O Orfismo e a filosofia<br /><ul><li> Divisão Cronológica da História Grega
Origem da Concepção Religiosa Grega
Estruturação Religiosa e Política Grega
A Religião Cívica
A Religião de Mistérios
Mistério dos Elêusis
Mistérios Dionisiacos
Mistérios Órficos
 O Orfismo
A Filosofia</li></li></ul><li>
Desenvolvimento religioso grego<br />- Culto Neolítico à fertilidade, Grande-Mãe<br />- Culto da Idade do Bronze à Deusa-M...
Religião cívica<br />- Culto público e não mais privado como na comunidade gentílica;<br />- Construção de Templos (a prin...
A Religião de Mistérios<br /><ul><li> Enfoca a experiência pessoal
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Orfismo E A Filosofia

5.040 visualizações

Publicada em

Apresentação sobre Orfismo e Filosofia.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.040
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
33
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
76
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Orfismo E A Filosofia

  1. 1. O Orfismo e a filosofia<br /><ul><li> Divisão Cronológica da História Grega
  2. 2. Origem da Concepção Religiosa Grega
  3. 3. Estruturação Religiosa e Política Grega
  4. 4. A Religião Cívica
  5. 5. A Religião de Mistérios
  6. 6. Mistério dos Elêusis
  7. 7. Mistérios Dionisiacos
  8. 8. Mistérios Órficos
  9. 9. O Orfismo
  10. 10. A Filosofia</li></li></ul><li>
  11. 11. Desenvolvimento religioso grego<br />- Culto Neolítico à fertilidade, Grande-Mãe<br />- Culto da Idade do Bronze à Deusa-Mãe Minóica (Cretenses e Jônios)<br />- Divindades masculinas dividindo o panteão na civilização Micênica (Aqueus)<br />- Idade das Trevas - Divindades Masculinas com os Dórios<br />- Comunidade Gentílica, culto em volta de Deuses regionais<br />- Estatuto do herói com Homero<br />- Ordem teogônica com Hesíodo<br />- Cidades-Estados e o culto cívico, Pan-Helenismo e culto aos antepassados heróicos<br />- Origem de outras aspirações religiosas (Religiões de Mistérios), algumas integradas ao culto cívico<br />- Orfismo, Elêusis e Dionisismo.<br />
  12. 12. Religião cívica<br />- Culto público e não mais privado como na comunidade gentílica;<br />- Construção de Templos (a princípio aproveitados de antigos templos micênicos);<br />- Instituição de ritos que delimitam o espaço territorial através de percursos e procissões;<br />- Jogos pan-helênicos em honra aos deuses;<br />- Fortalecimento das tradições lendárias antigas, exaltação dos Heróis ;<br />- Reconhecimento comum de todo panteão e ciclos de festas;<br />- O sacrifício ritualístico comum, como forma de consolidar a ordem hierárquica entre o divino e o humano, estabelecendo os estatutos que os diferem.<br />
  13. 13. A Religião de Mistérios<br /><ul><li> Enfoca a experiência pessoal
  14. 14. Tenta um contato direto com a divindade</li></ul>Mistérios mais difundidos<br />- Mistérios de Elêusis (caráter oficial, representa o mito de Deméter e Perséfone, sem experiência teológica, apenas emocional, confirma a separação entre homem e deuses, mas tenta um contato direto com a divindade no além)<br />- Dionisismo (Orgias e arrebatamento, experiência de se sentir como deus através da loucura, embriaguez, num contato com a divindade desde a própria terra)<br />
  15. 15. orfismo<br />Características<br /><ul><li> Concilia o Apolíneo e o Dionisíaco
  16. 16. Tem caráter literário
  17. 17. Quer despertar a divindade da alma humana
  18. 18. Práticas ascéticas
  19. 19. Vida após a morte
  20. 20. Imortalidade da Alma
  21. 21. Transmigração da Alma</li></li></ul><li>orfismo<br />O MITO ÓRFICO<br /><ul><li> Viagem com os Argonautas
  22. 22. Casamento com Eurídice
  23. 23. Perseguição de Eurídice
  24. 24. Morta pela picada de uma serpente
  25. 25. Orfeu a busca no Inferno
  26. 26. Hades e Perséfone concede a volta
  27. 27. Condição de não olhar para traz
  28. 28. Eurídice morre pela segunda vez
  29. 29. Orfeu é despedaçado pelas Mênades
  30. 30. Miséria até que acham a cabeça dele</li></li></ul><li>orfismo<br />Elementos da Doutrina Órfica<br /><ul><li> Teogonia e Cosmogonia (Ovo Primordial)
  31. 31. Não há o Kaos, o mundo é a degenerescência da Unidade
  32. 32. É necessário a volta a unidade pela prática ascética
  33. 33. Assume o mito de Dionísio Zagro
  34. 34. Natureza dupla da alma humana (titânica e dionisíaca)</li></ul>Prática Órfica<br />- Organizavam-se em comunidades<br />- Não comiam carne nem ovos (princípios da vida)<br />- Prática da ascese (mortificação, devoção, meditação)<br />- Catarse rigorosa (por meio de cantos, hinos e litanas)<br />- Defendem a metempsicose (transmigração da alma)<br />- Negam os postulados da religião oficial homérica<br />
  35. 35. A filosofia<br />Pitágoras e os Pitagóricos<br />Semelhanças<br />- Dualismo corpo-alma<br />- Imortalidade da Alma<br />- Transmigração da Alma<br />- Punição no Hades e recompensa no Elísion<br />- Vegetarianismo<br />- Ascetismo e práticas de purificação<br />- Cosmogonia partindo da Unidade<br />
  36. 36. A filosofia<br />Pitágoras e os Pitagóricos<br />Diferenças<br />- Obrigatoriedade de silêncio dos Pitagóricos e submissão dogmática à palavra de seu fundador, enquanto que o Orfismo tinha um caráter aberto e democrático;<br />- Pitagóricos exerciam atividades políticas, fazendo parte de suas atribuições como membros, enquanto que os Órficos se imiscuíram dessas atividades, preocupados com suas salvações individuais;<br />- Pitagóricos eram fechados em seitas do tipo esotéricas, reservadas a uma elite escolhida a dedo. Os Órficos eram mais abertos, embora recrutassem notáveis aos seus quadros;<br />- Pitagóricos se preocupavam com a construção de uma Ciência Total que abarcasse todos os aspectos da vida humana, como arte, matemática, geometria, astronomia, mesmo tendo como base uma ordem mística. Os Órficos só se preocupavam com a dimensão espiritual de suas atividades.<br />
  37. 37. A filosofia<br />Parmênides e Empédocles<br /><ul><li> Ovo Primordial = SER
  38. 38. Ontologia de Parmênides reúne os mesmos elementos teológicos Órficos
  39. 39. A Alma deve sair do não-ser, da mentira, para contemplar a realidade
  40. 40. A Esfera como princípio</li></ul>Em Empédocles, o universo expande-se e contraí-se em ciclos próprios conforme o Amor e o Ódio, transformando-se conforme os arranjos das 4 raízes (água, fogo, ar e água)<br />Para Empédocles é a transmigração da alma em vários nascimentos que a purifica para seu retorno ao SER, a Unidade Primordial<br />
  41. 41. A filosofia<br />Sócrates e Platão<br /><ul><li> A Teoria Platônica é repleta de referências órfico-pitagóricas
  42. 42. A República, Fédon, As Leis, O Banquete e Apologia de Sócrates etc...
  43. 43. Elementos órficos presentes :
  44. 44. Imortalidade da Alma
  45. 45. Transmigração da Alma
  46. 46. Ascese e disciplina
  47. 47. Dualidade corpo-alma
  48. 48. Inovação : Teoria das Reminiscências</li></li></ul><li>Documentos órficos<br />Papiro de Derveni<br />

×