-1455)
Frade dominicano que iniciou sua
carreira ornamentando manuscritos.
Seguiu as tendências realista...
Fra Angélico - Anunciação Fra Angelico - Noli Me Tangere
Michelangelo Buonarroti (1475-1564)
Pintor, escultor, arquiteto e poeta italiano.
Gênio criador, mestre de sua geração e u...
Ele fez os afrescos da Capela Sistina.
Michelangelo pintou o Juízo Final (1536-1541) na
parede do altar da capela Sistina ...
ESCULTURA
•Utilizando-se da perspectiva e da proporção geométrica, destacam-se as figuras
humanas, que foram marcantes no ...
A escultura mais famosa de Michelangelo é "David" -
a partir dai é chamado para decorar juntamente com
Leonardo da Vinci, ...
2015
Donatello (1386-1466)
Trabalhou em Florença, Prato, Siena e Pádua,
recorrendo a várias técnicas para a confecção de
e...
Donatello retornou a Florença em
1453, onde executou a "Madalena" em
madeira, hoje no museu do Duomo,
obra que nega a bele...
Estátua representando Erasmo da Narni, mais
conhecido como Gattamelata, que foi um dos
mais famosos condottiere, ou genera...
Andrea del Verrocchio (1435-1488)
Era escultor, ourives e pintor, e trabalhou na
corte de Lorenzo de Médici. É considerado...
Verrocchio - Bartolomeo Colleoni
Como Gattamelata de Donatello,
este trabalho descreve um
condottiere (mercenário que
cont...
LITERATURA
•No século XV houve um avanço na tipografia com a invenção da primeira ‘impressora’. Então,
ideias puderam ser ...
2015
Nicolau Maquiavel (1469-1527)
Foi um importante historiador, diplomata, filósofo,
estadista e político italiano.
Aos ...
Sá de Miranda (1481-1558)
Nascido em Coimbra (Portugal), Francisco de Sá de Miranda é considerado
um dos mais tradicionais...
Luís de Camões (1524-1580)
Luís Vaz de Camões foi um poeta português, considerado uma das
maiores figuras da literatura em...
MÚSICA
•Até o começo do século XVI, os compositores usavam os instrumentos apenas para acompanhar o
canto. Contudo, durant...
Cromorne
Trompete
Sacabuxa
Cervelato
Alaúde Viola
Instrumentos no Renascimento
2015
Don Antonio de Cabezon –Tablatura de Alaúde - Obras
de musica para Tecla
Melchior Neusidler of Nurenberg - Tablatura de al...
TEATRO
•A Commedia Dell’Arte foi algo marcante no Renascimento. Ela caracterizou-se por utilizar essencialmente a
linguage...
William Shakespeare (1564-1616)
William Shakespeare foi um poeta, dramaturgo e ator
inglês, tido como o maior escritor do ...
Molière (1622-1673)
Foi um dramaturgo francês, além de ator e encenador,
considerado um dos mestres da comédia satírica. T...
Gil Vicente (1465-1536)
É considerado o pai do teatro português, ou mesmo do teatro
ibérico, já que também escreveu em cas...
(Karel Dujardins, 1657)
Cena do palco improvisado de uma trupe viajante, em contraste com as ruínas romanas idealizadas
20...
Livro do Senai Mario Amato – Educação Artística, História da Arte, Autora Marjori L. Gallo
https://pt.khanacademy.org/huma...
Equipe
Giovanne Galdino
Hellington Vinicius
Matheus Braga
Rafael Ribeiro
Vitor Farias
1º ano E
ETEC Júlio de Mesquita
2015...
Renascimento (Contexto Histórico, Pintura, Arquitetura, Escultura, Teatro, Música, Literatura)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Renascimento (Contexto Histórico, Pintura, Arquitetura, Escultura, Teatro, Música, Literatura)

7.786 visualizações

Publicada em

Uma apresentação completa sobre o Renascimento, contendo:
•Contexto Histórico
•Características da Arte
•Características da Arquitetura
-Donato Bramante
-Filippo Brunelleschi
•Características da Pintura
-Masacchio
-Botticelli
-Leonardo Da Vinci
-Rafael Sanzio
-Tiziano Vecellio
-Albrecht Dürer
-Hans Holbein
-Pieter Brueghel, o Velho
-Fra Angélico
-Michelangelo
•Características da Escultura
-Michelangelo
-Donatello
-Andrea Del Verrocchio
•Características da Literatura
-Nicolau Maquiavel
-Sá de Miranda
-Luís de Camões
•Características da Música
-Instrumentos
•Características do Teatro
-Commedia Dell'Arte
-William Shakespeare
-Molière
-Gil Vicente

Veja também minha Galeria de Obras do Renascimento, que possui obras de todos os artistas citados nos slides principais:
http://pt.slideshare.net/giovannegaldino/renascimento-galeria-de-obras

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Renascimento (Contexto Histórico, Pintura, Arquitetura, Escultura, Teatro, Música, Literatura)

  1. 1. 2015 RENASCIMENTO Michelangelo Buonarotti - A Criação de Adão (1511)
  2. 2. CONTEXTO HISTÓRICO •O Renascimento marca o fim da Idade Média e o começo da Idade Moderna. •No Renascimento ocorre a transição entre o teocentrismo e antropocentrismo, influenciado pelo novo humanismo renascentista. •Ocorre também a transição do Feudalismo para o Capitalismo. •Há a decadência da igreja católica e a ascensão dos estados nacionais, com o apoio da nobreza e da burguesia. •Iniciou-se e teve maior força na Itália. Expandindo-se pelo resto da Europa Ocidental. •As Artes, Ciências e Filosofia passam por fortes evoluções. 2015
  3. 3. No final da Idade Média (séculos XIV e XV), graças à ascensão de alguns centros comerciais italianos (Veneza, Nápoles, Florença, entre outros), houve um grande desenvolvimento nas navegações, pois os comerciantes precisavam de novos mercados para vender seus produtos. Em busca desses mercados, Cristóvão Colombo chega à América (1492) e Pedro Álvares Cabral ao Brasil (1500).
  4. 4. 2015
  5. 5. Com o fortalecimento do comércio, o Feudalismo entrou em decadência e muitos comerciantes adquiriram verdadeiras fortunas, intervindo de forma direta na política. Eles encontraram nas letras e nas artes uma forma de prestígio, mas sempre com o intuito de ostentar o poder. Foi assim que os mecenas, nobres comerciantes que protegiam os artistas e empregavam suas riquezas nas artes e nos estudos, promoveram um grande desenvolvimento intelectual. O que importava era voltar às fontes da cultura clássica e fazer “renascer” (daí o nome Renascimento) o esplêndido legado deixado pelos gregos e romanos à humanidade.
  6. 6. Entre as redescobertas da cultura greco-romana o homem renascentista organiza o ideal do humanismo, movimento intelectual que colocava o homem como centro do Universo. O propósito do humanismo era desenvolver no homem o espírito crítico e a confiança em si mesmo. Os intelectuais passaram, então, a questionar a autoridade da Igreja e atribuíram maior importância ao ser humano e à razão. Nem por isso o Cristianismo deixou de ser a religião dominante na Europa desse período, mas o homem já não era mais o mesmo. Agora ele tinha consciência do seu próprio valor. Essa percepção de si mesmo fez com que os tesouros artísticos e literários da Antiguidade greco-romana fossem valorizados, com isso, os artistas renascentistas criaram obras de arte magníficas, enfatizando a beleza física do homem e da mulher.
  7. 7. •Teve base na arte grega e romana antiga. •Foi impulsionada pela nova noção de "humanismo”. •Atribuía maior importância à dignidade e valor do indivíduo. •Buscava retratar a beleza da natureza, a estética humana e prazeres da vida. •A perfeição, a humanização idealizada das formas e a proporção adequada são bases para a criação artística. Características da ARTE 2015
  8. 8. •Na pintura, a principal inovação são as técnicas de perspectiva que permitem obter a ilusão de tridimensionalidade. O desenho é mais importante do que a cor. •Devido ao humanismo e ao ideal de liberdade naquele período, o artista renascentista teve a oportunidade de expressar suas idéias e sentimentos sem estar submetido à Igreja. •O artista era um criador e tinha um estilo pessoal, diferenciando-se dos artistas medievais. •Os artistas renascentistas tinham o desejo de criar uma forma universal de arte, que pudesse expressar o novo e mais confiante estado de espírito de sua época.
  9. 9. ARQUITETURA •Os renascentistas acreditavam que a construção deveria basear-se na geometria euclidiana, cuja base era o quadrado. •Todos os eixos deveriam ser simétricos tanto na horizontal como na vertical. •A cúpula é o elemento dominante das igrejas renascentistas. •Destacam-se também as colunas, arcos e entablamento. 2015
  10. 10. Donato Bramante (1444-1504) Nascido em Urbino, alcançou a fama através do seu trabalho sobre geometria de desenho de perspectiva e a sua obra exerce notável influência sobre a obra de Michelangelo ou mesmo de Rafael. Foi a catedral de Tampietto de S. Pietroin Montorio, uma das suas obras mais importantes. A igreja foi encomendada pelo papa Júlio II. Bramante tinha um grande interesse por edifícios de planta central. As suas obras eram o anuncio da nova arquitetura do Renascimento, como por exemplo a igreja de Tampitto , feito em 1502. Este monumento encontra-se em Roma.
  11. 11. Rascunho da Basílica de São Pedro (Vaticano) Basílica de São Pedro (Vaticano) Bramante (1503) Rascunho da cúpula da Basílica de São Pedro (Vaticano) Bramante (1503) 2015 A obra que melhor reflete as suas concepções de estilo é a Basílica de São Pedro, no Vaticano. Esta foi projetada por Bramante embora o projeto final tenha sido da autoria de Michelangelo
  12. 12. Basílica de São Pedro (Vaticano) Cúpula Colunas Arco de volta perfeita Frontão Simetria Abóbada de berço Balaustrada Cornija
  13. 13. Filippo Brunelleschi (1377-1446) Na primeira fase de sua carreira de arquiteto, Brunelleschi redescobriu os princípios da perspectiva linear, que, estudados por gregos e romanos, ficaram esquecidos durante toda a Idade Média. Restabeleceu na prática o conceito de ponto de fuga, e a relação entre a distância e a redução no tamanho dos objetos. Seguindo os princípios ópticos e geométricos enunciados por Brunelleschi, os artistas da época puderam reproduzir objetos tridimensionais no plano com surpreendente verossimilhança. Nesta trajetória brilhante, Brunelleschi se transforma em um dos principais criadores da época conhecida como Quattrocento, que vai de 1400 a 1499, movimento que engloba tanto o fim da Era Medieval quanto o estágio inicial do Renascimento, ou seja, o século XV. 2015
  14. 14. A sua obra mais conhecida é a cúpula da catedral (Duomo em italiano) Santa Maria del Fiore, em Florença. Construída em 1434, foi a primeira cúpula de grandes dimensões, erguida na Itália, desde a Antiguidade sobre uma enorme base octogonal. A cúpula exterior é pontiaguda, o que permite ganhar altura e resistir às forças laterais. A principal qualidade de suas obras é a ilusão de profundidade.
  15. 15. Catedral de Santa Maria del Fiore (Florença, Itália)
  16. 16. Michelangelo - Praça do Capitólio (Roma)
  17. 17. Monte Capitolino (Roma)
  18. 18. PINTURA •Os pintores desenvolveram novas técnicas, estudando luz, sombra e anatomia humana. •Possuía profundidade, volume e uma perspectiva linear altamente realista. •Se utilizava de um jogo de cores que permite destacar na obra os elementos mais importantes e obscurecer os elementos secundários. •Ocorreu o surgimento de artistas com um estilo próprio, já que o período é marcado pelo ideal de liberdade e, consequentemente, pelo individualismo. •Houve o surgimento de novos suportes como a tela e o cavalete, que permitiram uma circulação mais fácil das obras. •Foi introduzida a tinta à óleo em tela. 2015
  19. 19. Masacchio (1401-1428) Foi um artista genial que, aos 21 anos de idade, concebeu a pintura como imitação fiel do real. Morreu aos 27 anos e deixou obras que retratam as formas humanas com impressionante beleza.
  20. 20. Trata-se de um grande mural localizado na Igreja de Santa Maria Novella, Florença, Itália. Foi uma das primeiras pinturas realizadas segundo as regras matemáticas de Filippo Brunelleschi. A abóbada, as colunas e as pilastras lembram a arquitetura clássica, tão buscada pelos renascentistas italianos. Na monumental composição da Santíssima Trindade estão representados: Deus-Pai, Cristo na Cruz, o Espírito Santo (em forma de pomba), a Virgem Maria, São João e os dois patronos Há uma inscrição acima do sarcófago: “Fui outrora o que você é, e sou aquilo em que você se transformará.” Masaccio - A Santíssima Trindade (1426-1427)
  21. 21. Masaccio usou as teorias de Brunelleschi para sugerir profundidade numa superfície plana, para que sua pintura passasse a impressão de tridimensionalidade. E essa impressão é tão real, que as figuras maciças e simples parecem esculturas, pois inexiste idealização em seus personagens. Tem-se a impressão de poder tocá-las. Quando Masaccio pintou o afresco sobre a Trindade, tamanha era a perfeição do uso da perspectiva linear empregada por ele, que as pessoas pensavam que havia sido aberta uma cavidade na parede da Igreja de Santa Maria Novella (Florença), e ali fora erguida uma capela. Realmente tem-se a impressão de que é uma capela que se abre para o observador.
  22. 22. Canelura – Sulcos verticais que decoram as colunas. Colunas ligadas Ordem Coríntia Ordem Jônica Os quadrados são cofres e toda abóboda está coberta de cofres
  23. 23. Botticelli Sandro Filipepi (1444-1510) Botticelli nasceu e viveu em Florença, Itália. Trabalhou na decoração da capela Sistina, em 1481. Ele retratava dois temas em suas obras: a Antiguidade grega e o Cristianismo. Uma característica comum em suas obras é a leveza dos corpos, esguios e desprovidos de força: Eles parecem flutuar, expressando suavidade e graça.
  24. 24. Sandro Botticceli - O Nascimento de Vênus (1484 – 1486)
  25. 25. Leonardo da Vinci (1452-1519) Foi o talento mais versátil do Renascimento. Desenhista, pintor, escultor, engenheiro e arquiteto, realizou vários trabalhos e pesquisas aprofundando-se nos mais diversos setores do conhecimento humano, entre eles a anatomia, botânica, mecânica, hidráulica, óptica, arquitetura e astronomia.
  26. 26. Nas artes, seus estudos de perspectiva são considerados insuperáveis. O sfumato (técnica de uso de tons claros e escuros) foi utilizado em suas obras de forma magistral. Da Vinci – Monalisa (ou Gioconda)
  27. 27. Leonardo Da Vinci – A Última Ceia (1498) Parede pintada no convento de Santa Maria delle Grazie, Milão. A técnica usada é a têmpera (pintura feita com o uso de gema de ovo para diluir as tintas). A simetria pode ser observada com clareza.
  28. 28. Homem Vitruviano é uma obra de Leonardo da Vinci. É um desenho famoso que acompanhava as notas feitas pelo artista por volta do ano 1490 num dos seus diários. Descreve uma figura masculina desnuda separada e simultaneamente em duas posições sobrepostas com os braços inscritos num círculo e num quadrado. A cabeça é calculada como sendo um oitavo da altura total. Às vezes, o desenho e o texto são chamados de Cânone das Proporções. Examinando o desenho, pode ser notado que a combinação das posições dos braços e pernas formam quatro posturas diferentes. Leonardo Da Vinci – Vitruvian Man (1490)
  29. 29. Rafael Sanzio (1483 – 1520) Nasceu em Urbino, centro da Itália, e foi para Florença em 1504. Com apenas 21 anos de idade, foi considerado um grande artista. Para elaborar poses e expressões, Rafael planejava detalhadamente suas obras e fazia centenas de desenhos preliminares a partir de modelos vivos. Depois, transferia-os para os afrescos, conseguindo numa única obra. Em 1514, o papa Leão X nomeou-o arquiteto papal.
  30. 30. A Madona com o menino Jesus é um dos temas preferidos de Rafael. O colorido é suave, mas há também riqueza de detalhes. Rafael também é admirado pela perfeição e suavidade de suas obras. Rafael Sanzio - Madona do Grão-Duque
  31. 31. A composição com três personagens foi uma forma muito usada no Renascimento. Se unirmos as três cabeças com linhas retas, teremos um triângulo. Rafael Sanzio – A Bela Jardineira
  32. 32. Tiziano Vecellio (1490-1576) Tiziano foi o maior pintor da escola veneziana. Viveu toda a sua vida em Veneza, considerada a mais importante cidade italiana da época. Em 1533 o rei Carlo V nomeou-o pintor da corte e lhe concedeu um titulo de nobreza nunca antes conquistado por um artista. Tiziano produziu uma série de obras religiosas, mitológicas e retratos utilizando cores vivas e movimentos que mais tarde serviram de base para outros artistas.
  33. 33. Ticiano – Amor Sacro e Profano (1515)
  34. 34. Albrecht Dürer (1471-1528) Foi um gravador, pintor, ilustrador, matemático e teórico de arte alemão e, provavelmente, o mais famoso artista do Renascimento nórdico, tendo influenciado artistas do século XVI no seu país e nos Países Baixos. A sua maestria como pintor foi o resultado de um trabalho árduo e, no campo das artes gráficas, não tinha rival. As suas xilogravuras, consideradas revolucionárias são ainda marcadas pelo estilo gótico. É considerado como o primeiro grande mestre da técnica da aquarela, principalmente no que diz respeito à representação de paisagens.
  35. 35. Essa obra pretence a uma série de estudos da natureza desenhados à lápis e pintados com aquarela. A técnica de aquarela utilizada para representar o céu, a água e a folhagem é muito avançada para o renascimento, mas o trabalho de primeiro plano e dos juncos é característico de Dürer. Albrecht Dürer - Lago rodeado de pinheiros (1495-1497)
  36. 36. Hans Holbein (1498-1543) Nascido na Alemanha, Holbein ficou famoso por pintar pessoas influentes de sua época. Em seus retratos há uma série de objetos que mostravam a personalidade e o poder econômico da pessoa retratada.
  37. 37. Hans Holbein – Erasmo de Roterdã (1523) Um de seus retratos mais famosos é o de “Erasmo de Roterdã”, padre holandês defensor do humanismo e autor de livros que propunham reformas na Igreja Católica.
  38. 38. Pieter Brueghel (1525-1569) Foi considerado o maior pintor flamengo do século XVI. Viveu nas grandes cidades da região de Flandres, mas retratou em suas obras pequenas aldeias que ainda mantinham os costumes medievais. Apesar de viver em plena renascença, sua obra é bem diferente do ideal de perfeição renascentista. Ele desenvolveu um estilo próprio.
  39. 39. A pintura mostra aspectos da vida cotidiana em meados do século XVI. A roupa é descrita claramente, e há passatempos tais como cartas de baralho e gamão. Ele mostra objetos tais como instrumentos musicais, um relógio mecânico; cenas, incluindo um serviço de funeral, e vários métodos de execução, incluindo o quebra-rodas, a forca, e o carrasco. Pieter Brueghel – O Triunfo da Morte (1562)
  40. 40. Fra Angélico (1400-1455) Frade dominicano que iniciou sua carreira ornamentando manuscritos. Seguiu as tendências realistas de Masaccio, mas, por respeitar seriamente os seus votos, suas obras possuem como tema principal a religião. Uma de suas obras mais belas é a Anunciação, que está no mosteiro de São Marcos, em Florença.
  41. 41. Fra Angélico - Anunciação Fra Angelico - Noli Me Tangere
  42. 42. Michelangelo Buonarroti (1475-1564) Pintor, escultor, arquiteto e poeta italiano. Gênio criador, mestre de sua geração e um talento de renome universal, considerado um dos maiores criadores da história da arte do ocidente. Ele desenvolveu o seu trabalho artístico por mais de setenta anos entre Florença e Roma, onde viveram seus grandes mecenas. Sua carreira se desenvolveu na transição do Renascimento para o Maneirismo, e seu estilo sintetizou influências da arte da Antiguidade clássica, do primeiro Renascimento, dos ideais do Humanismo e do Neoplatonismo. Suas obras mostram uma grande paixão pela linha e pela forma.
  43. 43. Ele fez os afrescos da Capela Sistina. Michelangelo pintou o Juízo Final (1536-1541) na parede do altar da capela Sistina 20 anos depois dos afrescos do teto. Nesta visão apocalíptica do dia do Juízo Final, Cristo aparece ladeado pelas almas remidas, que ascendem à sua direita, e pelas condenadas, que descem à sua esquerda. Na sua opinião o corpo humano era uma obra divina. Michelangelo - Juízo Final (1536-1541)
  44. 44. ESCULTURA •Utilizando-se da perspectiva e da proporção geométrica, destacam-se as figuras humanas, que foram marcantes no renascimento. •No renascimento a escultura ganha independência e, a obra, colocada acima de uma base, pode ser apreciada de todos os ângulos. •Expressão corporal que garante o equilíbrio, revelando uma figura humana de músculos levemente torneados e de proporções perfeitas. •Destacam-se, também, as expressões das figuras, refletindo seus sentimentos. •Mesmo contrariando a moral cristã da época, o nu volta a ser utilizado refletindo o naturalismo. 2015
  45. 45. A escultura mais famosa de Michelangelo é "David" - a partir dai é chamado para decorar juntamente com Leonardo da Vinci, a sala do Grande Conselho, em Florença. Numa época em que não se falava em anatomia, Michelangelo fez estudos admiráveis nesse setor. Sendo um grande escultor. Deixou um livro de poesias intitulado "Coletânea de Rimas". Seus restos estão na Igreja de Santa Croce, em Florença. Michelangelo - David
  46. 46. 2015 Donatello (1386-1466) Trabalhou em Florença, Prato, Siena e Pádua, recorrendo a várias técnicas para a confecção de esculturas em baixo-relevo com o uso de materiais diversos (mármore, bronze, madeira). Seu talento despontou durante um estágio em uma oficina de ourivesaria, onde aperfeiçoou seus dotes artísticos. No último período de sua trajetória artística ele se desvincula do estilo clássico, elaborando obras que seguem tendências realistas. Nestas realizações ele destaca a expressão facial e as emoções humanas.
  47. 47. Donatello retornou a Florença em 1453, onde executou a "Madalena" em madeira, hoje no museu do Duomo, obra que nega a beleza física, privilegiando a expressão, o corpo esquelético, a dor que transparece do rosto, representando os sentimentos mais profundos da alma humana. Donatello – Maria Madalena (1453)
  48. 48. Estátua representando Erasmo da Narni, mais conhecido como Gattamelata, que foi um dos mais famosos condottiere, ou general mercenário, do Renascimento italiano. Serviu às cidades de Florença, Veneza e ao Papado. Essa estátua de Donatello está instalada na cidade de Pádua, onde ele foi ditador em 1437, e onde faleceu. Donatello – Gattamelata (1453)
  49. 49. Andrea del Verrocchio (1435-1488) Era escultor, ourives e pintor, e trabalhou na corte de Lorenzo de Médici. É considerado um dos pintores mais influentes de seu período. Entre seus alunos incluem-se Leonardo da Vinci, Sandro Botticelli, Perugino e Ghirlandaio. Também influenciou Michelangelo e foi um escultor de primeira grandeza. Não se sabe se foi aprendiz de Donatello.
  50. 50. Verrocchio - Bartolomeo Colleoni Como Gattamelata de Donatello, este trabalho descreve um condottiere (mercenário que controlava uma milícia), embora este soldado mercenário parece mais brutal e agressivo do que de Donatello. Ambos estão em altos pedestais (este ainda maior) e ambos retratam cavalos majestosos. O cavalo de Donatello parece relaxado enquanto Verrocchio do pescoço tem um poderoso e parece estar pronto para empinar fora do pedestal.
  51. 51. LITERATURA •No século XV houve um avanço na tipografia com a invenção da primeira ‘impressora’. Então, ideias puderam ser divulgadas com facilidade, e um número crescente de livros foram escritos para um público mais amplo. •A literatura renascentista foi marcada pela utilização dos idiomas nacionais com linguagem clara e gramaticalmente correta. •Os temas fundamentais das obras literárias são diversificados, mas podemos destacar a valorização do lirismo amoroso, do uso metafórico da mitologia greco-romana, dos grandes feitos de personalidades humanas e dos temas relacionados à política e as sátiras dos costumes sociais e do cotidiano. •O Renascimento surge com a intenção de reviver a literatura clássica greco-romana. •Tenta recuperar a Antiguidade Clássica através da retomada de seus modelos artísticos. Assim, a busca pela perfeição estética e a pureza das formas, trazem de volta os sonetos, a ode, a elegia, a écloga e a epopeia, inspirados em Homero, Platão e Virgílio. 2015
  52. 52. 2015 Nicolau Maquiavel (1469-1527) Foi um importante historiador, diplomata, filósofo, estadista e político italiano. Aos 29 anos de idade, ingressou na vida política, exercendo o cargo de secretário da Segunda Chancelaria da República de Florença. Em 1513, escreveu sua obra mais importante e famosa, “O Príncipe”. Nesta obra, Maquiavel aconselha os governantes como governar e manter o poder absoluto, mesmo que tenha que usar a força militar e fazer inimigos. Esta obra, que tentava resgatar o sentimento cívico do povo italiano, situava-se dentro do contexto do ideal de unificação italiana. Em 1520, Maquiavel foi indicado como o principal historiador de Florença.
  53. 53. Sá de Miranda (1481-1558) Nascido em Coimbra (Portugal), Francisco de Sá de Miranda é considerado um dos mais tradicionais poetas de Portugal. Em 1521, Sá de Miranda começa uma viagem pela Itália, onde conhece o ambiente literário do Renascimento. Porém, o contato do poeta com a literatura já havia sido iniciado muitos antes da visita à Itália, pois ele era colaborador do Cancioneiro Geral, compilação de Garcia Resende de poesias daquele período. Sá de Miranda retorna ao seu país de origem no ano de 1527. Na bagagem, trouxe para a cultura lusa as experiências que viveu com os artistas e escritores italianos, que seriam uma influência marcante em sua obra. Apresentou ao meio literário português uma nova estética que tinha elementos como o soneto, a sextina, a canção, os tercetos, as oitavas e os versos com dez sílabas. Pode-se dizer que ele iniciou o Renascimento em Portugal, pois foi o pioneiro a utilizar as formas clássicas.
  54. 54. Luís de Camões (1524-1580) Luís Vaz de Camões foi um poeta português, considerado uma das maiores figuras da literatura em língua portuguesa e um dos grandes poetas do Ocidente. Frequentou a corte de D. João III, iniciou a sua carreira como poeta lírico e envolveu-se em amores com damas da nobreza e possivelmente plebeias. Levava uma vida boêmia e turbulenta. Diz-se que, por conta de um amor frustrado, se autoexilou na África, alistado como militar, onde perdeu um olho em batalha. Voltando a Portugal, feriu um servo do Paço e foi preso. Perdoado, partiu para o Oriente. Passando lá vários anos, enfrentou uma série de adversidades, foi preso várias vezes, combateu ao lado das forças portuguesas e escreveu a sua obra mais conhecida, a epopeia nacionalista Os Lusíadas.
  55. 55. MÚSICA •Até o começo do século XVI, os compositores usavam os instrumentos apenas para acompanhar o canto. Contudo, durante o século XVI, os compositores passaram a ter cada vez mais interesse em escrever música somente para instrumentos. •Neste período, as obras musicais que se desenvolvem são essencialmente vocais. A música vocal polifónica é a composição mais comum. •Vocal Polifônica: composição vocal com diferentes vozes que cantam em simultâneo, na qual cada uma das vozes canta uma melodia diferente das restantes. •Motetos: Peças escritas para no mínimo quatro vozes, cantados geralmente nas igrejas. •Madrigais: Canções populares escritas para várias vozes e que se caracterizam-se por não ter refrão. 2015
  56. 56. Cromorne Trompete Sacabuxa Cervelato Alaúde Viola Instrumentos no Renascimento 2015
  57. 57. Don Antonio de Cabezon –Tablatura de Alaúde - Obras de musica para Tecla Melchior Neusidler of Nurenberg - Tablatura de alaúde
  58. 58. TEATRO •A Commedia Dell’Arte foi algo marcante no Renascimento. Ela caracterizou-se por utilizar essencialmente a linguagem do povo, movimentação intensa, improviso e repetir personagens. •Isto fez com que as ações se tornassem muito vivas e verdadeiras. Os atores possuem total liberdade em cena. Dialogam e agem naturalmente, e essa naturalidade era imbuída de alta dose de verdade. •O teatro erudito, imitando modelos greco-romanos, era muito acadêmico, com linguagem pomposa e temática sem originalidade. •Mas, em vários países, o teatro popular manteve viva a herança medieval. As peças eram cheias de ação e vigor, e o ser humano era o centro das preocupações. •Surgiu o menestrel, uma modalidade de artista que, versátil, procurava entreter o público e seu senhor com seu vasto talento, dançando, fazendo acrobacia, declamando, cantando, encenando e criando a todo instantes novas piadas para divertir aqueles que o assistiam. 2015
  59. 59. William Shakespeare (1564-1616) William Shakespeare foi um poeta, dramaturgo e ator inglês, tido como o maior escritor do idioma inglês da história e o mais influente dramaturgo do mundo. Suas peças foram traduzidas para todas as principais línguas modernas e são mais encenadas que as de qualquer outro dramaturgo. Muitos de seus textos e temas, especialmente os do teatro, permanecem vivos até os nossos dias, sendo revisitados com frequência pelo teatro, televisão, cinema e literatura. Shakespeare é autor de prestigiadas tragédias, como: Hamlet, Rei Lear e Macbeth. 2015
  60. 60. Molière (1622-1673) Foi um dramaturgo francês, além de ator e encenador, considerado um dos mestres da comédia satírica. Teve um papel de destaque na dramaturgia francesa, até então muito dependente da temática da mitologia grega. Em suas peças de teatro, Molière retratou temas do cotidiano com um olhar crítico e satírico. Mostrou o pedantismo dos falsos sábios, a pretensão dos burgueses enriquecidos, a corrupção em diversos setores sociais e as mentiras dos médicos ignorantes. Molière também retratou de forma extraordinária os grandes defeitos e virtudes da alma humana. Comportamentos e sentimentos como inveja, cobiça, orgulho, avareza e arrogância são objetos importantes para a composição de suas obras.
  61. 61. Gil Vicente (1465-1536) É considerado o pai do teatro português, ou mesmo do teatro ibérico, já que também escreveu em castelhano. Além de poeta de renome. Foi, o principal representante da literatura renascentista portuguesa, anterior a Camões, incorporando elementos populares na sua escrita que influenciou, por sua vez, a cultura popular portuguesa. Enquanto homem de teatro, parece ter também desempenhado as tarefas de músico, ator e encenador. A obra vicentina é tida como reflexo da mudança dos tempos e da passagem da Idade Média para o Renascimento, fazendo-se o balanço de uma época onde as hierarquias e a ordem social eram regidas por regras inflexíveis, para uma nova sociedade onde se começa a subverter a ordem instituída, ao questioná-la.
  62. 62. (Karel Dujardins, 1657) Cena do palco improvisado de uma trupe viajante, em contraste com as ruínas romanas idealizadas 2015
  63. 63. Livro do Senai Mario Amato – Educação Artística, História da Arte, Autora Marjori L. Gallo https://pt.khanacademy.org/humanities/renaissance-reformation/early-renaissance1/painting-in-Florence/a/masaccio-holy-trinity http://www.oxfordartonline.com/public/page/themes/renaissanceartandarchitecture www.infoplease.com/encyclopedia/entertainment/renaissance-historical-background.html http://tmsfranceschetto.blogspot.com.br/2009/11/principais-caracteristicas-da-pintura.html https://lilimachado.wordpress.com/2012/05/05/contexto-historico-do-renascimento/ http://www.suapesquisa.com/renascimento/obras_renascentistas.htm http://ronanlobo.blogspot.com.br/2009/09/blog-post.html http://virusdaarte.net/masaccio-a-santissima-trindade/ http://en.wikipedia.org/wiki/Donato_Bramante http://en.wikipedia.org/wiki/Filippo_Brunelleschi http://en.wikipedia.org/wiki/Renaissance_art http://en.wikipedia.org/wiki/The_Renaissance#Art http://pt.wikipedia.org/wiki/Pintura_do_Renascimento http://www.suapesquisa.com/biografias/moliere.htm http://www.infoescola.com/filosofia/antropocentrismo/ http://www.visual-arts-cork.com/renaissance-art.htm http://www.sohistoria.com.br/ef2/renascimento/p1.php Bibliografia 2015
  64. 64. Equipe Giovanne Galdino Hellington Vinicius Matheus Braga Rafael Ribeiro Vitor Farias 1º ano E ETEC Júlio de Mesquita 2015 2015 Slides por: Giovanne Galdino

×